Hoje na História – os 44 anos do nascimento de Fernandão

Definir a importância do eterno capitão colorado para o Inter é impossível, e também desnecessário. Até porque Fernandão não se explica, mas se vive. E nós sabemos que, de onde estiver, ele sempre estará conosco. No dia em que o ídolo completaria 44 anos, o Hoje na História presta uma homenagem ao camisa 9 das maiores conquistas do Clube do Povo. Ainda neste 17 de março, a Rádio Colorada parabeniza Fabiano, ex-camisa 7 vermelho, e lembra da conquista da SeleInter no Pan de 1956. Confira a íntegra!

Camisa em homenagem ao Mundial no Japão à venda nas lojas do Inter

Uma camisa que já nasce pesada! Carregado de muita história, o novo manto em homenagem ao inesquecível Mundial de Clubes de 2006 foi lançado neste 17 de dezembro para celebrar os 15 anos do título sobre o Barcelona. Réplica licenciada da camisa utilizada na final, a peça conta com a assinatura de Fernandão.

Além disso, acompanha uma tag (adesivo) com um QRcode. Nele consta o emocionante discurso de Fernandão antes da partida final. Basta escanear o código para ser redirecionado ao vídeo dos bastidores de Yokohama.


Betsul tem presente para sócios e sócias

Patrocinador oficial do Clube do Povo, o Betsul está financiando 200 camisas para os sócios colorados que se mantiveram adimplentes durante a pandemia. Além disso, os ganhadores também levarão para casa um ‘freebet’ no valor de R$ 10 para aposta. O sorteio será realizado na Central de Atendimento ao Sócios (CAS), com retirada da camisa no mesmo local. Em janeiro de 2022 os ganhadores serão contatados.

A camisa está à venda exclusivamente nas lojas oficiais do Clube, ao valor de R$ 199,00 para sócios. O valor para não sócios pode variar de acordo com cada loja.

Saiba onde comprar a camisa:

Loja Rodoviária
Telefone: 51 32252378
WhatsApp: 51 980655984

Loja Rua da Praia Shopping
Telefone: 51 31054332
WhatsApp : 51 31054332

Loja Aeroporto
WhatsApp : 51 92782260

Loja Shopping Praia de Belas
Telefone: 51 32310032
WhatsApp: 51 999509339

Loja: Bourbon Ipiranga
Telefone: 51 31104007
WhatsApp: 51 999509339

Loja Bourbon Country
Telefone: 51 33621631
Whats: 51 999509339

Lojas do Beira-Rio
Telefone: 51 32394071 | 51 35166315
Whats: 51 996352225 | 51 995973536

Loja Iguatemi
Telefone: 51 99440-4640
Whats: 51 99440-4640

Loja Novo Hamburgo
Telefone: 51 35936330
Whats: 51 999206330

Loja: Cachoeirinha
Telefone: 51 993948254
Whats: 51 993948254

Manto leva assinatura de Fernandão

Gigantes de Yokohama: Rádio Colorada apresenta especial dos 15 anos do Mundial

E no Japão, em 17 de dezembro, nós conquistamos a taça do Mundial! Na última sexta-feira (17/12), o Internacional comemorou 15 anos da inesquecível vitória em cima do todo poderoso Barcelona que nos sagrou campeões do Mundial Interclubes. Emissora oficial do Clube do Povo, a Rádio Colorada rememora a maior conquista da história do futebol gaúcho com o especial ‘Gigantes de Yokohama’, ilustrado por entrevistas dos grandes protagonistas do maior dos feitos alvirrubros. Confira!

Sport Club Internacional · Rádio Colorada | ‘Gigantes de Yokohama’, os 15 anos do Mundial do Inter | 17|12
Ficha técnica
Narração: Ernani Campelo, João Callegari e Pedro Pacheco;
Produção: Neudimar do Rocha e Pedro Pacheco;
Sonoplastia e técnica: Neudimar da Rocha;
Arte: Guilherme Borba.

Áudios extraídos do Facebook do Inter, da produção ‘Bastidores de um sonho – o outro lado do título Mundial’ e de transmissões de Rede Globo, SporTV, Rádio Gaúcha, Rádio Guaíba e Rádio Bandeirantes.

Inter promove ações comemorativas aos 15 anos da conquista do Mundial

Título no Japão será recordado em série de ações (Foto: Ricardo Duarte)

A semana será de emoções para o Inter e sua torcida. Para comemorar os 15 anos da conquista do Mundial, o Clube está programando uma série de atividades alusivas à data, comemorada na próxima sexta-feira (17/12).

O aquecimento começa na quinta-feira (16), onde a Visita Colorada, nos horários das 14h e 15h30, contará com uma presença ilustre: ao final do trajeto, o ídolo Iarley estará no gramado do Estádio Beira-Rio para uma ação de Chute a Gol. O ex-goleiro Hiran também estará presente.

À beira do campo, será posicionada uma goleira para que os visitantes tenham a oportunidade de marcar um gol no Gigante. A atividade é restrita a 30 pessoas por grupo, uma vez que ainda está sendo respeitado o distanciamento social e evitado qualquer tipo de aglomeração. Os colorados também poderão fazer fotos com a taça da conquista de 2006. Neste dia, o Museu do Inter terá gratuidade no ingresso. As ações são válidas para sócios e não sócios.

> Saiba mais sobre a Visita Colorada

Já a sexta-feira (17), reserva uma agenda recheada de atrações. A começar pelo lançamento de uma camisa comemorativa aos 15 anos do maior título da história colorada. Para relembrar o manto branco usado pelos jogadores diante do Barcelona, foi criada uma réplica licenciada com a assinatura do capitão Fernandão.

E o discurso emocionado de F9 antes da partida poderá ser revisto por meio de um QRCode na tag da camiseta que irá direcionar para o vídeo dos bastidores de Yokohama. A camisa estará à venda nas lojas oficiais do Clube por R$ 199,00 para sócios. Além disso, 200 sócios colorados que se mantiveram adimplentes durante a pandemia serão sorteados para receberem a camisa. Ela será revelada ao público na quinta-feira (16).

O Clube também organizou um café da manhã para convidados. Conselheiros, ex-jogadores e ex-funcionários serão recepcionados pelo Conselho de Gestão e pela Mesa do Conselho Deliberativo para um momento de celebração e homenagens.

Entre elas, aos torcedores eméritos Noêmia Martins Fontoura (Vó Noêmia), Sérgio Antônio da Silva Vanacor (Macaco) e Jorge Luís de Oliveira (Nego Beleza), que, ao longo dos anos demonstram seu amor incondicional pelo Inter. O título de Capitão Emérito outorgado a Fernandão será recebido por Fernanda Bizzotto, Enzo e Eloá, esposa e filhos do eterno capitão colorado. Aldo Dias Rosa (in memoriam) será lembrado com a Medalha Irmãos Poppe. Outros dez sócios foram sorteados para participarem do encontro. Ao término do evento, haverá uma queima de fogos.

Na sequência, e ainda em comemoração à data, o Clube irá realizar a sua tradicional festa para os colaboradores, onde todos serão recepcionados para um almoço no CT Parque Gigante.

E para encerrar as atividades, a partir das 18h, a Rádio Colorada colocará no ar um programa especial relembrando a conquista.

O herói que o Gre-Nal precisa

O cara que é a cara do Clube que é do povo!/Foto: Ricardo Duarte

Há quem diga que a vida imita a arte, mas nem o mais criativo dos roteiristas seria capaz de elaborar trama tão envolvente quanto a que marca os primeiros meses da segunda passagem de Taison pelo Inter. Multicampeão com o Clube do Povo na década retrasada, o camisa 10 já era amado pela torcida quando deixou o Beira-Rio, mas nada comparável ao sentimento de idolatria hoje nutrido pelo povo por seu craque, artilheiro do Gre-Nal disputado no último sábado (06/11).

Taison marcou seu primeiro em clássicos no último sábado/Foto: Ricardo Duarte

Quando partiu para o velho continente, Taison era um jogador muito diferente desse que retornou a Porto Alegre no último mês de abril. Antes camisa 7 e ponta-esquerda, dono de lépidos dribles que o transformavam no passista do Beira-Rio, o pelotense hoje se sobressai como maestro da Academia do Povo. Pensador e cerebral dentro das quatro linhas, fora delas o colorado de coração nada perdeu da humildade que o transforma em um legítimo representante da essência do Internacional.

Ao longo das últimas semanas, o cara que é a cara do Clube que é do povo semeou coincidências donas de significado que transcende em muito o peso que uma simples camisa poderia suportar. Seu primeiro gol na nova trajetória de vermelho, por exemplo, saiu exatamente diante do último rival que flagelara em 2010. Tido por todos como imbatível, o adversário foi superado no mais alvirrubro dos Maracanaços, que virou tela para a pintura feita ao longo de dezenas de metros pelos pés do desbravador colorado.

Taison marcou um golaço contra o Flamengo/Foto: Ricardo Duarte

Já o segundo tento encontrou moldura no número 891 da Padre Cacique. Em destaque na obra de arte, o artista. Ao fundo, seus iguais. No retorno da torcida ao Gigante, Taison balançou as redes no 5 a 2 do Inter sobre a Chapecoense. Depois de partir em disparada às arquibancadas da Avenida Padre Cacique, o camisa 10 comemorou o feito diante da antiga Coréia. Ali, ergueu o punho em um gesto que se confunde à história do Clube do Povo. Diante da êxtase popular, a imponência do regente imperava para o Brasil inteiro aplaudir.

Camisa 10 marcou pintura contra a Chape/Foto: Ricardo Duarte

Extremamente vitoriosa, mas longe de satisfazer seu autor, a história de Taison com a camisa do Inter ainda tinha uma lacuna que precisava ser preenchida. Grande nome de alguns dos clássicos que disputou no início do Século (como esquecer da arrancada de Erechim?), o ídolo ansiava por desencantar na rivalidade Gre-Nal. E poderia existir oportunidade melhor para o primeiro encontro com os barbantes azuis do que no recorde de público do Beira-Rio desde a reabertura dos portões de nossa casa?

“Primeiramente, agradecer a torcida,

que veio e lotou o nosso Beira-Rio.

Essa vitória é de todos vocês, dos meus companheiros,

que lutaram muito na semana para conseguir esse resultado positivo.

Estou muito feliz!”

Taison
Gre-Nal 434 foi o clássico de Taison/Foto: Ricardo Duarte

A supremacia colorada em Gre-Nais, ostentada desde 1945, foi construída através de alguns ícones que assumiram a função de simulacros da postura que se espera do Inter a cada clássico. Quantos não foram os capitães alvirrubros que se tornaram carrascos do maior rival? Para se ater aos últimos anos, impossível não lembrar do Eterno Fernandão, sempre sedento para reafirmar a imponência vermelha no Rio Grande do Sul.

O mesmo podemos falar da camisa 10. Em momentos de angústia, quem nunca fitou os olhos na direção de D’Alessandro, ansioso por requinte de genialidade que catalizasse o Beira-Rio? Com o número certo às costas, e a braçadeira no braço, Taison entrou para a história da rivalidade no último 6 de novembro.

10 e faixa para o Homem Gre-Nal/Foto: Ricardo Duarte

Desejo esse gol para minha mãe, meu pai.

Minha família, que está sempre comigo, me acompanhando.

Também ao D’Alessandro, que me ligou hoje pela tarde

desejando boa sorte. Vamo, Inter!”

Taison

Melhor em campo desde a abertura do confronto, o Inter custou a abrir o placar no embate de sábado. O encontro da bola com a meta adversária, porém, era inevitável, e saiu aos 39 da etapa inicial. Edenilson teve duas chances para encontrar Taison. Na primeira, a zaga cortou. Na segunda, o selecionável brilhou.

Com açúcar, a bola cobrou exatos dois segundos para atravessar o campo de um lado a outro antes de cair no lado esquerdo da área gremista. O que nem todos perceberam foi que, enquanto o público prendia a respiração no aguardo do fim da jogada, muita coisa acontecia no templo da beira do Guaíba.

Após deixar os pés de Edenilson, a assistência encontrou, ao longo de sua viagem, ares de D’Alessandro, que 86 passes para gol oferecera como mandante nos anos que imperou no Beira-Rio. Frente ao cruzamento do(s) companheiro(s), Taison voltou para 2009, e veloz como nos tempos de passista, desconcertou a marcação. Quando o camisa 10 ficou livre, quem entrou em ação foi a braçadeira. Ao lado do ídolo do presente, quase 26 mil almas juraram perceber Fernandão. Mortal nos cabeceios, o capitão foi torcedor, e indicou como o testaço deveria ser feito. E assim foi:

Sport Club Internacional · Rádio Colorada | Gol: Internacional 1 x 0 Grêmio | 06/11/2021

Cada clássico tem sua biografia. A do 434, se confunde à do Inter. De ídolos carrascos, de capitães apaixonados, de craques colorados. Para vencer o rival pela vez 158, o Clube do Povo contou com Taison. Sobre essa história, que se diga, o melhor é que ela está longe de chegar ao fim. Sonhar não custa nada para quem conta com um camisa 10 que representa milhões. E disso ele sabe.

O teu sorriso é a nossa alegria, ídolo!/Foto: Ricardo Duarte

Tinga, Clemer e Bolívar relembram conquista da Libertadores 2006 de um jeito inédito

Reza a lenda que o dia 16 de agosto de 2006 jamais teve fim. Por algum motivo desconhecido ou não, os astros se cruzaram justo no sublime momento de uma euforia coletiva às margens do Rio Guaíba, eternizando aquele exato instante.

Testemunhas apontam que tudo começou quando um bravo homem alto e de cabelos longos levantou um artefato brilhante sobre a sua cabeça, libertando um grito que ecoa no local até hoje.

Se o dia realmente não teve fim, ninguém confirma, mas também não nega. O fato é que a lenda correu por América Latina afora, virou tradição popular e eternizou os responsáveis pela obra em heróis lendários.

O Canal do Inter reuniu três destes bravos heróis lendários para contar de um jeito inédito a saga da primeira Libertadores colorada. Bolívar, Clemer e Tinga, pilares da conquista, retornaram ao vestiário do Gigante, ou melhor, à casa deles, para uma sessão de cinema e resenha histórica.

Canal do Inter: Feliz Dia dos Pais

Um dia para reverenciar nossos primeiros ídolos, quem nos acompanhou desde os primeiros passos rumo ao Gigante e colocou as cores do Clube do Povo em nossa vida. A união inabalável de um pai com seus filhos muitas vezes é eternizada em um abraço de gol, naquele milésimo de segundo em que o mundo parece pequeno perante o nosso amor.

Feliz Dia dos Pais!

Raio-X: Inter recebe o Juventude na 12ª rodada do Brasileirão

Inter recebe o Juventude no Gigante/Foto: Ricardo Duarte

Dia de clássico estadual no Beira-Rio! O Clube do Povo recebe o Juventude, a partir das 20h30 deste domingo (18/07), pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro. Confira entrevista da Rádio Colorada com Bruno Mucke, repórter da Rádio Caxias, projetando o duelo. Abaixo, você encontra todas as informações do confronto.

Sport Club Internacional · Raio-X #40 | Internacional x Juventude | 18/07/2021

Transmissão 📻

A cobertura da 12ª rodada do Brasileirão será apenas uma das atrações da Rádio Colorada para este domingo. Emissora oficial do Clube do Povo, a Mais Vermelha, que viverá tarde de jornada dupla, estará ao vivo, direto do Beira-Rio, a partir das 19h30. Confira a programação completa, que pode ser acompanhada via Site e APP do Inter:

As redes sociais do Inter (@scinternacional no TwitterInstagram Facebook) cobrirão a partida com o tradicional minuto a minuto enriquecido por imagens dos melhores momentos do confronto. Na TV, o Premiere anuncia transmissão.


Vamo, Inter! 💪

Aguirre comandou atividades na véspera de partida/Foto: Ricardo Duarte

A preparação colorada para o clássico estadual foi curta. Iniciada ainda no Paraguai na manhã da última sexta-feira (16/07), dia seguinte a empate sem gols diante do Olimpia-PAR pela partida de ida das oitavas da Libertadores, ela chegou ao fim já na tarde deste sábado, que contou com atividades no CT Parque Gigante.

Diego Aguirre e comissão técnica aproveitaram a véspera de confronto para realizar atividades técnicas e táticas com o grupo. Os exercícios encaminharam o time que irá a campo para encerrar jejum de cinco rodadas sem vitórias, além de buscar o primeiro triunfo do Inter como mandante neste Brasileirão.

Patrick foi titular nas últimas duas partidas do Inter no Brasileirão/Foto: Ricardo Duarte

No Gigante, o Clube do Povo precisará superar, além do adversário, lista considerável de desfalques. Saravia e Mauricio recentemente se juntaram a Guerrero e Zé Gabriel na nominata de lesionados, e, além do quarteto, Taison, com entorse no tornozelo direito, tem passado por avaliações diárias junto ao DM colorado.

De contrato renovado, Daniel participou das atividades deste sábado/Foto: Ricardo Duarte

O Inter abriu a 12ª rodada na 15ª posição do Campeonato Brasileiro. Até aqui, os comandados de Diego Aguirre somam 11 pontos, conquistados através de duas vitórias e cinco empates. Após o Juventude, o Clube do Povo voltará a campo pela Libertadores, torneio pelo qual enfrenta o Olimpia, no Beira-Rio, às 21h30 da próxima quinta-feira (22/07).

Inter vai em busca de três pontos importantes/Foto: Ricardo Duarte

Arbitragem 👨‍⚖️

Rodolpho Toski Marques apita, auxiliado por Ivan Carlos Bohn e Sidmar dos Santos Meurer. Trio paranaense. Quarto árbitro: Rafael Rodrigo Klein, do Rio Grande do Sul. VAR: Pablo Ramon Pinheiro, do Rio Grande do Norte.


Rival 🆚

Rival começou o Brasileirão com segurança/Foto: Fernando Alves, Juventude

De volta à Série A após 13 anos, o Juventude apresentou desempenho competitivo e seguro nas primeiras 11 partidas do Brasileirão. Com 13 pontos, o Papo abre a 12ª rodada no 13º lugar, situação que, como revela Bruno Mucke, agrada a torcida jaconera, que já começa a sonhar com voos mais altos.

“O time vive um momento bom, agradável, na Série A. O Juventude tem um orçamento reduzido, talvez o menor do Brasileirão, mas tem uma competição, até aqui, segura. Esse Campeonato está sendo bom para o Juventude, que está vendendo caro os resultados, podendo brigar por uma competição sul-americana.”

Bruno Mucke
Marquinhos Santos é o técnico alviverde/Foto: Fernando Alves, Juventude

Individualmente, o grande nome alviverde é Matheus Peixoto. Vice-artilheiro do Brasileirão com seis gols marcados, o atacante é o goleador da temporada do Juventude. Oriundo do Red Bull Bragantino, ele tem oferecido consistência que esfria a busca do Papo, que há poucas semanas quase contratou o argentino Nicolás Blandi, por um novo camisa nove.

“O Juventude tem interesse em contratar um nove. Acertou com o Blandi, mas ele colocou algumas questões que o impediram de ser anunciado. Assim, deu espaço para o Matheus Peixoto, que está em um momento iluminado. A bola bate nele e entra. Quando se trouxe esse atleta, já existia a convicção de que poderia ajudar.”

Bruno Mucke
Matheus Peixoto vive bem momento/Foto: Fernando Alves, Juventude

A boa fase alviverde passa, também, pelo encaixe do time de Marquinhos Santos. Frequentemente atuando com um tripé de meio-campistas, que pode variar entre o 4-4-2 losango e o 4-1-4-1, o Papo dispõe de uma série de atletas que desempenham com naturalidade o jogo de imposição e velocidade cobrado pelo treinador.

“No começo da competição, o Marquinhos demorou para encaixar o time titular. Vinha jogando num 4-2-3-1, mas se encaixou no 4-1-4-1. O Juventude joga muito na transição. Por isso, a importância dos volantes, do Castilho, do Jesus, do Jadson. São pilares importantes tanto para o sistema defensivo quanto na construção de jogadas.”

Bruno Mucke
Guilherme Castilho é um dos bons nomes do Papo/Foto: Fernando Alves, Juventude

Diante do Inter, o atacante Roberson tem chances de fazer sua reestreia pelo Papo. Mesmo se estiver disponível, porém, o atleta, que inicia sua quarta passagem pelo Juventude, deve ser reserva no time de Marquinhos Santos, que tem os seguintes nomes como prováveis titulares: Carné; Michel, Vítor Mendes, Rafael Forster e William Matheus; Elton, Castilho, Jadson e Wescley; Paulinho e Peixoto.


Para voltar a vencer em casa 🔙

Inter quer vencer mais uma sobre o Papo/Foto: Ricardo Duarte

A última vitória do Inter no Beira-Rio ocorreu no dia 8 de maio, há mais de dois meses. O adversário da ocasião? Foi o Juventude. Superado por 1 a 0 em Bento Gonçalves, o Colorado recebeu o Papo para a disputa da partida de volta da semifinal do Gauchão de 2021, e sofreu para furar a retranca serrana, que permaneceu praticamente impenetrável até o minuto 42.

Yuri marcou o primeiro/Foto: Ricardo Duarte

Neste instante, após escanteio cobrado pelo adversário, o Inter arrancou em altíssima velocidade através de Yuri Alberto, que tabelou com Thiago Galhardo antes de receber, com a meta aberta, assistência açucarada para empatar o escore agregado. Quatro minutos depois, Edenilson serviu Mauricio, que marcou o segundo em cima do rival estonteado.

Mauricio ampliou a conta/Foto: Ricardo Duarte

Na etapa final, foi o próprio Edenilson quem tornou a situação mais cômoda. Tranquilo e preciso como sempre, ele marcou o terceiro, aos 15, após excelente cobrança de pênalti. Também da marca da cal, Peixoto descontou seis minutos mais tarde, mas Rodinei, em rebote de chute de Caio, encerrou a conta no minuto 33.


Show de Fernandão em 2007 ❤️

Inter e Juventude não se enfrentam pela Série A do Brasil desde 2007, quando, no dia 21 de outubro, o Beira-Rio sediou duelo válido pela 32ª rodada do Brasileirão. Mais de 35 mil colorados e coloradas apoiaram o Clube do Povo, que lutava por vaga na Sul-Americana da temporada seguinte, e foram recompensados com espetáculo de seu capitão.

Comandado por Abel Braga, o Inter foi a campo com Clemer; Wellington Monteiro, Índio, Orozco e Marcão; Edinho, Guiñazú, Magrão e Alex; Gil e Fernandão. Aos 23 minutos, Monteiro finalizou de longe e exigiu milagre de Michel Alves. Dono do rebote, o Eterno Capitão tabelou com Gil e, pela esquerda da grande área, serviu Magrão, que girou como um centroavante antes de finalizar no cantinho.

Há 13 anos, Magrão abriu a conta/Foto: Alexandre Lops

O segundo do jogo saiu aos 31. Pela primeira vez em sua vitoriosa carreira, Fernandão marcou de falta, e o fez com estilo restrito a poucos. Em frente à área alviverde, o dono da 9 cobrou rasteira, por baixo da barreira, sem chances para Michel Alves, e fez explodir o Beira-Rio, que testemunhava o gol 64 do Capitão com a camisa colorada.

Fernandão encerrou o primeiro tempo com um golaço e uma assistência/Foto: DVG, Zero Hora

Senhor do jogo, o Inter controlou o segundo tempo, que presenciou verdadeiro espetáculo nas arquibancadas, embaladas pelos gritos de olé da torcida colorada. Decidido a retribuir seu povo, Fernandão fechou a conta aos 43, em lindo testaço após cruzamento de Marcão. Goleada no Beira-Rio!

Fernandão é o Personagem do Mês do Museu do Inter

Do Gol 1000 em clássicos ao topo do mundo. Das conquistas regionais para os maiores feitos da história do clube. Exemplo dentro e fora de campo. O Personagem do Mês de julho do Museu do Inter é o eterno camisa 9 e capitão colorado: Fernando Lúcio da Costa.

Quando desembarcou em Porto Alegre naquele longínquo 2004, havia esperança. Mas nem o mais otimista dos colorados poderia imaginar o que viria pela frente. Só que o Gol 1000 em clássicos mostrava que tinha algo a mais ali. O camisa 18 daquela partida tinha, na verdade, um 9 tatuado na alma.

Líder dentro e fora dos gramados, Fernandão desbravou os caminhos que nos levaram ao topo da América. Na Copa do Mundo de Clubes, o ídolo, como um grande capitão, foi a testa de sua tropa, combatendo os avanços adversários até o limite de seu corpo. Retirou-se do gramado para a entrada daquele que marcaria o gol da vitória. Até nisso foi predestinado.

Marcou 77 gols nos seus 190 jogos com a camisa rubra. Foi dirigente, técnico e deixou um legado gigante para as gerações futuras de colorados. Em uma fatalidade, perdeu a vida em 2014. Mas jamais deixará nossas memórias e corações. Fernandão é eterno.

Raio-X: Na Arena, Inter disputa Gre-Nal 433

Dia de Gre-Nal! A partir das 16h30 deste sábado (10/07), o Clube do Povo visita o Grêmio, na Arena, pela 11ª rodada do Brasileirão 2021. Confira entrevista da Rádio Colorada com Gabriel Corrêa, jornalista coordenador de conteúdo do Footure, projetando o duelo. Abaixo, você encontra todas as informações sobre o 433º clássico da história!

Sport Club Internacional · Raio-X #38 | Internacional x Grêmio | 10/07/2021

Transmissão 📻

O sábado será especial na Rádio Colorada, que iniciará a cobertura do clássico às 12h. A emissora oficial do Clube do Povo estará ao vivo a partir das 14h55, primeiro com a transmissão da etapa inicial de duelo entre Celeiro de Ases e Palmeiras, válido pela quarta rodada do Brasileirão Sub-20, e, depois, com a apresentação do Gre-Nal 433. Confira a programação, que pode ser acompanhada via Site e APP do Inter!

As redes sociais do Inter (@scinternacional no TwitterInstagram Facebook) acompanharão a partida com completo minuto a minuto, enriquecido pelas imagens dos principais lances do confronto. Na TV, o SporTV, com abrangência nacional, à exceção do território gaúcho, o Premiere, para todo o país, e a RBS anunciam transmissão.


Vamo, Colorado! 💪

Aguirre comandou atividades nesta sexta/Foto: Ricardo Duarte

Realizada em apenas dois dias, a preparação do Inter para o Gre-Nal 433 foi encerrada na tarde desta sexta-feira (09/07). Diego Aguirre e comissão técnica comandaram, no gramado do CT Parque Gigante, atividades técnicas e táticas com foco na movimentação e no posicionamento dos atletas que irão a campo diante do maior rival colorado.

Na Arena, Aguirre contará com os retornos de Victor Cuesta e Edenilson, dupla que esteve suspensa na rodada passada. O meio-campista, vale lembrar, é o artilheiro do Inter na atual edição do Brasileiro, com cinco gols marcados. Pendurados com dois cartões amarelos estão Moisés, Thiago Galhardo, Yuri Alberto e Leo Borges.

SuperEd está de volta!/Foto: Ricardo Duarte

O Inter abre a rodada de número 11 do Brasileirão em 14º lugar. Dono de 10 pontos até aqui, o Clube do Povo soma 10 gols marcados e 16 sofridos. Em caso de vitória sobre o Grêmio, o Colorado pode subir três posições, ultrapassando Corinthians, Juventude e Flamengo.

Grupo buscará vitória importante na Arena/Foto: Ricardo Duarte

A véspera de Gre-Nal contou com entrevista coletiva de Renzo Saravia no lado do Inter. Perguntado sobre o clássico, o lateral argentino, que recentemente retornou aos trabalhos após período afastado por Covid-19, revelou toda a motivação do grupo para a partida deste sábado.

“Me sinto em forma para jogar. O Gre-Nal é um jogo muito importante, todos querem atuar. Ter a ilusão, vontade e a motivação de vestir esta camiseta é o mais importante. Vamos todos preparados e, quem jogar, tem a confiança de todos nós. É um clássico, e vamos tratar de buscar uma vitória”

Renzo Saravia

Saravia também comentou como o Clube do Povo espera se portar diante do rival. De acordo com o argentino, a postura colorada será condizente ao peso da camisa vermelha, ainda mais em um momento no qual os três pontos assumem contornos tão importantes para as pretensões do Inter no Brasileirão.

“Amanhã buscaremos, desde o primeiro minuto, a vitória. Trataremos de ser intensos, de jogar no campo adversário e ser protagonistas. Esta camiseta pede isso. Somos uma equipe grande, e temos que trazer os três pontos para o Beira-Rio. Vamos com muita confiança e entusiasmados.”

Renzo Saravia

Arbitragem 👨‍⚖️

Flávio Rodrigues de Souza apita, auxiliado por Daniel Paulo Ziolli e Daniel Luis Marques, trio de São Paulo. Quarto árbitro: Anderson da Silva Farias, do Rio Grande do Sul. VAR: Márcio Henrique Gois, também paulista.


Rival 🆚

Felipão e Aguirre voltarão a se enfrentar/Foto: Alexandre Lops

Lanterna do Brasileirão, o Grêmio conquistou apenas dois pontos nas oito rodadas que já disputou. O mal desempenho motivou troca na casamata tricolor, que será comandada, a partir deste sábado, por Felipão. Na visão de Gabriel Corrêa, a escolha por Scolari encontra no aspecto anímico sua principal justificativa.

“Existem coisas que, às vezes, nem são do campo. Não são técnicas, táticas, físicas. Simplesmente, a gente vê que tem algo acontecendo. Então, o contexto não poderia ser outro, de um cara que chegou para ser bombeiro, para a questão do vestiário. Talvez, só ele consiga recuperar esse anímico.

Gabriel Corrêa
Brenno (24) desfalca o Grêmio no clássico 433/Foto: Ricardo Duarte

Diante do Inter, Felipão, que teve apenas um dia de trabalho junto a seus atletas, precisará superar baixas de peso. Além de Thiago Santos e Maicon, lesionados, o Grêmio também não poderá contar com Brenno, goleiro, e Matheus Henrique, volante, desfalques geram dúvidas para o meio de campo do rival colorado.

“Perder o Matheus e o Thiago Santos, os principais jogadores, é um grande problema. Não sei se vai o Darlan, porque o foco está em não perder, e o Lucas Silva te dá uma sustentação e a bola aérea. Se for Darlan com Bobsin, vai me causar uma surpresa. Todos os times do Felipão têm um primeiro volante.”

Gabriel Corrêa
Darlan (15) corre por fora na luta por vaga entre os titulares/Foto: Ricardo Duarte

Outra grande interrogação do lado gremista para o clássico reside nas laterais. Contratado no início da temporada, Rafinha tem atuado como titular pela direita, enquanto Diogo Barbosa é a peça mais recorrente na esquerda. Suas presenças, porém, são incertas, como indica Gabriel.

“A informação é que o Guilherme Guedes vai ganhar a vaga do Cortez, e o Diogo Barbosa não vai ser o lateral-esquerdo. E o Vanderson não ser titular do Grêmio, pra mim, é um absurdo. O Tiago nem tinha pedido o Rafinha. Acho que essas são as primeiras respostas que o Felipão vai dar à torcida.”

Gabriel Corrêa
Vanderson (35) pode assumir a titularidade contra o Inter/Foto: Ricardo Duarte

A brevidade do trabalho de Felipão multiplica as incertezas acerca da escalão gremista para o clássico. O time mais provável, armado com três zagueiros, conta com Guilherme Chapecó no gol; Ruan, Geromel e Kannemann na zaga; Vanderson (Rafinha), Bobsin, Darlan (Lucas Silva) e Guilherme Guedes na primeira linha de meias; Ferreira e Douglas Costa mais à frente, e Diego Souza no comando do ataque.


Palco 🏟️

Arena recebe o jogo deste sábado/Foto: Ricardo Duarte

Inaugurada em dezembro de 2012, a Arena conta com capacidade para 55.662 pessoas. Localizado na Zona Norte de Porto Alegre, o palco do clássico deste sábado fica às margens da Free-Way (BR-290), entre a BR-116 e a Rodovia do Parque (BR-448).


Em outro 10 de julho… ❤️

Fernandão comemora o Gol Mil/Foto: Mauro Vieira, Agência RBS

Há exatos 17 anos, Fernandão marcava o Gol Mil dos Gre-Nais. Partida que serviu de estreia para o Eterno Capitão com a camisa colorada, o clássico 360 foi disputado no dia 10 de julho de 2004, no Beira-Rio, e teve seu placar inaugurado apenas na etapa final.

Aos oito minutos, Vinícius marcou o 999º gol da história do clássico. Melhor em campo após o intervalo, o Inter retornara dos vestiários com a entrada de Fernando, recém-contratado, no lugar de Wilson, lesionado. Com a troca, Joel Santana desfazia o esquema de três zagueiros. Ao mesmo tempo, e disso ele não sabia, o comandante acenava para o destino.

História das mais belas já registrada no futebol, o amor entre Inter e Fernandão começou a ser escrito no minuto 34 da etapa final. Pela direita, Granja levantou bola açucarada. Na segunda trave, nosso futuro capitão subiu como apenas ele conseguia. Soberano, testou para baixo. Testou para as redes. Às 17h41 daquele gélido sábado de 2004, o Gol Mil dos Gre-Nais era marcado.

O Gol Mil/Imagem: RBS TV

Retrospecto 📊

À frente no histórico dos Gre-Nais desde 1945, o Inter já venceu 157 clássicos, 19 a mais do que o rival. Ao todo, o Clube do Povo, vazado em 562 ocasiões, já marcou 590 gols na equipe da Zona Norte de Porto Alegre. São, ainda, 137 as igualdades já registradas até hoje.

D’Alessandro comemora vitória em 2015/Foto: Alexandre Lops

Aguirre x Felipão 🔙

O último encontro de Diego Aguirre e Felipão em um Gre-Nal contou com final feliz para o povo colorado. Válido pela finalíssima do Gauchão de 2015, o clássico 406 foi disputado, no dia 3 de maio, diante de mais de 41 mil pessoas, público que lotou o Beira-Rio.

Beira-Rio jogou junto na luta pelo Penta/Foto: Alexandre Lops

Após empate sem gols na ida, o Clube do Povo precisava da vitória para conquistar o Penta do Rio Grande no tempo normal. Conscientes de sua responsabilidade, os comandados de Diego Aguirre encurralaram o rival desde o primeiro apito, e precisaram de apenas seis minutos para abrir o placar com Nilmar.

Nilmar (7) e Aránguiz (20) comemoram o primeiro gol do Inter/Foto: Alexandre Lops

O Inter cobrou mais 12 minutos para ampliar. Após grande jogada pelo corredor direito, Nilmar, que até meia-lua aplicara em Fellipe Bastos, deixou Valdívia com o gol aberto para marcar. Nos acréscimos do primeiro tempo, o Grêmio até descontou, mas foi incapaz de buscar o empate na etapa final. Inter, pela 44ª vez na história, campeão gaúcho!

Nilmar brilhou no último Gre-Nal disputado pelos atuais técnicos da dupla/Foto: Alexandre Lops