Gurias goleiam Juventude por 8 a 0 na abertura do Gauchão Feminino

Mariana Pires teve atuação destacada em Flores da Cunha/Foto: Gabriel Tadiotto/Juventude

As Gurias Coloradas enfrentaram o Juventude, na tarde deste domingo (19/09), em Flores da Cunha. Válida pela primeira rodada do grupo B do Gauchão, a partida, disputada no Estádio Homero Soldatelli, foi encerrada com goleada de 8 a 0 do Clube do Povo, gols Rafa Travalão, Djeni e Wendy, todas essas com dois tentos cada, e Maranhão e Kamile.

Líderes da chave B e donas do melhor resultado desta primeira rodada estadual, as Gurias voltam a campo daqui a dois domingos. No dia três de outubro, o time de Maurício Salgado recebe o Elite, no Sesc Protásio Alves, para a disputa da segunda rodada do Gauchão. Vale lembrar que as chaves do Rio Grande do Sul serão realizadas em turno e returno, para só então serem conhecidas as equipes classificadas às semifinais.

Duda Flores foi uma das jovens atletas que ganhou minutos neste domingo/Foto: Gabriel Tadiotto/Juventude


Rafa brilha no primeiro tempo

As Gurias Coloradas foram a campo com novidade. Pela primeira vez em sua carreira profissional, Maranhão iniciou partida como titular, escalada na ponta-direita do ataque do Internacional. Além dela, Wendy e Rafa Travalão formaram a linha de frente do Clube do Povo, municiada por Djeni Becker e Mariana Pires. Com estes nomes, e envolvente desde o primeiro minuto, o time de Maurício Salgado abriu o placar aos 18, quando a camisa nove uruguaia serviu a 11, que apenas teve o trabalho de cutucar para as redes abertas e inaugurar o marcador.

Bruna Benites voltou a empunhar a braçadeira colorada/Foto: Gabriel Tadiotto/Juventude

Rafa voltou a balançar a rede aos 44. Diante da audaciosa postura do Juventude, que adiantava suas linhas para diminuir o campo disponível às avantes coloradas, a camisa 11 se posicionou no limite da linha de impedimento adversária, e foi percebida por Djeni Becker. Com açúcar, a meio-campista serviu Travalão, que invadiu a área pela esquerda e, cara a cara com Mari, finalizou no canto oposto ao escolhido pela goleira. A vitória parcial de 2 a 0 abria o intervalo em Flores da Cunha.


Gurias dão show na etapa final

Diferente do gol ou da assistência, o penúltimo passe não entra para as estatísticas. Ou melhor, não entrava. Afinal, Mariana Pires certamente convenceu os estudiosos a respeito da importância de um lance que ofereça às companheiras condições de finalizar uma trama ofensiva. Aos sete minutos, a camisa 10 deixou Rafa livre, leve e solta para invadir a área pela direita. Solidária, a atacante devolveu o favor que recebera de Djeni, ainda na etapa inicial, para servir a camisa oito, que marcou o terceiro.

Mari Pires joga 10!/Foto: Gabriel Taditto/Juventude

A vantagem de três gols deu segurança para Maurício Salgado promover mudanças no time. Anunciada pelo Inter na última quinta-feira (16/09), a lateral Ariely substituiu a quase xará Ariane para fazer sua estreia pelas Gurias. Quem também disputou sua primeira partida como profissional colorada foi Kamile, substituta de Travalão. Junto das debutantes, ainda entraram Duda Flores e Vick, crias da base, e a guerreira Thessa. Com fôlego renovado, o Clube do Povo não teve problemas para seguir na pressão.

Aos 13, Maranhão recebeu lindo lançamento de Vivi e, dentro da área, assistiu Kamile, que completou para as redes. Anulado por impedimento, o quarto gol saiu no minuto seguinte, quando as peças se inverteram e, após cobrança rápida de lateral feita por Vick, a jovem centrovante deixou a companheira com o gol aberto para transformar a vitória em goleada. O tento da camisa 29 ainda era comemorado quando Wendy progrediu pela direita, trombou com a zagueira, escorregou, se levantou, girou e, mesmo cercada por três, finalizou de canhota. Inter 5 a 0.

Polivalência de Isa Haas foi posta à prova mais uma vez/Foto: Gabriel Tadiotto/Juventude

Entre os gols quinto e sexto, o intervalo de tempo foi maior, suficiente para Mayara substituir Vivi, e também para a realização de parada técnica. Retomado o confronto, Ariely, na casa dos 27 minutos, lançou Wendy com bonito passe rasteiro. Inteligente, a camisa nove fintou a zaga com o corpo, mas não pôde finalizar por conta de falta da zagueira. Dentro da área, a irregularidade foi assinalada como pênalti, que Djeni converteu com perfeição para marcar mais um.

O placar voltou a ser movimentado aos 41, quando Wendy marcou aquele que pode ser definido como o gol mais bonito da tarde. Acionada por Thessa, Mariana Pires aplicou até janelinha na adversária antes de abrir jogo para Maranhão. Inteligente, o passe foi interceptado pela zagueira Hellen, que não conseguiu afastar o perigo em defintivo. Antes dela, Kamile recuperou a posse, invadiu a área e mandou chute forte, que a goleira Mari, de grande atuação, espalmou. Para azar da arqueira, o rebote foi da uruguaia colorada, que dominou levantando a bola e, sem titubear, emendou lindo voleio. Sim, suas contas estão certas: o gol foi o sétimo das Gurias.

Bruna jamais perdeu uma partida de Gauchão/Foto: Gabriel Tadiotto/Juventude

Simpático às estreantes, o domingo não seria encerrado sem o justo gol de Kamile. Em jogada mais uma vez tramada por Mariana Pires, Wendy entrou na área rival pela esquerda e, diante da saída de Mari, apenas rolou para o retângulo menor. Por ali, comprovando o faro de gol de quem encerrou o Brasileiro Sub-18 na artilharia das Gurias, a camisa 18 chegou batendo de canhota, sem caprichos, para encerrar o placar. Na primeira prova da luta pelo Tri consecutivo, o Inter era aprovado com láureas. Sigam as líderes!

Sport Club Internacional · Rádio Colorada | Gols: Juventude 0 x 8 Gurias Coloradas | 19/09/2021

Ficha técnica:

Internacional (8): Vivi (Mayara); Leidi (Vick), Bruna Benites (Duda Flores), Sorriso (Thessa) e Ari (Ariely); Isa Haas, Djeni e Mariana Pires; Wendy, Rafa Travalão (Kamile) e Maranhão. Técnico: Maurício Salgado.

Gols: Rafa Travalão, aos 19’/1ºT e 44’/1ºT, Djeni, aos 7’/2ºT e 29’/2ºT, Maranhão, aos 13’/2ºT, Wendy, aos 15’/2ºT e 41/2ºT, e Kamile, aos 44/2ºT (I).

Arbitragem: Gutiérrez dos Santos Vasques, auxiliado por Ronei Zwirtes e Marcelo Luis Krindges.

Estádio: Homero Soldatelli.

O pós-jogo de uma manhã inesquecível

Gurias comemoraram muito a classificação histórica/Foto: João Callegari

As Gurias Coloradas viveram uma manhã inesquecível no Morumbi! Com gols de Fabi Simões, Ari e Shashá, o Clube do Povo superou o São Paulo por 3 a 1 e avançou, pela primeira vez na história, para as semifinais do Brasileirão Feminino. Conquistada com dois tentos marcados após os 40 minutos do segundo tempo, a vitória foi muito festejada pelas atletas do Inter, e a Rádio Colorada, presente no palco do jogo, acompanhou a comemoração de perto.

Responsável pelo segundo gol do Inter, tento que levava, até aquele instante, a decisão para os pênaltis, Ari foi a primeira entrevistada pela emissora oficial do Clube do Povo. Predestinada, a titular da lateral-esquerda revelou que, até poucos segundos antes de a bola ser alçada na área, não sabia se marcaria presença no campo de ataque para a jogada que colocou as Gurias na frente do placar.

Foto: Luiza Moraes/CBF

“Juro que, por um momento, eu não iria para a área. Estava cansada, a perna esquerda com cãibra. Mas alguma coisa me veio na cabeça para ir, e eu fui e fiquei em um lugar em que nunca me posiciono. Não esperava a bola ali. Foi emocionante fazer esse gol, fomos até o fim com as poucas soldadas que temos!”

Ari

Logo depois da defensora artilheira, quem falou foi Leonardo Menezes. O gerente de Futebol Feminino do Clube do Povo destacou a união do grupo colorado, e teve sua comemoração acompanhada por comentário de Rafael Pokorski, preparador de goleiras, que definiu a vitória como símbolo da garra que caracteriza a história do Internacional.

“Uma vitória do grupo, da superação e da vontade. É uma vitória do Inter, com o espírito que permeia todo mundo que está aqui. Não é da boca para fora: somos uma família, estamos aqui para conquistar coisas muito grandes, do tamanho do Internacional.”

Leonardo Menezes

“Essa vitória é extremamente importante, e vem com a cara do Inter. Acreditando até o final, na raça, com todas se entregando. Foi uma partida equilibrada, e o que decidiu foi a entrega. Uma vitória para a gente botar na história. Estamos nas semis!”

Rafael Pokorski

Reviva a emoção pós-apito final

Passados os festejos no gramado, as Gurias seguiram em celebração dentro dos vestiários do Morumbi. Por lá, a zagueira e capitã Bruna Benites, multicampeã ao longo de sua vitoriosa carreira, não conteve a euforia ao comentar a ambição do elenco colorado, além de deixar claro que, agora que o Inter está entre os quatro melhores times do país, os adversários terão vida difícil para superar a tradicional obstinação daqueles que vestem vermelho.

“Saímos de Porto Alegre com a consciência de que precisaríamos lutar muito, mas de que era plenamente possível. Nosso grupo merece. Ele pode ser reduzido, mas é qualificado. Prefiro correr do lado de 15 meninas dispostas a fazer o que for para vencer, do que com um monte que quer ser só mais uma. Tenho muito orgulho dessa equipe, e quero deixar um abraço para todo mundo que acreditou. Agora, vão ter que segurar. Deixaram chegar, vão ter que segurar.”

Bruna Benites
A íntegra da fala de Bruna Benites para a Rádio Colorada
Capitã vibrou muito com a vitória colorada/Foto: Luiza Moraes/CBF

O significado do feito atingido pelas Gurias no Morumbi foi repercutido por dois entrevistados que têm propriedade de sobra para falar em nome da instituição Internacional. Tanto Alessandro Barcellos, presidente colorado, quanto Claudio Curra, diretor de Futebol Feminino, valorizaram o projeto conduzido desde 2017 pelo Clube, coroado com feito que foi, é claro, atribuído às atletas, e dedicado para a Maior e Melhor Torcida do Rio Grande.

“É o mais longe que já chegamos. Então, estamos muito felizes – e fortes! Eu disse, antes do jogo, que ia ser no detalhe, mas foi melhor: foram dois detalhes. Com a cara do Inter, de raça, de garra, sem desistir nunca, como em todas as conquistas grandes do Clube.”

Claudio Curra
A fala de Claudio Curra para a Mais Vermelha

“É um momento importante, épico, resultado de um trabalho de continuidade, seriedade e comprometimento. Acreditamos sempre, esse é o Inter. Acreditamos no potencial do trabalho com raça, com determinação. Foi isso que a gente viu, hoje, no Morumbi. Quero parabenizar toda a comissão técnica, a direção e, principalmente, as atletas, que deram essa alegria ao torcedor, que merece essa vitória.”

Alessandro Barcellos
Presidente parabenizou o grupo de jogadoras

Quem falou sobre o jogo e a determinação apresentada pelo time foi o técnico Maurício Salgado, que exaltou o controle mental exibido pela equipe ao longo dos 90 minutos (mais acréscimos). A vitória, nas palavras do comandante, foi conquistada graças à fé das jogadoras no trabalho realizado, inabalável mesmo nos momentos mais delicados da partida, e persistente apesar do sol e do cansaço.

Foto: Luiza Moraes/CBF

“A gente tinha um proposta, e não desistimos dela. Quando o Inter estava muito melhor na partida, tomou o gol, e isso é impactante. Já o segundo tempo, a partir dos 30 minutos, nossa equipe estava desgastada, e aí vem aquela coisa de dentro. Hoje, o nosso grande mérito foi pensar no jogo. Teve coração a milhão, mas a cabeça no lugar. Isso é uma coisa que se espera quando se representa o Inter, e elas estão de parabéns.”

Maurício Salgado
Ouça a entrevista de Maurício Salgado para a emissora do Clube do Povo

Persistência, que se diga, é sinônimo perfeito para Shashá. Lateral-esquerda na ida e atacante na volta, a polivalente camisa 33 esperou o momento certo para marcar seu primeiro gol na temporada. Passados os 47 minutos do segundo tempo, ela percebeu enorme espaço na defesa paulista e não titubeou em decidir. Na correria, na qualidade e na vontade, colocou o Inter na semifinal.

Foto: João Callegari

“Foi uma emoção. No momento que recebi a bola, pensei em correr, e, quando a goleira veio para cima de mim, pensei em chutar. Quando bati e vi que foi na trave, saí para pegar a bola, nem que botasse com a mão. Não tinha feito nenhum gol ainda no Campeonato, mas foi o decisivo. É O INTER!”

Shashá

O gol de Shashá, inclusive, foi o único marcado sem participação da meio-campista Djeni no conjunto dos 180 minutos das quartas de final. Responsável por descontar o placar para o Inter, já nos acréscimos do segundo tempo, na partida do Beira-Rio, a camisa oito das Gurias também serviu Fabi e Ari no Morumbi. O protagonismo, de acordo com a própria, representa suas aspirações enquanto atleta do Clube do Povo.

Foto: Luiza Moraes/CBF

“Essa é a postura do Inter, agressiva. A gente busca a vitória em casa e fora. Viemos para buscar essa classificação. Eu não cheguei aqui para ser mais uma atleta. Vim para fazer história com essa camisa, para entrar na história do Clube. Hoje, fizemos história. Estamos nas semis de um campeonato importantíssimo.”

Djeni

Não existe hora boa ou ruim para marcar um gol, dizem. Maior alegria do futebol, a bola na rede é bem-vinda a qualquer momento. Ousando profanar as leis que regem o esporte mais popular do mundo, todavia, parece seguro afirmar que o tento de Fabi Simões saiu no instante certo, exatamente quando o São Paulo começava a crescer no jogo após largar na frente do placar. Alegre, a camisa sete dispensou quaisquer individualidades quando perguntada a respeito de mais uma grande atuação com o manto vermelho.

Foto: LiviaVillasBoas/CBF

“Estou muito feliz por estar trabalhando com esse grupo e fazendo história com a camisa do Inter. Sabemos que o Clube merece muito. A gente joga com o nome da frente para depois ser reconhecida com o nome de trás. Tento ajudar a equipe da melhor forma possível. Agora, temos que manter o pé no chão, pois o jogo das semis vai ser difícil.”

Fabi Simões

Poucas atletas entendem tão bem quanto Leidi a importância da classificação para as semis. Retomado em 2017, o Futebol Feminino do Clube do Povo estreou no Brasileirão A1 em 2019. Desde então, passadas duas edições na elite, as Gurias somavam duas eliminações consecutivas nas quartas. Garantido com a epopéia do Morumbi, o fim do tabu deixa o elenco ainda mais confortável para a sequência do torneio, como revelou a lateral-direita.

Parece que a gente nasceu de novo.

Sabíamos que a nossa hora ia chegar,

lutamos até o final. Agora,

Vamos em busca de algo melhor.”

Leidi

Do Morumbi, o grupo partiu em festa para dar sequência à logística preparada pelo Clube. A primeira parada após o jogo, é claro, ocorreu em restaurante, que recebeu o elenco para a prazerosa refeição das classificadas. Por lá, também foi criada uma sucursal do Beira-Rio, responsável por embalar, a batidas e cantoria, um inesquecível dia 22 de agosto, que ainda estava longe de ser encerrado.

Somente na noite de domingo as Gurias desembarcaram em Porto Alegre, carregando consigo a mais valiosa bagagem já recebida pelo futebol feminino gaúcho. Apoiadas pela torcida na última sexta (20/08), data da viagem para São Paulo, nossas guerreiras foram igualmente recebidas por seu povo no Aeroporto Salgado Filho, em bonita homenagem para as heroínas alvirrubras.

A caminhada, vale lembrar, está longe do fim. Na próxima semana, diante do Palmeiras, começa a luta por uma vaga na final. E coitados dos que ainda não acreditam na força de um grupo decidido como este a fazer história. Primeiro no Beira-Rio, depois no Allianz, buscaremos dar mais um passo em direção à taça. A receita para isso, sabemos, passará pelo trabalho. Vamos para cima, craques!

Seguimos juntas, fazendo história!/Foto: João Callegari

Raio-X: No Beira-Rio, Gurias Coloradas recebem o São Paulo pela partida de ida das quartas do Brasileirão A1

Gurias recebem o São Paulo nesta segunda/Foto: Mariana Capra

É Inter contra São Paulo, no Beira-Rio, em um 16 de agosto! A partir das 17h desta segunda-feira (16/08), as Gurias Coloradas recebem o Tricolor pela partida de ida das quartas de final do Brasileirão A1, confronto analisado pela Rádio Colorada em entrevista com a cronista e redatora Bianca Goes. Confira o conteúdo e, na sequência, fique por dentro de tudo sobre o duelo.

Sport Club Internacional · Raio-X #45 | Internacional x São Paulo | 12/08/2021

Transmissão 📻

Se tem Gurias Colorada em campo, tem Rádio Colorada nas tribunas! A emissora oficial do Clube do Povo iniciará a cobertura do duelo às 15h30 desta segunda, e seguirá no ar até as 20h, oferecendo a jornada mais vermelha do mundo. Confira a programação, que pode ser acompanhada via Site e APP do Inter:

AtraçãoPlataformas
0hProgramação musicalInternet e App do Inter
15h30Raio-X
(Internacional x São Paulo –
Quartas de final/Brasileirão A1)
Internet e App do Inter
16hPortões Abertos
(Internacional x São Paulo –
Quartas de final/Brasileirão A1)
Internet e App do Inter
17hJornada Esportiva
(Internacional x São Paulo –
Quartas de final/Brasileirão A1)
Internet e App do Inter
19hVestiário Vermelho
(Internacional x São Paulo –
Quartas de final/Brasileirão A1)
Internet e App do Inter
20hProgramação musicalInternet e App do Inter
Segunda-feira para torcer ligado na Rádio Colorada/Foto: João Callegari

As redes sociais das Gurias Coloradas (@guriascoloradasoficial no Instagram, @GuriasColoradas no Facebook e @ColoradasGurias no Twitter) acompanharão a partida com o tradicional minuto a minuto enriquecido por imagens dos principais lances do confronto. Na TV, o SporTV anuncia transmissão.


Vamo, Gurias! 💪

Gurias trabalharam forte para as quartas do país/Foto: João Callegari

Sem ir a campo desde 24 de junho, quando visitaram o Real Brasília na rodada de encerramento da primeira fase do Brasileirão A1, as Gurias Coloradas realizaram uma verdadeira intertemporada ao longo das últimas semanas. Após reapresentação ocorrida no dia 12 de julho, o elenco feminino do Inter passou mais de um mês em preparação para as quartas de final do país.

As primeiras atividades realizadas após curto período de descanso oferecido ao grupo tiveram como foco a preparação física, e foram organizadas em nome de rápido recondicionamento das atletas coloradas. Durante esse período, que de cara presenciou treinos com bola, as Gurias trabalharam em dois turnos, marcados pelos cotidianos exercícios na academia.

Preparação foi intensa no Sesc/Foto: João Callegari

Caracterizada pela elevada intensidade, a semana de abertura da preparação colorada contou com entrevista exclusiva da zagueira Sorriso para o Canal do Inter. A atleta descreveu, na conversa, os primeiros dias de atividades no Sesc, além de destacar a boa forma com que o elenco retornou aos trabalhos.

“A gente voltou bem fisicamente, mas sempre tem o que melhorar. As primeiras atividades foram bem intensas, e focamos mais na preparação física, trabalhando a física e a técnica. Estamos nos preparando bem para chegar com força total contra o São Paulo!”

Sorriso

Com o correr dos dias, os exercícios táticos passaram a protagonizar a rotina das Gurias Coloradas. Já na segunda semana de trabalhos, atividades de campo reduzido, com foco em marcação e finalização, foram comandadas pelo técnico Maurício Salgado, e analisadas, também em conversa com o Canal do Inter, pela meio-campista Djeni Becker.

“Intensidade é o que mais está sendo cobrado nessas duas semanas de volta, e as expectativas são as melhores possíveis. A preparação vem sendo muito boa, muito forte. Fazemos cada treino pensando no São Paulo, e o pensamento é de ganhar, vencer. Só estamos crescendo com isso.”

Djeni

A proximidade do retorno aos gramados motivou a realização de atividades que oferecessem ritmo de competição ao elenco colorado. Assim, o primeiro mês de trabalhos foi concluído já com a organização de dinâmicas em conjunto à categoria Sub-18, que também nesta segunda retoma a disputa do Brasileirão. Atacante das Gurias, Shashá sublinhou o foco apresentado pelo grupo em cada um desses exercícios.

“A gente vem treinando forte, acertando o que vinha errando. A preparação está pegada, estamos cada vez mais focadas no nosso objetivo, que é classificar. O time está fechado, querendo a vitória, e cada vez mais focado no objetivo de avançar.”

Shashá

A reta final de preparação, que serviu para azeitar os últimos detalhes da luta por vaga nas semifinais, conviveu com expectativa crescente pelo retorno aos gramados. Se avançar de fase, o Inter construirá sua melhor campanha na história do Brasileirão A1, responsabilidade que o grupo está pronto para assumir, como revelou Fabi Simões.

“A expectativa está muito grande, a gente não vê a hora, queremos jogar. Se fosse amanhã, estaríamos prontas. Nos preparamos muito bem para passar pelo São Paulo, chegar na semifinal e fazer história com o Inter. Vamos fazer de tudo para isso.”

Fabi Simões

O caráter nostálgico e sentimental desta segunda-feira também foi abordado pelas guerreiras alvirrubras. No Inter desde 2017, a volante Thessa ressaltou a vontade de entregar uma grande atuação de presente à torcida neste aniversário de 15 anos da primeira Libertadores colorada.

“O time está muito concentrado no que quer e, nessa data especial pra torcida colorada, em que a gente ganhou a primeira Libertadores, contra o São Paulo, dentro do Beira-Rio, se torna ainda mais especial para nós. Queremos fazer com que a torcida se sinta abraçada nesse dia com as Gurias Coloradas!”

Thessa

Vale lembrar que nem todo o elenco passou pela mesma rotina de treinos. Enquanto Bruna Benites foi convocada para as Olimpíadas, atletas mais jovens participaram das disputas do Brasileirão Sub-16 e da primeira fase do Sub-18, esta encerrada na metade de julho. Homogênea no grupo, sem dúvidas, é a obstinação em lutar pela vaga, feito que coroaria um trabalho já consolidado, como Maurício Salgado analisou em recente entrevista para a Rádio Colorada.

“O projeto do Inter é de consolidação. A gente vê muitas equipes que, seja por realizarem apenas um investimento pontual, ou mesmo por as coisas se encaixarem, fazem um bom campeonato. Mas a fórmula de sucesso, de ter resultados duradouros, é estar sempre ali na frente. O fato de o Inter ser uma equipe que pleiteia as finais mostra o sucesso do projeto.”

Maurício Salgado
Maurício Salgado comanda as Gurias desde 2019/Foto: João Callegari

Campanha colorada 📊

As Gurias avançaram para as quartas de final na sexta colocação do Brasileirão A1. Em 15 partidas disputadas no formato de pontos corridos, o Inter somou oito vitórias, três empates e quatro derrotas, além de marcar 19 gols e sofrer 16. A pontuação colorada (27) foi a mesma de Ferroviária, quinta, e Santos, quarto.

Gurias estão nas quartas pelo terceiro ano seguido/Foto: Mariana Capra

Individualmente, Fabi Simões se destaca como a artilheira do Inter no Brasileirão. Dona de seis tentos, ela soma um a mais do que Mileninha, jovem que vive sua temporada de estreia na categoria adulta. Jogadora com mais assistências no elenco vermelho, Leidi já ofereceu três passes para gols, um a mais do que os distribuídos por Mari Pires e Juliana.


Chaveamento 📖

Quem avançar do duelo de Gurias Coloradas e São Paulo enfrentará, nas semifinais, a equipe classificada de embate entre Grêmio e Palmeiras. Disputada no último sábado, em Gravataí (14/08), a abertura do confronto foi encerrada com vitória azul por 2 a 1. Vale lembrar que as eliminatórias nacionais não contam com gol marcado fora de casa como critério de desempate. Confira o chaveamento completo do Brasileirão A1:

Avaí/Kindermann x CorinthiansGrêmio x Palmeiras
VSVS
Ferroviária x SantosInternacional x São Paulo

*Equipes em negrito decidem como mandantes

Inter abre como mandante luta por vaga nas semis/Foto: Mariana Capra

Arbitragem 👨‍⚖️

Rafael Rodrigo Klein apita, auxiliado por Maíra Mastella Moreira e Tiago Augusto Kappes Diel. Quarto árbitro: Andressa Hartmann. Quarteto gaúcho.


Rival 🆚

Rival fechou primeira fase em terceiro/Foto: Gabriela Montesano/São Paulo

Assim como o Inter, o São Paulo também viveu longo período de intertemporada após o final da primeira fase do Brasileirão A1. Enquanto as atletas mais jovens do grupo paulista, com destaque para Lauren e Giovaninha, disputaram o Nacional Sub-18 no último mês de julho, a maior parte do elenco tricolor se reapresentou, depois de breve período de folga, no dia 7 do mês passado.

Formiga em ação durante treino do Tricolor/Foto: Gabriela Montesano/São Paulo

A principal diferença na preparação das duas equipes fica pelo ritmo de jogo. Graças à rodada de abertura do Paulistão, disputada no último meio de semana, o São Paulo chega à partida desta segunda embalado por vitória conquistada na quarta-feira passada (11/08). Em Cotia-SP, as comandadas de Lucas Piccinato superaram o São José-SP por 2 a 0, gols de Naná e Cris.

A principal jogadora tricolor no Brasileirão foi poupada contra o São José. Vice-artilheira da competição com nove gols marcados, Duda brilhou na primeira fase nacional, desempenho recompensado com titularidade na Seleção Olímpica. Se com Pia Sundhage a camisa 10 atuou aberta pela direita, contudo, no São Paulo ela ocupa função mais próxima à de uma ponta-de-lança. Por ali, ofereceu, também, quatro assistências para suas companheiras.

Duda (D) é o grande nome tricolor no Brasileirão/Foto: Rubens Chiri/São Paulo

Terceiro colocado na primeira fase do Brasileirão, o São Paulo, dono de oito vitórias, cinco empates e duas derrotas, não tem na camisa 10 seu único destaque. Melhor atacante do Nacional de 2019, Glaucia é um dos pilares do time paulista, que já marcou 33 gols na temporada. Jogadora de intensa movimentação, ela abre espaços valiosos tanto para Duda quanto para as pontas Jaqueline, Carol e Micaelly, igualmente perigosas na linha de frente.

Sobre Carol, a ponta-direita é um dos desfalques do Tricolor para a partida desta segunda. Suspensa pelo terceiro cartão amarelo, ela integra lista que também conta com Natane, lesionada, e Formiga, que não foi inscrita a tempo na competição. Yayá, por questões contratuais, é dúvida, bem como Carla Nunes, entregue aos cuidados do DM desde o início da temporada.

Carol desfalca o adversário nesta segunda/Foto: Rubens Chiri/São Paulo

Considerados todos os desfalques, o provável São Paulo para esta segunda conta com Carla; Giovana, Lauren, Gislaine e Dani; Maressa e Naná (Cris); Micaelly, Duda e Jaque; Glaucia. Caso Yayá fique disponível, ela tem grandes chances de assumir a segunda função do meio de campo, ao passo que Naná corre por fora na luta pela ponta-direita de ataque.


Retrospecto do confronto ⏱️

Equipes jamais se enfrentaram em Porto Alegre/Foto: Mariana Capra

As Gurias Coloradas jamais enfrentaram o São Paulo como mandantes. Promovido à elite nacional a partir de 2020, o Tricolor recebeu o Inter nos confrontos de primeira fase dos Brasileirões atual e passado. Nestes, as equipes registraram um empate por 2 a 2, em partida disputada em Cotia-SP, e uma vitória paulista por 2 a 0, ocorrida, no último mês de maio, na Arena Barueri.


Fator local 🏟️

Gurias fazem valer o mando no Beira-Rio/Foto: Mariana Capra

O Beira-Rio faz a diferença para as Gurias Coloradas, fato comprovado ao longo de toda a temporada de 2021. Nas duas partidas que já disputaram no número 891 da Padre Cacique neste ano, as atletas do Clube do Povo conquistaram duas vitórias inesquecíveis, gigantes como o palco que lhes serviu de moldura.

Isa (E), Rafa, Mari e Djeni (D) comemoram vitória sobre a Ferroviária/Foto: Mariana Capra

Primeiro, ainda no mês de maio, o Clube do Povo superou a Ferroviária. Mari Pires, Rafa Travalão e Juliana marcaram os gols na vitória de 3 a 1, sucedida, em pouco mais de 30 dias, por triunfo sobre o maior rival. Com tentos de Fabi Simões e Mileninha, as Gurias venceram por 2 a 1 o Gre-Nal da 14ª e penúltima rodada da primeira fase e, com isso, chegaram a 10 clássicos de invencibilidade.

Mileninha festeja segundo gol em cima do Grêmio/Foto: Jota Finkler

Quiz: Djeni ou Rafa, quem sabe mais da carreira da outra?

As craques Djeni Becker e Rafa Travalão tiveram que responder a perguntas uma sobre a carreira da outra, além de colocar à prova seus conhecimentos a respeito da história das Gurias Coloradas. Confira a resenha das meio-campistas do Clube do Povo, que mostraram não estar com o chute em dia apenas no campo!

Bastidores do título no Gauchão Feminino

CAMPEÃS! As Gurias Coloradas derrotaram o Grêmio, no último domingo (20/12), e conquistaram o Gauchão Feminino de 2020. Disputado na Arena Cruzeiro, em Cachoeirinha, o Gre-Nal da final foi vencido por 2 a 1, gols de Djeni Becker e Byanca Brasil para o Inter. Confira os Bastidores do título!

CAMPEÃS! Gurias Coloradas vencem Gre-Nal por 2 a 1 e conquistam o Gauchão Feminino!

Capitã Bruna Benites ergue a taça!/Foto: Mariana Capra, Internacional

CAMPEÃS! BICAMPEÃS CONSECUTIVAS! ENEACAMPEÃS NA HISTÓRIA! As Gurias Coloradas derrotaram o Grêmio por 2 a 1, na manhã deste domingo (20/12), e conquistaram o Gauchão Feminino de 2020. Disputado a partir das 10h na Arena Cruzeiro, em Cachoeirinha, o clássico Gre-Nal contou com gols de Djeni e Byanca Brasil, para o Inter, e Pri Back, para o rival. VAMO, GURIAS!


Gurias protagonistas

Djeni Becker comemora o bonito primeiro gol colorado/Foto: Mariana Capra, Internacional

Os movimentos iniciais de partida foram disputados em ritmo extremamente elevado. Postadas no campo ofensivo e apertando a saída de bola rival, as Gurias Coloradas criaram sua primeira oportunidade logo aos dois minutos, quando Ju Ferreira exigiu milagre de Lorena. A arqueira adversária seguiu brilhando ao longo da dezena de abertura do confronto, ao mesmo tempo em que suas estonteadas companheiras apostavam no rodízio de faltas para conter a intensidade do Clube do Povo.

A narração da Rádio Colorada para o testaço de Djeni:

Sport Club Internacional · Rádio Colorada | Gol Byanca Brasil: Inter 2 x 1 Grêmio – Final Gauchão Feminino

Com o passar do tempo, o Grêmio entendeu que, às adiantadas linhas do Clube do Povo, a melhor resposta seria apostar na movimentação de Marta, que passou a pedir por passes em profundidade com o objetivo de sobrecarregar a segura dupla de zaga colorada. As oportunidades mais claras, então, saíram na casa dos 20 minutos. Primeiro, quem assustou foi o rival, mas Gisseli teve seu arremate travado, em cima da linha, por Naná. Depois, aos pontuais 28, quem chegou foi o Inter. Mari lançou Rafa, que disparou pela esquerda e cruzou na medida para a elemento surpresa Djeni abrir o placar.

Camisa 8 encerrou o Gauchão com cinco gols/Foto: Mariana Capra, Internacional

Atingida a casa de meia-hora de partida, o ritmo do confronto foi consideravelmente reduzido, fruto do crescente calor em Cachoeirinha. Ensolarada, a exuberante Arena Cruzeiro presenciou, inclusive, algumas interrupções para atendimento de atletas desgastadas com a temperatura. Enquanto os termômetros subiam, o placar se manteve estável, e um parcial 1 a 0 foi mantido até o intervalo.


CAMPEÃS!

Abraçada por Julia, Byanca comemora o segundo do Inter/Foto: Mariana Capra, Internacional

Após cinco minutos de aparente marasmo, o Clube do Povo logo tomou as rédeas da partida também no segundo tempo. A movimentação de Shashá, de novo, esgotou a marcação adversária, que aos oito minutos não conseguiu acompanhar a craque Byanca Brasil. Caindo pela esquerda, a camisa 9 tentou duas vezes para marcar um golaço e ampliar a vantagem no marcador.

Confira o gol de Byanca na narração da Rádio Colorada:

Sport Club Internacional · Rádio Colorada | Gol Byanca Brasil: Inter 2 x 1 Grêmio – Final Gauchão Feminino

O domínio colorado, embora atrapalhado pelo intenso calor, foi continuado após o tento da artilheira do torneio, que chegou aos seis no Estadual. Técnica gremista, Patrícia Gusmão até realizou mudanças que se desdobraram em time cada vez mais ofensivo, mas as novidades foram muito bem decifradas por Maurício Salgado.

Craque foi a artilheira do Gauchão: seis gols/Foto: Mariana Capra, Internacional

Com suas mudanças, a exemplo da entrada de Leidi, o comandante alvirrubro encaixotou o rival. Apenas em rara escapada fruto de erro na saída de bola colorada, Sinara sofreu pênalti que Pri Back converteu, descontando para as gremistas.

A proximidade no placar acendeu alerta definitivo no Clube do Povo, que passou os 10 últimos minutos de partida no campo de ataque, bombardeando a goleira Lorena, figura fundamental para impedir novos gols das Gurias Coloradas. Aos 51 minutos, Leandro Vuaden apitou pela última vez e confirmou: o Rio Grande é do time feminino do Clube do Povo!

Foto: Mariana Capra/Internacional

Melhores momentos – primeiro tempo

2min – SAAAAAALVA, LORENA! Após pressão na saída de bola adversária, Ju fica com a posse e, da entrada da grande área, solta a bomba. Goleira gremista opera o primeiro milagre do jogo.

4min – Pri Back recebe o amarelo por pontapé em Djeni.

6min – Lorena segura! Mari Pires domina na entrada da grande área, pela direita, e finaliza rasteiro. Nova intervenção da arqueira azul.

8min – Cartão amarelo para Bruna Benites. Falta em Marta.

8min – Tiro de meta! Eudimilla bate bem, a bola encobre a barreira, mas vai pela linha de fundo.

9min – MILAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAGRE! QUE JOGADA DE SHASHÁ! Camisa 7 desarma no campo de ataque, costura da direita para a esquerda e, nas cercanias da grande área, manda o canhotaço. A bola tinha endereço, o ângulo, mas Lorena dá linda ponte para salvar as azuis.

15min – Kemelli! Marta é lançada nas costas da marcação colorada e, percebendo as boas condições da atacante rival, goleira alvirrubra deixa a meta para cortar o perigo.

18min – CANTO BOLA! Byanca Brasil serve Mari Pires, que não consegue a finalização. Sinara afasta mal, ela volta com Mari, e a camisa 10 deixa com Djeni, que finaliza travada. Escanteio para o Inter.

20min – É LÁ E CÁ! Rebeca vai ao fundo pela esquerda e cruza rasteiro para Marta. Kemelli abafa a centroavante, mas a sobra, com o gol aberto, é de Gisseli, que finaliza. Salvadora, Naná trava e, após confusão, a sobra é de Fabi, que dispara em velocidade. Como fizera Pri Back mais cedo, Sinara dá um pontapé na colorada e recebe o amarelo.

28min – GOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL! É DO CLUBE DO POVO, É DA ACADEMIA DO POVO, É DAS COLORADAS QUE TANTO ALEGRAM NOSSO CORAÇÃO! DJENI, DJENI, DJENI! Mari Pires serve excelente passe em profundidade para Rafa Travalão, que vai ao fundo pela esquerda e levanta com açúcar, carinho, esmero, na entrada da área pequena gremista. Elemento surpresa, Djeni Becker aparece livre, leve e solta e manda um testaço para as redes. AS GURIAS ESTÃO NA FRENTE!

42min – Djeni recebe o amarelo por conter contra-ataque gremista.

45min – Vamos até 48. Mais três.

47min – Devido a tempo de paralisação para atendimento de Naná, Vuaden acrescenta mais um minuto aos acréscimos. Vamos a 49.

49min – Intervalo de partida. Vitória parcial do Clube do Povo!

Mari Pires foi fundamental na jogada do primeiro gol/Foto: Mariana Capra, Internacional

Segundo tempo

0min – Gurias Coloradas retornam com novidade. Julia entra na vaga de Mari.

7min – NA TRAVE! Naná desarma Sinara, dispara pela esquerda, vai ao fundo e cruza rasteiro. O montinho artilheiro atrapalha, e Lorena quase manda contra o próprio patrimônio.

8min – SALVA, LORENA! Ana Alice é entortada por Shashá que, dentro da área, finaliza colocado, de canhota. Defende a goleira.

8min – GOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL! GOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL! É DO INTERNACIONAL! É DO CLUBE DO POVO! É DAS GURIAS COLORADAS! É DA MINHA 9, QUE É ARTILHEIRA E BRABA! Julia aciona Byanca Brasil. Inteligente, a centroavante, que caía pela esquerda, invade a grande área e chuta cruzado. O arremate é travado, mas a craque alvirrubra fica com a sobra, deixa a zagueira no chão e, de frente para a meta, manda no ângulo. Golaço!

12min – NO TRAVESSÃO! Shashá dispara pela direita, supera Rebeca e, rente à linha de fundo, cruza fechado. A bola explode no poste superior e sai em tiro de meta para as rivais.

16min – Muda o Grêmio. Entra Ju Oliveira, sai Rebeca.

17min – NANÁÁÁÁÁ! Cruzamento de Eudimila vem da direita. Na segunda trave, Ju Oliveira cabeceia e a bola toma o caminho das redes vermelhas. Em cima da linha, a camisa 20 colorada, de novo, afasta e impede o tento gremista.

20min – Maurício Salgado promove nova alteração. Entra Leidi, sai Rafa Travalão. Fabi Simões é adiantada para a linha de frente.

23min – Parada técnica. Que calor em Cachoeirinha!

25min – Retomada a partida.

28min – Muda o Grêmio. Vem Yasmim, sai Jane Tavares.

31min – Bruninha entra no Inter. Sai Naná.

34min – Ju cruza, pela direita, com muita direção. Na esquerda da grande área gremista, Bruninha aparece no vazio e finaliza de direita. Teimosa, a bola sai pela linha de fundo.

Ju Ferreira, protetora da zaga colorada/Foto: Mariana Capra, Internacional

37min – Dupla troca no Grêmio. Ana Alice por Mayara, Mariza por Tefa.

39min – Marta recebe pela direita, corta para a canhota e finaliza rasteiro. Kemelli defende!

39min – Pênalti para o Grêmio. Djeni em Sinara.

40min – Pri Back converte a cobrança.

41min – No Inter, sai Byanca. Quem vem é Jheniffer.

45min – Seis de acréscimos. Vamos até 51.

46min – LORENA! Djeni cobra falta pela esquerda. Na grande área, Sorriso desvia de puxeta e, por detalhe, não amplia.

48min – PRA FOOORA! Ju pega a sobra de corte parcial da zaga adversária e, com o pé direito, manda rasteira. A bola sai tirando tinta.

50min – MEU DEUS! SERIA UMA PINTURA! Da altura do meio de campo, Djeni manda uma bomba de direita. A bola encobre Lorena, mas sai raspando no poste superior.

51min – ACABOU! CAMPEÃS! CAMPEÃS! CAMPEÃS! É O CLUBE DO POVO! SÃO AS GURIAS COLORADAS! É PRECISO RESPEITAR ESSA CAMISA, ESSA TRADIÇÃO, ESSA HISTÓRIA! QUEM MANDA NO RIO GRANDE SÃO AS GURIAS DO POVO!


Ficha técnica:

Internacional (2): Kemelli; Fabi Simões, Bruna Benites, Sorriso e Naná (Bruninha); Ju Ferreira, Djeni e Mari Pires (Julia); Shashá, Byanca Brasil (Jheniffer) e Rafa Travalão (Leidi). Técnico: Maurício Salgado.

Grêmio (1): Lorena; Sinara, Ana Alice (Mayara), Andressa e Rebeca (Ju Oliveira); Mariza (Tefa), Pri Back, Eudimilla e Jane Tavares (Yasmim); Gisseli e Marta. Técnica: Patrícia Gusmão.

Gols: Djeni Becker, aos 28 minutos do primeiro tempo, e Byanca Brasil, aos 8 minutos do segundo (I). Pri Back, aos 40 minutos do segundo tempo (G).

Cartões amarelos: Bruna Benites e Djeni (I). Pri Back e Sinara (G).

Arbitragem: Leandro Pedro Vuaden, auxiliado por Luiza Naujorks Reis e Maíra Mastella Moreira.

Estádio: Arena Cruzeiro.

Djeni Becker renova e segue nas Gurias Coloradas

A meio-campista Djeni, de 25 anos, natural de Ibicaré-SC, renovou o contrato com o Colorado para seguir defendendo as cores do Clube. Djeni é atual camisa 8 e peça indispensável no meio-campo das Gurias Coloradas.

A atleta chegou ao Internacional em janeiro de 2020, após deixar o Iranduba-AM, time em que se tornou a maior artilheira da história, com 48 gols marcados. Sua estreia foi na vitória sobre o São José-SP, por 2 a 0, em Novo Hamburgo. Partida, essa, em que também marcou seu primeiro gol pelo Inter. Com a camisa vermelha tem 16 jogos e seis gols.

A primeira fase das Gurias no Brasileirão A1: campanha de alto nível aproxima sonho de fazer história

Byanca Brasil comemora o segundo gol das Gurias no ano/Fotos: Mariana Capra

Semana de decisão para as Gurias Coloradas! O time feminino do Clube do Povo enfrenta, a partir das 17h desta quarta-feira (28/10), o Avaí/Kindermann, adversário nas quartas de final do Brasileirão A1. Eliminatório, o confronto será iniciado na Ressacada, enquanto seus últimos 90 minutos terão como sede, no próximo domingo (01/11), o Beira-Rio.

A vantagem no mando é consequência da excelente campanha construída pelo Inter na primeira fase do Nacional, encerrada na terceira colocação. Para entrar no clima dos mata-matas e ajudar com a ansiedade, relembre, abaixo, a caminhada alvirrubra na competição! 


Grupo forte


Ao todo, 27 atletas já defenderam o Inter no Brasileirão A1 2020. Elevado, o número engloba quase todas as jogadoras que hoje integram o elenco das Gurias Coloradas – apenas a goleira Gabi Becker não entrou em campo na atual edição do torneio. Fundamental em um calendário como o de hoje, marcado por verdadeira maratona de partidas disputadas com intervalo mínimo entre uma e outra, a rotatividade do grupo permite que o técnico Maurício Salgado chegue à fase eliminatória com quase todo o elenco à disposição.

“Quando a gente começou a elaborar a equipe do Inter para esse ano, a primeira proposta era de fazer um elenco forte. Estávamos focados no grupo como um todo, não em peças específicas. Este é o primeiro ponto, e os números mostram que tem funcionado. O segundo é a questão da importância disso. A gente sabia que as equipes que tivessem um elenco qualificado iam ter mais chances. Acho que o Inter se coloca nisso.”

Maurício Salgado

Campeãs gaúchas em 2019, as Gurias Coloradas também construíram belíssima campanha no Brasileirão passado. Já comandadas por Maurício, na ocasião avançaram até a fase de quartas de final. Grande parte do elenco que desbravou a elite brasileira permanece no Clube do Povo, que conta com entrosada espinha dorsal na equipe titular, como comprovam os nomes de Leidi, Bruna Benites e Sorriso, na defesa, e Fabi Simões e Shashá, no ataque.

Desde a última participação colorada no Campeonato Nacional, contudo, reforços pontuais também desembarcaram no Clube do Povo, acrescentando ainda mais qualidade ao forte elenco alvirrubro. Logo após a disputa do Brasileirão A1 de 2019, a volante Ju Ferreira, oriunda do Flamengo, abriu o leque de contratações. Titular já na conquista do Estadual, a incansável marcadora, que soma 11 atuações pelo Inter em 2020, ganhou nova companheira de meio de campo na abertura da atual temporada.

Ju Ferreira abre o meio de campo colorado

Dona da camisa 8 alvirrubra, Djeni Becker caiu nas graças da Maior e Melhor Torcida do Rio Grande. Meia de grande qualidade no passe e perita em bolas paradas, contratada junto ao Iranduba-AM, a atleta, que inclusive assumiu a braçadeira de capitã, defendeu o Inter em 13 das 15 partidas que integraram a primeira fase do Nacional. Junto dela, também chegaram para o início do ano de 2020 a goleira Kemelli, que protegeu a meta vermelha nas rodadas de número dois e três, e a artilheira Byanca Brasil.

“Eu tive uma adaptação muito rápida desde quando cheguei, no início do ano. Já tinha jogado com muitas jogadoras que estão aqui, outras eu tive a oportunidade de jogar contra também. É um grupo muito bom de se trabalhar, não só o grupo mas a parte da comissão toda. Então, casou muito bem e espero colher bons frutos no final deste Brasileiro.”

Djeni Becker

Idolatrada pelo povo colorado, Byanca, que vestira vermelho em 2017, retornou para sua segunda passagem pelo Beira-Rio. Maior goleadora da história do Brasileirão Feminino, a atacante marcou, nas 14 jornadas em que foi a campo na atual edição do torneio, nove gols. 

Por fim, Rafa Travalão chegou durante a paralisação do calendário em virtude da pandemia do novo coronavírus. Vinda do futebol árabe, a experiente meio-campista, multicampeã em nível nacional, defendeu a Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 2015. Pelo Inter, após estrear na rodada de número cinco, foi a campo em outras oito ocasiões – e já soma um gol vestindo vermelho, tento anotado diante do Grêmio.


Protagonismo do Celeiro


Layssa (E) e Bruninha (D): irreverência artilheira que representa o Celeiro

As Gurias Coloradas também contam com um fértil Celeiro de Ases, igualmente fundamental na composição do grupo vermelho, que atualmente conta com oito atletas reveladas pelas categorias de base do Internacional. Campeãs do Brasileirão Sub-18 na temporada passada, a goleira Mayara, as laterais Bruninha e Belinha, a zagueira Isa Haas, as meias Júlia e Malu e as atacantes Layssa e Jheniffer vêm participando com grande destaque da competição adulta em 2020. Em consonância à história do Clube do Povo, a mescla entre juventude e experiência desponta como um dos maiores trunfos alvirrubros na busca pelo título nacional.

Isa Haas

“Se a gente for ver, acho que o Inter é a equipe que mais rodou o elenco, e fez isso em jogos difíceis, o que deu minutos pras meninas. Temos um pessoal muito novo, e isso também é importante pois elas vão tendo bagagem não só pra esse Campeonato, mas para serem protagonistas do Internacional por anos.”

Maurício Salgado
Malu

Belinha, por exemplo, assumiu, a partir do reinício do Brasileirão, a titularidade na lateral-esquerda. Autora do gol que garantiu às Gurias a conquista de base na temporada passada, a jovem atuou 10 vezes em 2020, e marcou dois gols. Na reta final da primeira fase do Nacional, chegou, inclusive, a formar dupla de alas com Bruninha, que, por sua vez, ao longo das seis partidas que disputou, já balançou as redes em uma ocasião. 

Belinha já tem até Gre-Nal na conta de partidas disputadas – e vencidas – na carreira profissional

Os números mais pujantes, porém, são de Jheniffer. Atacante responsável por substituir a craque Fabi Simões nas rodadas que antecederam a paralisação do campeonato, quando a experiente camisa 11 esteve lesionada, a promissora artilheira, autora de oito tentos em 12 aparições, é a vice-goleadora do Inter no certame. 

Figura frequente ao longo de toda a campanha das Gurias no Brasileirão A1, Jheniffer viveu momento especialmente iluminado nas três rodadas finais da primeira fase, quando balançou as redes em cinco ocasiões. O alto nível da jovem, é claro, passa também pelas companheiras que têm no setor ofensivo, verdadeiras professoras para a centroavante, figura constante nas convocações da Seleção Brasileira Sub-20.

“A cada dia que passa eu venho amadurecendo e aprendendo bastante, por isso que os gols estão saindo, é tudo fruto de um conjunto, que envolve o grupo todo. Ter ao lado as pessoas experientes, que oferecem novos conhecimentos, facilita também. Então acredito que estou em um período de ganho e aprendizado.”

Jheniffer

O segundo melhor ataque do Brasil


As Gurias Coloradas marcaram incríveis 39 gols nas 15 partidas da primeira fase do Brasileirão A1. Respectivas artilheira e vice, Byanca e Jheniffer exibem os números mais destacados, e têm a companhia, no pódio de goleadoras vermelhas, de Fabi Simões.

Byanca Brasil (E) e Jheniffer (D), as artilheiras coloradas

Após deixar o campo lesionada aos 14 minutos do confronto de estreia do Inter no Campeonato, a camisa 11 foi desfalque nos três jogos seguintes disputados pelas Gurias no Brasileirão. Recuperada para o reinício do torneio, Fabi disputou nove embates consecutivos entre as rodadas cinco e 13, nos quais mandou três bolas para as redes rivais. Além do trio, outras 13 atletas anotaram tentos para o Clube do Povo no torneio. Confira a artilharia colorada:

AletaGols
Byanca Brasil9
Jheniffer8
Fabi Simões3
Queila2
Layssa2
Belinha2
Djeni2
Shashá2
Leidi1
Ari1
Gabi1
Bruninha1
Rafa Travalão 1
Isa Haas1
Ju Ferreira1
Júlia1
Gol contra1

Fabi Simões é uma das referências do elenco alvirrubro

Verdade seja dita, não é simples a tarefa de parar o ataque das Gurias. As adversárias que apostam em chegadas mais duras para brecar a construção ofensiva do Inter, por exemplo, atestaram da pior maneira possível o fracasso de sua estratégia. Byanca Brasil e Djeni, duas vezes cada, marcaram pinturas de falta para o Clube do Povo.

A camisa 9 colorada ainda converteu três penalidades, estatística na qual recebe companhia de Layssa e Júlia, cada uma com um tento. Finalizando os gols de bola parada, Belinha, duas vezes, Isa e Ari completaram cobranças de escanteio direto para as redes.

“Venho buscando mudar um pouquinho a minha posição. Quanto mais posições você souber fazer dentro de campo, melhor pra você, e eu estou tentando sempre evoluir. Acho que todas as jogadoras podem se aprimorar, estou fazendo isso, ora indo mais pelos lados do campo, ora pelo meio, gerando mais finalizações de longa distância, gerando passes… e isso só tem a ajudar o Clube.”

Byanca Brasil

Byanca também lidera o ranking de assistentes das Gurias Coloradas. A camisa 9 serviu suas companheiras em quatro ocasiões. Beneficiada em metade destes passes, Jheniffer é a quarta garçonete vermelha: já ofereceu duas assistências, uma a menos que Djeni Becker e Rafa Travalão. O quarteto tem companhia, na lista de atletas que deram passes para gols, de mais nove jogadoras.

JogadoraAssistênciasQuem serviu
Byanca Brasil4Rafa Travalão, Jheniffer (2x) e Gabi
Rafa Travalão3Shashá e Belinha (2x)
Djeni Becker3Leidiane, Fabi Simões e Isa Haas
Jheniffer2Queila e Byanca Brasil
Leidiane2Jheniffer e Queila
Shashá2Bruninha e Jheniffer
Ari1Jheniffer
Belinha1Jheniffer
Mari Pires1Ari
Naná1Byanca Brasil
Ju Ferreira1Jheniffer
Fabi1Byanca Brasil
Júlia1Layssa

A grande quantidade de atletas envolvidas nos gols colorados comprova que a construção de oportunidades não é tarefa exclusiva das jogadoras de ataque. Função compartilhada por toda a equipe, que costuma somar posse de bola superior às rivais e construir suas tramas ofensivas desde o campo de defesa, a ocupação do setor ofensivo é marcada por intensa movimentação do Clube do Povo, que aposta em ritmo elevado para abrir espaço nas retrancas adversárias, não hesitando em alternar a formação de um 4-3-3 para duas linhas de quatro, disposição que oferece maior liberdade à dupla de frente.

“A gente sempre deixou bem claro que queria ter bastante volume ali na frente, não importa quem fosse finalizar a última bola. A equipe, desde as laterais, volantes… está sempre tendo chances de gols e isso só tem a agregar ao Clube, né? A gente tem muitas chances e qualquer jogadora que for finalizar, está bem pra isso.”

Byanca Brasil

A segunda defesa que menos perdeu


Goleira Yasmim defendeu o Inter em nove partidas do Brasileirão A1

O Clube do Povo é o segundo time que menos perdeu na primeira fase do Brasileirão A1. Foram somente dois os reveses sofridos pelo Colorado nas 15 rodadas iniciais, para Santos e Corinthians. O Timão, inclusive, derrotado em uma única ocasião, é a única equipe à frente do Inter na estatística.

“A defesa do time começa desde o ataque, né? Quando a gente perde a bola, temos a orientação de que a atleta mais próxima já esteja nessa recomposição. Então, já começamos a fazer essa parte defensiva desde a nossa frente e, se a gente tiver um bom equilíbrio defensivo, a gente acaba tendo uma equipe mais forte e, consequentemente, as vitórias vêm, até pela qualidade que nós temos no elenco.”

Bruna Benites

O setor defensivo colorado, vale lembrar, foi o que mais conviveu com mudanças ao longo da campanha. Ao todo, cinco atletas distintas atuaram no miolo da zaga vermelha. Nas laterais, três jogadoras ocuparam o corredor direito, enquanto quatro fizeram a esquerda. Por fim, três arqueiras – Yasmim, Mayara e Kemelli – defenderam a meta do Clube do Povo no Brasileirão A1. 

Apesar da grande rotatividade no setor, motivada principalmente por lesões e as tradicionais suspensões, as Gurias Coloradas, vazadas 14 vezes, não sofreram gols em seis partidas do Brasileirão. Também graças à defesa o Inter construiu excelente sequência na abertura do torneio, permanecendo invicto por sete rodadas. Desde então, duas trincas de invencibilidade foram construídas. A última delas, iniciada diante do Palmeiras, em São Paulo, pode ser continuada na fase eliminatória.

“Temos um grupo muito homogêneo. Independente de quem joga, conseguimos manter a defesa como um setor seguro. O professor confia bastante nas peças, nós confiamos umas nas outras e nos ajudamos muito. A gente costuma conversar e, independente de quem joga e da idade, todo mundo que entra, dá conta do recado. E é muito mais fácil quando você joga com pessoas que você gosta, admira e respeita.”

Bruna Benites

Caminho até a decisão


A equipe vencedora do duelo entre Gurias Coloradas e Avaí/Kindermann enfrentará, nas semifinais nacionais, o classificado do confronto de Santos e São Paulo. A outra vaga na decisão será decidida entre Corinthians ou Grêmio e Palmeiras ou Ferroviária.

Duelo entre Inter e Avaí/Kindermann, na primeira fase, terminou sem gols

A primeira fase do Brasileirão foi encerrada com o Timão na liderança, seguido de Sereias da Vila, Inter e Ferrinha, que completaram o G4. Na sequência, avançaram Porco, quinto, Avaí/Kindermann, sexto, e os Tricolores Paulista, sétimo, e Gaúcho, oitavo.

Gurias Coloradas batem Palmeiras por 3 a 1

Foto: Fabio Menotti/Palmeiras

Pela 13ª rodada do Brasileirão A1, as Gurias Coloradas enfrentaram o Palmeiras no Allianz Parque, em São Paulo-SP, na tarde desta segunda-feira (5), a partir das 15h. A partida acabou em 3 a 1 para o Colorado, com gols marcados por Djeni, Belinha e Jheniffer. O resultado deixa o Inter na terceira posição na tabela, com 27 pontos e derruba a invencibilidade de nove jogos das Palestrinas.

Foto: Agência ME Sports

No primeiro tempo, o Inter começou mantendo a posse de bola e pressionando as adversárias no campo de ataque. Na sequência o Palmeiras também criou chances e o jogo seguiu intenso. Aos 16 minutos, Fabi Simões foi derrubada próxima da entrada da grande área e Djeni cobrou uma bucha, no ângulo e sem chances para a goleira adversária, abrindo o placar para as Gurias Coloradas. Depois do gol, as Gurias Coloradas seguiram dominando o jogo e criando boas oportunidades em velocidade, com poucas chances para as adversárias, todas de falta.

Na segunda etapa, o jogo reiniciou equilibrado. As 9 minutos, em escanteio cobrado por Rafa Travalão, Belinha ficou com o rebote e mandou de cabeça para o fundo das redes, ampliando o placar para o Colorado. As palestrinas tiveram boas chances de falta, mas não souberam aproveitar. Aos 17, Jheniffer marcou o terceiro, em sobra da goleira. Aos 21, Rosana descontou para o Palmeiras. O ritmo do jogo diminuiu devido ao forte calor em São Paulo, mas a partida seguiu equilibrada. Ambas as equipes criaram chances, mas o placar não sofreu alterações. Grande partida e resultado excelente para as Gurias Coloradas.

Foto: Fabio Menotti/Palmeiras

Melhores momentos

Primeiro tempo

2′ CHEGA O INTER! Leidi avança pela lateral direita e faz o lançamento longo para Byanca Brasil, que se livra da marcação e arrisca o chute. 

8′ CORTA A DEFESA! Grande jogada e lançamento de Rafa Travalão para Shashá, que recebe na área, mas única defensora do palmeiras na jogada consegue fazer o corte.

15′ FALTA! Fabi Simões é derrubada próxima à entrada da grande área. Falta boa para as Gurias Coloradas!

16′ GOOOOOOOOOLAAAAÇO!!! Djeni cobra falta e manda no ângulo, sem chances para a goleira adversária! JOGA MUITO!

25′ QUE MULHER! Fabi Simões dribla quatro defensoras do Palmeiras, deixa as adversárias para trás, avança em velocidade e lança para Rafa Travalão, que arrisca o chute.

37′ Lambreta na entrada da área? Temos! Byanca Brasil tá demaaaaais! Passou pela adversária e deixou com Rafa Travalão, que, de cabeça, tentou o gol, mas bola passou pelo lado direito da goleira adversária.

48′ FIM DE PRIMEIRO TEMPO! Gurias Coloradas vão batendo o Palmeiras por 1 a 0.

Foto: Agência ME Sports

Segundo tempo

9‘ GOOOOOOOOOOOOL!!! Na cobrança do escanteio, Rafa Travalão bota a bola na área, goleira dá o rebote e Belinha manda para o fundo das redes! VAMO, GURIAS!!!

16′ IMPEDIDA! Leidi faz a roubada de bola, toca para Fabi Simões e avança pela direita. Fabi devolve para Leidi, cara a cara com a goleira. Golaço de Leidi, mas árbitra assinala o impedimento.

17′ GOOOOOOOOOOOOOOL!!! Shashá avança em velocidade pelo meio, toca para Byanca Brasil na direita, que arrisca o chute. Goleira dá o rebote e Jheniffer faz o terceiro das Gurias Coloradas!

21′ Palmeiras desconta com Rosana.

50′ FIM DE JOGO! Vitória das Gurias Coloradas por 3 a 1!

Foto: Fabio Menotti/Palmeiras

Ficha técnica:

Internacional (3): Yasmim; Leidi, Bruna Benites, Sorriso e Belinha; Rafa Travalão (Jheniffer), Djeni e Mariana Pires (Julia); Shashá, Fabi Simões (Bruninha) e Byanca Brasil (Gabi Luizelli). Técnico: Maurício Salgado.

Palmeiras (1): Vivi; Isabella, Agustina, Janaína (Ana Lurdes) e Camilinha; Nicoly, Angelina (Karla Karolina, Maressa e Rosana; Carla Nunes e Ottilia (Vitória). Técnico: Ricardo Belli.

Gols: Djeni (16′ 1T), Belinha (9′ 2T), Jheniffer (17′ 2T). Rosana (21′ 2T).

Cartões amarelos: Sorriso e Bruna Benites (I).

Arbitragem: Fernanda Ignácio de Santos, auxiliada por Liliane Aparecida Galindo e Marcela de Almeida Silva. Trio paulista.

Local: Allianz Parque (São Paulo-SP).

Foto: Agência ME Sports

Identidade Gurias com Djenifer Becker

Competitiva, batalhadora e determinada, a camisa oito das Gurias Coloradas quer fazer história por onde passa e deixa claro o motivo de estar no Inter: o sonho de conquistar o Brasileirão. Aperte o play e confira mais sobre a história da meio-campista Djeni!