Gustavo Grossi é apresentado como novo gerente executivo da base

Profissional chega do River Plate-ARG para o Celeiro de Ases (Fotos: Ricardo Duarte)

De olho no futuro, o Inter se qualifica no presente. Na manhã desta quinta-feira (11/03) foi a vez de apresentar o novo gerente executivo das categorias de base. Após excelente trabalho no futebol argentino, Gustavo Grossi assumiu a função no Celeiro de Ases e concedeu entrevista coletiva.

O profissional foi apresentado ao lado do vice-presidente de futebol, João Patrício Herrmann, do gerente executivo do time principal, Paulo Bracks, e do diretor geral das categorias de base, Felipe Oliveira, que projetou a chegada do argentino no Celeiro de Ases:

“Ele terá todo suporte politico e dos profissionais pra desenvolver o que o Inter precisa, alcançar os objetivos e desejos da torcida e diretoria. Temos convicção que teremos um lindo caminho a partir da chegada dele. Os frutos em médio e longo prazo surgirão nessa nova jornada”, comentou.

Direção colorada apresenta o novo gerente executivo da base

🎙️ Gustavo Grossi

“Dentro das propostas que tenho o privilégio de ter recebido, o Inter foi o que me deu mais claridade e certeza sobre um projeto de futebol.”

“O projeto é do Inter, não é do Grossi. Sei que todos estão interessados em ganhar o Brasileirão, a Libertadores. Eu também estou preocupado com as crianças de 10, 11 anos que estão trancadas em suas casas há um ano, não podem praticar esporte, que não estão com boa saúde mental, com dúvida sobre seu talento. Isso é uma preocupação do Inter e minha, também. Essa transição que vamos fazer é para baixo e para cima. A base do Inter não será mais a partir do sub-14. Será a partir das escolinhas até o sub-20 ou outro, que será a transição. É um projeto social, é um clube do povo.”

“Temos que entregar jogadores que já possam ter rendimento, que o treinador possa ir os melhorando, assim como todos temos que melhorar no dia a dia. Mas, dentro das características que necessitamos, temos que entregar ao treinador principal um atleta de primeiro nível.”


“Eu estudei as diferenças entre futebol brasileiro e argentino. Não estou aqui sem ter estudado o futebol brasileiro e a sociedade brasileira, a cultura. Há diferenças. Aqui, a grande pré-temporada que tem um atleta é na base. Se você tem quatro anos, não é o mesmo que ter oito anos. Nós vamos ampliar a perspectiva de educação, de treinamento, de melhora da base.”

“Não podemos deixar que um atleta de 18 anos, que foi camisa 10 da Seleção, por exemplo, seja descartado por 90 minutos. Temos que ter um equilíbrio, entre o destaque e a formação. É o que vamos trabalhar junto ao treinador.”

“Nós temos que dar o time principal a maior quantidade de atletas preparados para render, jogar, ser campeão e, posteriormente, termos uma possibilidade econômica a favor do Clube.”

“Vamos profissionalizar a ideia histórica do Clube. Vamos trabalhar para que os atletas tenham a melhor educação, nutrição, o melhor treinamento, o melhor enfoque profissional.”

Veja a entrevista na íntegra:

Saiba mais sobre o novo gerente executivo do Celeiro de Ases

Grossi ocupou o cargo de diretor esportivo do projeto de futebol do River Plate de 2016 até este ano. Na sua gestão tinha contato direto com o técnico Marcelo Gallardo e ajudou na formação e integração de diversos atletas que atuam no plantel principal do clube argentino. Na última Libertadores quase metade do elenco do River era formado por jogadores de base.

O profissional fala três línguas, entre elas português, e também tem passagem por Rosário Central e Racing-ARG.