Gigantes de Yokohama: Rádio Colorada apresenta especial dos 15 anos do Mundial

E no Japão, em 17 de dezembro, nós conquistamos a taça do Mundial! Na última sexta-feira (17/12), o Internacional comemorou 15 anos da inesquecível vitória em cima do todo poderoso Barcelona que nos sagrou campeões do Mundial Interclubes. Emissora oficial do Clube do Povo, a Rádio Colorada rememora a maior conquista da história do futebol gaúcho com o especial ‘Gigantes de Yokohama’, ilustrado por entrevistas dos grandes protagonistas do maior dos feitos alvirrubros. Confira!

Sport Club Internacional · Rádio Colorada | ‘Gigantes de Yokohama’, os 15 anos do Mundial do Inter | 17|12
Ficha técnica
Narração: Ernani Campelo, João Callegari e Pedro Pacheco;
Produção: Neudimar do Rocha e Pedro Pacheco;
Sonoplastia e técnica: Neudimar da Rocha;
Arte: Guilherme Borba.

Áudios extraídos do Facebook do Inter, da produção ‘Bastidores de um sonho – o outro lado do título Mundial’ e de transmissões de Rede Globo, SporTV, Rádio Gaúcha, Rádio Guaíba e Rádio Bandeirantes.

“O Célio vai ou estourar essa rede, ou colocar ela na arquibancada!” Relembra Pinga no aniversário de 29 anos da conquista da Copa do Brasil

Há 29 anos, o Inter conquistava a quarta estrela! Em um Beira-Rio completamente lotado, o Clube do Povo superou o Fluminense por 1 a 0, gol de Célio Silva, para erguer a taça da Copa do Brasil de 1992. Zagueiro símbolo da geração campeã nacional, o ídolo Pinga rememorou o título em entrevista concedida para o Programa do Inter, da Rádio Colorada, na noite desta segunda-feira (13/12). Confira a íntegra!

Há 13 anos do título da Sul-Americana, Lauro rememora a conquista em entrevista para a Rádio Colorada

Elenco campeão da Sul-Americana em 2008/Foto: Alexandre Lops

Há exatos 13 anos, na noite de 3 de dezembro de 2008, o Inter conquistou a taça que lhe faltava. Diante de um Beira-Rio tomado por mais de 50 mil sócios e sócias, o Clube do Povo viveu inesquecível noite continental ao longo dos 120 minutos que integraram a final da Sul-Americana. Goleiro do título, à época inédito para o futebol brasileiro, Lauro rememorou o feito em entrevista concedida para a Rádio Colorada nesta sexta-feira (03/12).

No papo com a emissora oficial do Clube do Povo, o goleiro campeão continental rememorou as dificuldades impostas pelo Estudiantes, que venceu os 90 minutos do Beira-Rio por 1 a 0 e exigiu a disputa da prorrogação, comentou a construção do time titular, por muitos tido como um dos melhores da história colorada, e ainda revelou bastidor inédito da campanha, flagrante revelador da confiança exibida pelo elenco.

“Após o jogo na Bombonera, quando a gente foi para a semifinal, existia uma reunião referente à premiação, que seria das semis e da final. E a gente bateu no peito e fez uma proposta um tanto diferente para a diretoria: se fôssemos campeões, ganharíamos premiação. Se não fôssemos, não teria premiação da semifinal. Aquela vitória contra o Boca deixou a gente bastante confiante que seria possível, independente do adversário, vencer.”

Lauro

Lauro ainda compartilhou a preocupação sentida às vésperas de encarar craques como Riquelme, adversário nas quartas de final, e Verón, lembrou dos primeiros passos do ídolo Taison como profissional, e celebrou o recente reencontro com a camisa colorada, ocorrido durante a disputa da Copa Brasil WLegends. Titular na vitória de 2 a 0 do Inter sobre o Grêmio, o goleiro divide, na competição, a responsabilidade de defender a meta vermelha com Hiran, seu ídolo de infância. Confira a íntegra da entrevista:

Especial da Rádio Colorada comemora tricampeonato do Brasileirão Sub-20

Ninguém transmite o Inter mais do que a Rádio Colorada! Testemunha ocular da campanha que levou o Clube do Povo ao terceiro título de Brasileirão Sub-20 na história, a emissora do Inter também participou da festa da conquista, com entrevistas direto do gramado do Morumbi. Confira, agora, o compilado completo da cobertura de mais um feito relevante do Celeiro de Ases!

Raio-X: Inter recebe o Athletico-PR na 32ª rodada do Brasileirão

Inter recebe o Athletico neste sábado/Foto: Ricardo Duarte

Segue a maratona no calendário! A partir das 19h deste sábado (13/11), o Clube do Povo enfrenta o Athletico-PR, no Beira-Rio, em partida da 32ª rodada do Brasileirão 2021. Confira entrevista da Rádio Colorada com Thays Klos, jornalista da Trétis, portal de notícias sobre o Furacão, projetando o duelo. A seguir, confira todas as informações sobre o embate!

Sport Club Internacional · Raio-X #58 | Internacional x Athletico-PR | 13/11

Vem pro Gigante! 🏟️

Ainda existem ingressos à venda para o duelo deste sábado! Fundamental como de costume, o apoio da Maior e Melhor Torcida do Rio Grande já garantiu ao Inter 11 pontos nas cinco rodadas disputadas com público no Beira-Rio. Em busca de mais um resultado positivo diante do povo vermelho, o Colorado conta com a força das arquibancadas para encarar o Athletico-PR. Clique aqui e confirme sua presença no embate!

O Beira-Rio te espera!/Foto: Ricardo Duarte

Transmissão 📻

Emissora oficial do Clube do Povo, a Rádio Colorada estará ao vivo, direto do Beira-Rio, a partir das 17h30 desta quarta-feira. Confira a programação da Mais Vermelha para a 32ª rodada do Brasileirão:

Sábado (13/11)Plataforma
17h30Raio-XInternet e App do Inter
18hPortões AbertosInternet e App do Inter
19hJornada EsportivaInternet e App do Inter
21hVestiário VermelhoInternet e App do Inter
Rádio Colorada transmite o duelo deste sábado/Foto: João Callegari

As redes sociais do Inter acompanharão a partida com relato minuto a minuto enriquecido por imagens dos principais lances do jogo. Siga o Clube do Povo no Twitter, Instagram e Facebook!


Vamo, Inter! 💪

Patrick volta a ficar disponível neste sábado/Foto: Ricardo Duarte

A preparação colorada para o duelo deste final de semana durou apenas dois dias. Após ser superado pelo Juventude, na última quarta-feira (10/11), pelo placar de 2 a 1, o elenco vermelho retornou de Caxias do Sul já na madrugada de quinta-feira. Horas depois, os trabalhos foram iniciados no CT Parque Gigante, palco que também sediou atividades na tarde desta sexta, responsáveis por encaminhar os titulares do embate diante do Furacão.

Aguirre terá retornos e baixas para escalar o time/Foto: Ricardo Duarte

Em relação aos atletas disponíveis para o embate no Jaconi, Aguirre contará com três retornos no Beira-Rio. Liberados após cumprir suspensão, o primeiro em consequência de expulsão no Gre-Nal e o segundo por acúmulo de cartões, Patrick e Saravia acompanham Moisés, plenamente recuperado de lesão muscular na coxa, na nominata concentrada desde a noite de sexta.

Por outro lado, a lista de desfalques também recebeu acréscimos. Enquanto Taison segue em recuperação de luxação no ombro, Boschilia ficou de fora dos concentrados para realizar trabalho de equilibro muscular, e Yuri cumprirá suspensão pelo terceiro amarelo. Já na manhã deste sábado, Gustavo Maia foi cortado do jogo por uma gastroenterite, completando as baixas.

Convocado para a Seleção, Edenilson irá a campo contra o Athletico/Foto: Ricardo Duarte

Outros destaques na lista de relacionados são Edenilson, atleta convocado para a Seleção Brasileira na última sexta, mas que integrará o elenco canarinho somente a partir domingo e, portanto, não desfalcará o Inter no Gigante; e Nicolas. Atacante do Celeiro de Ases, o jovem de 20 anos foi chamado para o lugar de Maia em reconhecimento ao bom momento que vive no Brasileirão Sub-20, comprovado nos três gols decisivos que marcou no encerramento da primeira fase da competição.

Relacionados

Goleiros:
Emerson Jr,
Marcelo Lomba;

Laterais-direito
Heitor,
Saravia;

Zagueiros:
Bruno Méndez,
Gabriel Mercado,
Kaique Rocha,
Victor Cuesta,
Zé Gabriel;

Laterais-esquerdo:
Moisés,
Paulo Victor;

Meio-campista
Edenilson,
Johnny,
Mauricio,
Patrick,
Rodrigo Dourado,
Rodrigo Lindoso;

Atacante:
Caio Vidal,
Matheus Cadorini,
Nicolas,
Palacios;
Nicolas (C) brilhou na reta final do Brasileirão Sub-20/Foto: Jota Finkler

Além de marcar o encerramento da preparação colorada, a sexta-feira também contou com entrevista exclusiva de Moisés para o Canal do Inter. Na conversa, o jogador analisou o duelo diante do Athletico-PR, fazendo questão de destacar a relevância desse dentro da reta final do campeonato colorado, e ressaltou o papel que o apoio das arquibancadas pode desempenhar contra o Furacão.

“É um jogo muito importante para a gente. Estamos em busca da Libertadores, sabemos da qualidade do adversário, e nos preparamos bem a semana toda. Chegamos de um resultado adverso, mas nosso time é muito forte dentro de casa, onde já temos 10 jogos sem perder, e vamos tentar continuar ao máximo com essa invencibilidade e buscar um resultado positivo.”

Moisés

Moisés ofereceu verdadeiro exemplo de devoção à camisa colorada neste início de mês de novembro. Após ter constatada, na semana retrasada, lesão muscular de grau dois na coxa esquerda, o defensor atingiu recuperação recorde para, em apenas sete dias, ficar disponível para o Gre-Nal 434. Titular no clássico, o lateral foi preservado da viagem ao Jaconi para concluir o tratamento da injúria. Agora, ele toma a própria dedicação como exemplo do que o grupo deve apresentar na luta pelo G6.

“Eu tive uma lesão de grau dois no adutor, e seria muito difícil eu jogar, mas tive uma conversa com o professor e com todo o Departamento Médico. Queria muito estar no clássico e, graças a Deus, que me dá saúde, e a todo o trabalho feito pelo DM e fisioterapeutas, deu tudo certo. Me cuidei bem, também, e consegui estar apto. Sabemos que está na reta final, todo mundo tem que jogar, e isso mostra a força do grupo, pois todos querem ajudar.

Moisés

Jogo de seis pontos 📊

Inter e Athletico-PR estão separados por apenas três pontos na tabela. Uma vitória sobre o rival, portanto, pode, além de manter o Clube do Povo, atual sétimo, na luta pelo G6 do Brasileirão, frear o ímpeto de rival igualmente interessado em vaga na Libertadores do próximo ano. Quem também vai a campo neste sábado é o Corinthians. Sexto colocado com 47 pontos (três a mais do que os comandados de Aguirre), o adversário, acompanhado com grande atenção pelo Colorado, recebe o Cuiabá, às 21h, na Neo Química Arena. Confira a classificação do país:

Inter quer vaga no G6/Foto: Ricardo Duarte
PJVEDGPGCSG
4 – Fortaleza49311471040346
5 – Red Bull Bragantino493212137473710
6 – Corinthians47311211832293
7 – Internacional44311111939336
8 – Fluminense4231119112932-3
9 – Athletico-PR4131125143840-2
10 – América-MG41311011103233-1
Colorado luta por vaga na Libertadores/Foto: Ricardo Duarte

Arbitragem 👨‍⚖️

Ramon Abatti Abel apita, auxiliado por Kleber Lucio Gil e Henrique Neu Ribeiro, trio catarinense. Quarto árbitro: Francisco Soares Dias, do Rio Grande do Sul. VAR: Rodrigo Dalonso Ferreira, também de Santa Catarina.


Rival 🆚

Furacão desembarcou em Porto Alegre na sexta-feira/Foto: Gustavo Oliveira

Fosse disputado há duas rodadas, o confronto deste sábado envolveria um Athletico-PR ameaçado pela luta contra o rebaixamento. Desde então, porém, a equipe de Alberto Valentim conquistou uma dupla de vitórias que a afastou do Z4. Agora, o rival chega a Porto Alegre de olho na luta por vaga na Libertadores, mas especialmente focado nas finais de Sul-Americana, prevista para o próximo final de semana, e Copa do Brasil, que ocorrerá em dezembro.

“Eu esperava uma temporada de 2021 mais tranquila do que foi 2020, mas não foi bem assim. Chegou até a assustar, com proximidade de zona do rebaixamento, mas, no fim, estamos chegando a duas finais de Copa. O Athletico voltou todas atenções às finais, para garantir vaga na Libertadores com um título – quem sabe dois. No Brasileirão, a gente teve um começo muito bom, que ajudou a sustentar na maior parte do Campeonato. Foi só agora que tinha começado a complicar.”

Thays Klos
Alberto Valentim comanda o Furacão/Foto: José Tramontin

Muito da crescente rubro-negra passa pela boa fase do ataque atleticano. Nas última três partidas que disputou pelo Brasileirão, o rival marcou seis gols, amostragem construída graças, especialmente, a Renato Kayzer e Nikão. O primeiro, centroavante, anotou dois tentos no período, enquanto o companheiro ofereceu três assistências. Junto do uruguaio Terans, a dupla corresponde à grande parte do poder de fogo do Furacão.

“O Terans foi o principal reforço, e que bom que ele e o Nikão se dão tão bem. Pena que ele não chegou antes para terem mais tempo juntos. É uma dupla mágica. Na frente, o Babi seria o grande candidato a titular. O Kayzer viveu momento de jejum, chegou a ser substituído em alguns jogos, até que, finalmente, conseguiu fazer gols. Até chorou, teve seu momento de desabafo, e achou o caminho das redes. Precisava dar aquela aliviada na pressão.”

Thays Klos
Kayzer vive momento artilheiro/Foto: Gustavo Olievira

O desempenho da defesa também melhorou nas últimas partidas. Contratado no início de outubro, Alberto Valentim substituiu o português António Oliveira na casamata rubro-negra, que chegou a ser ocupada, no intervalo entre a saída de um e chegada do outro, por Paulo Autuori. Sob o comando do atual treinador, o colombiano Nico Hernández cresceu a ponto de virar titular e ratificar a importância do esquema com três zagueiros para o funcionamento do time paranaense.

“O time já jogou com dois zagueiros, mas se encontra melhor quando atua com três. O Nico chegou aqui e não estava sendo muito utilizado. Dá pra dizer que foi um mérito do Valentim. E, no jogo contra o Flamengo, a gente até brincou que ele alugou um condomínio inteiro na cabeça do Bruno Henrique – e tem que ser assim! Jogo mata-mata.”

Thays Klos
Nico (E) superou Zé Ivaldo (D) na luta pela titularidade/Foto: Gustavo Oliveira

Apesar da proximidade da final continental, o Athletico-PR não preservou jogadores na lista de relacionados para a jornada no Beira-Rio. Abner, suspenso, Canesin, com dores no tornozelo, e Erick, lesionado, são as únicas baixas no time de Alberto Valentim, que deve enfrentar o Inter com Santos; Pedro Henrique, Thiago Heleno e Nico; Marcinho, Christian, Cittadini e Pedrinho; Nikão, Kayzer e Terans.


Protocolos 😷

Torcida poderá acessar o pátio do Gigante por quatro portais/Foto: Ricardo Duarte

A partida deste sábado será a segunda disputada pelo Inter no Beira-Rio após a flexibilização no decreto estadual que regula a presença de público nos estádios. Apto a receber 50% de sua capacidade – assim como no Gre-Nal -, o Gigante tornará a conviver com rígidos protocolos, adotados desde a chegada da torcida à casa colorada. Quatro portais serão ofertados para acesso ao pátio, localizados no Gigantinho, no Letreiro/Estátua, no Sunset e no Edifício Garagem.

Os portais correspondem à primeira etapa de entrada no Estádio, sucedida pelas tradicionais catracas. No momento do acesso, o torcedor e a torcedora deverão portar documento de identificação com foto, comprovante de vacinação oficial e o E-Ticket gerado a partir da compra/reserva de ingresso. Dentro do Gigante, o público deverá respeitar o distanciamento indicado e permanecer de máscara.

Uso de máscara é obrigatório no Beira/Foto: Ricardo Duarte

Retrospecto 📖

No Beira-Rio, Inter e Athletico-PR se encontrarão pela 73ª vez na história. Até aqui, o Colorado leva vantagem no retrospecto do confronto, com 29 vitórias contra 22 do rival. Vazado pelo Furacão em 81 ocasiões, o Clube do Povo já balançou 102 vezes as redes paranaenses.

Inter leva a melhor no retrospecto do confronto/Foto: Ricardo Duarte

Pós-jogo | “Gre-Nais se jogam assim, como finais”, define Aguirre na coletiva deste sábado

Sábado foi de muita festa no Beira-Rio/Foto: Ricardo Duarte

O Gre-Nal 434 custará a sair da memória do povo colorado. Na data em que o Beira-Rio voltou a receber 50% de sua capacidade de público, mais de 25 mil pessoas empurraram o Inter rumo à vitória de 1 a 0, garantida através de bonito testaço do ídolo Taison. Após o jogo, Diego Aguirre e Alessandro Barcellos repercutiram, em entrevista coletiva, a importância do triunfo em cima do maior rival, além de destacar os méritos de atletas e torcida na catártica noite deste sábado (06/11).

Primeiro a falar, o uruguaio, que soma duas vitórias e três empates nos cinco clássicos que já disputou à frente da casamata colorada, fez questão de externar o orgulho sentido com a atitude apresentada pelo grupo dentro de campo. Intenso do primeiro ao último minuto, o Inter entregou tudo que um Gre-Nal exige, e foi recompensado com três pontos fundamentais na luta por vaga na Libertadores de 2021.

“Primeira coisa: são três pontos muito importantes para o nosso objetivo de classificar para a Libertadores. Tínhamos que ganhar hoje, era sim ou sim. Além disso, Gre-Nais se jogam assim, como finais. Não se pode preparar de outra forma. Eu senti orgulho dos meus jogadores, da sua entrega, atitude, coragem. Foi um prazer ver o Beira-Rio outra vez com torcida. Lembro de coisas. Agora, temos que cuidar esse momento, continuar trabalhando e acabar o ano com o nosso objetivo.”

Diego Aguirre
Aguirre segue invicto em Gre-Nais à frente do Inter/Foto: Ricardo Duarte

A 158ª vitória colorada em Gre-Nais começou a ser construída muito antes da noite de sábado. Livre para trabalhar com o grupo, Aguirre aproveitou ao máximo a semana de véspera do clássico, planejada nos mínimos detalhes pelo Departamento de Futebol do Internacional. A recompensa do trabalho realizado entre segunda e sexta passadas, como ressaltou o técnico, merece ser comemorada por todo o Clube ao longo do final de semana.

Foto: Ricardo Duarte

“O planejamento para esse jogo foi muito bem feito. Todo o Clube fez um bom trabalho, começando pela diretoria. O pessoal estava mentalizado para chegar ao Gre-Nal em 100%. No último jogo, eu não poupei ninguém. Os jogadores que não jogaram tinham problemas físicos, o que é bom esclarecer agora. A vitória é de todos, é do Clube, do Inter. É um bom momento para comemorar.”

Diego Aguirre

Aguirre também confidenciou bastidor que dividiu com Moisés ao longo dos últimos dias para simbolizar o esforço do grupo de atletas. Lateral-esquerdo de grande atuação no Gre-Nal, o defensor sofrera, na semana passada, lesão que, inicialmente, o afastaria dos gramados por 14 dias. Logo nas primeiras horas que sucederam a injúria, porém, o atleta fez questão de garantir para seu comandante que faria de tudo para estar disponível no clássico. Em campo, o camisa 20 jogou em alto nível durante os 90 minutos.

Foto: Ricardo Duarte

“Quando se machucou, e os médicos falavam de duas semanas, o Moisés, no primeiro dia, me chamou: “não me tire do jogo. Espere até o último dia.” E eu disse que conversaríamos na sexta. Hoje, foi um jogador fundamental. Importantíssimo, que emocionava por como jogou. Muita coisa vai mudando, e o Inter está em uma fase positiva. É momento de felicidade, que quero compartilhar com todos os torcedores, que estão merecendo.”

Diego Aguirre

Por fim, o comandante alvirrubro ainda projetou os reflexos que o triunfo em cima do maior rival oferecerá ao elenco vermelho. Protagonista, quando jogador, no Gre-Nal do Século, Aguirre sabe que a maior rivalidade do país, há décadas definida como um campeonato à parte, lega diversos aprendizados à equipe vencedora de cada um de seus capítulos. Agora, o maior desdobramento, de acordo com o charrua, será a reinjeção de ânimo e força na moral dos atletas.

“Quando você ganha um clássico, sempre se fortalece. Era necessário, o Inter estava precisando dessa vitória, a torcida, nós, os jogadores. Todos. Agora, temos que continuar evoluindo para fechar o ano onde queremos. Hoje, o time entrou para vencer. Estivemos concentrados, organizados, com uma atitude muito boa, e merecemos a vitória.”

Diego Aguirre
Inter sai fortalecido para a sequência do Brasileiro/Foto: Ricardo Duarte

Logo após a entrevista de Aguirre, Alessandro Barcellos assumiu os microfones da sala de coletivas do Beira-Rio. Consciente do significado da vitória para a instituição, o presidente iniciou sua fala à imprensa com um justo agradecimento a todos os envolvidos no triunfo vermelho. Da torcida aos jogadores, o mandatário elencou os pilares que levaram o Inter aos 44 pontos no Brasileirão.

Foto: Ricardo Duarte

“Hoje, eu precisava falar aqui para agradecer. Agradecer essa torcida maravilhosa, que fez a sua parte, voltou ao Beira-Rio e fez a diferença. Essa vitória foi para todos eles. Também agradecer a direção como um todo, o Departamento de Futebol, capitaneado pelo Emílio Papaléo e pelo Paulo Bracks, o Departamento Médico, a comissão técnica e os jogadores. Deles, principalmente dois grupos. Aqueles que se recuperaram de lesões para estar em campo, e aqueles que, durante um certo período, sofreram com rotulações injustas.”

Alessandro Barcellos

Como não poderia deixar de ser, o 1 a 0 no clássico foi intensamente comemorado depois do apito final. Dentro de campo, jogadores, comissão e diretoria festejaram com a Maior e Melhor Torcida do Rio Grande, comprovando a tradicional sinergia que reside no 891 da Padre Cacique, templo capaz de transformar gramado e cimento em um só. O sentimento de regozijo ostentado no rosto de cada colorado e colorada foi igualmente celebrado por Alessandro Barcellos.

“A gente não fica falando muito. Mas não tem que falar, tem que trabalhar. E aqui a gente trabalha. Isso é que faz a diferença. Nosso trabalho é produzir vitórias e títulos. Nesse caso específico, poder dar alegrias à torcida em uma rivalidade que é única no país – e que poucas no mundo têm tamanha dimensão. O torcedor está feliz, e ficamos felizes por isso. Aqui tem sangue. Todo mundo quer ganhar, e não falta vontade, dedicação ou trabalho.”

Alessandro Barcellos
Após o jogo, presidente festejou no gramano do Beira-Rio/Foto: Ricardo Duarte

Dona da jornada mais vermelha do planeta bola, a Rádio Colorada ofereceu, como de costume, uma transmissão legitimamente torcedora aos seus ouvintes. Mais de uma hora depois do jogo, a emissora oficial do Clube do Povo conversou, de maneira exclusiva, com o vice-presidente de Futebol do Internacional. Confira, abaixo, a íntegra da entrevista de Emílio Papaléo Zin ao Vestiário Vermelho!

“Hoje, ganhou o Clube. Foi uma daquelas partidas em que todos jogaram bem. O treinador está de parabéns, a comissão técnica, os médicos. Todos. É um dia de festa para o torcedor colorado, que fez o seu papel. Foi muito bacana, depois de muito tempo, ver o torcedor em grande número. Precisávamos da vitória, e o Internacional concedeu a possibilidade de que sua torcida fosse feliz para casa. Devem estar todos pela rua, e que coisa boa. É sempre bom ganhar Gre-Nal!”

Emílio Papaléo Zin
Sport Club Internacional · Rádio Colorada | Entrevista exclusiva de Emílio Papaléo Zin após o Gre-Nal 434 | 06/11

O domingo (07/11) já batia à porta quando os craques das quatro linhas deixaram o vestiário do Beira-Rio rumo ao merecido descanso. Antes de partir para casa, contudo, três atletas conversaram com as mídias sociais do Inter. Em comum, Mercado, Bruno Méndez e Taison reconheceram o apoio da torcida, além de compartilhar suas respectivas impressões acerca do primeiro Gre-Nal disputado com público em quase 20 meses. Assista às falas!

“Primeiramente, agradecer a torcida, que veio e lotou o nosso Beira-Rio. Essa vitória é de todos vocês, dos meus companheiros, que lutaram muito na semana para conseguir esse resultado positivo. Estou muito feliz. Desejo esse gol para minha mãe, meu pai. Minha família, que está sempre comigo, me acompanhando no dia a dia e sabe o que eu sofro. Também desejar ao D’Alessandro, que me ligou hoje pela tarde me desejando boa sorte. Vamo, Inter!”

Taison

“Estou muito feliz por ganhar o clássico, meu primeiro Gre-Nal no Beira-Rio. Queremos dedicar à torcida, que hoje nos apoiou e brigou com a gente. O triunfo é para eles. Agora, temos que seguir assim, porque nosso objetivo é entrar na Libertadores. No próximo jogo, contra o Juventude, temos que ganhar.”

Taison

“Vitória clássica e mais três pontos para brigar pela Libertadores. Acho que, pelo que trabalhamos, merecíamos demais. É um mimo, um carinho para a torcida, para que possa aproveitar o final de semana. Os torcedores são um jogador a mais, jogaram com a gente. Graças a eles, também, ganhamos aqui em casa.”

Bruno Méndez

O Clube do Povo retomará os trabalhos no CT Parque Gigante na manhã da próxima segunda-feira (08/11). Na terça, o grupo já encerra os preparativos para a 31ª rodada do Brasileirão, que será disputada a partir das 21h30 de quarta (10/11), no Alfredo Jaconi, diante do Juventude. Pra cima deles, meu Inter!

Quarta-feira tem mais!/Foto: Ricardo Duarte

Ouça o gol de Taison na narração da Rádio Colorada

Sport Club Internacional · Rádio Colorada | Gol: Internacional 1 x 0 Grêmio | 06/11/2021

Camisa 10 às costas, faixa de capitão no braço. Taison não marcou o gol da vitória colorada no Gre-Nal 434 sozinho. Junto dele, diversos ídolos da história alvirrubra desviaram para as redes o excelente cruzamento de Edenilson, aos 39 do primeiro tempo, e marcaram o solitário gol da festiva noite do povo vermelho. Confira a narração da Rádio Colorada, emissora oficial do Internacional, para o tento que fez vibrar o Beira-Rio!

Em entrevista para a Rádio Colorada, Victor Grunberg tira dúvidas sobre o aumento do público no Beira-Rio

O Gre-Nal 434 estabelecerá o novo recorde de público do Beira-Rio após o retorno da Maior e Melhor Torcida do Rio Grande às arquibancadas da casa vermelha. Atendendo a decreto do governo gaúcho, o Gigante poderá receber até 50% de sua capacidade no clássico deste sábado, o que totaliza cerca de 25 mil pessoas. Com o objetivo de esclarecer potenciais dúvidas de colorados acerca da novidade, o vice-presidente de Patrimônio e Administração alvirrubro, Victor Grunberg, participou do Programa do Inter, noticiário da Rádio Colorada, desta sexta-feira (05/11). Confira a íntegra:

Sport Club Internacional · Rádio Colorada | Victor Grunberg esclarece dúvidas sobre aumento do público no Gigante | 05/11

De imediato, Victor elucidou os ritos adotados até a mudança no decreto estadual. O aumento da capacidade permitida nos estádios foi decretado pelo governo gaúcho em decorrência das constantes reuniões realizadas entre o poder público e representantes dos clubes do Rio Grande do Sul, e reconhece a qualidade dos protocolos adotados pelo Colorado.

“A liberação de presença e percentual de público não é o Clube quem define. É o governador, com o gabinete de crise. A Federação Gaúcha e os outros clubes que disputam a Série A têm participado de reuniões semanais e, vou ser muito sincero, acho que a gente tem sido um exemplo. Assim como a gente construiu de 30% para 50%, estamos pleiteando, para o ano que vem, os 100%, sempre acompanhando o avanço da vacinação na segunda dose, que é um fator muito importante.”

Victor Grunberg
Torcida colorada convive com rígidos protocolos desde o retorno ao Beira-Rio/Foto: Felipe Bortoluzzi

Exatamente a respeito dos protocolos, Victor destacou as poucas mudanças que precisarão ser adotadas pelo Inter. As novidades mais impactantes na rotina colorada, como o acesso em duas etapas ao Estádio, dividido entre os portais de entrada no Pátio e as próprias catracas, são um exemplo de rotina que será mantida neste sábado. Por outro lado, grupos de até seis pessoas poderão assistir à partida juntos – o dobro do anteriormente permitido.

“As mudanças, em aspectos operacionais, são pequenas. O governo tinha liberado 30% de presença de público. Agora, temos liberação para 50%. Antes, podiam se reunir grupos de até três pessoas. Agora, são seis. Pessoal está organizando as fitas de isolamento. E faço o reforço: ocorrem duas verificações. Uma, para entrar no perímetro do Estádio, nos portais, e, depois, nas catracas. Na primeira, também se avalia a questão da carteira de vacinação, e convocamos o torcedor para chegar o mais cedo o possível.”

Victor Grunberg
Antes, até três pessoas podiam assistir ao jogo juntas/Foto: Ricardo Duarte

O dirigente colorado fez questão de reforçar a importância de que a torcida chegue antecedência para o clássico do Beira-Rio. Os portões do Estádio, como de costume desde o retorno do público, serão abertos três horas antes do apito inicial, e os bares localizados no pátio estarão operando, dentro dos protocolos exigidos, para atender da melhor maneira aqueles que superarem a primeira barreira de acesso Gigante.

Os portões abrem com três horas de antecedência, e a questão dos bares internos, que me questionam bastante, estarão à disposição. Abertos, seguindo os protocolos de restaurantes e bares daqui do Rio Grande do Sul. Normalmente, quem chega em cima da hora fica na fila. Nesse jogo, em que além da carteirinha, se cobra o E-Ticket, que tem que ser nominal, e a verificação da carteira de vacinação, gera um pouco de fila. Então, quem puder, vai chegando, e vamos respeitar o regramento. Nossa expectativa está lá em cima!”

Victor Grunberg
Chegue cedo ao Gigante!/Foto: Ricardo Duarte

A respeito dos portais de acesso, Victor ressaltou que são quatro as entradas ofertadas à torcida. Dessas, as localizadas no Edifício Garagem e no Sunset têm convivido com poucas filas, e são aconselhadas para quem busca maior velocidade no momento de entrar no Estádio. Quaisquer mudanças, vale lembrar, são constantemente informadas pelos colaboradores do Clube do Povo, que acompanham em tempo real o comportamento do público nas cercanias do Gigante.

“A gente tem acessos na Estátua do Fernandão/Letreiro, no Gigantinho, no Sunset e no Edifício Garagem. Tem formado bastante fila na altura do Letreiro, e a fila é menor no Edifício e no Sunset. Recomendo ao torcedor que use essas entradas. Temos pessoas com megafone fazendo essas indicações, porque a nossa equipe está sempre assistindo às câmeras e vendo o que acontece no pátio e no complexo.”

Victor Grunberg
Portal localizado na altura do letreiro tem concentrado filas

Praticamente inexistem lugares à venda para o Gre-Nal 434. As entradas para o clássico foram comercializadas seguindo o novo ritual de serviço de jogo para partidas no Gigante, através do qual o Clube do Povo disponibiliza uma determinada carga de ingressos para cada grupo de categorias de sócios e sócias. Os critérios adotados pelo Inter no processo de segmentação da massa associativa também foram apresentados por Victor na entrevista para a Rádio Colorada.

“Nós pegamos os dados de 2018 e 2019, avaliamos a assiduidade das categorias e tentamos fazer proporcional. Existem diversas modalidades, e as segmentamos em quatro grupos. O primeiro nem precisaria fazer Check-In. O segundo, sim. Já o grupo três compra ingresso com desconto, enquanto o quarto paga ingresso cheio, mas com preferência – o Nada Vai Nos Separar -, e também tem a Academia do Povo, para a qual destinamos a mesma quantidade de lugares de antes da pandemia. Pelas métricas, tentamos trazer o Beira-Rio mais próximo do que a gente tinha na normalidade.”

Confira como foi a festa do Celeiro após a classificação para as semis nacionais

Domingo passado entrou para a história do Celeiro de Ases/Foto: Jota Finkler

A temporada 2021 já está na história do Celeiro de Ases! Após avançar às quartas de final pela primeira vez no atual formato do Brasileirão Sub-20, a categoria júnior do Clube do Povo conquistou uma épica classificação para as semis do país no último domingo (24/10), quando superou cenário adverso para empatar em 3 a 3 com o Palmeiras, no Allianz Parque, e chegar ao agregado de 5 a 4 no duelo eliminatório. Garantida a vaga, os juniores fizeram justa festa no palco paulista, comemoração devidamente registrada pela Rádio Colorada!

Alisson abriu a conta em São Paulo/Foto: Jota Finkler

Em vantagem na abertura dos 90 minutos de encerramento das quartas de final após importante vitória atingida na partida de ida contra o Palmeiras, disputada no CT de Alvorada e encerrada com o placar de 2 a 1, o Celeiro bem que iludiu a torcida no início do duelo de volta. Afinal de contas, logo aos 22 o Clube do Povo abriu o placar com Allison e deu a entender que a vaga seria confirmada sem maiores emoções. A entrevista concedida pelo artilheiro após o jogo, todavia, deixa evidente a tensão que envolveu o embate.

“Eu sou um colorado fanático!

Amo esse Clube!”

Allison

Foi pouco depois do gol colorado que o Palmeiras mostrou que a manhã nada teria de simples para o Clube do Povo. Primeiro, aos 33, Jonathan empatou para os donos da casa. Já nos acréscimos, Gabriel Silva virou, enquanto Kevin, segundos após o reinício do confronto, virou o placar agregado para os palestrinos. Precisando de um gol para levar a decisão aos pênaltis, a comissão técnica de Leonardo Martins e João Miguel ousou nas trocas e jogou o Inter para a frente, demonstrando sua enorme confiança em um grupo talhado para ser protagonista.

“Uma coisa que a gente trabalha muito com os atletas é que, quando eles vestem a camisa e entram em campo, eles têm que representar o nosso torcedor. Aqui é garra, raça, jogo de futebol e acreditar até o final.”

João Miguel
A entrevista de João Miguel no pós-jogo da Rádio Colorada

“O que eu posso dizer é que não é só futebol. O grupo começa a entender que só o futebol até é legal, mas eles estão aprendendo a ter uma união, um grupo de guerreiros. O atleta da base que sobe sabendo representar a camisa colorada!”

Leonardo Martins
Rádio Colorada também conversou com Leonardo Martins
João Miguel (E) e Leonardo Martins (C)/Foto: João Callegari

Curiosamente, a primeira das trocas realizadas pela comissão teve como foco o sistema defensivo. De modo a neutralizar as ofensivas rivais pelo corredor direito de ataque, João Felix entrou na lateral-esquerda, ao passo que Thauan Lara foi deslocado para a ponta. Importante no roteiro do embate, o defensor substituto ressaltou a força do elenco para os microfones alvirrubros.

Vamos jogar até o final, com raça.

Quem entra, precisa estar ligado para manter!

João Felix
João Felix falou ao vivo na Mais Vermelha

Matheus Dias marcou o segundo do Inter no Allianz Parque/Foto: Jota Finkler

Objetivamente, as trocas surtiram efeito a partir do minuto 31 da etapa final. À vontade para municiar o ataque vermelho, Thauan Lara assumiu a responsabilidade de cobrar falta pela direita da intermediária ofensiva do Clube do Povo. Aberto, o cruzamento encontrou o pé de Matheus Dias, que mostrou oportunismo para descontar e, acima de tudo, atestar a reconhecida capacidade do Celeiro de Ases.

Sabíamos que ia ser um jogo difícil,

mas a gente também sabia do que era capaz.”

Matheus Dias
Lucca carimbou a vaga colorada/Foto: Jota Finkler

O terceiro do Inter foi marcado pelo humilde Lucca. Uma das peças enviadas a campo após o 3 a 1 paulista, o atacante marcou gol de um legítimo camisa nove para garantir a vaga colorada. Após mais uma assistência de Thauan Lara, que invadiu a área rival pela esquerda e cruzou a centímetros da linha de fundo, o predestinado goleador acertou cabeceio indefensável para nocautear por completo o time da casa. Após o jogo, o dono do testaço compartilhou os méritos do feito com todo o grupo.

“Batalhamos muito,

esse grupo é muito vitorioso”

Lucca

Capitão dos juniores, Lucas Vital foi outro a repercutir o feito inédito da base colorada. Em breves palavras, o primeiro volante do time de Leonardo Martins e João Miguel, visivelmente emocionado, definiu a conquista como um símbolo da essência do Internacional, além de destacar a contínua ambição do Celeiro, que agora segue determinado em busca da vaga na decisão do Campeonato Brasileiro.

“Isso é Inter! A gente tem que se impor contra qualquer time.

Vestimos uma camisa muito grande.”

Lucas Vital
A euforia de Luca Vital com a Colorada!

Por fim, quem também conversou com a Mais Vermelha foi Luiz Caldas Milano Júnior. O diretor da categoria Sub-20 do Clube do Povo destinou aos atletas todos os créditos pela conquista, mas fez questão de revelar seu lado torcedor, que comemorava efusivamente a significativa jornada vermelha em palco alviverde.

Quem tem que fazer a festa são os meninos.

Os protagonistas são eles.

Mas a gente fica feliz,

porque é torcedor, e a nossa camisa é gigante!

Luiz Caldas Milano Júnior
Confira a entrevista do diretor colorado para a emissora oficial do Clube do Povo
Domingo começa a luta por vaga na decisão/Foto: Jota Finkler

A participação colorada no Campeonato Brasileiro Sub-20 será continuada no próximo domingo (31/10). No CT de Alvorada, o Celeiro de Ases recebe o Atlético-MG, em confronto previsto para as 16h, na disputa dos primeiros 90 minutos das semifinais do torneio. A vaga será decidida no final de semana seguinte, com mando mineiro. Pra cima, gurizada!

Resenha Colorada com Victor Grunberg

O sentimento e o endereço de sempre, mas com uma nova rotina. Neste domingo, a Maior e Melhor Torcida do Rio Grande retorna ao Beira-Rio após 19 de meses de ausência, e a Rádio Colorada convidou Victor Grunberg, vice-presidente de Patrimônio e Administração do Internacional, para a nova edição do Resenha Colorada, podcast da Rádio Colorada. Confira o papo com o dirigente, que explicou todos os protocolos que serão adotados no reencontro entre Clube e povo!