Raio-X: Inter visita o Guaireña na quarta rodada da CONMEBOL Sul-Americana

Noite de confronto direto para o Clube do Povo em Assunção-PAR! A partir das 19h15 de Brasília, o Inter, vice-líder do grupo E da CONMEBOL Sul-Americana, visita o Guaireña-PAR, atual primeiro colocado da chave, em duelo da quarta rodada continental. Empatadas em pontos, as equipes se enfrentam, nesta quinta-feira (05/05), no Estádio Defensores del Chaco.

Transmissão;
Preparação colorada;

Entrevista Renê;
Relacionados;
Arbitragem;
Momento do rival;
Palco;
Panorama do grupo;


Transmissão 📻

Ao vivo a partir das 18h30 desta quinta-feira, a Rádio Colorada acompanhará o duelo com a jornada mais vermelha da web, enquanto as redes sociais do Inter (TwitterInstagram e Facebook) cobrirão a partida com relato minuto a minuto enriquecido por imagens dos principais lances do jogo. Com imagens, a CONMEBOL TV anuncia transmissão.

ProgramaçãoPlataforma
18h30Portões AbertosSite e APP do Inter
19h15Jornada EsportivaSite e APP do Inter
21h15Vestiário VermelhoSite e APP do Inter

Pra cima, Colorado! 💪

Preparação colorada durou três dias/Foto: Ricardo Duarte

A preparação colorada para a quarta rodada da CONMEBOL Sul-Americana foi iniciada na última segunda-feira (02/05), dia seguinte ao empate sem gols do Inter com o Avaí, válido pelo Brasileirão. Inicialmente, Mano Menezes e comissão trabalharam com o grupo dividido, promovendo atividades regenerativas para os jogadores que enfrentaram a equipe catarinense e treino técnico aos demais atletas.

Atividades físicas também ocorreram no treino de terça de manhã, mas sucedidas por treino tático no gramado do CT Parque Gigante. Tal rotina foi repetida na véspera do confronto, quando Mano encaminhou os 11 nomes que serão titulares no Paraguai. Logo depois dos trabalhos, o grupo de jogadores partiu para Assunção-PAR, onde desembarcou no meio da tarde.


Fala, Renê! 🎙️

Titular nas três partidas que Mano Menezes disputou à frente da casamata colorada, o lateral-esquerdo Renê concedeu entrevista coletiva após a chegada do Inter ao hotel que servirá de concentração para o Clube do Povo na capital do Paraguai. Consciente das dificuldades naturalmente impostas por uma partida continental disputada fora de casa, o atleta revelou esperar um jogo complicado no Defensores del Chaco.

“Esperamos mais um jogo difícil. É um grupo que está embolado, em aberto. (Enfrentaremos) Um time que empatou conosco na nossa casa. Foi um jogo bastante difícil, em que eles se defenderam muito bem. Esperamos um jogo duro, em que eles vão tentar sair no contra-ataque, mas o Mano já preparou a estratégia. Tem tudo para ser um grande jogo, e que a gente volte pra casa líder!”

Renê

Renê também analisou o quadro de crescente melhora que o Inter tem apresentado com Mano Menzes. Invicto quando treinado pelo profissional, o Colorado busca sua terceira vitória sob o comando do gaúcho de Passo do Sobral, e aposta na força do elenco, que conta com cada vez mais alternativas, para superar o Guaireña-PAR.

“A gente vem trabalhando, melhorando, e acredito que tem muito espaço para evolução. O grupo é bastante qualificado, todo mundo tem chance de estar jogando. O Mano tem focado nos detalhes, vem tentando minimizar os erros. Espero que o time que entre em campo possa mostrar um futebol melhor do que contra o Avaí, que acredito que vai nos ajudar a sair com a vitória. Estamos preparados para tudo, só pensamos na liderança.”

Renê

Relacionados 📜

Depois de passar quase dois meses afastado dos gramados, Moisés pode retornar a campo com a camisa colorada! O lateral-esquerdo está recuperado de ruptura do ligamento colateral lateral do joelho direito, sofrida no último dia 9 de março, e figura entre os relacionados de Mano Menzes para a partida no Paraguai.

Moisés foi relacionado para o jogo desta quinta/Foto: Ricardo Duarte

Por outro lado, Taison, com desconforto muscular na coxa esquerda, e Rodrigo Moledo, lesionado, desfalcam o Clube do Povo, que também precisará superar as baixas de Pedro Henrique e Alan Patrick, dupla contratada após o fechamento da janela de inscrição de atletas na fase de grupos da CONMEBOL Sul-Americana. Confira os jogadores que viajaram:


Arbitragem 👨‍⚖️

Cristian Garay apita, auxiliado por Alejandro Molina e Miguel Rocha. Quarto árbitro: Nicolas Gamboa. Quarteto do Chile.


Rival 🆚

Rival lidera a chave E/Foto: DVG/Guaireña-PAR

Desde que enfrentou o Inter, há três semanas, o Guaireña, à época nono colocado no Campeonato Paraguaio, venceu apenas duas partidas. Um dos triunfos, válido pelo Nacional, foi suficiente para a manutenção do posto na tabela nacional. Outro, na última rodada disputada pela CONMEBOL Sul-Americana, levou a equipe à liderança do grupo E do torneio continental.

O time de Troadio Duarte foi a campo cinco vezes desde o empate de 1 a 1 no Beira-Rio. Derrotado nos três jogos que disputou como visitante, diante de Nacional (3 a 1), Guaraní (2 a 1) e Olimpia (1 a 0), o Guaireña-PAR venceu exatamente as duas partidas que realizou em sua casa. Os três pontos continentais conquistados na quarta passada (27/04), quando o time bateu o 9 de Octubre, no Defensores del Chaco, por 1 a 0, ainda representaram o primeiro triunfo internacional da história albiceleste.

Troadio Duarte comanda o Albiceleste/Foto: DVG/Guaireña-PAR

Reserva contra o Inter, Diego Godoy soma três gols marcados desde então, e desponta como provável novidade na nominata albiceleste que irá a campo no Defensores del Chaco. Titular nos últimos três jogos disputados pelo Guaireña-PAR, o goleiro Escobar é outro com chances de atualizar a escalação que foi a campo no Beira-Rio, lutando com Espíndola por vaga entre os 11 iniciais.


Palco 🏟️

Panorama do Defensores de Chacho/Foto: DVG/CONMEBOL

Uma vez que o Parque del Guairá, casa do Guaireña-PAR, não dispõe de infraestrutura que atenda às exigências da CONMEBOL, o histórico Estádio Defensores del Chacho sediará a partida desta quinta. Com capacidade para mais de 40 mil pessoas, o endereço, que costuma receber jogos da Seleção Paraguaia, abrigará a Maior e Melhor Torcida do Rio Grande no ‘Setor E’, local cujos ingressos custam 120.000 guaranis (aproximadamente 87 reais). Clique aqui para comprar sua entrada!


Tabela 📊

Inter e Guaireña-PAR somam os mesmos cinco pontos, conquistados através de uma vitória e dois empates nas três rodadas que compreenderam o primeiro turno da fase de grupos da CONMEBOL Sul-Americana. Com um gol a mais do que os marcados pelo Colorado, os paraguaios ocupam a liderança da chave, que ainda conta com Independiente Medellín-COL e 9 de Octubre-EQU, ambos com quatro pontos. As duas equipes duelaram na última terça (03/05), quando os equatorianos, dentro de casa, saíram de campo vencedores por 3 a 2.

Inter pode encerrar a rodada na liderança da chave/Foto: Ricardo Duarte

Raio-X: Pela CONMEBOL Sul-Americana, Colorado visita o Independiente Medellín

Passadas duas vitórias consecutivas no Brasileirão, o Inter agora volta suas atenções para o calendário continental. Pela terceira rodada da fase de grupos da CONMEBOL Sul-Americana, o Clube do Povo enfrenta o Independiente Medellín, às 21h30 desta terça-feira (26/04), na cidade de Pereira-COL. Confira, a seguir, todas as informações sobre a partida!


Transmissão 📻

A jornada mais vermelha do planeta, apresentada pela Rádio Colorada, estará no ar a partir das 20h30 desta terça-feira. Além da emissora oficial do Clube do Povo, você também poderá torcer com as redes sociais do Inter (TwitterInstagram e Facebook), que acompanharão o duelo com relato minuto a minuto. Com imagens, a Conmebol TV anuncia transmissão.

ProgramaçãoPlataformas
20h30Portões AbertosSite e APP do Inter
21h30Jornada EsportivaSite e APP do Inter
23h30Vestiário VermelhoSite e APP do Inter

Pra cima deles 💪

Equipe treinou na noite de segunda/Foto: Ricardo Duarte

O Inter conquistou sua segunda vitória consecutiva pelo Brasileirão no último sábado (23/04), quando bateu o Fluminense, no Maracanã, por 1 a 0. Horas depois do triunfo, a delegação colorada embarcou para Bogotá, onde chegou no início da tarde de domingo. Por lá, o grupo realizou atividades de academia, divididas entre um circuito físico para os atletas que não foram a campo no Rio de Janeiro e exercícios regenerativos para os jogadores que participaram do triunfo em solo carioca.

Dia de véspera da partida, a segunda-feira (25/04) também foi de deslocamento e trabalhos para o elenco alvirrubro, que encarou horas de espera no Aeroporto de Bogotá até partir em direção ao município de Pereira-COL, palco do jogo contra o Independiente. Concentrado na cidade de Armênia, contudo, o Clube do Povo ainda encarou trajeto de ônibus até o hotel em que ficará abrigado.

Já era noite quando o grupo de jogadores chegou ao Estádio Centenário de Armênia, onde Mano Menezes e comissão técnica encerraram os preparativos para a terceira rodada da CONMEBOL Sul-Americana. O endereço conviveu com treinos físicos e táticos que encaminharam os 11 nomes que irão a campo em busca do primeiro triunfo do Inter no certame continental, além de exercícios de bola parada ofensiva e defensiva.

Bigode (E), Reginho, Buiu e Banha – equipe de apoio presente na Colômbia/Foto: Ricardo Duarte

Relacionados 📜

Os jogadores relacionados para o jogo contra o Independiente Medellín são praticamente os mesmos que marcaram presença no Maracanã, à exceção de Rodrigo Moledo. O zagueiro segue um planejamento específico de condicionamento físico, uma vez que acaba de retornar aos gramados – e em grande estilo – após mais de 15 meses afastado por lesão. De resto, todos os atletas que enfrentaram o Fluminense estão concentrados na Colômbia. Confira a nominata que integra a delegação do Clube do Povo em Pereira-COL:

Goleiros:
Daniel;
Keiller;
Emerson Jr;
Laterais:
Fabricio Bustos;
Heitor;
Paulo Victor;
Renê;
Zagueiros:
Gabriel Mercado;
Bruno Méndez;
Vitão;
Meio-campistas:
Boschilia;
Edenilson;
Estêvão;
Gabriel;
Johnny;
Liziero;
Mauricio;
Rodrigo Dourado;
Atacantes:
Alemão;
Caio Vidal;
Carlos de Pena;
David;
Wanderson;
Wesley Moraes;
Mano Menezes tem 24 jogadores à disposição/Foto: Ricardo Duarte

Fala, Wanderson! 💬

Atleta que debutou pelo Inter na partida passada, o atacante Wanderson concedeu entrevista coletiva no final da tarde desta segunda-feira, já no município de Armênia. Atual camisa 11 colorado, o jogador confidenciou o desgaste compartilhado pelo grupo a partir da exigente viagem até a Colômbia, mas deixou claro que, acima de qualquer obstáculo imposto pelo calendário, o elenco buscará imediata recuperação para conquistar os três pontos no grupo E do torneio.

Foto: Ricardo Duarte

“É claro que foi uma viagem um pouco complicada para todos nós. O tempo de recuperação também não foi tão longo, foi bastante curto, mas isso faz parte do trabalho. Todos somos profissionais, e vamos fazer de tudo para recuperar bem e, amanhã, estarmos preparados para o jogo. Alimentação, descanso. Tudo isso influencia na recuperação. É isso que a gente vai fazer a partir de agora, trabalhar e recuperar, para amanhã estar inteiro.”

Wanderson

Wanderson também se mostrou extremamente satisfeito após estrear com as cores do Clube do Povo. Ponta-esquerda na formação que Mano Menezes levou a campo diante do Fluminense, o camisa 11 teve boa atuação no gramado do Maracanã, inclusive participando da jogada do gol colorado, marcado por Alemão. À vontade no Inter, o atacante ainda sublinhou que, acima da felicidade com o feito individual, toma o jogo passado como um importante marco para o restante da temporada alvirrubra.

Foto: Ricardo Duarte

“Fiquei feliz. O mais importante foi a vitória, independente da minha atuação. Acho que pude aportar bem ali na ponta-esquerda. Meu objetivo, antes e depois do jogo, sempre foi dar o máximo para o Inter vencer. Sempre sonhei em jogar no Brasil, e, desde o começo, falei que ia dar o meu máximo pelo Clube. Agora, é continuar trabalhando para levar o Inter ao lugar que verdadeiramente merece. Me identifiquei com bastante jogadores, o grupo me recebeu muito bem. Estou me sentindo já em casa.”

Wanderson

Por fim, Wanderson projetou a postura ambiciosa que será apresentada pelo Inter nesta noite de terça-feira. Até aqui, o Colorado soma dois pontos na fase de grupos da competição, conquistados através de empates com 9 de Octubre-EQU, fora de casa, por 2 a 2, e Guaireña-PAR, adversário que segurou o resultado de 1 a 1 no Beira-Rio. Agora, no fechamento do primeiro turno, o time de Mano Menezes tem a chance de assumir a liderança da chave em caso de triunfo sobre o rival colombiano.

“Pro grupo, essa vitória (no Maracanã) foi muito importante. Para a moral dos jogadores. E o importante é seguir vencendo. Não parar, de forma alguma, de trabalhar, de estar se esforçando fora dos jogos, o que é muito importante. Independente de qual seja o jogo, a gente sempre vai com a mentalidade de vencer. E independente de viagem, cansaço, a mentalidade é a mesma: chegar aqui e vencer. Vamos assim!”

Wanderson

Arbitragem 👨‍⚖️

Nicolas Lamolina apita, auxiliado por José Savorani e Mariana de Almeida. Quarto árbitro: Yael Falcón. Quarteto natural da Argentina.


História do DIM 🔎

Poderoso de la Montaña, Equipe del Pueblo, Rey de Corazones e DIM. São vários os apelidos que carrega o Deportivo Independiente Medellín, fundado no dia 14 de novembro de 1913. Potência do futebol colombiano entre as décadas de 1920 e 1940, o rival colorado desta terça-feira foi um dos precursores do processo de profissionalização do esporte no país, ocorrido às vésperas dos anos 1950.

Assim como o Inter, Medellín também tem história popular/Foto: DVG/DIM

Sob a batuta do ídolo José Manuel Moreno ‘El Charro’, o DIM seguiu protagonista no início da era profissional, levantando seus dois primeiros títulos nacionais em 1955 e 1957. Após anos de dificuldades, o Independiente reencontrou o caminho das taças na temporada de 1981, quando conquistou a Copa Colômbia. Já no Século XXI, a Equipe del Pueblo encarrilhou mais quatro troféus da Liga, erguidos em 2002, 2004, 2009 e 2016, e dois da Copa, vencida em 2019 e 2020.

Independiente conquistou a Copa Colômbia de 2020/Foto: DVG/DIM

Primeira equipe do futebol colombiano a completar 100 anos de história, em 2013, o DIM também é conhecido, especialmente entre seus torcedores, como o ‘Decano’ do país. A nível continental, o Medellín acumula participações destacadas tanto na Libertadores, competição na qual foi semifinalista em 2003, quando caiu para o Santos, quanto na Sul-Americana, torneio em que chegou às quartas de final no ano de 2017.


Momento do rival 🆚

Independiente vive bom início de temporada/Foto: DVG/DIM

Quarto colocado no Apertura, o Independiente Medellín conquistou 30 pontos nas 17 rodadas que já disputou do Nacional. Até aqui, a equipe tem o terceiro melhor ataque do torneio, dono de 24 gols marcados, um a menos do que o líder Tolima e o Atlético Nacional, atual terceiro. O ‘Poderoso’ ainda conta com o artilheiro da competição, Luciano Pons. O argentino de 31 anos, contratado no início da temporada, balançou as redes nove vezes no Colombiano, e 11 no acumulado de 2022.

Pons é o artilheiro do adversário/Foto: DVG/DIM

O DIM assegurou vaga na CONMEBOL Sul-Americana de 2022 após conquistar, no início do ano passado, a Copa Colômbia de 2020. O título garantiu ao Medellín vaga na primeira fase do certame continental, na qual o Independiente encarou, em jogos de ida e volta, os rivais locais do América de Cali. Como cada equipe levou a melhor na partida disputada em seus domínios, a classificação aos grupos foi decida nos pênaltis, vencidos pelo Independiente, fora de casa, por 3 a 1.

Invicto no mês de abril, o Independiente Medellín não perde há 10 jogos. Desde o último revés, sofrido justamente no confronto de volta da primeira fase da CONMEBOL Sul-Americana, os comandados de Julio Comesaña conquistaram seis vitórias e quatro empates. Em boa fase, o DIM, que já disputou 22 partidas no ano, ainda não foi batido em seus domínios, somando 10 triunfos e uma igualdade no Atanasio Girardot, além de 20 gols marcados e quatro sofridos.

Medellín eliminou o América em Cali/Foto: DVG/DIM

Para além do goleador Pons, outros destaques da equipe de Comesaña são o zagueiro Cadavid, vice-artilheiro do time na temporada, com cinco tentos marcados, o volante Arregui, que já balançou as redes quatro vezes, e ainda soma dois passes para gol, o polivalente meio-campista Pineda, o experiente atacante Felipe Pardo, recém-repatriado após mais de uma década no futebol do exterior, e o velocista Vladimir Hernández. Ex-jogador do Santos, o camisa 16 é o garçom do DIM em 2022, somando quatro assistências para seus companheiros.

Vladimir Hernández já defendeu o Santos/Foto: DVG/DIM

Na última vez que foi a campo, no sábado passado (23/04), o Independiente Medellín superou o Bucaramanga, fora de casa, por 3 a 2. A escalação titular nessa partida tem boas chances de ser repetida para o duelo contra o Inter, ainda com a ausência de Felipe Pardo, afastado por lesão desde a vitória de 2 a 1 do DIM sobre o 9 de Octubre, pela segunda rodada da CONMEBOL Sul-Americana. Assim, o provável time de Julio Comesaña conta com Vásquez; Arboleda, Moreno, Cadavid e Gutiérrez; Arregui e Pineida; Mosquera, Ricaurte (Loaiza) e Hernández; Pons.


Palco 🏟️

A partida desta terça-feira ocorrerá no Estádio Hernán Ramirez Villegas, e não no Atanasio Girardot, que está fechado para jogos em virtude dos preparativos para show do astro Maluma. Localizado na cidade de Pereira-COL, distante 260km de Medellín, o palco da terceira rodada da CONMEBOL Sul-Americana conta com capacidade para 30.313 pessoas, número atualizado após completa reforma para a Copa do Mundo Sub-20 de 2011, disputada 30 anos após a reinauguração do endereço – e conquistada pelo Brasil.

Panorama do Estádio Hernán Ramirez Villegas/Foto: José Tramontin/Athletico-PR

Grupo 📊

Somente os líderes de cada grupo avançarão de fase na CONMEBOL Sul-Americana, torneio que receberá, na fase de oitavas de final, os terceiros colocados das chaves da Libertadores. Vale lembrar que os turnos da competição continental não são disputados de forma espelhada. Por esta razão, o Inter, que estreou diante do 9 de Octubre, enfrentará o Guaireña na próxima semana. Antes disso, paraguaios e equatorianos se enfrentarão, nesta quarta-feira (27/04), no Defensores del Chaco.

Grupo EPJVEDGPGCSG
1) Independiente Medellín-COL42110541
2) Guaireña-PAR22020440
3) Internacional22020330
4) 9 de Octubre-EQU1201134-1
Inter pode assumir a liderança em caso de vitória/Foto: Ricardo Duarte

Apresentado, Diretor Executivo William Thomas define o Inter como o maior desafio de sua carreira

O novo Diretor Executivo do Clube do Povo foi oficialmente apresentado em entrevista coletiva realizada na manhã desta sexta-feira (22/04). Durante mais de meia-hora, William Thomas comentou os pilares de seu trabalho como gestor, destacando a valorização das categorias de base e a busca por constante humanização no trato com torcida e imprensa, exemplificou seu modo de atuação no mercado de transferências, elogiou o projeto esportivo que vem sendo implementado no Inter e revelou o orgulho que sente por chegar ao Colorado, desafio que definiu como o maior de sua carreira.

“Quando eu falo que é o meu maior desafio, é porque é mesmo.

Sei da grandeza do Internacional, e me sinto apto e confiante.

Sou um competidor, não gosto de dar passo para trás na minha carreira,

e vim aqui para crescer!”

William Thomas
William Thomas é o novo Diretor Executivo do Internacional/Foto: Ricardo Duarte

Nas palavras de Emílio Papaleó Zin, a chegada de William Thomas completa o grupo técnico do Futebol colorado. O novo Diretor Executivo, de acordo com o vice-presidente, trabalhará lado a lado com Paulo Autuori, assumindo funções que vinham sendo divididas por diferentes membros do Departamento. Com a chegada do profissional, o Clube projeta não apenas um exitoso encerramento de temporada, mas um importante acréscimo para o maior período possível.

“William é um profissional qualificado, com boa experiência e bons trabalhos realizados por onde passou. Com a chegada dele, competente e conhecido, estamos fechando o nosso grupo técnico. O William trabalhará em conjunto com o Paulo Autuori, o nosso Diretor Técnico, exercendo, par e passo com ele, e com a minha supervisão, essas atividades tão importantes. Tenho certeza que aqui ele se realizará mais ainda profissionalmente. Seja muito bem-vindo, tenha boa sorte. Terás de nós, certamente, todo o apoio e a colaboração para dar andamento aos trabalhos que estão sendo realizados!”

Emílio Papaléo Zin
Emílio Papaleó (D) apresentou William para torcida e imprensa/Foto: Ricardo Duarte

Antes mesmo de responder os questionamentos feitos pelos profissionais de imprensa presentes no Centro de Treinamento, William fez questão de se pronunciar à Maior e Melhor Torcida do Rio Grande. Anunciado no sábado passado (16/04), o Diretor Executivo esteve no Beira-Rio na última partida disputada pelo Inter, e testemunhou o papel decisivo desempenhado pelo povo colorado na vitória de 2 a 1 sobre o Fortaleza, conquistada diante de mais de 36 mil pessoas presentes no Gigante.

“Faço um agradecimento especial ao torcedor colorado. Desde a minha primeira participação aqui no Clube, pude sentir, na pele e no coração, o quão importante ele foi no último domingo, na vitória contra o Fortaleza. Fica aqui o reconhecimento de que queremos que isso se torne um hábito, esse incentivo e essa participação do torcedor. Tenho certeza que ele quer ser representado dentro de campo da melhor forma, e a equipe também demonstrou que isso é possível e que é capaz de vencer partidas de forma convincente e consistente.”

William Thomas

William revelou que já recebera outros convites da direção colorada no passado, e que esse interesse do Clube lhe fazia ter a certeza de que um dia trabalharia no Beira-Rio. Nascido em ambiente familiar que integrava esporte e edução, fruto das profissões de seu pai, atleta de futsal, e de sua mãe, professora, o Executivo soma mais de 23 anos de atuação no futebol. Gabaritado pelo sucesso que atingiu no Athletico-PR e engrandecido por trajetória no gigante Santos, o currículo de Thomas, cuja construção foi explicada pelo próprio, justifica a cobiça alvirrubra pelo profissional.

“Nasci e cresci no ambiente do esporte e da educação, consigo fazer esse elo muito bem, mas, acima de qualquer coisa, entendo que princípios e valores de comportamento são imprescindíveis no ambiente futebol. Eu trabalhei em oito países, trabalhei em categorias de base, trabalhei em clubes exitosos e clubes grandes. Mais recentemente, trabalhei na reestruturação de um projeto que está com uma visão diferente com relação à profissionalização. Foram quatro meses, e tenho certeza que que deixei uma contribuição importante.”

William Thomas
Diretor Executivo foi apresentado na manhã desta sexta-feira/Foto: Ricardo Duarte

Feliz e motivado, de acordo com suas próprias palavras, William elucidou que, em um cenário de consolidação da profissionalização do Clube, com especial destaque para o Futebol, sua chegada tem por objetivo integrar e intensificar os projetos atualmente empreendidos no Inter. Seu grande objetivo enquanto Diretor, portanto, é fazer parte do crescimento institucional colorado, meta que só será atingida através da ininterrupta busca por qualificação dos processos.

“Me honra muito fazer parte dessa equipe, nesse estágio que se encontra o projeto, com uma visão de integração, de projeto sistêmico, elaborado de forma que possa integrar todas as áreas, para que possam contribuir numa melhor comunicação, interação e produtividade, com foco principal no desempenho esportivo. Que a gente vislumbre uma coesão de alinhamento conceitual, seja nas categorias de formação, seja na transição, seja na prospecção de atletas, seja no trabalho diário e consistente dos nossos profissionais. Esse é o grande desafio: melhorar e qualificar ainda mais esse processo.”

William Thomas

Dentro das ações que empreenderá como Diretor Executivo, William elencou a contratação de atletas como a mais difícil. Afinal, Thomas entende que o jogador de futebol não pode ser analisado fora do contexto em que está inserido, e que qualquer transferência carrega, apesar da expectativa por iminente retorno dentro de campo, necessárias adaptações fora das quatro linhas. Por isso, o profissional defende que o Clube tem a obrigação de oferecer o máximo aporte para que cada atleta atinja a melhor forma possível com a camisa colorada.

“Dentro das responsabilidades da função, uma das mais difíceis é contratar atletas. Porque, antes do atleta, tem um ser humano, uma pessoa. Então, nada mais lógico do que uma avaliação constante e permanente, principalmente apostando que a qualidade do trabalho interno, do dia a dia, pode fazer com que os jogadores cheguem no seu melhor nível. Acredito que vamos compor uma equipe que tem tudo para ser competitiva, e tenho certeza que, quem vier, vai aumentar o nível competitivo interno. Isso faz com que todo mundo se mova em prol do crescimento e da melhora individual, o que vai repercutir no coletivo.

William Thomas

A procura por jogadores disponíveis no mercado de transferências é uma prática que William conduz de maneira integrada ao acompanhamento das categorias de base. Entusiasta do histórico formador do Celeiro de Ases, o Executivo ressaltou que, apesar do imediatismo cobrado pelo futebol, os jogadores precisam ter respeitado seu ciclo de formação, o que exige metas solidamente traçadas e uma constante análise das carências e necessidades presentes no elenco do futebol profissional.

“A tradição nos mostra que o Internacional é um dos grandes formadores de atletas do mundo. Então, quando se fala em avaliação do plantel, a gente tem que fazer uma avaliação também do nosso processo interno, dos jogadores que estão em processo transição. Não existe uma fórmula mágica, os ciclos são muito mais longos, e a continuidade de um alinhamento metodológico, a continuidade de uma integração e a melhora da comunicação no que tange aos processos de treino e desenvolvimento vão fazer com que o Inter alcance o ponto ótimo de aproveitamento.”

William Thomas

O Inter será o quarto clube em que William Thomas e Paulo Autuori trabalharão juntos, sendo que a dupla já esteve reunida em duas ocasiões diferentes no Athletico-PR. Reencontrar o amigo é um estímulo a mais para o Executivo, que enxerga no Diretor Técnico colorado valências técnicas e humanas capazes de contagiar e mobilizar qualquer ambiente – especialmente o esportivo, que tanto convive com a pressão diária por resultados e conquistas.

“O que posso dizer é que o Paulo é um dos poucos profissionais, no futebol brasileiro, que tem a capacidade, nos pilares técnico e humano, de causar impacto no ambiente e nas instituições e, principalmente, de inspirar as pessoas. Mostrar que é possível, acreditar e ver a transformação humana e profissional acontecer no dia a dia. Pra mim, além do convite e da grandeza do Sport Club Internacional, também é um orgulho ter a oportunidade de estar ao lado do Paulo, e ao lado mesmo, porque nossa atuação é complementar.”

William Thomas
Executivo foi apresentado no CT Parque Gigante/Foto: Ricardo Duarte

“Sabemos e vamos deixar claro aonde queremos chegar!” Mano Menezes é apresentado no Beira-Rio

O futebol masculino alvirrubro tem um novo comandante. Anunciado na noite de ontem, Mano Menezes foi oficialmente apresentado como técnico do Clube do Povo no final da manhã desta quarta-feira (20/04). Dono de rico e vitorioso currículo, o profissional, contratado até o final de 2022, concedeu entrevista coletiva na sala de imprensa do Beira-Rio, e compartilhou sua satisfação em retornar ao Inter após 20 anos de sua primeira passagem pelo Colorado, à época realizada na função de treinador da categoria juvenil do Celeiro de Ases.

“Sabemos e vamos deixar claro onde queremos chegar.

Não conheço ninguém que evolua sem vencer.

O torcedor quer um modelo de jogo,

mas quer ganhar amanhã e no jogo seguinte,

e isso dá confiança para avançar!”

Mano Menezes
Mano Menezes é o novo técnico do Inter/Foto: Ricardo Duarte

A coletiva de apresentação do técnico colorado contou com as presenças de Alessandro Barcellos, presidente do Internacional, Emílio Papaléo Zin, vice de Futebol, Paulo Autuori, Diretor Técnico, e William Thomas, Diretor Executivo. Diante dos microfones, foi o mandatário do Clube do Povo quem primeiro se pronunciou à imprensa, sublinhando a rica trajetória construída por Mano Menzes no esporte e projetando o encaixe do profissional no cada vez mais estruturado Departamento de Futebol alvirrubro.

“Hoje, a gente consolida a formatação profissional daqueles que conduzirão o Departamento de Futebol do Inter. Apresentamos o Paulo Autuori como Diretor Técnico, responsável por todo o departamento junto com o William, que assume, também, nessa transversalidade. E, agora, o responsável por nossa equipe, de orientação e modelo de jogo, é o Mano Menezes, que hoje completa esse trio. Mano é um treinador que todos conhecem. Sua história, sua trajetória, começou no Rio Grande do Sul e percorreu Brasil e mundo.”

Alessandro Barcellos
Paulo Autuori (E), Alessandro Barcellos, Mano Menezes, Emílio Papaléo e William Thomas (D)/Foto: Ricardo Duarte

Emílio Papaléo também celebrou a chegada de Mano Menezes, reforçando o sentimento de satisfação com que o Clube encara o retorno do profissional. O vice-presidente de Futebol ainda definiu Mano Menezes como um profundo conhecedor da cultura gaúcha e colorada, ressaltando que essa experiência pode ser fundamental para o técnico na missão de conduzir o Inter a grandes feitos em 2022, ano que recentemente teve iniciadas as disputas da Sul-Americana e do Campeonato Brasileiro.

“Devo dizer, Mano, da alegria de te ter de volta no Beira-Rio. Tens uma carreira vitoriosa e, mais do que qualquer outro atributo, a plena consciência e conhecimento da nossa cultura e do que representa o Internacional. Com a tua chegada, fechando essa equipe técnica junto de Autuori e William Thomas, sei que tu vais nos ajudar, contribuindo para que o Internacional retome sua senda de vitórias. Seja bem-vindo!”

Emílio Papaléo Zin
Comandante posou para fotos ao lado do presidente e do vice de Futebol/Foto: Ricardo Duarte

Encerrados os pronunciamentos do corpo diretivo colorado, Mano Menezes atendeu às perguntas dos profissionais de imprensa presentes no Beira-Rio. O técnico, que minutos mais cedo comandara seu primeiro treino no CT Parque Gigante, falou sobre o retorno ao Inter, a busca do Clube por uma filosofia consolidada de futebol, sua maneira de trabalhar no dia a dia e de algumas convicções que carrega a respeito de estruturação tática de equipes, além de externalizar sua alegria em trabalhar com Paulo Autuori, amigo de longa data, mas com quem jamais dividira funções em uma mesma time. Confira as principais aspas:

Foto: Ricardo Duarte

“Primeiro, quero falar ao torcedor colorado da minha felicidade de estar aqui nesse momento. Voltar ao Clube que fez uma importante parte na minha formação como técnico de futebol. Acredito que tudo na vida tem sua hora. Se estou aqui, é porque tenho conhecimento e bagagem para o Internacional, e também penso que o Internacional é o Clube certo para me ajudar. Quando isso existe, as coisas tendem a andar bem.”

Mano Menezes
Foto: Ricardo Duarte

“Acho saudável que o Internacional busque uma filosofia para o Clube. Um dos grandes problemas que nossos times têm é a constante transformação, que às vezes faz com que você viva em círculos. É extremamente importante buscar uma identidade. Mas acho que precisamos saber o caminho para chegar aonde queremos, e nós sabemos e vamos deixar claro onde queremos chegar. Não conheço ninguém que evolua sem vencer.”

Mano Menezes
Foto: Ricardo Duarte

“Dificilmente vocês vão ter de mim um comentário individual, a menos que seja para fazer um grande elogio, às vezes depois de uma atuação extraordinária que a gente deve reconhecer. Minhas análises, quase sempre, serão da equipe, e ainda é um pouco cedo para falar sobre como vou montá-la. Eu penso o futebol de uma forma bem completa. Não conheço times vencedores que só se comportam de forma defensiva, nem times defensores que só propõem. O futebol, pra mim, é tudo isso.”

Mano Menezes
Foto: Ricardo Duarte

“Penso sempre o futebol, primeiro, na parte tática. Uma equipe organizada taticamente recupera muitas coisas, e quando as coisas precisam ser recuperadas, simplificar é o caminho inicial. Procuro montar minhas equipes com linha de quatro defensiva. Hoje, a maioria das equipes, quando inicia a construção da jogada, inicia com uma linha de três, e uma linha de três não significa três zagueiros. Minha ideia é essa saída de três, com dois zagueiros e um lateral.”

Mano Menezes

“Vou procurar obedecer e respeitar a característica dos jogadores que fizerem a formação, porque isso é tirar o melhor de cada um. Vamos, sim, construir com qualidade, porque hoje, se você não fizer isso, dificilmente estará entre as melhores equipes. O futebol, para mim, é simples: se não tivermos a bola, temos que, imediatamente, trabalhar para recuperá-la. Todos. E quando tivermos a bola, precisamos de competência para não entregar para o adversário. Penso eu que existe um potencial de melhora bastante grande no Inter.”

Mano Menezes
Foto: Ricardo Duarte

“Vou montar o time do Internacional com as características que temos. Precisamos obedecer às características, o que queremos deles, que é o profissionalismo, o comprometimento e a entrega. Para você gerenciar um grupo tão grande de profissionais, você tem que construir uma maneira de comportamento, e privilegiar aquilo que eles entregam em favor da equipe. Você também leva em consideração os seus principais jogadores, que você julga que sustentem a sua maneira de jogar.”

Mano Menezes
Foto: Ricardo Duarte

“Paulo Autuori faz parte da minha vida como treinador. Eu estava ainda no Guarani de Venâncio Aires quando tive a honra de dirigir um centroavante chamado Caio Júnior, e ele me proporcionou a aproximação com o Paulo. A partir daí, nunca nos desligamos, mesmo estando longe e nunca tendo trabalhado juntos. Pra mim, é uma honra trabalhar com um profissional como ele, que julgo como dos mais competentes em termos de conhecimento para realizar o trabalho que se propõe. Juntamente com todos, acho que o Internacional inaugura, no Clube, a forma adequada de conduzir um Departamento de Futebol.”

Mano Menezes
Mano Menezes já comandou atividades na manhã desta quarta-feira/Foto: Ricardo Duarte

Sob o comando de Mano Menezes, o elenco colorado tem mais dois dias para trabalhar antes de voltar a campo. No próximo sábado (23/04), às 19h, o Clube do Povo enfrenta o Fluminense, no Maracanã, em duelo da terceira rodada do Campeonato Brasileiro. Atualmente, o Inter soma três pontos na competição, conquistados no domingo passado (17/04), data de vitória de 2 a 1 sobre o Fortaleza, no Beira-Rio.

> Leia também: Mano Menezes é o novo técnico do Inter

> Leia também: Com participação de Mano Menezes, Colorado treina no CT

Apresentado, Renê revela carinho pelo Inter e fala sobre expectativa de fazer história com o Colorado

Anunciado na última segunda-feira (11/04), o mais novo lateral-esquerdo do Clube do Povo foi oficialmente apresentado na manhã desta terça. Aos 29 anos, Renê chega ao Inter após passagens de destaque por Flamengo, clube com o qual conquistou 10 títulos e atingiu premiações individuais de alcance estadual e nacional, e Sport, com quem ergueu as taças do Campeonato Pernambucano e da Copa do Nordeste. Multicampeão por onde passou, o piauiense destacou, em sua primeira coletiva como atleta colorado, a ambição que carrega para sua trajetória no Beira-Rio.

“Eu saí (do Flamengo) principalmente porque preciso de novos ares, de novos desafios. Sou um cara que gosta de fazer história por onde passa. Passei seis anos no Sport, cinco anos e meio no Flamengo, e espero passar muitos anos aqui. Chego para dar o meu melhor, contribuir no que for preciso, tanto dentro quanto fora de campo, e espero ser muito feliz. Venho nessa confiança, aceitei esse desafio porque acredito que o Inter vai brigar por títulos.”

Renê
Novo lateral colorado foi apresentado nesta terça-feira/Foto: Ricardo Duarte

Contratado até o final de 2024, Renê foi apresentado, na sala de imprensa do CT Parque Gigante, por Emílio Papaléo Zin, vice-presidente de Futebol do Clube do Povo. O dirigente colorado elencou os motivos que levaram o Inter a procurar o vitorioso lateral, e compartilhou suas expectativas de que o novo jogador, ao qual desejou boas-vindas, contribua intensamente na luta alvirrubra por grandes feitos na presente temporada.

“Tenho a satisfação de apresentar o Renê, jogador que tem contrato até dezembro de 2024. Com larga experiência e títulos conquistados por onde passou, é um atleta que, seguindo nossa filosofia de trabalho, vem reforçar o nosso plantel com o objetivo de contribuir positivamente para o alcance dos nossos objetivos nessa temporada. Então, Renê, seja muito bem-vindo. Faça do Beira-Rio a tua nova casa, e desejo, em nome do Sport Club Internacional, uma consolidação da tua carreira já vitoriosa, e que tu te sintas, aqui, absolutamente à vontade.”

Emílio Papaléo Zin
Renê recebeu as boas-vindas de Emílio Papaléo Zin/Foto: Ricardo Duarte

De sua parte, Renê justificou a valorização que recebeu do Inter como o principal porquê de vir a Porto Alegre. O lateral revelou que já fora procurado pelo Clube do Povo em outras ocasiões, tanto durante sua passagem pelo Sport quanto ao longo dos anos que passou no Rio de Janeiro, e sacramentou que, se nas outras vezes o negócio não pudera ser concretizado, agora não desperdiçaria a oportunidade de vestir a camisa colorada.

Foto: Ricardo Duarte

“Acredito que o Inter tem time para brigar lá em cima na tabela, e meu objetivo é vir para cá e fazer história. Em outras oportunidades, o Inter já foi atrás de mim, e eu tenho um carinho especial por ser um clube que sempre tentou me contratar. Quando eu estava no Sport, foi uma vez, e quando eu estava no Flamengo, acho que duas. Não foi possível, mas, dessa vez, eu falei para a minha esposa que queria vir, por ser um lugar onde me valorizavam.”

Renê

Renê também analisou as características do futebol que apresenta dentro de campo. Polivalente, capaz de atuar com obrigações mais ofensivas, a exemplo do que fizera no Flamengo ao longo da temporada de 2019, ou dando maior atenção à defesa, o lateral definiu estar disponível para jogar como o técnico Alexander Medina preferir. Além disso, valorizou a qualidade dos laterais que já integram o elenco colorado, sublinhando que a experiência de seus novos companheiros também deve ser respeitada.

Foto: Ricardo Duarte

“Comecei, no Sport, muito ofensivo. Com o tempo, passei a jogar mais defensivamente, mas vou muito pelo que o treinador pede. Procuro fazer sempre o que o treinador pede. Nos tempos do Jorge Jesus, o Flamengo jogava praticamente com uma linha de três, com a entrada do Arão, e eu ficava mais ofensivo. Depois, chegou o Domènec, e eu já era mais defensivo. Chego para somar, agregar. Não sou salvador, não vai ser por causa da minha chegada que o time não vai tomar mais gols, mas acredito que vou ajudar. Acho a equipe muito qualificada, com laterais de experiência, que podem ajudar também.”

Renê

O espírito solidário e voluntarioso apresentado pelo atleta dentro de campo também se faz presente fora das quatro linhas. Se diante dos microfones o próprio se reconheceu um pouco tímido, Renê confidenciou que, nos bastidores, costuma atuar como uma liderança positiva, sempre trabalhando para ver os companheiros motivados e de cabeça erguida, independente de fase ou minutos somados nas quatro linhas.

“Sou um cara, em público, um pouco tímido, mas, no vestiário, gosto de conversar com cada um. Analisar quando o cara está triste e dar uma animada. Podem esperar isso de mim, sou um líder interno. Gosto de pensar nos meus companheiros, sei como é difícil, e tento motivar, explicar que é no dia a dia que você se prepara para, quando tiver oportunidade, mostrar seu melhor. O Inter vai ganhar um cara que vai ajudar demais fora das câmeras e que, em campo, vai ser guerreiro, vai lutar por tudo, a todo minuto, para essa camisa sair vitoriosa.”

Renê
Renê já foi integrado aos trabalhos no CT Parque Gigante/Foto: Ricardo Duarte

Com nome já publicado no BID, Renê integra, desde o início desta semana, os trabalhos da comissão técnica de Alexander Medina, que tem preparado o Inter para a segunda rodada da fase de grupos da Sul-Americana. Na próxima quinta-feira (14/04), no Beira-Rio, o Clube do Povo enfrentará o Guaireña-PAR na estreia colorada como mandante na competição. Confirme aqui sua presença na partida!

Vitão é apresentado: “vou defender as cores do Inter da melhor maneira possível!”

Mais novo zagueiro do Clube do Povo, o paranense Vitão foi oficialmente apresentado no final da manhã desta sexta-feira (08/04). Contratado junto ao Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, o atleta, que fechou com o Inter por três meses, já teve o nome publicado no BID, e possui condições legais de defender o Colorado nas disputas de Sul-Americana e Brasileirão. Revelado pelo Palmeiras, Vitor Eduardo da Silva Matos compartilhou, em sua primeira entrevista como jogador alvirrubro, a alegria por retornar ao futebol brasileiro.

“Quero deixar clara minha felicidade por vestir essa camisa.

Estou muito focado,

e vou defender as cores do Internacional

da melhor maneira possível!”

Vitão
Vitão foi apresentado nesta sexta-feira/Foto: Felipe Bortoluzzi

Coube ao vice-presidente de Futebol do Inter, Emílio Papaléo Zin, a responsabilidade de apresentar o novo zagueiro colorado. Na sala de coletivas do CT Parque Gigante, o dirigente deu boas-vindas ao atleta e seus familiares, que marcavam presença no ambiente, além de detalhar as minutas do negócio estabelecido entre Vitão e Clube do Povo. Papaléo ainda ressaltou a vasta experiência internacional do paranaense de 22 anos, campeão do Campeonato Ucraniano e da Supercopa da Ucrânia com as cores do Shakhtar.

“É com muita satisfação que apresentamos o Vitão. Atleta de 22 anos, zagueiro, com grande experiência internacional. Estamos ultimando um contrato de três meses, cumprindo a regra especial da FIFA para atletas do futebol ucraniano. O Vitão poderá disputar a fase de grupos da Sul-Americana, e já está inscrito no BID.”

Emílio Papaléo Zin
Vitão posa para fotos ao lado de Emílio Papaléo Zin/Foto: Felipe Bortoluzzi

Encerrada a fala do vice de Futebol colorado, Vitão posou para fotos com a camisa do Internacional, que vestirá com o número 44 às costas, antes de atender aos repórteres presentes no CT. Uma vez posicionado diante dos microfones, o zagueiro agradeceu pela excelente recepção que teve em Porto Alegre, revelou já se sentir em casa no Beira-Rio e justificou o porquê de ter assinado com o Clube do Povo.

Foto: Felipe Bortoluzzi

“Desde que cheguei, todos me receberam muito bem. Estou me sentindo em casa, e quero agradecer pela recepção de todos. Tive sondagem de outros clubes, mas, com todo respeito a eles, o Internacional é gigante. Quando chegou a proposta, eu não pensei duas vezes.”

Vitão

Cria palmeirense, Vitão pouco atuou como profissional no futebol brasileiro. Multicampeão na base, quando também era figura carimbada nas Seleções Sub-15, Sub-17 e Sub-20, o zagueiro partiu bastante jovem para a Ucrânia, motivo pelo qual não é tão conhecido pelo grande público de seu país. Diante deste cenário, o defensor fez questão de detalhar algumas das principais características que tem dentro de campo.

“Em questão da preferência de lado,

consigo jogar pela direita e pela esquerda.

Vim para fazer meu jogo e, claro,

se for preciso adaptar, estou preparado.”

Vitão

Por fim, o novo reforço alvirrubro falou de suas condições de jogo. Afastado dos gramados há mais de um mês, em consequência da paralisação do calendário futebolístico na Ucrânia, Vitão revelou estar trabalhando forte no CT Parque Gigante desde o início da semana. Os trabalhos, que foram elogiados pelo contratado, têm oferecido ao jogador uma perceptível evolução diária, como o próprio revelou.

“Estou com a minha cabeça totalmente focada em ajudar. Agradeço pela oportunidade e pela confiança que depositaram em mim. Estou preparado, treinando firme nessa semana. O Clube tem grandes profissionais me preparando. Hoje já estou melhor do que ontem, e amanhã estarei melhor do que hoje.”

Vitão
Família de Vitão acompanhou a coletiva direto do CT Parque Gigante/Foto: Felipe Bortoluzzi

Carlos de Pena: “estou entusiasmado para sentir o que é o Inter”


Novo reforço para o ataque colorado, Carlos de Pena foi apresentado oficialmente como jogador do Internacional. Após o treinamento da manhã deste domingo (03/04), o uruguaio falou pela primeira vez como atleta do Clube do Povo e recebeu a camisa de número 14 pelas mãos do vice-presidente de futebol Emílio Papaléo Zin.

O jogador foi contratado junto ao Dínamo de Kiev, da Ucrânia, e assinou contrato até dezembro de 2022, com possibilidade de extensão do vínculo. Confira abaixo os principais trechos da entrevista coletiva.

Uruguaio vestirá a camisa 14 (Foto: Ricardo Duarte)

Posição
“Sou um extremo esquerdo, também posso jogar pela direita. Muitas vezes, também joguei de meia interno pela esquerda ou mesmo aberto. Por todo o flanco posso jogar na três posições. Mas minha posição natural é extremo esquerdo, é onde me sinto mais à vontade. Respeitando o que o treinador peça posso mudar de posição e jogar onde ele queira.”

Opção pelo Inter
“Quando recebi o chamado do Cacique, sabendo que o Inter é uma equipe gigante aqui, que ganhou tudo, com títulos de Libertadores e Mundial, a decisão foi muito fácil. Conheço o Cacique, conheço seu estilo de trabalho. Penso que foi uma decisão acertada vir para uma equipe gigante do Brasil. Estou muito feliz e pronto para dar o melhor de mim. Espero que a torcida goste do meu desempenho.”

Conflito na Ucrânia
“Foi um momento duro que passei junto com meus companheiros na Ucrânia, sobretudo com o povo ucraniano. Foram dias difíceis que hoje ficaram para trás. Agora é encarar como uma experiência positiva, aprender com isso. Espero que termine logo, por todas as pessoas que estão lá sofrendo com este problema.”

Experiência na Europa
“Minha experiência na Europa foi muito distinta nos países que estive, na Inglaterra, Ucrânia e Espanha. Considero que a etapa na Ucrânia foi a melhor, pois estava em um momento mais maduro, com boas condições físicas. O futebol brasileiro é diferente. Claro que preciso me adaptar, é um futebol dinâmico, que se joga a cada dois ou três dias. Estou muito entusiasmado, penso que posso me sair bem aqui, ajudar a equipe e quero sentir o que é jogar no Inter.”

Carlos de Pena falou pela primeira vez como jogador colorado (Foto: Ricardo Duarte)

Saiba mais sobre Carlos de Pena:

Formado pelo Nacional de Montevidéu, o uruguaio acumula cinco anos de experiência na Europa, tendo jogado pelo Middlesbrough (Inglaterra), Real Oviedo (Espanha) e desde 2019 no Dínamo de Kiev. Na Ucrânia, participou da conquista de campeonato, copa e supercopa nacional e disputou as competições europeias. Na América do Sul, teve duas passagens pelo Nacional, sendo comandado pelo técnico Alexander Medina em 2018.

Em sua trajetória, se destacou pela contribuição ofensiva com gols e assistências. Em 225 partidas, marcou 40 gols e contribuiu com 35 assistências. Em 2019, foi eleito o melhor jogador da temporada pelos torcedores do Dínamo.

Ficha técnica:
Nome: Carlos María de Pena Bonino
Data Nascimento: 11/03/1992
Local Nascimento: Montevidéu (Uruguai)
Altura: 1,77m

Carreira:
2013 | Nacional (Uruguai)
2015 | Middlesbrough (Inglaterra)
2017 | Real Oviedo (Espanha)
2018 | Nacional (Uruguai)
2019 | Dínamo Kiev (Ucrânia)
2022 | Internacional

Conquistas:
2014 | Torneio Apertura
2015 | Campeonato Uruguaio
2018 | Torneio Intermedio
2020 | Copa da Ucrânia
2020 | Supercopa da Ucrânia
2021 | Campeonato Ucraniano
2021 | Copa da Ucrânia
2021 | Supercopa da Ucrânia

“Chegar aqui é um sentimento muito grande!” Colorado desde a infância, Alemão promete empenho e trabalho com a camisa do Inter

Mais novo reforço do Clube do Povo, o atacante Alemão foi oficialmente apresentado no final da manhã desta terça-feira (29/03). Aos 23 anos, o atleta, anunciado há pouco mais de uma semana, chega ao Inter após se destacar com as cores do Novo Hamburgo, equipe pela qual marcou dois gols e deu três assistências em sete jogos do Gauchão de 2022. Natural de Santa Catarina, o jogador, que vestirá a camisa de número 35, revelou, em sua primeira coletiva como jogador colorado, a satisfação por defender o time do coração de sua família.

“Quando veio a notícia do Inter,

o time do meu coração, sempre fui colorado e minha família também,

a felicidade foi enorme!”

ALemão
Alemão (E) cumprimenta Emílio Papaléo Zin (D)/Foto: Ricardo Duarte

A coletiva de apresentação do novo atacante colorado foi aberta por Emílio Papaléo Zin, vice-presidente de Futebol do Internacional. Diante dos microfones, o dirigente alvirrubro desejou boas-vindas a Alemão, destacando a velocidade com que o catarinense tem se adaptado ao dia a dia do CT Parque Gigante, e também elucidou o modelo de negócio fechado pelo Inter com o atleta, que chega em definitivo, com a maior parte de seus direitos vinculados ao Clube do Povo, até dezembro de 2023.

“O Sport Club Internacional tem muita satisfação em apresentar sua nova contratação: o atacante Alemão, que foi destaque, como todos sabem, nesta temporada, pela Novo Hamburgo. Queremos te desejar uma excelente jornada, a casa é tua. Seja muito bem-vindo! Já está completamente adaptado ao nosso sistema, ao nosso grupo, foi muito bem recebido, e esperto todo o sucesso e que tu te realizes aqui como profissional.”

Emílio Papaléo Zin
Alemão vestirá a camisa 35/Foto: Ricardo Duarte

Sabatinado pelos repórteres presentes na sala de coletivas do CT Parque Gigante, Alexandre Zurawski não titubeou em definir o Inter como o maior desafio de sua carreira. Prospectado no futebol do Interior do Rio Grande do Sul, Alemão lembrou que a história colorada é fértil em exemplos de jogadores que chegaram de clubes de menor expressão e se tornaram referências no Beira-Rio. Para repetir o brilho desses, o atacante prometeu muito trabalho na rotina de treinamentos.

Foto: Ricardo Duarte

“Com certeza, é o maior desafio da minha carreira até agora. O time de maior expressão, a camisa de maior expressão. O futebol está cheio de exemplos. Estou construindo a minha carreira, o Inter é um clube de um nível acima, o maior que peguei até agora, e acho que a vida é feita de desafios. Vou ter um aqui, e espero me dar bem. O sucesso vem com a continuidade, com o treinamento no dia a dia. É um conjunto, e vamos buscar estar sempre trabalhando pela melhora, para o resultado aparecer dentro de campo.”

Alemão

Alemão também comentou a briga por posição no ataque colorado. Polivalente, ele surgiu para o futebol como jogador de beirada, mas há três anos já atua de maneira mais centralizada. Como referência, porém, passa longe de ser um atleta de pouca movimentação, tanto que acredita que sua mobilidade foi um dos trunfos para atrair a atenção do Inter. Agora, o camisa 35 espera seguir evoluindo tanto nas estatísticas quanto no comportamento dentro de campo.

Foto: Ricardo Duarte

“Todos os atletas que estão aqui brigam por espaço. Estou chegando agora, há pouco tempo, e já estou bem confortável aqui no Clube. Vou brigar por espaço, dar o meu melhor. Trabalhei forte em todos os clubes até agora. Há dois anos e meio, quase três, eu jogo como centroavante, e desde o começo do Gauchão eu fui muito bem. Não é só número, gols e assistências, e acho que isso se dá a minha evolução. A movimentação é muito importante para ajudar o time.”

Alemão
Alexandre Alemão durante os trabalhos com o grupo/Foto: Ricardo Duarte

Confira outras aspas:

A quase desistência do futebol

“Eu era jovem, com 16 anos, e não imaginava chegar em um nível assim. Então eu parei, fui buscar meu espaço na área do trabalho, e voltei muito por causa da minha empresária. Me viram jogando uma pelada de final de semana e me chamaram para começar com peneiras em clubes. A partir daí, foi um crescimento. Com certeza, chegar aqui é um sentimento muito grande.”

Alexandre Alemão

Como pode contribuir para o setor ofensivo

“Quando fui para o Avaí, já era centroavante, e lá tive uma ajuda do pessoal das estatísticas e da análise de desempenho. Me adaptei muito bem, tenho evoluído cada vez mais, e treinado para isso. No Novo Hamburgo, disse que buscaria muito o gol, e me destaquei marcando e dando assistências. Hoje, o treinador frisou que temos que atacar mais a área, chutar mais no gol. Isso está sendo trabalhado.”

Alexandre Alemão

Bustos: ‘espero estar à altura e deixar a torcida feliz’

Lateral argentino assinou contrato de três anos (Foto; Ricardo Duarte)

O Clube do Povo apresentou um reforço de peso na tarde desta quinta-feira (17/02). Fabricio Bustos, lateral-direito com bagagem de Seleção Argentina, concedeu sua primeira entrevista coletiva como jogador do Internacional. Após iniciar sua carreira no Independiente-ARG, o argentino de 25 anos assinou contrato de três temporadas com o Colorado.

Ao lado do vice-presidente de futebol Emílio Papaléo Zin e do diretor-executivo Paulo Bracks, Bustos foi apresentado com a camisa de número 16, antes utilizada por Carlos Palacios, que solicitou a troca pela 14. O atleta agora aguarda sua regularização para poder fazer a estreia pelo Inter.

Natural de Ucacha, cidade situada na província de Córdoba, região onde fora criado o ídolo Pablo Guiñazu, o lateral terá o apoio de alguns conterrâneos em sua adaptação, como Victor Cuesta, seu antigo companheiro no ‘Rojo’, com quem mantém contato. Além disso, Bustos revelou que já conversa frequentemente com Alexander Medina.

Confira abaixo os principais trechos na entrevista coletiva:

DIRETORIA

Bustos recebeu a camisa 16 (Foto: Ricardo Duarte)

Emílio Papaléo Zin
“Um atleta de grande carreira no futebol argentino, com quase 200 jogos pelo Independiente em cinco temporadas. Com experiência em grandes jogos e grandes competições. Um jogador que já integrou a Seleção Argentina e que certamente terá condições de desempenhar o seu futebol e de novamente defender o seu país.”

Paulo Bracks
“Nosso sétimo reforço do ano, dentro do nosso processo de reformulação e reestruturação visando a temporada de 2022. É um desejo e monitoramento antigo do Inter, como não poderia ser diferente pela qualidade do atleta. Conseguimos iniciar a negociação a partir de um permissivo da legislação, em que fizemos tudo da forma como deve ser feita, clube com clube. Certamente o Fabricio Busto é, hoje, jogador do Internacional muito por conta da vontade dele de estar aqui.”

FABRICIO BUSTOS

Situação para estreia
“Estou muito contente em chegar. Vinha treinando normalmente no Independiente. Estava um pouco ansioso em chegar e estou à disposição de Alexander (Medina) se precisar de mim. Primeiro, temos uma partida muito importante no domingo. Depois, pensaremos no clássico. Espero estar habilitado para domingo, ou então para o clássico e fazer a estreia.”

Escolha pelo Inter
“A verdade é que muito clubes estavam interessados neste mercado por conta da minha situação no Independiente, que me faltavam seis meses para sair do clube. Porém, a proposta que mais interessou foi a do Internacional, porque é um clube muito grande. Para sair da Argentina, não tive dúvidas que a melhor opção era estar aqui.”

Retorno ao Beira-Rio
“Foi uma casualidade que em 2014 vim apoiar a Argentina no Mundial. Hoje, estou deste lado, agora dentro de campo. Estou muito feliz por isso. Além disso, tenho muito boas referências de Andrés (D’Alessandro). Apesar de não conhecê-lo pessoalmente, dentro de algumas horas o conhecerei. Mais do que tudo, tentar integrar bem o grupo.”

Número 16
“A 16 me representa um pouco porque foi a camisa que fiz minha estreia pelo Independiente. Agora representarei essa camisa em clube muito grande, e se foi com ela que foi feito o gol do Mundial de Clubes, é algo lindo. Espero estar à altura e poder deixar a melhor impressão para a torcida.”

Características
“Sou um lateral ofensivo, gosto muito de atacar, tanto pelo lado como por dentro. Mas me adapto ao que a comissão técnica pedir e assim vai ser daqui pra frente.”

Companheiros
“Estive conversando com Victor (Cuesta) durante este tempo. O tive como companheiro anteriormente, é uma grande pessoa e um grande jogador. Depois, também falei com o Gabriel Mercado, que me deu as boas-vindas. Me receberam muito bem, espero que possam me ajudar na adaptação. Estou com muitas expectativas, espero me adaptar o mais rápido para o futebol brasileiro.”

De olho na Copa
“O sonho claro que existe. A Argentina vem fazendo as coisas muito bem, tem um grupo formado. Primeiro, tenho que me adaptar ao clube e, depois, pensar em objetivos pessoais. Um dos objetivos é voltar à Seleção e brigar por um lugar no Mundial, apesar de ter um grupo formado. Primeiro passo é me adaptar ao futebol brasileiro e ao Internacional.”

Contato com professor
“Estive conversando bastante com Alexander. Com certeza ele demonstrou no Talleres que é um grande técnico. Tem uma proposta muito boa de jogo, muito ofensiva. Assim, posso ter uma vantagem pessoal. Como disse, tenho característica ofensivas. Espero estar à altura e deixar a torcida feliz, assim como os companheiros e a comissão técnica.”


Veja a entrevista coletiva na íntegra:

Novo reforço colorado, Bruno Gomes revela felicidade no novo desafio

Volante de 20 anos assinou por quatro temporadas (Foto: Ricardo Duarte)

Tem novo reforço no meio de campo do Clube do Povo. De olho no presente, mas projetando, também, o futuro, o Internacional apresentou oficialmente, nesta terça-feira (15/02), o jovem promissor Bruno Gomes, volante de 20 anos contratado junto ao Vasco da Gama, em negociação envolvendo Zé Gabriel.

Revelado pelo Cruz-Maltino, o atleta com passagens pela base da Seleção Brasileira assinou contrato de quatro anos com o Inter. Bruno Gomes, que vestirá a camisa de número 32 e já treina com o grupo, foi apresentado pelo vice-presidente de futebol Emílio Papaléo Zin e pelo diretor-executivo Paulo Bracks.

Confira abaixo os principais trechos da entrevista coletiva:

Diretoria

Jovem meio-campista foi apresentado pela diretoria (Foto: Ricardo Duarte)

Emílio Papaléo Zin
“O Sport Club Internacional tem a satisfação em apresentar Bruno Gomes, 20 anos, com bom começo de carreira no Vasco. Acumulou experiência em mais de 70 jogos. Além da satisfação em recebê-lo no Clube, desejamos sorte e sucesso, que nos ajude nessa temporada.”

Paulo Bracks
“É o nosso sexto reforço nessa temporada. Dentro do processo de reformulação que temos de nosso plantel, de qualificação da nossa equipe e nossos ativos. O Bruno é um jogador jovem, que terá no Internacional a sua segunda casa. Já está sendo muito bem recebido em Porto Alegre e no Clube, nós daremos toda condição e estrutura para desenvolver seu futebol. Assinou um contrato definitivo de quatro anos, um vínculo duradouro, que esperamos seja muito positivo. Dentro da nossa estratégia de contratação, um equilíbrio entre atletas experientes e jovens, de muita projeção, de presente e de futuro.”

Bruno Gomes

Bruno Gomes deu sua primeira entrevista como jogador do Inter (Foto: Ricardo Duarte)

Desejo de atuar pelo Inter
“Acho que vou agregar pela vontade que tenho de estar aqui, a felicidade que estou de vestir essa camisa. Vontade vai ter dentro de campo, o resto é futebol, é o que a gente sabe fazer. Acho que vou aprender muito com esse grupo, jogadores com bastante nome e experientes. Espero ajudar ao máximo. Dentro e fora de campo vou dar o meu melhor.”

Sobre o novo treinador
“Não tivemos um contato tão direto ainda, mas já participei do treino, ele já conversou comigo, me deu as boas-vindas e total apoio dele. Antes de vir, li bastante sobre como ele gosta do estilo do volante.”

Volante já treina com o grupo no CT Parque Gigante (Foto: Ricardo Duarte)

Nova fase na carreira
“Fui muito feliz no Vasco, só tenho lembranças boas, é o time que estive desde os meus 13 anos, sou muito agredecido. Agora o meu foco está no Inter, são novos ares, estou com a felicidade de jogar aqui. Estava bastante ansioso de estrear, fazer o primeiro treino, conhecer a ‘rapazeada’. Estou feliz, conheci todo mundo. Agora é um passo de cada vez e tentar ser feliz com essa camisa.”

Condição física
“Em relação ao físico, eles (comissão técnica e performance) vão saber dizer melhor que eu. Estive um tempinho parado lá no Vasco, mas já estou voltando à minha forma física. Quando eles acharem que estou apto a ir para o jogo vou me sentir bem.”

Posicionamento em campo
“Em relação à posição, não tenho preferência. Gosto de jogar nas duas (1º e 2º volante). Nesse último ano, joguei até de lateral direito. Onde me colocar, se eu puder ajudar, eu consigo jogar.”

Reforço posa com o manto colorado (Foto: Ricardo Duarte)

Conselho do amigo Mauricio
“Antes de vir, falei bastante com o Mauricio, o Gustavo Maia também. Perguntei como era aqui, a cidade. Ele (Mauricio) me falou que o grupo era excepcional e acolhia bem. Dito e feito, é um grupo muito gente boa mesmo. Falou bem do time também, das condições que o clube apoia. O campo do CT é maravilhoso. Me falou muito bem da cidade. Uma das coisas que me deixou mais feliz em vir foi essa conversa que tive.”

História colorada
“Quando conversava com pessoas próximas sobre vir para cá, me disseram que a história é bastante parecida com a do Vasco, que é linda também. Ouvi falar da história do Inter, é uma história gigante, um time que ganhou todas as competições. Tem um certo peso vestir essa camisa.”


Veja a entrevista coletiva na íntegra:

Ficha técnica:
Nome: Bruno Gomes da Silva Clevelário
Data Nascimento: 04/04/2001
Local Nascimento: Rio de Janeiro-RJ
Altura: 1,75m

Carreira:
2019 | Vasco
2022 | Internacional