“É uma camisa muito pesada”, destaca Kaique Rocha

Zagueiro de 20 anos reforça o Inter (Fotos: Ricardo Duarte)

O Colorado segue fortalecendo seu atual elenco, mas, também, de olho no futuro. Nesta lógica, o jovem zagueiro Kaique Rocha foi apresentado, na tarde desta quinta-feira (02/09), como novo reforço para a defesa. Com apenas 20 anos, ele traz na bagagem a experiência absorvida em dois anos defendendo a Sampdoria, da Itália.

Apresentado pelo vice-presidente de futebol Emílio Papaléo Zin e o diretor executivo Paulo Bracks, o promissor defensor recebeu a mística camisa 3 colorada. Ele assinou contrato de empréstimo por dois anos, com valor estipulado para compra ao término do vínculo.

Kaique foi apresentado por Paulo Bracks (E) e Emílio Papaléo Zin (D)

Os dirigentes colorados destacaram a juventude e potencial do zagueiro, bem como o formato de contratação que vem se consolidando. Paulo Bracks ainda fez um agradecimento especial para setores do Clube que ajudaram diretamente na contratação e registro do atleta.

“Ele vem de duas temporadas na Europa, onde teve um bom período de amadurecimento e experiência. Aqui no Brasil, já havia se destacado em diversas categorias pelo Santos. É mais um jogador que trazemos na mesma linha que adotamos, para nos ajudar no presente e, também, mirar no futuro”

Emílio Papaléo Zin – vice-presidente de futebol

“Gostaria de elogiar algumas áreas do Clube que são invisíveis aos olhos externos, mas que trabalharam muito para que o Kaique pudesse ser apresentando hoje: o recursos humanos (RH), o setor de registros e o jurídico. Trabalharam de forma incessante, quase que nas últimas 24 horas de janela de transferência. Conseguimos, de sábado para segunda, em menos de 70 horas, contratar e registrar o Kaique como jogador do Inter.”

Paulo Bracks – diretor executivo de futebol
Defensor já conheceu o Gigante

Com apenas 20 anos, Kaique já demonstra personalidade. Além da estatura elevada (1,95m), o zagueiro sempre foi capitão nas equipes de base do Santos e teve um aprendizado especial na Itália, terra de grandes entusiastas e craques da arte de defender.

Amadurecimento
“Acabei saindo muito jovem do Brasil, com 18 anos, mas não acho que foi uma decisão precipitada. Não atuei muito na equipe profissional, joguei 20 jogos no sub-19 quando cheguei na primeira temporada e também fui para muitos jogos no profissional. Amadureci demais, realmente. Hoje, eu sou um Kaique muito mais experiente do que quando sai daqui com 18 anos. Aprendi muito na escola italiana, creio que seja uma das melhores para sistema defensivo.”

Pausa para adaptação
“É muito importante (a pausa no Brasileiro). Realmente, é até difícil aqui no cenário brasileiro você ter esse longo tempo de descanso. Importante para mim e para o Gustavo (Maia) podermos nos adaptar ao grupo e entender melhor o que o professor vai querer de nós na temporada”

Pronto fisicamente
“Estou, sim, há um tempo sem jogar jogos oficiais. Mas, hoje, me sinto pronto. Acabei de sair, há duas semanas, de uma pré-temporada. Me sinto no auge da minha condição física. O que o professor precisar contar comigo eu estarei pronto.”


Busca por espaço
“Prontos sempre temos que estar. Vou em busca da minha posição nos treinos diariamente, mas acho que esse não é o primeiro objetivo. Venho aqui para aprender, tem zagueiros experientes aqui no Internacional. Venho para amadurecer também, sou um zagueiro muito jovem. Vou, sim, em busca do meu lugar na equipe, mas quem tem que ficar preocupado não é a gente e, sim, as equipes adversárias. Cuesta e Bruno estão bem na defesa, quem eles forem enfrentar vai saber que irá pegar uma defesa difícil de passar. Quem ganha é o Internacional”

Mística camisa 3
“É uma camisa muito pesada. Espero um dia poder chegar aos pés do Índio, um zagueiro multicampeão aqui no Inter. Espero ser comparado com ele algum dia. Não penso em voltar agora para Europa, espero fazer história no Inter e fazer a torcida feliz.”

Escola italiana
“No Santos, eu gostava de sair muito e me aventurar no setor de ataque. Tive que aprender a me adaptar na Europa, ficar mais recuado e fazer meu trabalho mesmo como zagueiro, não sair muito da minha função. Lá, eles optam muito pelo sistema defensivo, a primeira meta é não sofrer gols. A primeira coisa que zagueiro tem que fazer é isso. O Kaique que volta pro Inter é mais maduro e experiente nesse tema.”

Sim ao Inter
“É o Internacional. Mesmo que não me apresentassem nada, pesaria em todos os sentidos (vir para Porto Alegre). Uma camisa gigante no futebol brasileiro. Se não for o maior, é um dos maiores clubes do país. Um grupo muito bom, vamos tentar terminar o Brasileiro bem e, no ano que vem, buscar títulos para nossa torcida.”

Aprendizado com Ranieri
“Não tenho preferência por qual lado jogar. Joguei no Santos seis anos pelo lado esquerdo. Na Europa, aprendi com o mister (Claudio) Ranieri, campeão da Premier League. Ele me falou que não poderia me limitar a somente um lado. Ele me ensinou muito nesses dois anos a atuar tanto no lado direito da defesa como lateral. Esses dois anos não foram em vão para mim.”

Veja a coletiva na íntegra:

Ficha técnica:
Nome: Kaique Rocha Lima
Data Nascimento: 28/02/2001
Local Nascimento: Taboão da Serra-SP
Altura: 1,95m

Carreira:
2013 | Santos
2019 | Sampdoria
2021 | Internacional

Saiba mais sobre o zagueiro

Formado no Santos, Kaique foi capitão dos times nas categorias de base e acabou promovido aos profissionais em 2018. Aos 16 anos, assinou seu primeiro contrato profissional e acabou negociado com o futebol europeu em 2019.

O defensor terminou o seu período de formação na Itália, jogando com regularidade pelo time júnior da Sampdoria. Em 2020, foi chamado ao grupo principal e estreou em partida da Copa Itália, em outubro. Kaique também tem no currículo convocações para as seleções de base do Brasil. Em 2019, foi chamado para seleção sub-18. Na época, defendeu o país junto com o atacante Yuri Alberto, que também era seu companheiro no clube paulista.

Inter contrata zagueiro Kaique Rocha

O Sport Club Internacional concluiu as negociações para a contratação do zagueiro Kaique Rocha. Atleta da Sampdoria da Itália, ele assina contrato de empréstimo por dois anos, com valor estipulado para compra ao término do vínculo.

Formado no Santos, foi capitão dos times nas categorias de base e acabou promovido aos profissionais em 2018. Aos 16 anos, assinou seu primeiro contrato profissional e acabou negociado com o futebol europeu em 2019.

O defensor terminou o seu período de formação na Itália, jogando com regularidade pelo time júnior da Sampdoria. Em 2020, foi chamado ao grupo principal e estreou em partida da Copa Itália, em outubro. Kaique também tem no currículo convocações para as seleções de base do Brasil. Em 2019, foi chamado para seleção sub-18. Na época, defendeu o país junto com o atacante Yuri Alberto que também era seu companheiro no clube paulista.

Ficha técnica:
Nome: Kaique Rocha Lima
Data Nascimento: 28/02/2001
Local Nascimento: Taboão da Serra-SP
Altura: 1,95m

Carreira:
2013 | Santos
2019 | Sampdoria
2021 | Internacional