Gurias são vice-campeãs do Brasileirão Sub-16

Gurias enfrentaram o Corinthians na manhã deste domingo/Foto: Adriano Fontes, CBF

As Gurias Coloradas decidiram, na manhã deste domingo (04/07), o Brasileirão Sub-16. Com gol de Tainá Maranhão, o Clube do Povo empatou em 1 a 1 com o Corinthians, no tempo normal, mas foi superado por 4 a 2 nos pênaltis. O resultado deixa o Inter com o vice-campeonato do torneio.


Gurias largam na frente

Primeiro tempo foi encerrado com vitória colorada/Foto: Adriano Fontes, CBF

Foi o Inter quem começou melhor a partida, apostando na velocidade do seu trio de ataque para sobrecarregar a defesa paulista. Aos poucos, o Corinthians, de muita força física, cresceu no jogo, e passou a incomodar com seguidas bolas alçadas na área vermelha. À evolução rival, David da Silva respondeu invertendo as pontas coloradas.

Dos 15 minutos em diante, Maranhão assumiu a direita e Gaby Tomé partiu para a esquerda. No novo corredor, Tainá atordoou a lateral Gabi Medeiros, que nada pôde fazer quando, aos 20, a camisa 11 colorada invadiu a área em velocidade e cruzou rasteiro para Bruna Wink. Letal, a meio-campista finalizou no ângulo, precisa, para abrir a conta.

Em vantagem, as Gurias passaram a controlar o ritmo do duelo. Cadenciada, a partida seguiu sem novas emoções até o intervalo, embora o Inter já apresentasse maior disposição aos contra-ataques, sempre com a inteligência de evitar a presença ofensiva das paulistas, sedentas pro centímetros no campo de ataque.

Maranhão e Guta comemoram o gol colorado/Foto: Adriano Fontes, CBF

Rival empata

As Gurias não ampliaram após o intervalo por pura teimosia da bola. Logo aos três, Locatelli recebeu de Berchon e arriscou bonito chute, que passou perto. Dois minutos depois, Maranhão invadiu a área paulista em altíssima velocidade e finalizou para milagre da goleira Nanda. O gol parecia iminente, mas, por caprichos do futebol, ele saiu na goleira colorada.

Rival empatou com gol de cabeça/Foto: Adriano Fontes, CBF

Aos seis, Vick levantou na área colorada, na medida para Duda Mineira empatar. A partir do gol, a tensão tomou conta do jogo, que seguiu bastante truncado até os últimos instantes. Desgastadas pela intensa maratona dos últimos dias, as duas equipes bem que tentaram, mas ninguém conseguiu voltar a modificar o escore. Assim, a decisão seguiu para as penalidades.


Pênaltis:

Gurias fizeram grande campanha/Foto: Adriano Fontes, CBF

1-0: GOLAÇO! Amanda Locatelli abre as cobranças com enorme qualidade.

1-1: Duda converte para o Corinthians.

1-1: Nanda defende a cobrança de Tayla.

1-2: Stefanie coloca o Corinthians na frente.

1-2: Berchon manda para fora.

1-3: Gabi Silva converte a terceira das paulistas.

2-3: GOL! Mai desloca Nanda e mantém o Inter vivo.

2-4: Isa Morais marca e garante o título para o Corinthians.

Brasileirão Feminino Sub-16 foi encerrado neste domingo/Foto: Adriano Fontes, CBF

Ficha técnica:

Internacional (1)(2): Brito; Borges, Maiara, Guta e Erica; Bruna Wink (Tayla), Locatelli e Berchon; Gaby Tomé, Clarinha e Maranhão. Técnico: David da Silva.

Corinthians (1)(4): Nanda; Áhlice, Sabrina, Duda e Gabi Medeiros (Dayse); Cabral (Stefanie), Julia Brito e Vick; Laysla, Gabi Silva e Manu Olivan. Técnica: Daniela Alves.

Gols: Bruna Wink, aos 20’/1ºT (I). Duda Mineira, aos 6’/2ºT (C).

Cartão amarelo: Duda Kroth e Amanda Locatelli (I).

Arbitragem: Adriano de Assis Miranda, auxiliado por Fabrini Bevilaqua Costa e Marcela de Almeida Silva. Quarto árbitro: Flávio Roberto Mineiro Ribeiro.

Estádio: Walter Ribeiro-SP

Gurias vencem a segunda seguida e garantem vaga nas semis do Brasileiro Sub-16

Gurias superaram Osasco/Audax por 3 a 2/Foto: Adriano Fontes, CBF

As Gurias Coloradas Sub-16 voltaram a campo nesta segunda-feira (28/06), em Sorocaba, pela segunda rodada do Brasileirão da categoria. Diante do Osasco/Audax, Clarinha, Bruna Wink e Tainá Maranhão marcaram os gols da vitória de 3 a 2 do Inter, resultado que leva o Clube do Povo aos seis pontos e garante classificação antecipada às semifinais do país.

As Gurias chegaram embaladas para a partida desta segunda. Com a confiança em alta após o triunfo de 1 a 0 sobre o Grêmio, na rodada de abertura, as atletas do Clube do Povo apertaram o Osasco/Audax logo na saída de bola adversária, e, com apenas seis segundos, abriram o placar em cabeceio de Carlinha, após grande jogada de Tayla.

Clarinha comemora com o reservado colorado/Foto: Adriano Fontes, CBF

O técnico David da Silva escalou o Inter com uma mudança em relação à equipe que venceu o Gre-Nal. Atleta que já soma grande minutagem com o grupo principal, Mai foi titular diante das paulistas. Atuando aberta, a meio-campista foi responsável por uma das alas, enquanto Tainá Maranhão ocupou a outra.

O trio formado por Bruna Wink, Locatelli e Berchon teve a função de povoar e controlar o meio de campo. Intensas, as atletas, recentemente convocadas para a Seleção Sub-17, exauriram a marcação do Osasco/Audax, que até conseguiu retardar o segundo gol, mas não impedi-lo. Aos 24, Bruna, em cobrança de pênalti que ela mesmo cavara, ampliou.

Bruna (E) comemora com Berchon (D)/Foto: Adriano Fontes, CBF

O baque paulista foi evidente com o segundo gol colorado. Apenas quatro minutos depois de Bruna marcar, Berchon saiu de trás com estilo e acionou Mai, que percebeu Clarinha com liberdade. Pela esquerda, a responsável pela abertura do placar fez grande jogada e cruzou na segunda trave, na medida para Maranhão, livre, dominar e completar para as redes. O tento, último da etapa inicial, foi o segundo de Tainá na competição.

Berchon (E) e Guta (D) comemoram com Maranhão (C)/Foto: Adriano Fontes, CBF

As Gurias seguiram melhores na etapa final, mas em ritmo mais baixo. David da Silva também aproveitou a vantagem para rodar peças e promover mudança de esquema. Apesar da superioridade vermelha, porém, quem marcou no segundo tempo foi o time de São Paulo, e por duas vezes, primeiro após falta de Lorenza, depois em cobrança de pênalti de Duda Pontes. Fim de jogo, vitória por 3 a 2!

Os irretocáveis 100% de aproveitamento das Gurias, somados ao empate sem gols entre Grêmio e Iranduba-AM, garantiram a classificação antecipada do Clube do Povo às semifinais do Brasileirão Sub-16. Na próxima quarta-feira (30/06), às 10h30, o Inter, atual campeão do torneio, encerra sua participação no grupo A diante dos amazonenses, atuais vice-líderes com dois pontos.

Gurias seguem fortes em busca do Bi/Foto: Adriano Fontes, CBF

Ficha técnica:

Internacional: Brito (Julinha); Borges, Guta e Larissa (Lídia); Maiara, Bruna Wink (Gaby Tomé), Locatelli, Berchon e Maranhão (Vitória); Clarinha e Tayla (Erica). Técnico: David da Silva.

Gols: Clarinha, aos 5”/1ºT, Bruna Wink, aos 24’/1ºT, e Maranhão, aos 28’/1ºT (I). Lorenza, aos 11’/2ºT, e Duda Pontes, aos 38’/2ºT (A).

Arbitragem: João Vitor Gobi, auxiliado por Paulo Cesar Modesto e Rodrigo Meirelles Bernardo. Quarto árbitro: José Guilherme Almeida e Souza.

Estádio: CT do Sorocaba 2.

Gurias estreiam com Gre-Nal no Brasileirão Feminino Sub-16

Gurias embarcaram na manhã desta sexta (25/06)

As Gurias Coloradas iniciam neste sábado (26/06) sua caminhada em busca do bicampeonato brasileiro Sub-16. Em Sorocaba, cidade-sede do Nacional, o Inter enfrenta o Grêmio, a partir das 8h30 da manhã, na rodada de abertura da competição.

+ Conheça as atletas que disputarão o campeonato!

As semanas que antecederam a estreia colorada no Brasileirão presenciaram preparação intensa para o torneio. Sob o comando do técnico David da Silva, o elenco das Gurias realizou diversas atividades técnicas e físicas para chegar a Sorocaba no nível mais alto possível.

Entre as relacionadas por David para a disputa do Brasileirão, alguns nomes conhecidos saltam aos olhos da torcida colorada. Já integradas ao grupo principal das Gurias desde o início da temporada, a atacante Tainá Maranhão, campeã do torneio em 2016, e a meio-campista Mai participarão do torneio, que ocorre durante interrupção do calendário adulto em virtude dos Jogos Olímpicos de Tóquio.

Além de atletas do time principal, as Gurias também apostam em jogadoras que somam grande experiência dentro da categoria Sub-16. Campeãs nacionais em 2020, as zagueiras Guta e Larissa, a lateral Duda Kroth, as volantes Bruna Wink e Amanda Locatelli, a meio-campista Berchon e as atacantes Clarinha e Vitoria estão entre as relacionadas para a edição de 2021.

Berchon é uma das remanescentes da campanha de 2020/Foto: Mariana Capra

O Brasileirão Feminino Sub-16 é disputado por 12 equipes divididas em três grupos de quatro. Na primeira fase, todas se enfrentam em turno único, e as líderes de cada chave avançam, acompanhadas do melhor segundo colocado geral, para as semifinais. Os confrontos eliminatórios serão disputados em uma única partida. Confira a tabela de jogos das Gurias, que figuram no grupo A:

Defesa do título

As Gurias conquistaram o Brasileirão Sub-16 de 2020 em dezembro do ano passado. A taça foi erguida após vitória de 2 a 0 sobre o Minas Brasília na final. Também disputado em Sorocaba, o último Nacional contou com quatro vitórias e um empate do Inter em cinco jogos, além de 11 gols marcados e apenas um sofrido.

A festa das campeãs de 2020/Foto: Laura Zago, CBF