Bastidores da despedida das Gurias do Brasileirão A1

Queríamos mais. A obsessão de quem vive o Inter é o topo, e chegamos perto dele. Mas a dedicação das nossas guerreiras merece ser lembrada. Mais do que honrar nossa história, elas a ampliaram. Assim, seguirão. E estaremos juntos nesta caminhada! Confira os Bastidores da partida que encerrou a melhor campanha já construída pelo futebol gaúcho no Brasileirão Feminino!

Gurias se despedem do Brasileirão A1

Fotos: DVG/CBF

As Gurias Coloradas disputaram a partida de volta das semifinais do Brasileirão A1 na manhã deste domingo (05/09), no Allianz Parque, diante do Palmeiras. Superadas por 1 a 0 na ida, as atletas do Clube do Povo saíram em desvantagem em São Paulo, chegaram ao gol de empate, mas, após expulsão aos 17 do segundo tempo, sucumbiram pelo placar de 4 a 1.

Com o resultado, as Gurias encerram a melhor campanha da história do Rio Grande do Sul no Brasileirão Feminino. Semifinalista de maneira inédita, o Clube do Povo garantiu vaga na Supercopa do Brasil, que será disputada pela primeira vez na próxima temporada. O retorno aos gramados, porém, ocorre muito antes. No dia 19 de setembro, o Inter estreia no Gauchão de 2021!


Duro golpe no começo

Os primeiros cinco minutos de jogo apresentaram roteiro promissor para as Gurias, que encaixavam uma agressiva pressão no campo ofensivo, capaz de causar desconforto à saída de bola palestrina. Assim que armou um escape, porém, o time da casa abriu o placar. Aos seis, Bianchi lançou Chú, que tirou o zero do escore em duro golpe para as pretensões coloradas.

O jogo correu com domínio rival até os 30 minutos, quando Djeni recolocou o Inter na partida. Da altura da meia-lua, a camisa oito cobrou falta com enorme violência, e só não empatou devido à milagre de Jully. Logo depois, quem assustou foi Ximena, também parada pela goleira, importante para garantir a manutenção da vantagem paulista até o intervalo.


Gurias lutam, mas vaga escapa

As Gurias retornaram melhores do vestiário. A partir das entradas de Fabi Simões e Mileninha, o Clube do Povo recuperou o protagonismo do jogo e voltou a martelar o Palmeiras. O bom momento era merecedor do empate, que chegou aos 15, quando Milena recebeu lindo passe de Shashá e finalizou sem problemas na saída de Jully.

O gol foi um divisor de águas no roteiro da partida. Infelizmente, não como a Maior e Melhor Torcida do Rio Grande esperava. Logo depois do tento, Sorriso precisou impedir que Chú invadisse a área em velocidade, e recebeu o vermelho por isso. Em desvantagem, as Gurias não abdicaram de jogar, mas passaram a oferecer mais espaços, devidamente aproveitados pelo Palmeiras, que marcaria mais três antes do apito final.


Primeiro tempo

0min – UUUUUUH! Leidi escapa pelo corredor direito e cruza aberto. Wendy, entre as zagueiras, desvia tentando encobrir Jully, mas a goleira encaixa.

6min – Chú é lançada na direita da grande área colorada e, em velocidade, finaliza na saída de Vivi. Palmeiras na frente.

18min – Palmeiras escapa pela ponta direita. Calderan levanta na segunda trave para Carol Baiana, que desvia de cabeça. A bola explode nas costas de Leidi e retorna para a área, onde Bianchi tenta o arremate, mas é travada por Sorriso.

27min – Isa leva o amarelo por falta no campo ofensivo.

31min – UUUUUUUUUUH! Djeni, na meia-lua da área adversária, cobra falta com enorme veneno. A bola desvia em Leidi e toma o endereço do ângulo, mas Jully voa para espalmar.

33min – Encaixa, Jully! Ximena fica com a sobra de bate-rebate na área palestrina e emenda de primeira. Goleira rival defende sem rebote.

36min – MILAAAAAAAAGRE! Maria Alves recebe na direita da área colorada, corta a marcação e finaliza rasteiro, de canhota. Vivi espalma.

45min – Mais dois. Vamos a 47!

47min – Intervalo no Allianz.


Segundo tempo

0min – Gurias retornam com mudanças. Fabi entra, Mari sai, Mileninha vem, Ximena vai.

3min – QUAAAAAASE! Shashá percebe Fabi com espaço pela direita, a camisa sete vai ao fundo e cruza rasteiro. Antes de Mileninha, Jully defende.

5min – UH! Wendy cruza da direita. Na segunda trave, Mileninha cabeceia na direção do contrapé de Jully, mas a goleira defende.

10min – ENCAIXA, JULLY! Mileninha escapa, agora pela esquerda, e invade a área rival em velocidade. Com a canhota, a cria finaliza forte para boa defesa da goleira.

11min – PRESSÃO! Mileninha recebe de Shashá, muito bem servida por Isa. Atacante tenta o cruzamento, mas é bloqueada pela zaga. Escanteio!

15min – GOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL! É GOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL! É GOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL! É DAS GURIIIIIIIIIIIIIIAS! É DAS COLORAAADAS! MILENINHA! MILENINHA! MILENINHA! MILENIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIINHA! Palmeiras sai mal do campo de defesa e a bola sobra com Shashá, que percebe Mileninha com enorme liberdade nas costas da zaga. Atacante colorada, cara a cara com Jully, finaliza sem chance de defesa para a goleira. Tudo igual no Allianz!

16min – Muda o Palmeiras: Rafa Andrade por Camilinha.

17min – Sorriso expulsa por falta em Chú.

18min – Amarelo para Carol Baiana.

23min – Maria Alves recoloca o time da casa em vantagem.

29min – Thessa por Ari. Troca o Clube do Povo!

30min – Carol Baiana serve Chú, que amplia.

31min – Shashá deixa o campo com dores. Vem Duda Flores.

34min – Ottilia é a novidade no time de Belli. Chú deixa o campo.

37min – Katrine, de pênalti, marca o quarto.

39min – Dandara e Tainara entram, Duda Santos e Julia Bianchi saem.

43min – Maranhão entra para fazer sua estreia como profissional. Wendy deixa o campo.

45min – Mais cinco. Vamos a 50!

50min – Fim de jogo no Allianz.


Ficha técnica:

Palmeiras (4): Jully; Bruna Calderan, Agustina, Thaís e Camilinha (Rafa Andrade); Julia Bianchi (Tainara), Duda Santos (Dandara) e Katrine; Chú (Ottilia), Carol Baiana e Maria Alves. Técnico: Ricardo Belli.

Internacional (1): Vivi; Leidi, Bruna Benites, Sorriso e Ari (Thessa); Mari Pires (Mileninha), Djeni, Isa Haas e Shashá (Duda Flores); Ximena (Fabi Simões) e Wendy (Maranhão). Técnico: Maurício Salgado.

Gols: Chú, aos 6’/1ºT e 30’/2ºT, Maria Alves, aos 23’/2ºT, e Katrine, aos 37’/2ºT (P). Mileninha, aos 15’/2ºT (I).

Cartões amarelos: Isa Haas (I). Carol Baiana (P).

Cartão vermelho: Sorriso (I).

Arbitragem: Charly Wendy Deretti, auxiliada por Gizeli Casaril e Deise Genoefa Bellaver. Quarta árbitra: Adeli Mara Monteiro. VAR: Rodrigo Dalonso Ferreira.

Estádio: Allianz Parque-SP.

Raio-X: Gurias decidem vaga na final do Brasileirão A1

Gurias enfrentam o Palmeiras na manhã deste domingo/Foto: Jota Finkler

Manhã de decisão para as Gurias Coloradas! A partir das 11h deste domingo (05/09), as guerreiras do Clube do Povo enfrentam o Palmeiras, no Allianz Parque, pela partida de volta das semifinais do Brasileirão A1. Confira entrevista da Rádio Colorada com Maurício Salgado, técnico do Clube do Povo, projetando o duelo. A seguir, fique por dentro de tudo que você precisa saber sobre o confronto!

Sport Club Internacional · Rádio Colorada | Entrevista com Maurício Salgado, técnico das Gurias Coloradas

Transmissão 📻

Presente em todos os jogos das Gurias, a Rádio Colorada estará ao vivo a partir das 10h30 deste domingo. Dona da jornada mais vermelha do planeta bola, a emissora oficial do Clube do Povo acompanhará o duelo direto do Allianz Parque, apresentando, desde o primeiro minuto no ar, entrevistas exclusivas com membros da delegação alvirrubra. Confira a programação:

Domingo (05/09)Plataformas
10h30Portões AbertosInternet e App do Inter
11hJornada EsportivaInternet e App do Inter
13hVestiário VermelhoInternet e App do Inter
13h30Programação musicalInternet e App do Inter
Colorada já acompanhou as Gurias no Morumbi/Foto: João Callegari

O tradicional minuto a minuto das redes sociais das Gurias Coloradas (@guriascoloradasoficial no Instagram, @GuriasColoradas no Facebook e @ColoradasGurias no Twitter) acompanhará as principais emoções do duelo. Com imagens, SporTV e TikTok do Brasileirão Feminino anunciam transmissão.


Pra cima delas, Gurias! 💪

Gurias buscam a vitória diante do Palmeiras/Foto: Jota Finkler

Assim como nas quartas de final, quando precisavam superar o São Paulo, no Morumbi, para ficar com a vaga, as Gurias embarcaram para o duelo deste domingo com grande responsabilidade na bagagem. Diante do Palmeiras, as coloradas tentarão escrever mais um rico capítulo na inédita história que constroem no Brasileirão A1 de 2021, e, para tanto, realizaram intensa preparação na semana de véspera do embate.

Rendimento máximo com desgaste mínimo. Mantra das Gurias ao longo da semana, a frase foi utilizado por Maurício Salgado, na entrevista que concedeu para a Rádio Colorada neste sábado (04/09), para definir os últimos dias de trabalho do elenco. Comandante colorado, o profissional destacou que o foco esteve, sobretudo, voltado à recuperação das atletas – além, é claro, da análise do rival.

Foto: Ricardo Duarte

“Foi uma semana muito curta. Teve a questão de recuperar as atletas que jogaram, até porque os jogos têm uma intensidade muito alta, principalmente no desgaste mental. Então, foi uma semana muito de análise, do que a gente acertou e errou. Análise e recuperação, buscando o rendimento máximo com o esforço mínimo. Estamos bem confiantes, a semana foi bem produtiva.”

Maurício Salgado

O revés do Beira-Rio deixou um gosto amargo tanto para a torcida quanto no elenco. Melhores em campo e donas das principais oportunidades, as Gurias fizeram por merecer um resultado melhor também pela capacidade de reação que demonstraram ao longo dos 90 minutos de segunda-feira passada (30/08), quando nem mesmo as lesões de Fabi Simões e Shashá foram suficientes para abalar a equipe, que seguiu protagonista dentro de campo.

Foto: Jota Finkler

“Qualquer dinâmica que foge do programado é ruim, mas, no jogo, sempre pode acontecer o inesperado. A questão é estar pronto. A gente não esperava essas duas perdas no mesmo setor, de jogadores que são referências. Mas, o ponto positivo que eu tiro, é que o time conseguiu se adaptar, tanto com as que entraram quanto com as que já estavam. Ficamos satisfeitos com a atuação e muito insatisfeitos com o resultado.”

Maurício Salgado

Maurício também compartilhou suas expectativas para a partida deste domingo. Desfalcado da suspensa Rafa Travalão, o técnico das Gurias imagina um jogo bastante disputado no Allianz Parque, onde o Inter colocará mais uma vez à prova o DNA vitorioso que exibe sob seu comando, estilo esse que exigirá a tradicional hierarquia para se impor diante de um adversário qualificado.

Foto: Jota Finkler

“O DNA do Inter é de muita intensidade, de buscar toda hora ter a bola. Dentro disso, existem as estratégias, que dependem da realidade do jogo. Ora marcamos em um bloco muito mais alto, ora em bloco intermediário. Neste jogo, a tendência é que a gente alterne essas dinâmicas. Temos que buscar desde o primeiro minuto, com organização e sendo intensos, mas sem afobar.”

Maurício Salgado
Decisão deste domingo promete grande intensidade/Foto: Jota Finkler

Quem também concedeu entrevista nesta véspera de confronto foi a zagueira Bruna Benites. Capitã das Gurias Coloradas, a camisa três do Clube do Povo compartilhou suas impressões a respeito do embate, além de revelar como sentiu a preparação realizada pelo grupo.

Foto: Luiza Moraes/CBF

“Jogo difícil, como foi o primeiro. Decidido em detalhes. A equipe do Palmeiras é muito qualificada, com peças individuais que dispensam comentários. Vai ser uma guerra. Estudamos bastante, já tínhamos estudado a equipe delas, estudamos o jogo que passou, e vimos que estamos no caminho certo. Estou muito confiante de que vamos sair com um resultado positivo.”

Bruna Benites

Liderança do grupo, Bruna percebe o Inter pronto para fazer história. Do alto de sua experiência de 35 anos, a zagueira de três Olimpíadas não abraça ilusões cegas a respeito do potencial da equipe. Pelo contrário, percebe as Gurias tão preparadas quanto qualquer outro adversário, seja pelas qualidades do elenco, ou mesmo por seus defeitos.

“Sabemos da nossa qualidade, e das nossas falhas também,

mas não existe equipe imbatível.

Acredito que chegamos muito fortes para o segundo jogo.

Estamos a um passo da final, falta pouco!”

Bruna Benites
Bruna Benites sonha em conquistar o Nacional com o Inter/Foto: Luiza Moraes/CBF

Embora vasto, nem mesmo o currículo vitorioso é suficiente para ofuscar o brilho infantil que toma os olhos de Benites quando a capitã se permite imaginar levantando a taça nacional com a braçadeira colorada. Afinal de contas, a campeã de Libertadores e Mundial tem no Brasileirão A1 um dos raros títulos que ainda não conquistou na carreira. De acordo com a própria, camisa alguma lhe parece mais adequada para atingir o topo do país do que a do Clube do Povo.

Foto: Mariana Capra

“Particularmente, eu gostaria muito de ter essa experiência, principalmente vestindo a camisa do Inter. Tenho uma identificação muito grande com o Clube, um carinho muito grande. Se eu pudesse escolher, entre qualquer equipe do Brasil ou do mundo, eu escolheria o Inter. Sei que está muito perto, ainda falta passar alguns obstáculos, mas isso serve de motivação.”

Bruna Benites

Chaveamento 📖

A derrota de 1 a 0 na segunda passada, no Beira-Rio, obriga as Gurias Coloradas a jogarem por vitória de dois ou mais gols de diferença para avançar à decisão no tempo normal. Triunfo pelo escore mínimo levará o confronto do Allianz Parque aos pênaltis, enquanto demais resultados classificam o Palmeiras.

Inter precisa vencer em São Paulo/Foto: Jota Finkler

Quem avançar do duelo entre Inter e Palmeiras enfrentará, na decisão nacional, Corinthians ou Ferroviária. O Timão venceu a partida de ida, disputada em Araraquara-SP, por 3 a 1, e defende a vantagem na volta, marcada para as 20h deste domingo. Vale lembrar que a fase eliminatória do Brasileirão A1 não conta com saldo qualificado por gols marcados fora de casa como critério de desempate.


Arbitragem 👨‍⚖️

Charly Wendy Deretti apita, auxiliada por Gizeli Casaril e Deise Genoefa Bellaver, trio catarinense. Quarta árbitra: Adeli Mara Monteiro, de São Paulo. VAR: Rodrigo Dalonso Ferreira, também de Santa Catarina.


Rival 🆚

Rival foi a campo no último meio de semana/Foto: Luiza Moraes/CBF

Se a semana colorada foi de treinos, a alviverde contou com partida pelo Paulistão Feminino. Na última quinta-feira (02/09), o Palmeiras foi superado por 1 a 0 pelo Santos, fora de casa, em confronto da quarta rodada estadual. O resultado deu fim à invencibilidade palestrina no torneio, apesar das presenças de Ary Borges, Tainara e Camilinha entre as titulares, e das entradas de Katrine, Thaís, Agustina, Julia Bianchi, Carol Baiana e Maria Alves no decorrer do jogo.

O insucesso dentro de campo contrastou com as excelentes notícias recebidas pelo elenco alviverde na terça-feira passada (31/08). Na data, Pia Sundhage divulgou sua primeira lista de convocadas para a Seleção Brasileira pós-Olimpíadas de Tóquio, e a nominata contou com três palestrinas. Katrine, lateral-esquerda e meio-campista, Thaís, zagueira e volante, e Ary Borges, meio-campista, participarão da Data FIFA marcada para os dias 13 a 21 de setembro.

Ary Borges foi convocada por Pia Sundhage/Foto: Fabio Menotti/Palmeiras

Integrante da elite feminina brasileira desde a temporada passada, o Palmeiras busca, assim como o Inter, chegar a sua primeira final de Brasileirão A1. Eliminado nas semis de 2020, o Porco exibe sólida campanha na atual edição do torneio, com 13 vitórias em 18 partidas. Após a saída de Bia Zaneratto, que somava 13 gols, as atuais artilheiras da equipe são Carol Baiana e Agustina, ambas com cinco. Diante do Inter, Ricardo Belli estará desfalcado de Ary Borges, suspensa pelo terceiro amarelo.

Agustina (3) é uma das artilheiras do Verdão/Foto: Fabio Menotti/Palmeiras

Palco 🏟️

Inaugurado em novembro de 2014, o Allianz Parque conta com capacidade para 42 mil pessoas. Casa do Palmeiras, o Estádio foi erguido sob o mesmo solo que abrigava o Palestra Itália, antigo endereço alviverde. Atualmente, o local conta com gramado sintético, inaugurado há mais de um ano e meio.

Panorama do Allianz Parque/Foto: Ricardo Duarte


Para repetir 2020 🔙

As palestrinas exibem excelente aproveitamento como mandantes no Allianz Parque. Casa do Palmeiras feminino desde setembro passado, o Estádio já presenciou 13 jogos da equipe de Ricardo Belli. Destes, 10 foram encerrados com vitória e dois com empate, números atingidos através de 41 gols marcados e 11 sofridos. Até hoje, somente uma equipe conseguiu vencer o time alviverde no palco. No caso, as Gurias Coloradas.

Clube do Povo levou a melhor em 2020/Foto: ME Sports

Pela 13ª rodada do Brasileirão A1 de 2020, Inter e Palmeiras disputaram o primeiro duelo feminino de sua história no dia 5 de outubro do ano passado. No Allianz Parque, as comandadas de Maurício Salgado viveram uma tarde de luxo, capaz de balançar as redes logo aos 16 minutos da etapa inicial, quando Djeni cobrou com precisão falta sofrida por Fabi Simões.

No segundo tempo, Belinha ampliou aos nove, após escanteio cobrado por Rafa Travalão, enquanto Jheniffer, servida por Byanca Brasil, marcou o terceiro no minuto 17. Ex-Inter, Rosana ainda descontaria para as palestrinas. A vitória de 3 a 1 do Clube do Povo encerrou invencibilidade de nove jogos do Palmeiras e levou as Gurias à terceira colocação nacional.

Resultado traz boas recordações à torcida colorada/Foto: Fabio Menotti/Palmeiras

“Vai ser uma guerra”, projeta Bruna Benites sobre a decisão deste domingo

As Gurias Coloradas encerraram neste sábado (04/09) os preparativos para a partida de volta das semifinais do Brasileirão Feminino. Atividades de academia finalizaram semana marcada pela constante procura por máximo rendimento com mínimo desgaste. Após elas, a capitã Bruna Benites conversou com o Canal do Inter direto da concentração em São Paulo, e projetou o duelo decisivo diante do Palmeiras.

Foto: João Callegari

“É jogo difícil, como foi o primeiro, decidido em detalhes. A equipe do Palmeiras é muito qualificada, forte, com peças individuais que dispensam comentários. Vai ser uma guerra. Estudamos bastante, já tínhamos estudado a equipe delas, estudamos o jogo que passou, e vimos que estamos no caminho certo. Estou muito confiante que vamos sair com um resultado positivo.”

Bruna Benites

Superadas por 1 a 0 na partida de ida, as Gurias precisam de uma vitória por dois ou mais gols de diferença para garantir a vaga no tempo normal, enquanto triunfo mínimo leva a decisão para os pênaltis. Árdua, a missão colorada encontra precedente em feito atingido pela equipe no ano passado, quando, após vitória de 3 a 1, o Inter se tornou a primeira e única equipe a vencer as palestrinas no Allianz. Sobre isso, Bruna também conversou com a mídia alvrirrubra.

Foto: Fabio Menotti/Palmeiras

“Cada jogo é um jogo. Ano passado foi um em que saímos felizes daqui, é óbvio que a gente sabe que é outro Campeonato, mas temos que trazer que, se batemos esta equipe uma vez, podemos fazer isso de novo. Vai ser um jogo difícil, na casa delas, mas, como o Maurício fala, a nossa casa é onde a gente passa a maior parte do tempo, e a gente passou a maior parte em gramados, em campo.”

Bruna Benites

A campanha construída até aqui já é a melhor das Gurias na história do Brasileirão Feminino. Semifinalistas de maneira inédita, as coloradas superaram inúmeras adversidades para chegar entre as quatro melhores equipes do Nacional. Em constante evolução, o time de Maurício Salgado chega pronto para buscar a vaga no Allianz, decidido a deixar um legado cada vez mais rico no Clube, como revela Bruna.

Foto: Ricardo Duarte

“Traçamos como objetivo estar na final desse ano, e evoluímos enquanto equipe no decorrer da competição. Perdemos atletas importantes, mas soubemos nos reinventar para superar as dificuldades. Chegamos muito fortes para esse jogo. A gente vem construindo nosso legado dentro do Clube, e estamos muito próximas de colocar mais uma vez nosso nome na história, passando para a final e, por que não, sendo campeãs!”

Bruna Benites

Multicampeã, Bruna Benites exibe currículo dos maios vitoriosos já vistos no futebol feminino brasileiro. Vencedora de diversos Estaduais, duas Libertadores e um Mundial, a zagueira de três Olimpíadas possuí pouquíssimas lacunas em sua carreira. Dessas, uma diz respeito ao Brasileirão Feminino, título ainda não conquistado pela capitã, que destaca, sem titubear, o Inter como o Clube de seus sonhos para levantar a cobiçada taça.

Foto: Mariana Capra

“Particularmente, eu gostaria muito de ter essa experiência, principalmente vestindo a camisa do Inter. Tenho uma identificação muito grande com o Clube, um carinho muito grande. Se eu pudesse escolher, entre qualquer equipe do Brasil ou do mundo, eu escolheria o Inter. Sei que está muito perto, ainda falta passar alguns obstáculos, mas isso serve de motivação.”

Bruna Benites

Inter e Palmeiras se enfrentam neste domingo (05/09), a partir das 11h, no Allianz Parque. Partida de volta das quartas de final do Brasileirão A1, a jornada não conta com saldo qualificado por gols marcados fora de casa como critério de desempate. Quem avançar do duelo enfrentará, na decisão, Corinthians ou Ferroviária.

Preparação encerrada: Gurias estão prontas para enfrentar o Palmeiras!

Semana foi de preparação para duelo em São Paulo/Foto: João Callegari

As Gurias Coloradas encerraram na manhã deste sábado (04/09) os preparativos para a partida de volta das semifinais do Brasileirão Feminino. A partir das 11h de domingo (05/09), o Clube do Povo disputa confronto decisivo diante do Palmeiras, no Allianz Parque, e a Rádio Colorada, bem como as redes sociais das Gurias, acompanharão cada detalhe de mais um capítulo histórico para o Futebol Feminino do Inter!

Rendimento máximo com desgaste mínimo: assim pode ser definida a semana de véspera do duelo em São Paulo. Iniciada na quarta-feira passada (01/09), a preparação das Gurias contou com exercícios físicos, técnicos e táticos, além de muita conversa entre o grupo de atletas e a comissão de Maurício Salgado, importante para alinhar os últimos detalhes da equipe que irá a campo diante do Palmeiras.

As Gurias chegaram a São Paulo ainda na sexta-feira (03/09), no final da tarde, horas depois de realizarem treino no gramado do Sesc Protásio Alves. Já no hotel que serve de concentração para o grupo na capital paulista, atividades de academia, organizadas na manhã deste sábado, deram fim aos preparativos para o embate semifinal.

“Foi uma semana muito curta. Tem a questão de recuperar as atletas que jogaram, até porque os jogos têm uma intensidade muito alta, principalmente no desgaste mental. Foi uma semana muito de análise, do que a gente acertou e errou. Análise e recuperação, buscando o rendimento máximo com o esforço mínimo. Estamos bem confiantes, a semana foi bem produtiva.”

Maurício Salgado

Superadas por 1 a 0 na ida, disputada na última segunda-feira (30/08), as Gurias precisam vencer por dois ou mais gols de diferença para avançar à decisão. Triunfo mínimo leva a decisão para os pênaltis, enquanto demais resultados interessam às palestrinas. Desta forma, o time de Maurício Salgado buscará repetir feito que atingiu em 2020, quando, após bater o Palmeiras por 3 a 1, se tornou a primeira – e, até hoje, única – equipe a superar as alviverdes no Allianz.

Gurias são superadas por 1 a 0 na partida de ida das semifinais do Brasileirão A1

Gurias abriram semifinais em desvantagem/Foto: Jota Finkler

As Gurias Coloradas foram superadas pelo Palmeiras, na noite desta segunda-feira (30/08), pelo placar de 1 a 0. De abertura das semifinais do Brasileirão A1, a partida foi disputada no Beira-Rio, e contou com gol de Chú para as visitantes, que largam em vantagem no mata-mata nacional.

A vaga na decisão do país será decidida no próximo domingo (05/09), às 11h, no Allianz Parque. A exemplo do que ocorrera na fase de quartas de final, as Gurias jogarão por vitória de dois gols de diferença para avançar de fase, enquanto triunfo pelo escore mínimo leva a decisão para os pênaltis. Não existe saldo qualificado por tento anotado fora de casa.

Partida de ida das semis foi encerrada com vitória visitante/Foto: Jota Finkler

Diferentes domínios de um mesmo time

Não se deve questionar: o domínio do primeiro tempo pertenceu às Gurias. Dono de intensa movimentação, capaz de bagunçar a defesa rival, o quarteto ofensivo colorado, formado por Mariana Pires, Rafa Travalão, Fabi Simões e Shashá, construiu boas tramas nos minutos de abertura da partida, suficientes para a consolidação de chances perigosas para o Inter.

Inter pressionou nos minutos de véspera do intervalo/Foto: Jota Finkler

Logo aos cinco, Fabi invadiu a área em velocidade e finalizou cruzado, com enorme perigo. Aos 11, Shashá escapou pela direita e arriscou rasteiro, mas ninguém apareceu para completar em direção às redes. Já o lance mais agudo veio aos 21, quando Djeni carimbou o travessão. Restrito a contra-ataques com Maria Alves, o Palmeiras assustou somente no minuto oito, quando Rejane apitou pênalti de Ari, revertido após consulta ao VAR.

A segunda metade do primeiro tempo também foi controlada pelas Gurias, agora com menor volume ofensivo, consequência, também, da postura combativa das visitantes, que cometiam faltas à exaustão, suficientes para lesionar Shashá e Fabi. Nas cercanias do intervalo, o Inter voltou a criar, mas a principal oportunidade, um cabeceio de Ari, aos 49, saiu pela linha de fundo.

Pressão das Gurias foi forte no final da primeira etapa/Foto: Jota Finkler

Gurias pressionam, rivais convertem

As comandadas de Maurício Salgado retornaram dos vestiários no mesmo ritmo apresentado antes do intervalo. Logo aos seis, Wendy, substituta de Shashá, recebeu bom passe de Travalão, mas finalizou travada pela grande vilã da etapa final. Cedo, Jully operava o primeiro de seus teimosos milagres.

Wendy entrou bem na vaga de Shashá/Foto: Jota Finkler

Agressivas para pressionar a saída de bola adversária, as Gurias seguiram no controle com o correr do tempo, mas tiveram sua imprecisão para balançar as redes punida com ingrato gol de Chú, marcado aos 29 minutos. Nem o tento, contudo, arrefeceu o ímpeto colorado, fato comprovado na intensa pressão construída pelo Inter em busca do empate.

Goleira rival foi a grande vilã do segundo tempo/Foto: Jota Finkler

Aos 35, Djeni cruzou da esquerda, Bruna desviou na segunda trave, e Jully espalmou. Esperançosa, a bola tomou o caminho do gol, mas foi encaixada, em cima da linha, pela arqueira alviverde, que até teve sua posse tomada por Mileninha, mas com falta. Depois, aos 44, quem cabeceou foi Sorriso, também contida por milagre que garantiu a manutenção do 1 a 0.


Primeiro tempo

5min – UUUUUUUUUUUUUUUH! Inter escapa em enorme velocidade do campo de defesa. Rafa Travalão percebe Fabi nas costas da marcação e serve a artilheira colorada, que invade a área e finaliza cruzado. Rasteira, ela sai tirando tinta.

8min – Arbitragem cogita penalidade para o Palmeiras, até indica em um primeiro momento, mas, após consulta ao VAR, manda o jogo seguir.

11min – UUUUUUH! Inter recupera a bola no campo de ataque e ela chega até Shashá, que invade a área pela direita e cruza rasteiro. Sem desvio, a bola cruza a extensão do retângulo e se perde em tiro de meta.

12min – VIVIIIIIIIIIIII! Após cobrança de escanteio da direita, Bruna Calderan desvia de cabeça no travessão. A bola retorna até Katrine, que também cabeceia, mas é parada por milagre da goleira do Inter.

15min – Shashá é lançada em velocidade, divide com Jully e a bola sobra para Rafa Travalão. A meta alviverde estaria aberta, mas o lance é paralisado por impedimento.

21min – NO TRAVESSÃÃÃÃÃÃÃÃÃO! Djeni Becker recebe de Rafa Travalão e, pela quina esquerda da grande área, finaliza com curva, buscando o ângulo. A bola explode no poste superior da meta palestrina. Que pecado, seria uma pintura!

21min – Palmeiras erra na saída de bola, Rafa Travalão pega a sobra e manda um foguete. Levou perigo, mas saiu por cima.

39min – Com dores no ombro, Shashá deixa o campo. Wendy entra.

45min – Mais quatro. Vamos a 49.

48min – FAAAAAAAAAAAALTA! Wendy recebe assistência de calcanhar, investe em direção à área palestrina, mas é derrubada a centímetro da linha do retângulo. Amarelo para Camilinha, falta boa.

49min – ERA REPLAY DO MORUMBI! Djeni cobra na barreira, mas o rebote é das Gurias, que alçam bola na área rival. Ari desvia, e a bola sai ao lado do poste esquerdo de Jully. QUASE, QUASE!

50min – Intervalo no Gigante.


Segundo tempo

0min – Também lesionada, Fabi Simões deixa o campo. Entra Mileninha.

0min – Palmeiras volta com duas novidades. Chú por Tainara, Duda Santos no lugar de Camilinha.

4min – PRA FOOOOORA! Leidi cobra falta pela direita da área palestrina. Aberta, a bola encontra Isa Haas na segunda trave, e a camisa 23 desvia pela linha de fundo.

4min – MILAAAAAAAAAAAAGRE! Rafa Travalão intercepta a saída de bola alviverde e serve Wendy, que invade a área em altíssima velocidade e finaliza de canhota. Jully salva em grande saída do gol.

8min – Isa Haas recebe o amarelo por pé alto.

22min – Gurias pressionam forte, e chegam com perigo com Rafa, que recupera em frente à área rival e finaliza de canhota. A bola sai pela linha de fundo, mas a arbitragem indica falta de Travalão na origem do lance, e ainda pune a colorada com amarelo.

26min – Ari arranca em velocidade desde o corredor esquerdo de defesa, ajeita para a perna direita e finaliza. Sem direção, a bola sai pela linha de fundo.

29min – Chú marca para o Palmeiras.

33min – Ary Borges amarelada por falta em Mari Pires.

35min – Djeni Becker cruza da esquerda, Isa desvia com liberdade, Jully defende, dá rebote, mas encaixa praticamente em cima da linha. Mileninha ainda manda para as redes, mas cometendo falta na goleira.

37min – Thessa e Mai entram, Isa e Mari saem. Dupla troca nas Gurias.

38min – No Palmeiras, vem Rafa Andrade. Sai Ary Borges.

41min – UUUUUUUH! Djeni lança Mai, que escapava atrás da linha de zaga alviverde. Jully deixa a área para afastar o perigo.

44min – QUE DEFEEEEEEEEEEEEEEEEESA! Leidi cobra escanteio da direita, Ari acerta um testaço na segunda trave, e Jully se estica toda, no chão, para salvar as visitantes.

45min – Mais cinco. Vamos a 50!

46min – Pressionam as Gurias! Leidi inverte linda bola para a esquerda da área palestrina, na medida para Rafa, que cruza na segunda trave. Antes de Wendy, Katrine corta.

50min – Jogo encerrado no Beira-Rio.


Ficha técnica:

Internacional (0): Vivi; Leidi, Bruna Benites, Sorriso e Ari; Isa Haas (Thessa), Djeni, Mariana Pires (Maiara) e Shashá (Wendy); Rafa Travalão e Fabi Simões (Mileninha). Técnico: Maurício Salgado.

Palmeiras (1): Jully; Bruna Calderan, Agustina, Thaís, Tainara (Chú) e Camilinha (Duda Santos); Julia Bianchi, Ary Borges (Rafa Andrade) e Katrine; Maria Alves e Carol Baiana. Técnico: Ricardo Belli.

Gols: Chú, aos 29’/2ºT (P).

Cartões amarelos: Isadora Haas e Rafa Travalão (I). Camilinha e Ary Borges (P).

Arbitragem: Rejane Caetano da Silva, auxiliada por Lilian da Silva Fernandes Bruno e Andrea Izaura Marcelino de Sá. Quarta árbitra: Andressa Hartmann. VAR: Igor Junio Beneveuto de Oliveira.

Estádio: Beira-Rio.

Raio-X: Gurias abrem semifinais do Brasileirão diante do Palmeiras

No Beira-Rio, Gurias recebem o Palmeiras nesta segunda/Foto: Mariana Capra

Noite de confronto histórico no Beira-Rio! As Gurias Coloradas enfrentam o Palmeiras, a partir das 20h desta segunda-feira (30/08), na partida de ida das semifinais do Brasileirão A1. Confira entrevista da Rádio Colorada com Giulia Vanni, integrante do perfil Análise Verdão, projetando o duelo. Na sequência, você encontra todas informações sobre o embate.

Sport Club Internacional · Raio-X #48 | Internacional | 29/08/2021

Transmissão 📻

Fiel parceira do futebol feminino do Clube do Povo, a Rádio Colorada transmite o duelo com cobertura especial. Mais vermelha do mundo, a programação da emissora oficial do Inter começará às 18h desta segunda-feira. Confira os horários:

Segunda-feira (30/08)Plataforma
18hHora do BrasileirãoInternet e App do Inter
18h45Giro do PlacarInternet e App do Inter
19hRaio-XInternet e App do Inter
19h30Portões AbertosInternet e App do Inter
20hJornada EsportivaInternet e App do Inter
22hVestiário VermelhoInternet e App do Inter
23hProgramação musicalInternet e App do Inter
Torça pelas Gurias com a Colorada!/Foto: João Callegari

As redes sociais das Gurias (@guriascoloradasoficial no Instagram, @GuriasColoradas no Facebook e @ColoradasGurias no Twitter) transmitirão o minuto a minuto da partida. Com imagens, o SporTV e o TikTok do Desimpedidos anunciam cobertura.


Pra cima delas! 💪

Elenco trabalhou forte ao longo da semana/Foto: João Callegari

A semana das Gurias Coloradas foi de trabalhos intensos no Sesc Protásio Alves. Classificadas para as semis após vitória de 3 a 1 sobre o São Paulo, no Morumbi, as atletas do Clube do Povo realizaram atividades técnicas e táticas, além de exercícios de bola parada inseridos em situações de jogo, ao longo dos últimos dias, sempre sob o comando de Maurício Salgado.

Organizados desde a última terça-feira (24/08), os treinos também alinharam o padrão de jogo colorado ao estilo de atuação do Palmeiras. Para a partida de abertura da luta por vaga na final nacional, Maurício Salgado não conta com nenhum novo desfalque, ao passo que Sorriso, Ximena e Shashá chegam ao duelo penduradas com dois amarelos.

Para além dos exercícios, os dias que antecederam o duelo eliminatório também contaram com entrevistas das guerreiras alvirrubras. Primeira a falar, a polivalente Isadora Haas destacou, em entrevista para o Canal do Inter, a ambição do elenco colorado. De acordo com a atleta, o grupo está longe de se sentir satisfeito com as conquistas já alcançadas na temporada.

“O Maurício sempre fala: todo jogo é final.

A gente não ganhou nada, sabemos disso,

e nos preparamos da melhor forma.

Queremos mais!”

Isadora Haas

De sua parte, a goleira Vivi exaltou a confiança renovada com que o elenco se preparou para abrir a luta por vaga na final. Titular da meta colorada, ela não somente analisou a semana de treinos do grupo, mas também indicou a inédita classificação para as semis como um parâmetro da qualidade do trabalho realizado pelas Gurias ao longo da temporada.

Foto: João Callegari

“Como o jogo é só na segunda, deu para ter um tempo de recuperação bom para começar a trabalhar com mais intensidade. Agora, na verdade, é mais ajuste. Estamos no meio da competição, a parte física já foi, a técnica também. Estamos no caminho certo, muito felizes pela classificação e por fazer história, mas o objetivo não para por aqui.”

Vivi

Ex-atleta do Palmeiras, a goleira, que chegou ao Inter no início de 2021, também analisou o estilo de jogo alviverde. Afinal, se é verdade que o elenco palestrino foi bastante reformulado desde 2020, a comissão técnica de Ricardo Belli segue à frente do Porco, dando sequência à mentalidade ofensiva que impera no Allianz Parque desde a temporada passado.

Foto: João Callegari

“Quando a gente enfrentou elas aqui, foi um jogo muito interessante. É um time com bastante intensidade, que vai para cima. Bem avançado, gosta de fazer gols. O Belli gosta de trabalhar a construção de jogadas, e o time tem característica para isso. Dentro disso, com a análise do nosso treinador, vamos ajustar o time para anular as jogadas delas e impor o nosso jogo.”

Vivi

Mais do que à final, uma vitória sobre o Palmeiras no conjunto dos 180 minutos também classificaria o Inter para a Libertadores da próxima temporada. Além disso, o Clube do Povo, melhor gaúcho do Brasileirão 2021, já assegurou, com a atual campanha, participação na Supercopa do Brasil de 2022. Assim, além de um feito histórico no presente, a chegada à decisão significaria um futuro igualmente mágico para as Gurias, que não escondem sua sede por protagonismo – comentada por Vivi.

“O objetivo é conquistar tudo que a gente pode. As mais interessadas somos nós, e vamos em busca de ser protagonistas disso. Estamos treinando muito sério para atingir nosso objetivo maior, classificando para Libertadores, Supercopa, ganhando Brasileiro e Gaúcho. É isso que a gente veio fazer aqui nesse ano.”

Vivi


Campanha colorada 📊

Das 17 partidas que já disputaram na atual edição do Campeonato Brasileiro, as Gurias Coloradas venceram nove, empataram três e perderam cinco. Sexto colocado na primeira fase do Nacional, o Clube do Povo exibe excelente retrospecto como visitante, além de ser muito forte dentro do Beira-Rio. Enquanto o aproveitamento fora de Porto Alegre atinge a casa dos 75%, fruto de seis triunfos em oito confrontos, os números no Gigante indicam seis pontos conquistados em nove possíveis.

Gurias vivem 2021 positivo no Beira-Rio/Foto: Ricardo Duarte

Quanto aos destaques individuais, a artilharia das Gurias é ocupada por Fabi Simões, que já marcou sete gols até o presente momento. Com dois a menos, Mileninha é a vice-goleadora colorada. A lista de garçonetes, por outro lado, tem sua liderança dividida entre Djeni e Leidi. Ambas já ofereceram três assistências para suas companheiras, número que justifica o porquê de estarem entre as principais cobradoras de bola parada do elenco.


Arbitragem – com VAR 📺

A partir da fase de semifinais, o Brasileirão A1 conta com o recurso do Árbitro de Vídeo. Assim, o controle do duelo desta segunda ficará a cargo de Rejane Caetano da Silva, juíza do Rio de Janeiro, auxiliada pelas também cariocas Lilian da Silva Fernandes Bruno e Andrea Izaura Marcelino de Sá. A quarta árbitra será Andressa Hartmann, do Rio Grande do Sul, enquanto Igor Junio Beneveuto de Oliveira, de Minas Gerais, comandará o VAR.


Rival 🆚

Palestrinas superaram invictas a primeira fase/Foto: Fabio Menotti

O Palmeiras reformulou seu elenco no início de 2021, quando contratou atletas de destaque no cenário nacional, como as selecionáveis Bruna Calderan e Julia Bianchi, e também jogadoras selecionáveis que atuavam no exterior, casos da zagueira Rafaelle e da atacante Bia Zaneratto. Dentro de campo, as estrelas deram liga, e o Porco avançou para as quartas de final com a segunda melhor campanha da primeira fase do Brasileirão. Desde então, porém, algumas coisas mudaram, como destaca Giulia Vanni.

“Foram 11 vitórias e quatro empates, uma campanha espetacular, mas, agora, o Palmeiras chega com os grandes desfalques da Bia Zaneratto e da Rafaelle. Até por isso, a gente começou oscilando no Paulista, e, no Brasileiro, perdemos para o Grêmio. Mas, depois da vitória contra ele no Allianz, sinto que as meninas começaram a pegar um ritmo muito legal. Começamos a voltar para a boa fase de antes.”

Giulia Vanni
Porco eliminou o Grêmio nas quartas/Foto: Fabio Menotti

Tanto Zaneratto, artilheira do Brasileirão A1 com 13 gols, quanto Rafalle estavam emprestadas ao Palmeiras, e retornaram aos clubes detentores de seus passes após as Olimpíadas. Sem elas, o Porco perdeu de 2 a 1 para o Grêmio, em Gravataí, na abertura das quartas de final (depois, golearia por 4 a 1 para se classificar). O confronto apresentou o novo desenho do ataque alviverde, que teve seu protagonismo, antes empunhado apenas por Bia, dividido entre algumas jogadoras, embora centrado com especial destaque em Maria Alves.

“Temos a Agustina na defesa e a Bianchi no meio, mas faltava uma liderança no ataque. Um papel que era individual, da Bia, e agora está mais coletivo. Acredito que a Maria vem se mostrando uma ótima jogadora para assumir a referência, e também tem a Carol Baiana, que gosto muito, e a Ary Borges. As meninas estão tendo que se apoiar mais para dar certo – e está dando.”

Giulia Vanni
Maria Alves, de cabeça, fez o quarto em cima do Grêmio/Foto: Fabio Menotti

Apontar a substituta de Rafalle é um pouco mais difícil. Não por falta de candidatas, mas sim pelas muitas variações de Ricardo Belli, que constantemente alterna entre sistemas com duas ou três zagueiras. Quando as defensoras são maioria na linha de defesa, Tainara é quem atua pela esquerda, no espaço antes dominado por Rafa. Já nas ocasiões em que decide por uma linha de quatro, o comandante alviverde exibe grande simpatia pela polivalente Thaís.

“O Palmeiras começou com três zagueiras, mas a Thaís tinha liberdade pra ser uma volante. A Tainara, que foi reserva durante a primeira fase, é uma ótima zagueira também. Eu gosto do estilo de jogo do Belli, que faz trocas para confundir o adversário. Isso mostra a versatilidade das meninas. Para segunda, acredito que ele vá com Calderan, Agustina, Thaís, Tainara e Camilinha.”

Giulia Vanni
Ricardo Belli comanda o Palmeiras desde julho de 2019/Foto: Fabio Menotti

Para esta segunda-feira, o elenco palestrino está inteiramente à disposição de Belli, que, inclusive, preservou a maioria de suas titulares na última quarta (25/08), quando o Palmeiras goleou o Realidade Jovem, na terceira rodada do Paulistão, por 7 a 0. Assim, as prováveis 11 palestrinas para o início do jogo são Jully; Calderan, Agustina, Thaís, Tainara e Camilinha; Julia Bianchi, Ary Borges e Katrine; Maria Alves e Carol Baiana.


Chaveamento 📖

Gurias atingiram classificação histórica no Morumbi/Foto: João Callegari

Quem avançar do embate entre Gurias Coloradas e Palestrinas, que terá seus 90 minutos finais disputados às 11h do próximo domingo (05/09), no Allianz Parque, decidirá o título contra Corinthians ou Ferroviária. As equipes paulistas abriram seu duelo de semifinais neste domingo (29/08), em Araraquara-SP, onde Vic Albuquerque, Gabi Zanotti e Erika garantiram ao Timão importante vantagem de 3 a 1. Para as Grenás, quem marcou foi Yasmin.


Histórico de equilíbrio ⚖️

Gurias venceram no Allianz em 2020/Foto: Fabio Menotti

A história registra apenas dois encontros entre Gurias Coloradas e Palestrinas, com uma vitória para cada lado. No ano de 2020, as comandadas de Maurício Salgado construíram exibição irretocável no Allianz Parque para, com gols de Djeni Becker, Belinha e Jheniffer, superar o Porco por 3 a 1. Até hoje, essa é a única derrota sofrida pelo time feminino do Palmeiras nas 13 partidas que já disputou na casa alviverde.

Já na presente temporada, quem levou a melhor foi o Palmeiras, vitorioso por 3 a 2 em partida marcada por atuação polêmica da arbitragem. Ottilia, duas vezes, e Bia Zaneratto marcaram para o Porco, enquanto Fabi Simões, também com um doblete, anotou os tentos do Inter. Válido pela 12ª rodada da primeira fase, o duelo foi disputado no Sesc Protásio Alves.

Fabi marcou duas vezes no último encontro com o Palmeiras/Foto: Mariana Capra

Vivi projeta duelo decisivo contra o Palmeiras

As Gurias Coloradas abrem as semifinais do Brasileirão A1 nesta segunda-feira (30/08)! No Beira-Rio, o Clube do Povo recebe o Palmeiras a partir das 20h para a disputa de duelo decisivo, que foi projetado por Vivi em entrevista exclusiva concedida para o Canal do Inter. Ex-atleta palestrina, a goleira alvirrubra revelou a postura que imagina que será adotada pelo Porco no Gigante.

Foto: João Callegari

“É um time com bastante intensidade, que vai para cima, bem avançado, gosta de fazer gols. A gente também sabe fazer gols, sabe trabalhar no contra-ataque, sabe impedir o time delas de construir, e vamos trabalhar em cima disso. Com a análise do nosso treinador, vamos ajustar o time para poder impor o nosso jogo, principalmente com o primeiro sendo dentro de casa.”

Vivi

Sobre ajustes realizados pela comissão técnica colorada, a goleira do Internacional também analisou a semana de treinos vivenciada pelas Gurias antes da partida desta segunda. Aos 31 anos, Vivi, uma das atletas mais experientes do grupo, destacou a confiança herdada pelo elenco a partir da inédita classificação para as semis.

Foto: João Callegari

“Agora é mais ajuste. Estamos no meio da competição, a parte física já foi, a técnica também. Então, você só vai ajustar de acordo com o time que vai enfrentar. Estamos fazendo a coisa certa, no caminho certo, muito felizes por fazer história no Inter. Mas, é lógico: o nosso objetivo não é chegar na semifinal, e, sim, na final – e ganhar!”

Vivi

Inter e Palmeiras já disputaram uma partida de altíssimo nível na primeira fase do Nacional. Vencido pelas paulistas pelo placar de 3 a 2, o confronto foi lembrado por Vivi, que valorizou a consistência apresentada pelas Gurias mesmo com a inferioridade numérica que vigorou ao longo da maior parte do duelo.

Foto: João Callegari

“Quando a gente enfrentou elas aqui, foi um jogo muito interessante. A gente conseguiu se sobressair bastante sobre o time delas, respeitando, claro, mas com uma a menos dede o primeiro tempo. Foi um jogo bem intenso.”

Vivi

Por fim, a protetora da meta alvirrubra reforçou a ambição das Gurias para o último trimestre do ano. Em caso de classificação à final do Brasileiro, o Inter também garantiria vaga na próxima edição da Libertadores, adicionando ainda mais jogos a um calendário que promete ser movimentado em 2021.

“A Libertadores seria um passo bem importante para a gente, para o Inter. As mais interessadas somos nós, e vamos em busca de ser protagonistas disso. Estamos treinando muito sério para atingir nosso objetivo maior, classificando para Libertadores e Supercopa, e ganhando Brasileiro e Gaúcho. É isso que a gente veio fazer aqui nesse ano.”

Vivi
Vivi conversou de maneira exclusiva com o Canal do Inter/Foto: João Callegari

O encontro de Inter e Palmeiras terá seus 90 minutos finais disputados no Allianz Parque. Marcada para o próximo domingo (05/09), a partida de volta ocorrerá a partir das 11h, e será decidida, em caso de igualdade no placar agregado, nos pênaltis, uma vez que os mata-matas do Brasileirão A1 não contam com saldo qualificado por gol marcado fora de casa como critério de desempate.

Gurias encerram preparação para a partida de ida das semifinais do Brasileiro

Semana foi de atividades intensas para as Gurias/Foto: João Callegari

As Gurias estão prontas para abrir a luta por vaga na decisão do país! Após semana de atividades intensas, o elenco alvirrubro encerrou na tarde deste domingo (29/08) os preparativos para o duelo diante do Palmeiras. Com transmissão da Rádio Colorada, do SporTV e do TikTok do Desimpedidos, o Clube do Povo recebe as Palestrinas nesta segunda-feira (30/08), a partir das 20h, no Beira-Rio.

Inaugurada no embalo da histórica classificação conquistada diante do São Paulo, feito que garantiu presença inédita do Inter nas semifinais do país, a semana foi bastante produtiva no Sesc Protásio Alves, casa das Gurias. Sob o comando de Maurício Salgado, as atletas coloradas realizaram, ao longo dos dias, atividades voltadas ao embate da próxima segunda-feira, além de exercícios de bola parada inseridos na dinâmica de jogo.

Atleta descoberta em peneira realizada no ano de 2017, que marcou a reabertura do Futebol Feminino do Clube do Povo, Isadora Haas analisou, em entrevista para o Canal do Inter, a preparação das Gurias para a partida de ida das semifinais do país. De rica história com a camisa colorada, a jogadora destacou a ambição apresentada pelo elenco, que segue obstinado em fazer ainda mais história com o manto vermelho.

“Quem começou sabe o quanto a gente evoluiu e cresceu juntas. Agora, é desfrutar da melhor forma possível. A gente não ganhou nada, sabemos muito bem disso. É um feito para o Clube, mas queremos mais, com certeza. Estamos nos preparando como no ano inteiro. O Maurício sempre fala que todo jogo é final, e estamos sempre prontas.”

Isadora Haas
Preparação foi encerrada na tarde deste domingo/Foto: João Callegari

A exemplo do que ocorrera na fase de quartas de final, as semis do Brasileirão A1 não contam com saldo qualificado por gols marcados fora de casa como critério de desempate. Os 90 minutos decisivos do confronto entre Gurias e Palestinas ocorrem no próximo domingo (05/09), às 11h, no Allianz Parque. Quem avançar desse duelo enfrenta, na grande decisão, Corinthians ou Ferroviária.

Semifinais do Brasileirão A1 começam na próxima segunda

Segunda-feira tem Gurias contra Palmeiras no Gigante/Foto: Mariana Capra

A história da melhor campanha das Gurias Coloradas no Brasileirão A1 terá novo capítulo escrito na próxima segunda-feira (30/08). No Beira-Rio, o Clube do Povo receberá o Palmeiras, a partir das 20h, na abertura da fase semifinal, cujos 90 minutos decisivos serão disputados no domingo seguinte (05/09), às 11h, no Allianz Parque. Os dois duelos, tanto de ida quanto de volta, contarão com transmissão da Rádio Colorada, do SporTV e do TikTok da CBF!

Presentes na elite do futebol feminino nacional desde 2019, as Gurias Coloradas encerraram a primeira fase do Brasileirão de 2021 na sexta colocação. Com 27 pontos somados, elas garantiram presença nas eliminatórias pelo terceiro ano consecutivo.

Desta vez, porém, a caminhada não foi abreviada nas quartas de final, como ocorrera em 2019 e 2020. Superadas por 2 a 1 na ida, as comandadas de Maurício Salgado conquistaram histórico 3 a 1 no domingo passado (22/08), no Morumbi, para despachar o São Paulo e chegar entre as quatro melhores equipes do país.

Vitória de domingo entrou para a história do Inter/Foto: João Callegari

Até aqui, o Inter já marcou 23 gols na competição, quatro a mais do que os sofridos. Fabi Simões, com sete tentos anotados, é a goleadora colorada no torneio, seguida por Mileninha, dona de cinco, e Rafa Travalão, autora de dois. Djeni, Ari, Shashá, Belinha, Wendy, Mari Pires, Juliana, Bruna Benites e Leidi completam a artilharia vermelha, todas responsáveis por enviar uma bola às redes adversárias.

Mileninha marcou cinco vezes no Brasileirão A1/Foto: Mariana Capra

Outro número marcante da campanha colorada é o aproveitamento como visitante na atual edição do Campeonato Brasileiro. Das oito partidas que disputaram fora de casa, as Gurias venceram seis, e sofreram apenas dois reveses. Ao todo, 12 dos gols do Inter saíram em território rival. Para efeito de comparação, a meta vermelha foi vazada somente seis vezes longe de Porto Alegre, retrospecto animador para um confronto que terá seus 90 minutos finais jogados em São Paulo.

Gurias têm grande retrospecto como visitantes/Foto: João Callegari

Rival

Vice-líder da primeira fase, o Palmeiras eliminou o Grêmio nas quartas de final do Brasileirão A1. Superado por 2 a 1 na ida, em Gravataí, o Porco venceu a volta, no Allianz Parque, pelo placar de 4 a 1. Desfalcado da atacante Bia Zaneratto e da zagueira Rafaelle, que disputaram os pontos corridos com a camisa alviverde, mas retornaram para o futebol chinês após as Olimpíadas, o rival colorado tem em Carol Baiana, com dois gols marcados, sua artilheira nos mata-matas.