“É uma sensação única”, define David sobre gol no primeiro Gre-Nal de sua carreira

O Inter atropelou seu maior rival na noite da última quarta-feira (09/03). Válido pela nona rodada do Gauchão, o duelo de número 435 diante do Grêmio testemunhou a melhor exibição do Clube do Povo em 2022, e, embora magro diante do volume ofensivo colorado, o placar de 1 a 0 foi muito festejado por time e torcida, que jogaram juntos ao longo dos 90 minutos de confronto no Beira-Rio. Entrevistado pelo Canal do Inter no dia seguinte ao clássico, o atacante David, autor do gol da vitória vermelha, destacou a emoção por balançar as redes logo no primeiro Gre-Nal de sua carreira.

Foto: Ricardo Duarte

É uma sensação única. A emoção do jogo, a torcida apoiando, gritando, nos incentivando. Acho que ficou bem claro isso, até no nosso ritmo, na nossa concentração. O gol foi fruto do coletivo, fruto da força da nossa equipe. Estou muito feliz, e espero que possamos dar sequência nesse ritmo de jogo, nessa forma de jogar, para estar sempre dando alegrias ao torcedor.”

David

A forma intensa de jogar comentada por David foi apresentada à perfeição no primeiro tempo do clássico, encerrado com 65% de posse de bola para o Inter. O controle das ações teve como reflexo incríveis 13 chutes a dois, sete desses no alvo. Empolgante, a exibição renovou a confiança e a tranquilidade do elenco para os jogos que estão por vir, além de servir como exemplo para a sequência do calendário. Qualidade para seguir em alto nível, na visão do atacante, o grupo tem de sobra.

“É uma forma que temos que manter. Nessa intensidade, pressionando o adversário. Temos um time muito capaz de fazer isso, explorando a velocidade, pois temos jogadores de qualidade e rápidos na frente, para buscar o gol e sair com a vitória. O trabalho está sendo bem feito pelo treinador, e ontem pudemos botar em prática. Como falei, torço que possamos dar sequência nesse estilo de jogo que favorece todos nós. Nos dá tranquilidade, não só para mim, mas para todos.”

David
DVD marcou o gol da vitória colorada no clássico 435/Foto: Ricardo Duarte

Embalado por duas vitórias consecutivas, o Inter tem a chance de construir sua melhor sequência da temporada no próximo sábado (12/03), quando visitará o Guarany. Em Bagé, o Clube do Povo disputará a 11ª e última rodada da primeira fase do Gauchão, e pode, em caso de vitória, avançar para as semifinais até mesmo como líder do turno de pontos corridos. As dificuldades do jogo no Estádio Estrela D’Alva, bem como a importância de chegar ao terceiro triunfo seguido, também foram dissecadas pelo DVD.

“Será um jogo muito difícil, como todos vêm sendo. Lógico que a gente precisa botar a intensidade de ontem e ter bastante cuidado, bastante humildade e dedicação. Temos que jogar da mesma forma, e vamos para ganhar o jogo. Com muita responsabilidade, pois sabemos que temos que vencer para poder dar sequência e estar melhorando a cada dia.”

David

David não foi o único representante colorado a falar com a imprensa depois da vitória no clássico. Logo após confronto, o técnico Alexander Medina concedeu extensa entrevista coletiva na Sala de Imprensa do Beira-Rio, ao longo da qual elogiou a atuação de seus comandados, celebrou o amplo domínio do Clube do Povo frente ao rival, explicou os motivos que o levaram a escalar David no comando do ataque e compartilhou os méritos da vitória com grupo e diretoria. Confira os principais trechos abaixo.

Foto: Ricardo Duarte

Hoje, fomos uma equipe totalmente agressiva, que jogou no campo rival, amarrou o adversário, chegou por vários lados e setores, e não faltou a finalização. Não faltou criatividade, não faltou o último passe. Chegamos em zonas do campo muito próximas do gol. No primeiro tempo, sobretudo, me identifiquei muito com a equipe. Foi o time que queremos. Ambicioso, com muitas variáveis, com muita posse de bola.

Alexander Medina
Foto: Ricardo Duarte

“Estivemos em grande nível. Justamente em uma partida decisiva, como um Gre-Nal. Tivemos muita personalidade para jogar, e jogar assim, em um clássico, é muito importante para nós. Em muitas partidas, tudo que havíamos trabalhado não se refletia no jogo. Hoje, creio que o resultado ficou curto diante do que fizeram as equipes. O desenrolar da partida sempre nos pertenceu. Me vou muito satisfeito com o que mostrou a equipe e pelo primeiro tempo de alto nível.”

Alexander Medina
Foto: Ricardo Duarte

“Depois de um golpe duro, os jogadores tinham a grande possibilidade de reverter a imagem. Quero felicitá-los. Demonstraram compromisso com o Clube, com o Inter. Honraram a camiseta, o que estamos trabalhando juntos. Quero agradecer pela atuação, que foi muito boa. Sempre tentaram. Tiveram futebol, personalidade, atitude. Gana!”

Alexander Medina
Foto: Ricardo Duarte

“Dentro de um plantel, temos que ter alternativas. Precisamos de centroavante de pivô, como podem ser Wesley e Cadorini, e também atacantes móveis. Que buscam os espaços, se associam. Neste caso, tratamos de escalar David, porque tem uma característica que gostamos muito. Vai aos espaços, tem a possibilidade de, através da velocidade e da potência, furar a linha defensiva rival. Ele jogou, no Fortaleza, por dentro. Não é uma posição diferente.”

Alexander Medina

“Fui respaldado pela diretoria. Os jogadores estavam comprometidos, o trabalho diário estava sendo bom. Agradeço pela confiança. A diretoria vê o nosso dia a dia. Como trabalhamos, como transmitimos. Acredito que há um convencimento, porque, se os jogadores não estão convencidos, sou o primeiro a ir. Mas eles estão. Vejo que aqui há um projeto, que me foram buscar sabendo o que poderia oferecer ao Clube. Tudo é um processo, e temos que seguir evoluindo, tendo maior regularidade. Acredito que vamos ter um Inter forte para esse ano.”

Alexander Medina

Quem também concedeu entrevista coletiva após o jogo foi Emílio Papaléo Zin, vice-presidente de Futebol do Internacional. Diante dos lamentáveis episódios de violência que resultaram no adiamento do Gre-Nal 435, inicialmente previsto para o dia 26 de fevereiro, para a última quarta-feira, o dirigente fez questão de cumprimentar a postura exemplar apresentada pela Maior e Melhor Torcida do Rio Grande nas arquibancadas do Beira-Rio. Além de atender aos chamados do Clube por paz, as mais de 28 mil pessoas que vieram ao Gigante também deram um exemplo de sinergia com o time.

Foto: Ricardo Duarte

“Quero, em primeiro lugar, fazer uma referência que acho importante, em nome do Sport Club Internacional, ao comportamento da nossa torcida no Estádio. Fizemos um apelo para que esse clássico seguisse um rito de paz, um exemplo de cordialidade e congregação, entendendo que o Gre-Nal, embora tenha a rivalidade que tem, não pode servir de palco para uma minoria que nos atrapalha. Hoje, a torcida deu uma lição e um exemplo. Toda vez que o Internacional esteve unido, torcida, comissão técnica, jogadores e direção, historicamente tivemos resultados excelentes.”

Emílio Papaléo Zin

Papaléo também discorreu sobre a evolução apresentada pelo Inter nos últimos jogos. Após uma dolorida e precoce eliminação na Copa do Brasil, o Colorado conquistou vitórias importantes contra Aimoré, quando deu fim a jejum de três partidas sem triunfos, e Grêmio. Na visão do vice de Futebol, os resultados, cada um construído a sua maneira, comprovam o potencial do trabalho da comissão técnica de Medina na mesma medida em que referendam a confiança nele depositada pelo Clube.

Foto: Ricardo Duarte

“A virada de chave, na minha avaliação, não ocorreu hoje, mas já no domingo passado. Ganhamos de uma forma no domingo. Hoje, de outra maneira. Há, na nossa avaliação, uma evolução em todos os aspectos, e estamos, na minha avaliação, no caminho certo. Há uma convicção, da direção, de que a comissão técnica pode tirar mais desse time que está aí. E isso vem se confirmando. A comemoração dos gols é um exemplo vivo dessa união.”

Emílio Papaléo Zin

O dirigente colorado ainda sublinhou que, embora importante, a vitória no Gre-Nal precisa ser rapidamente superada pelo grupo de jogadores. Afinal, o calendário do Inter segue com importante partida em Bagé, e também reserva, para a próxima semana, o começo dos duelos eliminatórios do Gauchão. Assim, sempre respeitando os rivais, o Clube do Povo sabe que novas exibições de alto nível são necessárias para quem sonha com a 46ª taça do Rio Grande do Sul.

“Temos que entender que o Gre-Nal terminou. É muito bom ganhar Gre-Nal, e essa assistência que está aqui, numerosa, com vice-presidentes, diretores e conselheiros, demonstra que valorizamos muito, mas o Gre-Nal terminou. Vamos para Bagé em busca de uma melhor classificação para fazer com que o fator local nos favoreça. Essa tem que ser a postura. Vamos com esse espírito, respeitando muito o Guarany, mas nem por isso diminuindo o ímpeto e a disposição.”

Emílio Papaléo Zin
Calendário reserva partidas decisivas para o grupo colorado/Foto: Ricardo Duarte

Ainda no gramado do Beira-Rio, a dupla de volantes titular do Inter no clássico conversou com as redes sociais do Clube do Povo. Protagonistas na vitória, Liziero e Gabriel não esconderam a euforia pela grande estreia que tiveram na maior rivalidade do país. Tanto o camisa cinco quanto o dono da 23 exaltaram o papel da torcida na vitória, e reforçaram a força do grupo como grande trunfo colorado no clássico 435.

“Gre-Nal é Gre-Nal!

Falam que é o maior clássico do Brasil,

até do mundo,

pela atmosfera que tem!”

Liziero

Muito gratificante fazer parte da história linda

que é esse clássico.

A torcida faz a diferença,

isso daqui é bonito demais!”

Gabriel

“A raça é da minha essência”, reitera Gabriel em apresentação oficial

Volante multicampeão reforça o Inter (Fotos: Ricardo Duarte)

Novo reforço para o meio de campo colorado, Gabriel foi oficialmente apresentado nesta sexta-feira (11/02) com a camisa do Clube do Povo. Dono de um currículo vencedor, no qual ostenta dois títulos do Campeonato Brasileiro, um da Copa do Brasil, além do tricampeonato paulista e um carioca, ele também agrega experiência e personalidade no elenco que está sendo formado nesta temporada.

O volante de 29 anos recebeu do vice-presidente de futebol Emílio Papaléo Zin e do diretor-executivo Paulo Bracks, além das palavras de apoio e confiança em seu futebol, a camisa de número 23 do Inter. O jogador assinou contrato, de maneira definitiva, até dezembro de 2023.

Gabriel concedeu entrevista coletiva na sala de imprensa do Beira-Rio e falou com a imprensa pela primeira vez como jogador colorado. Confira abaixo os principais trechos da conferência.

Diretoria

Meio-campista usará a camisa 23

Emílio Papaléo Zin
“É um jogador de 29 anos, experiente, com passagem em grandes clubes. Tem uma regularidade importante por onde passou, e também foi vitorioso na trajetória que percorreu. Temos a certeza e satisfação em te receber, te desejando boa sorte, que tu vais nos ajudar muito nessa temporada.”

Paulo Bracks
“O Gabriel é o nosso quinto reforço no ano. Quinto reforço em um processo de reformulação que a gente está fazendo em 2022. Hoje, completamos 30 dias de trabalho da nova comissão técnica e, com muita satisfação, a gente apresenta mais um jogador que vai nos ajudar bastante. Dois anos de contrato, de maneira definitiva. Essa é a sua nova casa. Sei que é uma mudança para você, de cidade, uma mudança importante, e nós vamos te dar todas a a estrutura e todas as condições para você continuar com a sua performance alta e nos ajudar bastante.”

Gabriel

Volante concedeu entrevista coletiva

Características
“Acredito que sou um jogador versátil, posso atuar em várias posições do meio de campo. Lógico que com uma característica agressiva na marcação, aguerrida, mas vou procurar ajudar meus companheiros oferecendo linhas de passe. É o futebol de hoje. Estou bem tranquilo, preparado, ainda me adaptando um pouco ao sistema, ao grupo e à cidade, mas isso é normal. Já passei por muitas coisas na carreira, e é mais um novo desafio. Estou preparado e bem motivado para que comece logo.”

Sai de um gigante, vem para outro
“A negociação foi bem tranquila, de ambas as partes. Tive uma carreira, acredito, bem vitoriosa no Corinthians, onde passei anteriormente. Agora é um novo ciclo, uma nova oportunidade. Estou muito feliz que o Inter me abriu as portas para poder seguir minha carreira. Tive algumas conversas com o professor, ele passou algumas coisas, mas ainda não profundo. É início de trabalho, com muitos treinos e ideias novas para passar não só pra mim, mas para o resto do lado. Agora, chegando, vamos aprofundar mais essa conversa, e também a prática, nos treinamentos, para encaixar o mais rápido possível e levar o Inter a lugares maiores.”

Primeiras impressões do grupo
“O D’Ale eu já encarei muitas vezes, quando atuávamos contra. A gente sabe da importância que ele tem pro Inter, a qualidade que tem, não só dentro de campo, mas também fora, pela importância que tem para o Clube. Me deu as boas-vindas. Em relação a grupo, a comissão é bem franca e direta. As conversas estão boas, treinos bons, com uma intensidade muito alta, o que é bom nesse período de pré-temporada, já que o ano, por conta da Copa do Mundo, será mais curto. O grupo vai ter que estar preparado fisicamente para aguentar e suportar essa temporada, e a relação entre grupo e comissão está bem boa. Estou muito motivado, e não vejo a hora que comece tudo isso.”


Expectativa do Inter
“Jogar bola, jogar futebol. Fazer o que mais sei e o que mais amo. Na minha carreira, já passei por muitas coisas. É um grande desafio vestir a camisa do Inter, me sinto honrado, e vou jogar bola. Mostrar, não só com palavras, mas com atitude e ações em campo, buscando as vitórias sempre. Essa confiança vai se criar com jogos, resultados. Tenho total confiança que isso vai acontecer.”

Objetivo de ser campeão
“Independente de jogadores que têm no grupo ou não, se venceram ou não, eu acredito no grupo e no projeto. Realmente, a gente vem aqui para ganhar. Ninguém vem para passear, para passar férias. Venho com esse foco de jogar, de ganhar e de conquistar. Vou procurar fazer de tudo pra que isso aconteça, e ajudar meus companheiros no que precisar. Já passei por muitas coisas na minha carreira, muitas experiências, e vou poder agregar algo de vestiário ou mesmo campo, que é o principal. Existem jogadores de uma parte experiente e outra jovem no grupo, o que é normal em todos os lugares, e acredito que esse entrosamento, quando encaixar, as coisas vão acontecer mais naturais, e os resultados e títulos vão acontecer.”

Concorrência na volância
A concorrência é sempre boa, e a competição é saudável. É bom para mim e para os outros. Um vai motivar o outro a ser melhor. Só um tem a ganhar, o Inter. Estamos bem tranquilos e, como eu disse, o ano é bem cheio. Apesar de tantos jogos que temos no Brasil, tem a parada antes da Copa do Mundo. Então, vai ser preciso um grupo grande e qualificado para conquistarmos nossos objetivos.”

Visão que tem do grupo
“Todos que vestem essa camisa têm qualidade para estar aqui. Ninguém chega no Inter de paraquedas, todos têm competência para estar aqui, e vou passar confiança, ajudar. Estamos aqui, vamos correr juntos e vencer juntos. Confiança, olho no olho, transparência… são fatores que, lá no final, vão trazer coisas boas para nós. Na quarta, não conseguimos ganhar, mas é início de trabalho. Queremos vencer todos, e jogamos para isso, mas acredito que, passando confiança para todos, isso fica ainda melhor.”

Atleta já conheceu a estrutura do Gigante

A raça como sinônimo
“Isso é meu, de onde eu vim e da onde eu cresci. Não é nada forçado, que busquei durante minha trajetória. Faz parte da minha essência, a motivação e o sangue no olho. Aqui não vai ser diferente. Estou aqui com isso, com essa vontade de entrar no Estádio, jogar e ver a torcida nos apoiando, ganhando títulos e fazendo história. Acredito que isso é que vai marcar. Depois, vamos olhar para trás e falar que o cara fez isso e aquilo. Acredito que essa minha vontade vai transparecer para todos, e vou procurar ajudar meus companheiros, que é o principal.”

Competição sadia
“Vou chegar para trabalhar e ajudar o Inter, o Dourado e a todos no meio de campo. No final de tudo, quem vence somos nós. Quando ganha o título, todos são valorizados e estão felizes, com a torcida de bem. O resultado é o mais importante. O próprio Medina vem mesclando e mexendo na equipe, todos vão poder jogar, e eu venho com a intenção de jogar, mostrar minha qualidade e o que tenho para favorecer o Inter, mas todos com o mesmo objetivo de união e de uma família, para conquistar juntos e, depois, comemorar juntos também.”

Importância do currículo que construiu
“Acredito que experiência e tudo que passei. Lógico que se você jogar 10, 15 finais, você está mais preparado para ganhar do que se jogar uma ou duas. Quanto mais você chega em decisões, você fica mais preparado para ganhar. Nesse momento, isso pode ser um fator positivo, mas o grupo tem jogadores vitoriosos, que conquistaram coisas grandes na carreira. Isso há de se respeitar. Existem momentos, fases, estamos em uma transição para uma comissão nova, que estamos entendendo o mais rápido possível para poder encaixar e as coisas fluírem naturalmente. Criar uma casca, um time, para chegar nas decisões e ganhar.”

Gabriel reforça o meio de campo colorado

Ficha técnica:
Nome: Gabriel Girotto Franco
Data Nascimento: 10/07/1992
Local Nascimento: Campinas-SP
Altura: 1,70m

Carreira:
2012 | Botafogo
2015 | Palmeiras
2017 | Corinthians
2021 | Internacional

Conquistas:
2013 | Campeonato Carioca
2015 | Copa do Brasil
2016 | Campeonato Brasileiro
2017 | Campeonato Paulista
2017 | Campeonato Brasileiro
2018 | Campeonato Paulista
2019 | Campeonato Paulista

Inter contrata meio-campista Gabriel

O Sport Club Internacional comunica que chegou a um acordo para anunciar a contratação do meio-campista Gabriel. Ele assina contrato até dezembro de 2023.

O atleta tem na carreira grandes clubes do futebol brasileiro, mais de 400 jogos disputados, e conquistou títulos por onde passou. Oriundo da base do Botafogo, foi campeão carioca de 2013. No Palmeiras, foram duas temporadas e os títulos do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil. Vestindo a camisa do Corinthians desde 2017, foi tricampeão paulista e campeão do Brasileirão.

Volante assinou contrato até dezembro de 2023 (Foto: Ricardo Duarte)

Ficha técnica:
Nome: Gabriel Girotto Franco
Data Nascimento: 10/07/1992
Local Nascimento: Campinas-SP
Altura: 1,70m

Carreira:
2012 | Botafogo
2015 | Palmeiras
2017 | Corinthians
2021 | Internacional

Conquistas:
2013 | Campeonato Carioca
2015 | Copa do Brasil
2016 | Campeonato Brasileiro
2017 | Campeonato Paulista
2017 | Campeonato Brasileiro
2018 | Campeonato Paulista
2019 | Campeonato Paulista

Gabriel reforça o meio de campo do Inter (Foto: Ricardo Duarte)

A história de Gabriel, um valente coração colorado

Gabriel nasceu há poucas semanas com um grave problema no coração. A primeira etapa, uma delicada cirurgia, já foi superada! Ao lado dos dedicados pais, o bebê segue sua luta pela vida, que já está intimamente ligada ao Inter e a um jogador em especial do grupo. Assista esta emocionante história!