Inter celebra Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+

O Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+ é comemorado nesta segunda-feira (28/06), e o Clube do Povo homenageou a data através de um gesto simbólico. Já iluminado com as cores do arco-íris no passado recente, o Beira-Rio abriu suas portas para a bandeira LGBTQIA+ nesta segunda-feira, assim reafirmando o compromisso colorado no combate ao preconceito e em defesa de maior visibilidade ao tema dentro do futebol.

No Beira-Rio, a luta contra o preconceito é diária e contínua, como comprovam ações recentes realizadas pelo Internacional. No último mês de março, o Clube do Povo, que desde 2019 conta com uma Diretoria de Inclusão Social, anunciou a criação do Comitê Interno de Diversidade e Inclusão, além de colocar uma cláusula no contrato de trabalho de todos os funcionários, que explicita o engajamento colorado no combate à intolerância.

O 28 de junho foi escolhido para a celebração do Orgulho pois, nesta data, em 1969, ocorreu a Revolta de Stonewall, episódio no qual policiais de Nova York empreenderam violenta batida no bar Stonewall Inn, endereço tradicionalmente frequentado pela comunidade LGBTQIA+ estadunidense. O episódio serviu de faísca para seis dias de protestos da população local contra a homofobia e em defesa do amor e das liberdades.

Inter lança máscara protetora com estampa LGBTQI+

O Dia Internacional do Orgulho LGBTQI+ é comemorado neste domingo (28/06). Data fundamental para o combate à homofobia e a defesa do amor e das liberdades, mobiliza, mundo afora, centenas de milhões de indivíduos e instituições que acreditam em uma sociedade menos intolerante e discriminatória. Clube do Povo do Rio Grande do Sul, o Inter compartilha desta luta, e apresenta, hoje, sua nova linha de máscaras protetoras, as quais carregam a bandeira LGBTQI+ como estampa.

Consciente das limitações que a atual pandemia do novo coronavírus impõe às tradicionais mobilizações da comunidade LGBTQI+, caso das efervescentes Paradas, o Colorado traz esta novidade de modo a permitir que o orgulho por quem somos e aqueles que amamos siga exaltado. As máscaras protetoras do vírus, vale lembrar, integram o selo ‘Juntos Vencemos’, criado no último mês de abril, que ratifica nosso histórico posicionamento de Clube do Povo.

As máscaras personalizadas são vendidas a R$ 9,00 a unidade. Você pode adquirir a sua através do site da loja licenciada Baby Brasil, parceira do projeto, e também pelo Whatsapp, número (51) 98610-9973.

ATENÇÃO: Compras acima de R$ 90,00 garantem FRETE GRÁTIS para todo o Rio Grande do Sul.
Aí vai a dica: você vai precisar de, no mínimo, duas máscaras. Assim, quando uma estiver lavando, a outra poderá ser usada. Aproveita e compra uma pra quem mora contigo, ou combina com um vizinho. Desta forma, vocês aproveitam o frete grátis!

Dia do Orgulho LGBTQI+ homenageia Revolta ocorrida, há 51 anos, em Nova York

Bar Stonewall In no final dos anos 1960/Foto: Divulgação

Nova York, 28 de junho de 1969. Na ilha de Manhattan, o boêmio bairro de East Village vive mais uma noite agitada, com destaque para o popular Stonewall Inn, que ferviha embebedado de amor e alegria.

Icônico por levantar bandeiras de resistência em uma cidade que, até a década de 1980, considerava criminosa a relação entre duas pessoas do mesmo sexo, o bar costumava ser frequentado pela parcela da população marginalizada da sociedade, em especial homossexuais. Toda a euforia compartilhada no local, entretanto, foi abruptamente interrompida quando, naquela madrugada, policiais empreenderam uma autoritária e violenta batida no estabelecimento.

Policiais conduzem batida violenta no bar/Foto: NBCNews

Sob a justificativa de que o endereço não poderia comercializar bebidas alcoólicas, os agentes algemaram funcionários e, arbitrariamente, passaram a agredir travestis e drag queens, detendo um total de 13 pessoas. Do lado de fora, uma multidão, que assistia indignada às prisões, decidiu responder, encurralando e mantendo os policiais dentro do bar até o amanhecer.

O episódio serviu de faísca para a ‘Revolta de Stonewall’, marcada por seis dias de ruas tomadas em protestos contra a homofobia e em defesa do amor e das liberdades. Um ano depois, comprovando a importância do levante nova-iorquino, os Estados Unidos sediariam, em diversas regiões, as primeiras paradas LGBTQI+ da história.

Primeira ‘Marcha do Orgulho Gay’ de que se tem registro, realizada nos EUA/Foto: Divulgação

Considerado um marco do combate à homofobia, atualmente o episódio de Stonewall é homenageado com a comemoração do Dia Internacional do Orgulho LGBTQI+ em 28 de junho. Passados 51 anos da Revolta, o Inter, sabedor de sua obrigação, reafirma, na data, seu compromisso na luta contra o preconceito. Amar quem queremos e viver como nascemos é um direito de todos, primordial para o Clube do Povo, que se posiciona também pelo passado, de resistência, mas, principalmente, pelo presente, ainda muito discriminatório, encarado, em nossa casa, o Beira-Rio, através do canal de denúncias ‘Estaremos Contigo’ . Viva o amor, em todas as suas formas!