Coloradas assumem diretorias regionais de consulados em três estados

Três representantes consulares do Sport Club Internacional assumiram recentemente a direção dos consulados de suas respectivas regiões, em três estados brasileiros. Apaixonadas por futebol e pelo Colorado, as torcedoras reforçam a participação feminina junto ao Clube do Povo, ocupando, cada vez mais, posições de destaque e liderança.

Em Minas Gerais, a colorada Marianna Poeta atuou durante quatro anos como represente consular, e por outros dois na figura de consulesa de Belo Horizonte. Agora, a torcedora está à frente de mais de 30 consulados como diretora regional.

“Fico muito honrada e agradecida em ser a primeira Diretora Regional em Minas Gerais. Como a maioria das mulheres, e não só elas, sofri algum tipo de preconceito, e, ao invés de me abater, trabalhei ainda mais, e assim continuarei. Fico muito feliz que o Clube sempre deu o respaldo necessário e que, cada vez mais, se preocupa com essa e tantas outras causas.”

Marianna Poeta
Marianna Poeta

Marianna conta que tem conversado com os cônsules para entender as necessidades dos consulados e, desta forma, traçar um plano de trabalho bom para todos. Entre os objetivos, segundo ela, está a ideia de promover um trabalho voltado às crianças.

“Muitos são filhos de gaúchos, mineiros de nascimento, e, pela distância de Porto Alegre e convívio com as amizades, família, podem, em algum momento, ter menos interesse pelo Inter. Então, quero buscar ferramentas para aproximar, ainda mais, o Clube com as nossas crianças mineiras coloradas.”

Marianna Poeta
Camilla Mattos

Em Santa Catarina, a região da Grande Florianópolis também conta com uma nova diretora. À frente do Consulado da cidade de Tubarão, litoral do estado catarinense, desde 2019, Camila Mattos assumiu recentemente a direção dos 11 consulados que compõem a regional. Quando questionada sobre o feito, ela destacou a importância da presença feminina no futebol, em suas mais variadas funções.

“É desafiador e, ao mesmo tempo, gratificante estar ocupando um espaço que, há pouco, era 100% composto por homens. O Relacionamento Social tem nos dado todo o apoio necessário para que tenhamos o melhor desempenho possível. Espero que isso ajude a convencer cada vez mais mulheres que o lugar delas é, sim, no futebol, e na função que elas quiserem: arquibancada, campo, comissão, nos consulados ou onde for”.

Camila Mattos
Juliana Birck

Mudanças ocorreram também nos consulados da região do Alto do Jacuí, no Rio Grande do Sul. A regional, agora liderada pela colorada Juliana Birck, compreende 25 municípios, dos quais 17 contam com consulados ativos. Birck ressalta que, com o trabalho coletivo, será possível criar um vínculo ainda mais forte entre Clube e torcida.

“É um desafio, onde no primeiro momento vem o medo e a incerteza pelo fato de eu ser mulher. Mas, como eu já conhecia o trabalho e as ações sociais de alguns consulados de minha regional, não tive problema algum. Entrei em contato via WhatsApp com cada cônsul, fazendo minha apresentação e me colocando à disposição para ajudá-los, tirando dúvidas e ouvindo sugestões para levar ao Relacionamento Social.”

Juliana Birck

No geral, o Relacionamento Social tem buscado valorizar as torcedoras e sócias de uma maneira mais ampla e inclusiva, de modo que todas possam se ver, de alguma forma, representadas, assim ressignificando sua atuação na vida do Clube. A diretora Feminina e de Inclusão alvirrubra, Janice Cardoso, salienta que, cada vez mais, o Inter registra um número expressivo de coloradas que se dedicam à instituição.

“Os nomes dessas três coloradas para diretoras regionais foram recebidos com orgulho. Esperamos cada vez mais valorizar, empoderar e engajar as coloradas no trabalho para o Clube. É muito importante ter essa representatividade, especialmente porque, quem mora longe do Beira-Rio, a nossa casa, se sente acolhido pelos consulados, que são uma forma de aproximação do Inter com quase todas as 1.500 cidades onde temos associados”.

Janice Cardoso
Mulheres são cada vez mais protagonistas no Clube do Povo

A escolha das novas diretoras regionais foi realizada de acordo com as diretrizes da política consular do Clube. Como explica Marcos Paulo Valentin dos Santos, diretor de Consulados do Inter, diversos aspectos foram considerados no processo, a exemplo dos resultados apresentados durante o período em que as torcedoras colaboraram com seus respectivos grupos.

As coloradas escolhidas para representar suas respectivas regionais demonstravam uma atuação destacada em seus consulados, fator decisivo nas suas nomeações como diretoras. Todas elas haviam mostrado uma organicidade, um poder de coesão, e um trabalho de destaque em suas regiões.”

Marcos Paulo Valentin dos Santos

Atualmente, as mulheres somam cerca de 25% no quadro social do Clube, e o objetivo é ampliar consideravelmente este número através de ações de inclusão. Nos consulados, a ideia é de abrir espaço para que as torcedoras coloradas tenham a oportunidade de participar diretamente das atividades, com direito de decisão e voto.

Inter presta homenagem a mulheres que estão no combate à pandemia

Em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, comemorado nesta segunda-feira (8/03), os jogadores do Inter entrarão em campo reverenciando as mulheres que atuam na linha de frente no combate à pandemia.

A camisa dos atletas terá o nome de profissionais de diversas áreas da saúde que estão se dedicando ao enfrentamento à propagação do vírus e aos cuidados à sociedade neste momento difícil para todos, além de um patch do movimento Unidos Pela Saúde Contra o Colapso. O grupo entrará em campo com uma faixa da iniciativa.

O movimento foi criado por médicos, lideranças da saúde e agentes de várias áreas preocupados com o que acontece no país e, especialmente, no Rio Grande do Sul.

De acordo com o vice-presidente de Marketing do Inter, Jorge Avancini, essa foi a forma que o Clube encontrou para homenagear a todas as mulheres pela data. “Ao nominarmos esse grupo que está fazendo um trabalho tão bonito, queremos fazer com que todas as mulheres se sintam lembradas de alguma forma pelo Sport Club Internacional”, revela.

Além da homenagem na camisa dos jogadores, outra ação criada pelo Clube foi um vídeo destacando a ligação de mulheres coloradas com o Clube. Também está sendo preparada uma campanha para que o mês de março seja de novas associações femininas.

O time será escalado assim:

  1. Dra. Camila Ceron – Moinhos de Vento
  2. Dra. Clotilde Garcia – Santa Casa
  3. Dra. Jaqueline Jacques – Hospital de Clínicas
  4. Dra. Márcia Pereira – Moinhos de vento
  5. Dra. Marla Spilki – Ulbra
  6. Enfermeira Débora Barreiro – Moinhos de Vento
  7. Dra. Sohaila Younes – Hospital São Camilo
  8. Dra. Patrícia del Pino – UPA
  9. Téc. Enf. Adriana Lima – Clínica Saúde da Família CAIC – UPA de Canoas
  10. Téc. Enf. Bruna Riffel – Hospital Unimed Vale do Caí Montenegro
  11. Téc. Enf. Solange Schuh – Hospital Unimed Vale do Caí
  12. Fisioterapeuta Jessica Esswein – Hospital Unimed Vale do Caí
  13. Enfermeira Zulmara Fruet – Hospital Unimed Vale do Caí
  14. Téc. Enf. Liane Maia – Hospital Unimed Vale do Caí
  15. Enfermeira Marcela Martins – Hospital Unimed Vale do Caí
  16. Enfermeira Cátia Favreto – Hospital mãe de Deus
  17. Téc. Enf. Priscila Fagundes – Hospital Ernesto Dorneles
  18. Enfermeira Juliana Santos – Santa Casa
  19. Fisioterapeuta Carla Arend – Hospital Conceição
  20. Assist. Social Lani Fagundes – Hospital de Clínicas
  21. Assist. Social Marilene Silva João – Presídio Feminino Madre Pelletier
  22. Assist. Social Gisele Ramon – CREAS Eixo Baltazar/Nordeste