Time Master do Inter estreia na Copa Brasil WLegends

Ídolos que fizeram história vestindo o manto alvirrubro voltarão a entrar em campo para defender o Sport Club Internacional na disputa da Copa Brasil WLegends, junto a outros 15 clubes brasileiros. Com transmissão do Sportv, o primeiro compromisso do time de masters do Inter será contra o Goiás no próximo sábado (25), às 11h, no campo do Sesc Campestre. 


Para vencer a competição, o time colorado escalou jogadores campeões em diversos campeonatos, entre eles o zagueiro Índio, o volante Wellington Monteiro e o meia-atacante Jorge Wagner. “O Departamento de Ex-Atletas do Inter vem intensificando a preparação de seu elenco para proporcionar um grande encontro de gerações de jogadores que honraram a camisa do Sport Club Internacional. Será a oportunidade de rever ídolos que marcaram época voltarem aos gramados”, salienta o vice-presidente de Relacionamento Social do Inter, Cauê Vieira.

Ao todo, serão 23 partidas sendo a competição dividida em oito grupos. O próximo compromisso Colorado será contra o Grêmio, no dia 23 de outubro. A Copa Brasil WLegends 2021 é organizada pela World Legends, empresa que promove eventos de futebol master ao redor do mundo.

Pós-jogo | “A vitória vale muito”, comemora Aguirre em entrevista coletiva

O início da tarde deste domingo (19/09) foi movimentado no Beira-Rio. Após contar com gol de Edenilson, marcado nos acréscimos da etapa final, para superar o Fortaleza por 1 a 0, o Clube do Povo chegou a sete jogos de invencibilidade e duas vitórias consecutivas no Brasileirão. Os feitos atingidos com o triunfo, bem como a maior proximidade da ponta de cima da tabela, foram repercutidos por Diego Aguirre em coletiva concedida depois do jogo. Confira as principais aspas:

“O resultado é o mais importante. Quem fala outra coisa, no futebol, para mim não é verdade. Mas, obviamente, temos que encontrar os caminhos para conseguir a vitória. Acho que hoje temos que valorizar muito os três pontos. Enfrentamos, na realidade, um dos melhores times do Campeonato Brasileiro, que está no G4, nas semifinais da Copa do Brasil. Então, a vitória vale muito. Tem muito valor.”

Diego Aguirre

“Mais um jogo em que não sofremos gols. Fomos competitivos, lutamos, brigamos e acreditamos. No final, procuramos a vitória e conseguimos. Estou feliz. Obviamente, sempre tem que trabalhar, sempre há coisas para melhorar, mas, quando você enfrenta um time que está em um bom momento, é normal que sofra, que tenha momentos de dificuldades. Nós superamos isso, e estou muito feliz. Essa é a verdade. Com certeza, vou comemorar muito. Nós sofremos muito quando estamos no futebol, porque dependemos do resultado e de momentos. Então, este é um momento de felicidade que sinto. Comemorei o gol, porque fazer nos acréscimos é sempre muito emocionante. De verdade, me sinto feliz, e temos que continuar com humildade, com trabalho, pois, pouco a pouco, vamos melhorar coisas. Continuar evoluindo.”

Diego Aguirre

Somos um time. Não há a parte esquerda, a parte direita, a parte do meio ou da frente. Não. Somos um time. Lembro que antes falavam dos problemas defensivos, e, hoje, acho que o Inter está defendendo muito. Quantos gols sofremos nos últimos jogos? Poucos. Isso precisa ser valorizado. A organização defensiva, a atuação do time todo. Estamos trabalhando muito para evoluir e, a cada jogo, tentar entregar mais.

Diego Aguirre

Herói do jogo, Edenilson conversou de maneira exclusiva com as redes sociais do Inter ainda no gramado do Beira-Rio. Artilheiro isolado do Campeonato Brasileiro com nove gols marcados, o camisa oito do Clube do Povo destacou a boa fase do Inter, comemorou os três pontos conquistados e reforçou a importância do foco no jogo a jogo, encarando cada jogo com uma final no calendário alvirrubro. Veja:

Quem também concedeu entrevista exclusiva para a Mídia do Inter foi o zagueiro Bruno Méndez. Dono de mais uma atuação extremamente segura na zaga colorada, o uruguaio festejou a alegria oferecida pelo elenco à Maior e Melhor Torcida do Rio Grande, valorizou o alto nível do adversário deste domingo e compartilhou a boa fase defensiva com todos os companheiros de time. Assista.

Gurias goleiam Juventude por 8 a 0 na abertura do Gauchão Feminino

Mariana Pires teve atuação destacada em Flores da Cunha/Foto: Gabriel Tadiotto/Juventude

As Gurias Coloradas enfrentaram o Juventude, na tarde deste domingo (19/09), em Flores da Cunha. Válida pela primeira rodada do grupo B do Gauchão, a partida, disputada no Estádio Homero Soldatelli, foi encerrada com goleada de 8 a 0 do Clube do Povo, gols Rafa Travalão, Djeni e Wendy, todas essas com dois tentos cada, e Maranhão e Kamile.

Líderes da chave B e donas do melhor resultado desta primeira rodada estadual, as Gurias voltam a campo daqui a dois domingos. No dia três de outubro, o time de Maurício Salgado recebe o Elite, no Sesc Protásio Alves, para a disputa da segunda rodada do Gauchão. Vale lembrar que as chaves do Rio Grande do Sul serão realizadas em turno e returno, para só então serem conhecidas as equipes classificadas às semifinais.

Duda Flores foi uma das jovens atletas que ganhou minutos neste domingo/Foto: Gabriel Tadiotto/Juventude


Rafa brilha no primeiro tempo

As Gurias Coloradas foram a campo com novidade. Pela primeira vez em sua carreira profissional, Maranhão iniciou partida como titular, escalada na ponta-direita do ataque do Internacional. Além dela, Wendy e Rafa Travalão formaram a linha de frente do Clube do Povo, municiada por Djeni Becker e Mariana Pires. Com estes nomes, e envolvente desde o primeiro minuto, o time de Maurício Salgado abriu o placar aos 18, quando a camisa nove uruguaia serviu a 11, que apenas teve o trabalho de cutucar para as redes abertas e inaugurar o marcador.

Bruna Benites voltou a empunhar a braçadeira colorada/Foto: Gabriel Tadiotto/Juventude

Rafa voltou a balançar a rede aos 44. Diante da audaciosa postura do Juventude, que adiantava suas linhas para diminuir o campo disponível às avantes coloradas, a camisa 11 se posicionou no limite da linha de impedimento adversária, e foi percebida por Djeni Becker. Com açúcar, a meio-campista serviu Travalão, que invadiu a área pela esquerda e, cara a cara com Mari, finalizou no canto oposto ao escolhido pela goleira. A vitória parcial de 2 a 0 abria o intervalo em Flores da Cunha.


Gurias dão show na etapa final

Diferente do gol ou da assistência, o penúltimo passe não entra para as estatísticas. Ou melhor, não entrava. Afinal, Mariana Pires certamente convenceu os estudiosos a respeito da importância de um lance que ofereça às companheiras condições de finalizar uma trama ofensiva. Aos sete minutos, a camisa 10 deixou Rafa livre, leve e solta para invadir a área pela direita. Solidária, a atacante devolveu o favor que recebera de Djeni, ainda na etapa inicial, para servir a camisa oito, que marcou o terceiro.

Mari Pires joga 10!/Foto: Gabriel Taditto/Juventude

A vantagem de três gols deu segurança para Maurício Salgado promover mudanças no time. Anunciada pelo Inter na última quinta-feira (16/09), a lateral Ariely substituiu a quase xará Ariane para fazer sua estreia pelas Gurias. Quem também disputou sua primeira partida como profissional colorada foi Kamile, substituta de Travalão. Junto das debutantes, ainda entraram Duda Flores e Vick, crias da base, e a guerreira Thessa. Com fôlego renovado, o Clube do Povo não teve problemas para seguir na pressão.

Aos 13, Maranhão recebeu lindo lançamento de Vivi e, dentro da área, assistiu Kamile, que completou para as redes. Anulado por impedimento, o quarto gol saiu no minuto seguinte, quando as peças se inverteram e, após cobrança rápida de lateral feita por Vick, a jovem centrovante deixou a companheira com o gol aberto para transformar a vitória em goleada. O tento da camisa 29 ainda era comemorado quando Wendy progrediu pela direita, trombou com a zagueira, escorregou, se levantou, girou e, mesmo cercada por três, finalizou de canhota. Inter 5 a 0.

Polivalência de Isa Haas foi posta à prova mais uma vez/Foto: Gabriel Tadiotto/Juventude

Entre os gols quinto e sexto, o intervalo de tempo foi maior, suficiente para Mayara substituir Vivi, e também para a realização de parada técnica. Retomado o confronto, Ariely, na casa dos 27 minutos, lançou Wendy com bonito passe rasteiro. Inteligente, a camisa nove fintou a zaga com o corpo, mas não pôde finalizar por conta de falta da zagueira. Dentro da área, a irregularidade foi assinalada como pênalti, que Djeni converteu com perfeição para marcar mais um.

O placar voltou a ser movimentado aos 41, quando Wendy marcou aquele que pode ser definido como o gol mais bonito da tarde. Acionada por Thessa, Mariana Pires aplicou até janelinha na adversária antes de abrir jogo para Maranhão. Inteligente, o passe foi interceptado pela zagueira Hellen, que não conseguiu afastar o perigo em defintivo. Antes dela, Kamile recuperou a posse, invadiu a área e mandou chute forte, que a goleira Mari, de grande atuação, espalmou. Para azar da arqueira, o rebote foi da uruguaia colorada, que dominou levantando a bola e, sem titubear, emendou lindo voleio. Sim, suas contas estão certas: o gol foi o sétimo das Gurias.

Bruna jamais perdeu uma partida de Gauchão/Foto: Gabriel Tadiotto/Juventude

Simpático às estreantes, o domingo não seria encerrado sem o justo gol de Kamile. Em jogada mais uma vez tramada por Mariana Pires, Wendy entrou na área rival pela esquerda e, diante da saída de Mari, apenas rolou para o retângulo menor. Por ali, comprovando o faro de gol de quem encerrou o Brasileiro Sub-18 na artilharia das Gurias, a camisa 18 chegou batendo de canhota, sem caprichos, para encerrar o placar. Na primeira prova da luta pelo Tri consecutivo, o Inter era aprovado com láureas. Sigam as líderes!

Sport Club Internacional · Rádio Colorada | Gols: Juventude 0 x 8 Gurias Coloradas | 19/09/2021

Ficha técnica:

Internacional (8): Vivi (Mayara); Leidi (Vick), Bruna Benites (Duda Flores), Sorriso (Thessa) e Ari (Ariely); Isa Haas, Djeni e Mariana Pires; Wendy, Rafa Travalão (Kamile) e Maranhão. Técnico: Maurício Salgado.

Gols: Rafa Travalão, aos 19’/1ºT e 44’/1ºT, Djeni, aos 7’/2ºT e 29’/2ºT, Maranhão, aos 13’/2ºT, Wendy, aos 15’/2ºT e 41/2ºT, e Kamile, aos 44/2ºT (I).

Arbitragem: Gutiérrez dos Santos Vasques, auxiliado por Ronei Zwirtes e Marcelo Luis Krindges.

Estádio: Homero Soldatelli.

Edenilson marca nos acréscimos e Inter vence o Fortaleza no Beira-Rio

FOI COM EMOÇÃO! Na primeira partida que disputou no Beira-Rio neste mês de setembro, o Clube do Povo superou o Fortaleza, na manhã deste domingo (19/09), por 1 a 0. Marcado aos 47 do segundo tempo, o gol de Edenilson garantiu ao Inter sua segunda vitória consecutiva no Nacional, que leva o Colorado aos 29 pontos no Brasileirão de 2021.

Agora, a equipe volta suas atenções para a 22ª rodada do país, que será disputada no próximo domingo (26/09), às 16h, diante do Bahia. No Beira-Rio, o confronto envolverá equipes em realidades distintas na tabela. Afinal, enquanto o Inter luta pelo G6, o Tricolor de Aço, com 23 pontos conquistados até aqui, vive luta particular contra o rebaixamento.


Bola com o Inter, principais chances para os visitantes

Apesar do horário, é seguro afirmar que as duas equipes foram a campo bastante ligadas no Beira-Rio. Logo no primeiro minuto, Lucas Lima cruzou bola perigosa da esquerda, que Ângelo Henríquez finalizou com espaço na pequena área. Embora desperdiçada, a oportunidade empolgou os visitantes, que passaram a adiantar suas linhas e, com os alas colados em nossos laterais, e os atacantes atentos aos zagueiros vermelhos, incomodaram a saída de jogo do Clube do Povo. A resposta encontrada pelo Inter foi a aposta no corredor esquerdo de ataque.

Existente para levar o Inter ao campo ofensivo, o espaço no corredor esquerdo até ofereceu escapes agressivos para Moisés e Patrick, mas foi incapaz de colocar o Colorado dentro da área rival. Cerceada pela defesa cearense, a construção por passes foi substituída, no leque do ataque alvirrubro, pelos arremates de longa distância. O mais perigoso desses saiu dos pés de Mauricio, que quase abriu o placar, aos 40, em forte canhotaço. De sua parte, o Fortaleza assustou uma vez mais, ainda antes, no minuto 16, quando Éderson mandou por cima boa chance.


Não tá morto quem peleia

O Inter retornou dos vestiários com mudança, a partir da entrada de Boschilia no lugar de Mauricio. Quem dominou o reinício de confronto, porém, foi o time visitante, que criou duas boas tramas nos 10 minutos de abertura da etapa final. Aos poucos, o Clube do Povo passou a igualar as ações, e armou seus escapes aos 16 e 22, ambos arrematados por Yuri. Encerrando a primeira metade do segundo tempo, Saravia e David se envolveram em discussão ríspida e, por isso, foram punidos com o vermelho.

Menos atletas em campo, mais espaços para as equipes. Enquanto o Inter tratou de aproveitar os vazios, o Fortaleza forçou o antijogo, e teve sua postura complacente punida nos acréscimos. Jogador de Seleção Brasileira, Edenilson percebeu o entrosamento de Heitor e Yuri, que pegaram a zaga rival desatenta em cobrança de lateral rápida, e se projetou pela direita. Servido pelo atacante, o camisa oito finalizou sem ângulo, mas também sem chances. O nono gol do artilheiro do Nacional garantia ao Inter três pontos fundamentais.


Primeiro tempo

1min – Lucas Lima escapa pela esquerda e cruza na segunda trave, onde Ângelo Henríquez aparece com liberdade para finalizar. A bola sai ao lado, com perigo.

10min – UH! Moisés escapa pela esquerda e cruza na direção de Yuri. O atacante não chega na bola, mas Edenilson recupera a posse na segunda trave e deixa para Saravia, que levanta de canhota. Felipe Alves, de soco, corta o perigo.

12min – Assustou! Após escanteio cobrado pela esquerda por Moisés, Cuesta sobe mais do que a zaga rival e desvia ao lado do poste tricolor.

16min – QUASE, QUASE! Lucas Lima invade a área colorada pela direita e cruza rasteiro. Éderson, livre, leve e solto no retângulo pequeno, finaliza por cima.

19min – POR CIIIIIIIIIIIMA! Saravia faz fila pela direita e deixa com Mauricio, que é travado pela marcação. No rebote, Patrick solta o canhotaço, a bola desvia na marcação e quase mata Felipe Alves.

24min – Jussa avança pela esquerda e finaliza rasteiro. Daniel encaixa.

29min – Na esquerda da área colorada, Robson corta para a canhota e finaliza rasteiro. A bola cruza a extensão da meta e sai em tiro de meta para Daniel.

37min – UUUH! Yuri acha excelente ganchinho para Patrick, que finaliza forte, já dentro da área. A zaga trava, e o Inter tem escanteio.

39min – Encaixa, Felipe! Yuri recebe na intermediária ofensiva, corta para a perna direita e finaliza rasteiro. Goleiro do Fortaleza segura firme.

40min – PRA FOOOOOOOOOORA! Mauricio, também da intermediária de ataque, abre ângulo e manda o canhotaço. A bola resvala em Benevenuto e toma o caminho do ângulo, mas sai tirando tinta. Quase, quase!

45min – Mais dois. Vamos a 47!

46min – Blitz colorada! Inter roda a bola na intermediária de ataque por mais de um minuto. Pela direita, Lindoso é quem cruza, e Felipe Alves encaixa.

47min – Intervalo no Beira-Rio.


Segundo tempo

0min – Inter volta com Boschilia na vaga de Mauricio.

2min – Benevenuto recebe o amarelo por falta em Boschilia.

3min – Por cima! Boschilia, a alguns passos da meia-lua da grande área, cobra falta frontal. Forte, ela sai por cima.

4min – EM CIIIIIIIIIIIIIIMA DA LINHA! Robson recebe cruzamento da direita e finaliza de primeira. Daniel, providencial, espalma, mas o rebote é do atacante tricolor, que arremata sem chances para o goleiro do Inter. Moisés, debaixo das traves, aparece para salvar o Clube do Povo.

10min – Lucas Lima e Crispim tabelam pela esquerda, o primeiro cruza de canhota, e Daniel espalma. No rebote, Pikachu tem espaço, e finaliza, com desvio, para fora.

13min – Bruno Méndez amarelado por falta em Robson. Dourado contesta e também leva cartão.

16min – Yuri recebe em frente à meia-lua, ajeita ângulo para a canhota e manda por cima. Boa oportunidade.

19min – David vem no Fortaleza. Ângelo Henríquez é o sacado.

23min – SAAAAAAAAAAAAAAAALVA, FELIPE! Dourado oferece assistência açucarada para Edenilson, que emenda voleio cinematográfico para servir Yuri. Na pequena trave, o camisa 11 cabeceia rasteiro, mas não marca por milagre do goleiro, que defende com o pé.

23min – Guerrero e Paulo Victor entram no Inter. Lindoso e Moisés deixam o campo.

27min – Após grande confusão na lateral-direita colorada, Saravia e David são expulsos.

28min – UUUUUUUUUH! Boschilia recebe de muito longe e, com espaço pelo centro, solta a bomba. A bola toma curva e quase trai Felipe Alves, mas o goleiro consegue espalmar.

29min – Lucas Lima e Robson substituídos por Vojvoda. Depietri e Wellington Paulista entram.

34min – Heitor por Patrick. Nova troca no Clube do Povo.

36min – DANIEEEEEEEEEEEEEEEEEEL! Lucas cobra falta em dois toques, rolando para Éderson. O volante enche o pé, a bola desvia e quase encobre o goleiro colorado, que voa para espalmar em escanteio.

44min – Pikachu e Crispim dão lugar a Edinho e Ronald. Completas as trocas do Fortaleza.

45min – Jogo irá a 50. Mais cinco!

46min – UUUUUUUUUUUUUH! Guerrero arma contra-ataque para o Inter e deixa Yuri em boas condições pela esquerda. O camisa 11 corta para o fundo e finaliza forte, rasteiro. Felipe encaixa.

47min – GOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL! É GOOOOOOOOOOOOOOOOOOL! É GOOOOOL! É GOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL! É DO INTER! É DO CLUBE DO POVO! É DO COLORADO GAÚCHO! É DA ACADEMIA DO POVO! É GOL DE SELEÇÃO, É GOL DE CRAQUE, É GOL DE SUPEREEEEEEEED! INTER NA FREEEEENTE! Yuri Alberto, pela direita, recebe cobrança rápida de lateral de Heitor e serve Edenilson. O camisa oito invade a área em altíssima velocidade e, mesmo sem ângulo, finaliza rasteiro. Com a perna direita, a bola ainda desvia no poste esquerdo de Felipe Alves antes de morrer nas redes. COMO JOGA EDENILSON, POR FAVOOOOR!

O gol de Edenilson na voz da Rádio Colorada

48min – Na comemoração, Moisés recebeu o amarelo.

49min – Entra Johnny, sai Boschilia. Quinta troca no Clube do Povo!

50min – FIM DE JOGO! INTER VENCE NO BEIRA-RIO!


Ficha técnica:

Internacional (1): Daniel; Saravia, Bruno Méndez, Victor Cuesta e Moisés (Paulo Victor); Edenilson, Rodrigo Lindoso (Paolo Guerrero), Rodrigo Dourado e Patrick (Heitor); Mauricio (Boschilia)(Johnny) e Yuri Alberto. Técnico: Diego Aguirre.

Fortaleza (0): Felipe Alves; Daniel Guedes, Marcelo Benevenuto e Titi; Yago Pikachu (Ronald), Éderson, Matheus Jussa, Lucas Crispim (Edinho) e Lucas Lima (Depietri); Robson (Wellington Paulista) e Ângelo Henríquez (David). Técnico: Juan Pablo Vojvoda.

Gol: Edenilson, aos 47’/2ºT (I).

Cartões amarelos: Bruno Méndez, Moisés e Rodrigo Dourado (I). Marcelo Benevenuto (F).

Cartões vermelhos: Saravia (I). David (F).

Arbitragem: Edina Alves Batista, auxiliada por Neuza Ines Back e Leila Naiara da Cruz. Quarto árbitro: Jonathan Benkenstein Pinheiro. VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral.

Estádio: Beira-Rio.

Fotos: Internacional x Fortaleza – 21ª rodada/Brasileirão 2021

Clube do Povo recebe o Leão na 21ª rodada do Brasileirão. Confira as imagens do confronto!

Diretoria de Inclusão presenteia colorado de Iporã do Oeste-SC

A Diretoria Feminina e de Inclusão do Sport Club Internacional, através do Cônsul Oldair Schmitz, de Iporã do Oeste-SC, presenteou o colorado Yuri Kaefer, um grande apoiador do Clube do Povo. Mesmo distante, encontramos uma forma de trazê-lo para perto do Gigante.

Bate-papo com sócios de Recife-PE

Em mais um Bate-papo com o Sócio, associados colorados de Recife, capital de Pernambuco, se reuniram para conversar com o presidente do Sport Club Internacional, Alessandro Barcellos, e com o vice-presidente de Relacionamento Social, Cauê Vieira, às vésperas do jogo entre Inter e Sport, pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro. Na ocasião, Eduardo Bauer, do Consulado de Recife, e Luiz Leal, Diretor Regional, falaram sobre ações de marketing direcionadas aos sócios-torcedores, projetos e sugestões de melhorias da atual gestão para com os sócios.

Banco de Sangue recebe doações dos colorados de Caxias do Sul

Uma iniciativa que já se tornou rotina entre os colorados caxienses: a doação de sangue. E é claro que neste mês de setembro não poderia ser diferente.

Integrantes do Consulado de Caxias do Sul vestiram a camisa vermelha e, em mais um gesto de solidariedade, se deslocaram até o Banco de Sangue da cidade para contribuir com a elevação dos estoques.

Gurias são superadas por 1 a 0 na partida de ida das semifinais do Brasileirão A1

Gurias abriram semifinais em desvantagem/Foto: Jota Finkler

As Gurias Coloradas foram superadas pelo Palmeiras, na noite desta segunda-feira (30/08), pelo placar de 1 a 0. De abertura das semifinais do Brasileirão A1, a partida foi disputada no Beira-Rio, e contou com gol de Chú para as visitantes, que largam em vantagem no mata-mata nacional.

A vaga na decisão do país será decidida no próximo domingo (05/09), às 11h, no Allianz Parque. A exemplo do que ocorrera na fase de quartas de final, as Gurias jogarão por vitória de dois gols de diferença para avançar de fase, enquanto triunfo pelo escore mínimo leva a decisão para os pênaltis. Não existe saldo qualificado por tento anotado fora de casa.

Partida de ida das semis foi encerrada com vitória visitante/Foto: Jota Finkler

Diferentes domínios de um mesmo time

Não se deve questionar: o domínio do primeiro tempo pertenceu às Gurias. Dono de intensa movimentação, capaz de bagunçar a defesa rival, o quarteto ofensivo colorado, formado por Mariana Pires, Rafa Travalão, Fabi Simões e Shashá, construiu boas tramas nos minutos de abertura da partida, suficientes para a consolidação de chances perigosas para o Inter.

Inter pressionou nos minutos de véspera do intervalo/Foto: Jota Finkler

Logo aos cinco, Fabi invadiu a área em velocidade e finalizou cruzado, com enorme perigo. Aos 11, Shashá escapou pela direita e arriscou rasteiro, mas ninguém apareceu para completar em direção às redes. Já o lance mais agudo veio aos 21, quando Djeni carimbou o travessão. Restrito a contra-ataques com Maria Alves, o Palmeiras assustou somente no minuto oito, quando Rejane apitou pênalti de Ari, revertido após consulta ao VAR.

A segunda metade do primeiro tempo também foi controlada pelas Gurias, agora com menor volume ofensivo, consequência, também, da postura combativa das visitantes, que cometiam faltas à exaustão, suficientes para lesionar Shashá e Fabi. Nas cercanias do intervalo, o Inter voltou a criar, mas a principal oportunidade, um cabeceio de Ari, aos 49, saiu pela linha de fundo.

Pressão das Gurias foi forte no final da primeira etapa/Foto: Jota Finkler

Gurias pressionam, rivais convertem

As comandadas de Maurício Salgado retornaram dos vestiários no mesmo ritmo apresentado antes do intervalo. Logo aos seis, Wendy, substituta de Shashá, recebeu bom passe de Travalão, mas finalizou travada pela grande vilã da etapa final. Cedo, Jully operava o primeiro de seus teimosos milagres.

Wendy entrou bem na vaga de Shashá/Foto: Jota Finkler

Agressivas para pressionar a saída de bola adversária, as Gurias seguiram no controle com o correr do tempo, mas tiveram sua imprecisão para balançar as redes punida com ingrato gol de Chú, marcado aos 29 minutos. Nem o tento, contudo, arrefeceu o ímpeto colorado, fato comprovado na intensa pressão construída pelo Inter em busca do empate.

Goleira rival foi a grande vilã do segundo tempo/Foto: Jota Finkler

Aos 35, Djeni cruzou da esquerda, Bruna desviou na segunda trave, e Jully espalmou. Esperançosa, a bola tomou o caminho do gol, mas foi encaixada, em cima da linha, pela arqueira alviverde, que até teve sua posse tomada por Mileninha, mas com falta. Depois, aos 44, quem cabeceou foi Sorriso, também contida por milagre que garantiu a manutenção do 1 a 0.


Primeiro tempo

5min – UUUUUUUUUUUUUUUH! Inter escapa em enorme velocidade do campo de defesa. Rafa Travalão percebe Fabi nas costas da marcação e serve a artilheira colorada, que invade a área e finaliza cruzado. Rasteira, ela sai tirando tinta.

8min – Arbitragem cogita penalidade para o Palmeiras, até indica em um primeiro momento, mas, após consulta ao VAR, manda o jogo seguir.

11min – UUUUUUH! Inter recupera a bola no campo de ataque e ela chega até Shashá, que invade a área pela direita e cruza rasteiro. Sem desvio, a bola cruza a extensão do retângulo e se perde em tiro de meta.

12min – VIVIIIIIIIIIIII! Após cobrança de escanteio da direita, Bruna Calderan desvia de cabeça no travessão. A bola retorna até Katrine, que também cabeceia, mas é parada por milagre da goleira do Inter.

15min – Shashá é lançada em velocidade, divide com Jully e a bola sobra para Rafa Travalão. A meta alviverde estaria aberta, mas o lance é paralisado por impedimento.

21min – NO TRAVESSÃÃÃÃÃÃÃÃÃO! Djeni Becker recebe de Rafa Travalão e, pela quina esquerda da grande área, finaliza com curva, buscando o ângulo. A bola explode no poste superior da meta palestrina. Que pecado, seria uma pintura!

21min – Palmeiras erra na saída de bola, Rafa Travalão pega a sobra e manda um foguete. Levou perigo, mas saiu por cima.

39min – Com dores no ombro, Shashá deixa o campo. Wendy entra.

45min – Mais quatro. Vamos a 49.

48min – FAAAAAAAAAAAALTA! Wendy recebe assistência de calcanhar, investe em direção à área palestrina, mas é derrubada a centímetro da linha do retângulo. Amarelo para Camilinha, falta boa.

49min – ERA REPLAY DO MORUMBI! Djeni cobra na barreira, mas o rebote é das Gurias, que alçam bola na área rival. Ari desvia, e a bola sai ao lado do poste esquerdo de Jully. QUASE, QUASE!

50min – Intervalo no Gigante.


Segundo tempo

0min – Também lesionada, Fabi Simões deixa o campo. Entra Mileninha.

0min – Palmeiras volta com duas novidades. Chú por Tainara, Duda Santos no lugar de Camilinha.

4min – PRA FOOOOORA! Leidi cobra falta pela direita da área palestrina. Aberta, a bola encontra Isa Haas na segunda trave, e a camisa 23 desvia pela linha de fundo.

4min – MILAAAAAAAAAAAAGRE! Rafa Travalão intercepta a saída de bola alviverde e serve Wendy, que invade a área em altíssima velocidade e finaliza de canhota. Jully salva em grande saída do gol.

8min – Isa Haas recebe o amarelo por pé alto.

22min – Gurias pressionam forte, e chegam com perigo com Rafa, que recupera em frente à área rival e finaliza de canhota. A bola sai pela linha de fundo, mas a arbitragem indica falta de Travalão na origem do lance, e ainda pune a colorada com amarelo.

26min – Ari arranca em velocidade desde o corredor esquerdo de defesa, ajeita para a perna direita e finaliza. Sem direção, a bola sai pela linha de fundo.

29min – Chú marca para o Palmeiras.

33min – Ary Borges amarelada por falta em Mari Pires.

35min – Djeni Becker cruza da esquerda, Isa desvia com liberdade, Jully defende, dá rebote, mas encaixa praticamente em cima da linha. Mileninha ainda manda para as redes, mas cometendo falta na goleira.

37min – Thessa e Mai entram, Isa e Mari saem. Dupla troca nas Gurias.

38min – No Palmeiras, vem Rafa Andrade. Sai Ary Borges.

41min – UUUUUUUH! Djeni lança Mai, que escapava atrás da linha de zaga alviverde. Jully deixa a área para afastar o perigo.

44min – QUE DEFEEEEEEEEEEEEEEEEESA! Leidi cobra escanteio da direita, Ari acerta um testaço na segunda trave, e Jully se estica toda, no chão, para salvar as visitantes.

45min – Mais cinco. Vamos a 50!

46min – Pressionam as Gurias! Leidi inverte linda bola para a esquerda da área palestrina, na medida para Rafa, que cruza na segunda trave. Antes de Wendy, Katrine corta.

50min – Jogo encerrado no Beira-Rio.


Ficha técnica:

Internacional (0): Vivi; Leidi, Bruna Benites, Sorriso e Ari; Isa Haas (Thessa), Djeni, Mariana Pires (Maiara) e Shashá (Wendy); Rafa Travalão e Fabi Simões (Mileninha). Técnico: Maurício Salgado.

Palmeiras (1): Jully; Bruna Calderan, Agustina, Thaís, Tainara (Chú) e Camilinha (Duda Santos); Julia Bianchi, Ary Borges (Rafa Andrade) e Katrine; Maria Alves e Carol Baiana. Técnico: Ricardo Belli.

Gols: Chú, aos 29’/2ºT (P).

Cartões amarelos: Isadora Haas e Rafa Travalão (I). Camilinha e Ary Borges (P).

Arbitragem: Rejane Caetano da Silva, auxiliada por Lilian da Silva Fernandes Bruno e Andrea Izaura Marcelino de Sá. Quarta árbitra: Andressa Hartmann. VAR: Igor Junio Beneveuto de Oliveira.

Estádio: Beira-Rio.

Bolívar é o Personagem do Mês do Museu do Inter

O Personagem do Mês de agosto do Museu do Inter tem patente alta e foi um dos dois jogadores a participar de todas as partidas na histórica conquista da nossa primeira Libertadores. Fabian Guedes, o Bolívar, gravou seu nome na história colorada em 2006 e 2010.  

Bolívar comemora o gol diante do Dep. Quito pela Libertadores da América 2010

Bolívar chegou ao Inter em 2003 e participou do processo de reconstrução da equipe no início da década. Nas duas Copas Sul-Americana que disputou, ganhou casca, como se diz, junto à equipe que disputou o título brasileiro até a última rodada em 2005.

Com Fabiano Eller, foi o único jogador a disputar todas as 14 partidas da histórica campanha de 2006. Já vendido para o Mônaco-FRA, ajudou o Inter a conquistar o tão sonhado troféu continental na grande final contra o São Paulo. E torceu de longe pela conquista do Mundial.

Seguindo sua senda de vitórias, retornou ao clube em 2008. Conquistou a Copa Sul-Americana daquele ano, a Copa Suruga em 2009, foi o capitão na conquista do bicampeonato Libertadores em 2010 e ainda conquistou a Recopa Sul-Americana em 2011, além de 5 títulos gaúchos.

Bolívar encerrou a carreira como jogador em 2015 para retornar aos gramados em 2018, desta vez como técnico.