Duda é campeã da Copa América

Craque Duda é campeã da América/Foto: Thaís Magalhães/CBF

Na noite deste sábado (30/07), a Seleção Brasileira Feminina principal venceu a Colômbia por 1 a 0, com gol de Debinha e conquistou a edição de 2022 da Copa América. Após uma campanha perfeita, vencendo todas as seis partidas e sem sofrer gols na competição, o Brasil conquistou o oitavo título de sua história da maior competição de seleções da América do Sul.

Peça importante na conquista, Maria Eduarda Ferreira Sampaio, camisa 10 das Gurias Coloradas, conquistou sua primeira taça pela Seleção principal. No último jogo da primeira fase, Duda foi protagonista do confronto e após o jogo que concretizou a classificação do Brasil para a semifinal, comentou sobre a ótima atuação e a boa competição feita pela sua equipe:

É muito importante a nossa classificação antecipada, mas a gente sabe da importância que é defender essa camisa. Entramos hoje sabendo disso, e as atletas que não vinham tendo oportunidade tiveram, o que é importante para todo mundo se sentir bem. Vamos com tudo buscar esse título.

Duda, após o confronto contra o Peru
Nossa 10 veste 14! Foto: Thaís Magalhães/CBF

Agora, Duda Sampaio volta ao Brasil depois de vencer a Copa América na Colômbia, para ajudar o futebol feminino do Clube do Povo na busca do título do Brasileirão Feminino A1.

Duda Sampaio brilha em goleada da Seleção na Copa América

Duda brilhou na goleada brasileira sobre o Peru/Foto: Thais Magalhães/CBF

O Brasil se despediu da primeira fase da Copa América Feminina com goleada em cima do Peru, e a partida teve como grande destaque a colorada Duda Sampaio. Escalada pela primeira vez como titular do time de Pia Sundhage, a meio-campista marcou um gol, deu uma assistência e sofreu um pênalti na vitória de 6 a 0 conquistada pela Seleção na noite de quinta-feira passada (21/07).

Destaque na grande campanha do Inter no Brasileirão A1, competição em que ocupa a primeira posição na lista de passes para gol, com oito, Duda já oferecera uma assistência na Copa América Feminina, ainda na primeira rodada, quando o Brasil despachou a Argentina por 4 a 0. A estreia como titular, porém, chegou apenas no sexto jogo da campanha, e comprovou que a camisa 10 das Gurias vive um 2022 iluminado.

Colorada tem excelentes números em 2022/Foto: Thais Magalhães/CBF

Melhor jogadora da atual edição do Campeonato Brasileiro nos meses de maio e junho, Duda marcou pela primeira vez com a camisa da Seleção aos 16 minutos da partida de quinta-feira. Após boa jogada pela esquerda, Fê Palermo cruzou bola rasteira em direção à entrada da área adversária, onde Sampaio demonstrou qualidade para superar a primeira marcadora já no domínio, com a canhota, e finalizar sem chances de defesa, com a perna direita, para as redes.

“Graças a Deus, pude aproveitar a minha chance hoje, jogando com tranquilidade e felicidade. Defender essa Seleção é algo incrível, eu sabia que uma hora teria a oportunidade. Estou muito feliz, e vamos com tudo para a fase final!”

Duda Sampaio
O sorriso de quem está à vontade com a Amarelinha/Foto: Ricardo Duarte

O golaço da craque colorada foi o segundo do Brasil, que àquela altura já vencia as peruanas por 1 a 0. Minutos mais tarde, Geyse faria o terceiro, ao passo que o quarto gol saiu após cobrança de pênalti. Encerrado o primeiro tempo, Duda somava 31 passes certos contra apenas quatro errados, e 100% de eficácia nos quatro desarmes que tentara, estatística que comprova o quão à vontade se sentiu na função que lhe fora designada por Pia – bastante similar à que desempenha no Inter de Maurício Salgado.

Foto: Thais Magalhães/CBF

“A função que desempenho no meu clube é bem semelhante à que faço aqui. Lá tenho bastante liberdade para atuar, aqui estou na Seleção, a gente sabe da dificuldade que os adversários nos impõem, então o mais importante é buscar fazer o que a Pia nos pede sempre, ter comprometimento dentro de campo. Graças a Deus, pude fazer isso bem hoje”

Duda Sampaio

Além da liberdade para se movimentar, outra semelhança encontrada por Duda entre Inter e Seleção fica pela responsabilidade de cobrar (quase) todos os lances de bola parada. No início do segundo tempo, por exemplo, foi a colorada quem bateu o escanteio que originou o quinto gol do Brasil. Da direita, Sampaio levantou bola forte e fechada, na cabeça de Fê Palermo, que não teve dificuldades para completar para as redes.

Logo depois de ser garçonete, Duda ameaçou reprisar o papel de artilheira, mas foi impedida, com falta, pela zaga rival. Dentro da área, o lance foi imediatamente assinalado como pênalti pela arbitragem, e convertido em gol por Adriana. A vitória de 6 a 0 referendou a classificação como líder do Brasil para as semifinais da Copa América. Na próxima terça-feira (26/07), a Canarinho enfrentará o Paraguai, em jogo único pela vaga na final do continente.

Ninguém toca na minha craque, viu?/Foto: Thais Magalhães/CBF

Se avançar à decisão, o Brasil decidirá o título da Copa América no sábado seguinte (30/07), às 21h de Brasília, contra o vencedor de duelo entre a anfitriã Colômbia e a Argentina. Já as Gurias voltarão a campo pelo Nacional logo depois, no dia três. Atuais vice-líderes, elas receberão o Santos, no Sesc, em partida da 14ª e penúltima rodada da primeira fase, e fica a nossa torcida para que esse retorno ocorra com a presença de uma craque campeã continental do lado colorado. Boa sorte, Duda! A Maior e Melhor Torcida do Rio Grande está contigo!

O sábado no embalo de Duda Sampaio: campeã brasileira Sub-20, craque estreia com assistência na Copa América

Duda estreou na Copa América com assistência/Foto: Thais Magalhães/CBF

Duda Sampaio segue colecionando momentos inesquecíveis na temporada 2022. Vice-artilheira colorada no Brasileirão A1 e jogadora com mais passes para gol no torneio, a meio-campista viveu uma noite especial neste sábado (09/07). Primeiro, a craque se sagrou campeã nacional Sub-20 com as Gurias. Mais tarde, estreou com linda assistência na Copa América Feminina.

No sábado passado, Duda foi finalista no Sub-20/Foto: João Callegari

Titular das Gurias na partida de ida da final do Brasileirão Sub-20, Duda serviu Mileninha na jogada do gol que definiu a vitória de 2 a 0 do Inter sobre o São Paulo, conquistada no sábado passado (02/07). Somado ao empate de 2 a 2 desta noite, o resultado fez do Clube do Povo o primeiro time a conquistar dois títulos nacionais femininos de base em uma mesma temporada, já que a categoria Sub-17 também foi campeã do país no último mês de maio.

Duda, porém, não esteve em campo na finalíssima nacional – mas por uma boa causa. Minutos após o Inter ser coroado campeão em Santana da Parnaíba, o Brasil enfrentou a Argentina na rodada de abertura da Copa América Feminina de 2022, competição em que a craque colorada estreou fazendo o que sabe de melhor: dando assistência milimétrica para uma companheira de ataque.

Neste sábado, ela deu assistência em Superclássico/Foto: Thais Magalhães/CBF

Alçada a campo pela técnica Pia Sundhage aos 26 minutos da etapa final, a camisa 14 do Brasil precisou de pouco tempo para justificar a confiança da comandante canarinho. Dona de oito assistências na atual edição do Campeonato Brasileiro A1, Duda Sampaio exibiu a qualidade tão bem conhecida pela torcida colorada para servir Debinha com lindo passe em profundidade.

Rasteira, a bola correu por mais de 30 metros até encontrar a camisa nove, que driblou a goleira antes de marcar, de perna canhota, pela 50ª vez com as cores do Brasil. O gol, que saiu aos 41 minutos, foi o último da vitória de 4 a 0 da Seleção, que àquela altura balançara as redes rivais com Bia Zaneratto, em duas ocasiões antes do intervalo, e Adriana, já no segundo tempo.

Duda comemora com Debinha (9)/Foto: Thais Magalhães/CBF

Inicialmente chamada apenas para os amistosos preparatórios da Seleção Brasileira para a Copa América da Colômbia, Duda foi convocada para a competição continental após lesão da atacante Gabi Nunes. Reforçado pela 10 colorada, o Brasil ainda enfrentará, na primeira fase do torneio, o Uruguai, na próxima terça-feira (12/07), a Venezuela, na segunda seguinte (18/07), e o Peru, na penúltima quinta do mês (21/07).

Duda brilhou em uma das maiores rivalidades do mundo/Foto: Thais Magalhães/CBF

Divididas em dois grupos, 10 equipes disputam a Copa América Feminina de 2022. Bolívia, Chile, Colômbia, Equador e Paraguai estão na chave A, sediada no Estádio Pascual Guerrero, em Cali. Já o pentagonal do Brasil tem como palco o Estádio Centenário de Armenia. Encerrada a primeira fase, líder e vice de cada grupo avançarão para as semifinais, enquanto os terceiros colocados decidirão o quinto lugar. Todos os duelos eliminatórios ocorrerão em jogo único.