Com três de Yuri e um de Taison, Clube do Povo atropela o Flamengo no Maracanã

Maracanaço colorado! Fora de casa, o Clube do Povo atropelou o Flamengo, na noite deste domingo (08/08), em partida da 15ª rodada do Brasileirão. Yuri Alberto, três vezes, e Taison marcaram os gols do Inter na goleada de 4 a 0, resultado que leva os comandados de Diego Aguirre aos 18 pontos no Nacional.

+ Confira as entrevistas pós-jogo

Embalado pela atuação de luxo oferecida em solo carioca, o Inter também enfrentará time do Rio de Janeiro na próxima rodada, de número 16 no Brasileirão. A partir das 20h30 de domingo (15/08), o Clube do Povo recebe, no Beira-Rio, o Fluminense.


Inter mortal

De um lado, o dito time do momento, de futebol ofensivo e envolvente. O problema para ele? Do outro, estava o Clube do Povo do Rio Grande do Sul. Após construir 10 minutos de intensa pressão, o Flamengo sofreu para achar espaços na bem postada defesa colorada, ao passo que o Inter, inteligente, escapava com facilidade do adversário.

Aos 16, Edenilson e Yuri Alberto tabelaram com agilidade pela direita, e o camisa oito encontrou espaço açucarado para servir o companheiro, que não perdoou. O caminho estava pela direita, explorada por Saravia poucos minutos depois, quando Yuri quase ampliou. O segundo dele, porém, estava guardado para os 40, quando recebeu de Patrick e mandou para as redes.


Rolo compressor

Se a etapa inicial presenciou um Inter eficaz, mas também preocupado defensivamente, o segundo tempo foi de show colorado em todos os setores. Pela primeira vez desde seu retorno ao Beira-Rio, Taison marcou um gol com a camisa colorada, anotado exatamente contra o último adversário que flagelara em sua primeira passagem. Aos 10 do segundo tempo, o ídolo alvirrubro atravessou o campo inteiro para ampliar o placar: 3 a 0!

O passeio nocauteou o rival, que perdeu Gabriel Barbosa, expulso, aos 13. A superioridade numérica ofereceu ainda mais espaços para o Inter, que chegou ao quarto com Yuri Alberto. Para marcar seu segundo hat-trick pelo Clube do Povo, o camisa 11 escapou nas costas da zaga rival, recebeu linda assistência de Edenilson e, de frente com Diego Alves, fuzilou. Colorado 4 a 0, e atropelo confirmado no Maracanã.


Primeiro tempo

8min – Gabriel sai cara a cara com Daniel e finaliza sem direção. Tiro de meta para o Inter.

15min – Everton Ribeiro, da intermediária ofensiva, arrisca. Daniel, no centro do gol, encaixa.

18min – GOOOOOOOOOOOOOL! É GOOOOOOOL! É GOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL! GOOOOOOOOOOOOOL DO INTERNACIONAL! DO CLUBE DO POVO! DO COLORADO! YURI, YURI, YURI ALBERTO É NOME DA ALEGRIA VERMELHA! Edenilson recebe bom passe de Lindoso e, já no campo de ataque, aciona Yuri. O camisa 11 devolve para Ed, que corta a zaga e serve o companheiro. Cara a cara, o atacante alvirrubro finaliza com muita qualidade

Comemore o gol de Yuri na narração da Rádio Colorada

20min – PRA FOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOORA! Saravia escapa pela direita e cruza rasteiro. Na pequena área, livre, Yuri finaliza ao lado da meta rubro-negra. Quase, quase!

26min – FALTA! Taison inverte linda bola para Saravia, que escapa pela direita e é parado com tapa de Filipe Luís. Bandeira marcou.

40min – GOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL! É GOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL! É DELE, É DELE, É DE NOVO DELE! YURI, YURI, YURI ALBEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEERTO FAZ A FESTA NO MARACANÃ! Saravia escapa pela direita em altíssima velocidade e inverte linda bola para Patrick. Na altura da quina esquerda da grande área, o Pantera aciona Yuri, que invade a área e solta o canhotaço. Com leve desvio, ela mata Diego Alves, que nada consegue fazer.

O segundo do Inter na narração da Mais Vermelha

44min – MILAAAAAAAAGRE DE DANIEL! Diego cruza linda bola para Bruno Henrique, que desvia, dentro da pequena área, à queima-roupa. Goleiro colorado salva o Inter e, no rebote, antecipa-se a Everton Ribeiro e garante segurança para a pátria vermelha.

45min – Mais cinco. Vamos a 50!

46min – DANIEL! Diego finaliza de muito longe, e goleiro colorado encaixa em dois tempos.

50min – Árbitro abre o intervalo, Diego reclama de alguma coisa e recebe o amarelo.


Segundo tempo

8min – CUESTA! Isla invade a área colorada pela direita e tenta o cruzamento rasteiro. Patrón desvia e ela morre em escanteio.

10min – ELE VOOOOOOOOLTOOOOOOU! ELE ESTÁ ENTRE NÓS! ELE ESTÁ DE VOLTA! É GOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL! É GOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL! É GOOOOOL! É DO INTERNACIONAL! É DA MINHA CRIA! É COM O DNA DO CELEIRO, DO POVO, DA MINHA GENTE! É DE TAAAAAAAAAAAAISON! Flamengo cobra escanteio por cima, defesa colorada afasta, Patrick ajeita e ela sobra limpa para Taison. O camisa 10 deixa o primeiro para trás, dá uma meia-lua em Filipe Luís, invade a área rubro-negra e solta um petardo, rasteiro, endereçado às redes cariocas.

Assim a Rádio Colorada narrou o golaço de Taison

13min – Muda o Flamengo. Diego vai Michael vem.

14min – SAAAAAAAAAAAALVA, DANIEL! Após escanteio cobrado pela direita, Léo Pereira vai no terceiro andar e cabeceia para o chão. Goleiro colorado opera um milagre cinematográfico.

16min – Gabriel Barbosa é expulso por reclamação.

23min – UUUUUUUUUH! Saravia serve Lindoso, que sai de cara com Diego Alves e finaliza rasteiro. Goleiro salva os visitantes.

24min – VIROU PASSEIO! VIROU MASSACRE! VIROU ATROPELO! É MAIS UM! É HAT-TRICK DO MEU 11! É GOL! É GOL! É GOL! É GOOOOOOOL! É GOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL! É GOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL! Edenilson, pela direita, rente à linha lateral, serve assistência maravilhosa para Yuri Alberto. Camisa 11 invade a área com enorme liberdade, se aproxima de Diego Alves e solta um foguete indefensável. O Clube do Povo abre 4 a 0!

Festeje a goleada confirmada pelos microfones da Colorada

26min – Muda o Flamengo. Entram Thiago Maia e Pedro, saem Everton Ribeiro e Arrascaeta.

26min – Taison deixa o campo. Entra Palacios.

30min – Palacios recebe o amarelo por falta no campo de ataque.

34min – Heitor e Guerrero entram no Inter. Sacados Saravia e Edenilson.

40min – QUAAAAAAAAAASE! Yuri escapa em velocidade pelo corredor direito e cruza para Guerrero. Na entrada da área, pela esquerda, o peruano domina e, após bonito giro, finaliza rasteiro. Foi por muito pouco.

42min – SAAAAAAAAAAALVA, DANIEL! Michael invade a área colorada a dribles e, dentro da pequena área, finaliza. Goleiro do Inter arma o muro e salva.

43min – Novas duas trocas no Clube do Povo. Johnny e Caio por Dourado e Yuri.

45min – Sete de acréscimos. Vamos a 52.

51min – Jogo encerrado no Maracanã!


Ficha técnica:

Flamengo (0): Diego Alves; Mauricio Isla, Gustavo Henrique, Léo Pereira e Filipe Luís; Willian Arão, Diego (Michael), Everton Ribeiro (Thiago Maia), Giorgian De Arrascaeta (Pedro) e Bruno Henrique; Gabriel Barbosa. Técnico: Renato Portaluppi.

Internacional (4): Daniel; Renzo Saravia (Heitor), Bruno Méndez, Victor Cuesta e Paulo Victor; Rodrigo Dourado (Caio Vidal), Rodrigo Lindoso e Edenilson (Paolo Guerrero); Taison (Carlos Palacios), Yuri Alberto (Johnny) e Patrick. Técnico: Diego Aguirre.

Gols: Yuri Alberto, aos 18’/1ºT, aos 40’/1ºT e aos 24’/2ºT, e Taison, aos 9’/2ºT (I).

Cartões amarelos: Gabriel Barbosa e Diego (F); Pedro Henrique e Carlos Palacios (I).

Cartão vermelho: Gabriel Barbosa (F).

Arbitragem: Paulo Roberto Alves Junior (PR), auxiliado por Victor Hugo Imazu dos Santos (PR) e Sidmar dos Santos Meurer (PR). Quarto árbitro: Rafael Martins de Sá (RJ). Ábitro de Vídeo (VAR): Adriano Milczvski (PR). Auxiliar do VAR: Luciano Roggenbaum (PR).

Estádio: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ).

Raio-X: Inter visita o Flamengo na 15ª rodada do Brasileirão

Colorado visita o Flamengo no Maracanã/Foto: Ricardo Duarte

A partir das 18h15 deste domingo (08/08), o Clube do Povo enfrenta o Flamengo, no Maracanã, pela 15ª rodada do Brasileirão. Confira, a seguir, entrevista da Rádio Colorada com Rodrigo Coutinho, jornalista e analista de desempenho, projetando o duelo. Abaixo, você encontra todas as informações sobre o confronto.

Sport Club Internacional · Raio-X #43 | Flamengo x Internacional | 08/08/2021

Transmissão 📻

É dia de jornada dupla para a Rádio Colorada, que estará ao vivo a partir das 14h30 deste domingo! Primeiro, a emissora oficial do Clube do Povo transmite duelo do Celeiro de Ases, também contra o Flamengo, válido pelo Brasileirão Sub-20. Encerrado o confronto, a Mais Vermelha volta suas atenções para o embate do Maracanã. Confira a programação, que pode ser acompanhada via Site e APP do Inter:

AtraçãoPlataformas
13hVelhas SúmulasInternet e App do Inter
14h30Portões Abertos
(Internacional x Flamengo –
10ª rodada/Brasileirão Sub-20)
Internet e App do Inter
15hJornada Esportiva
(Internacional x Flamengo –
10ª rodada/Brasileirão Sub-20)
Internet e App do Inter
17hVestiário Vermelho
(Internacional x Flamengo –
10ª rodada/Brasileirão Sub-20)
Internet e App do Inter
17h10Raio-X
(Flamengo x Internacional –
15ª rodada/Brasileirão 2021)
Internet e App do Inter
17h50Portões Abertos
(Flamengo x Internacional –
15ª rodada/Brasileirão 2021)
Internet e App do Inter
18h15Jornada Esportiva
(Flamengo x Internacional –
15ª rodada/Brasileirão 2021)
Internet e App do Inter
20h15Vestiário Vermelho
(Flamengo x Internacional –
15ª rodada/Brasileirão 2021)
Internet e App do Inter
Brasileirão 2020 é na Rádio Colorada!/Foto: João Callegari

As redes sociais do Inter (@scinternacional no TwitterInstagram Facebook) acompanharão o minuto a minuto da partida, enriquecido por imagens dos principais lances. Na TV, o Premiere anuncia transmissão.


Vamo, Inter! 💪

Inter encerrou preparativos na tarde deste sábado

O Inter já se encontra em solo carioca! O desembarque no Rio de Janeiro ocorreu na noite deste sábado (07/08), horas após o encerramento da preparação para a partida, quando, no CT Parque Gigante, Diego Aguirre e comissão técnica realizaram atividades táticas que encaminharam os 11 nomes que enfrentarão o Flamengo.

No Maracanã, o Inter contará com os retornos de Yuri Alberto e Thiago Galhardo, ausentes na rodada passada por suspensão. Moisés, por outro lado, é baixa confirmada após ser expulso no último sábado (31/07). Mauricio e Lucas Ramos, lesionados, e Boschilia, com desconforto no joelho direito, também desfalcam o time de Diego Aguirre, enquanto Gabriel Mercado, regularizado, pode fazer sua estreia.

Yuri volta a ficar disponível/Foto: Ricardo Duarte

Maior que Diego Aguirre teve desde sua chegada ao Clube, o período de treinos prévios ao duelo deste domingo presenciou novidade que passará a ser rotineira. A categoria Sub-20 participou das atividades realizadas no CT Parque Gigante na última quinta-feira (05/08), intensificando, como explicou o diretor executivo Paulo Bracks em entrevista para o Canal do Inter, os preparativos para o confronto do Maracanã.

“A importância de ter aqui o Sub-20 inteiro, todos os atletas disponíveis, é que nos preparamos melhor para o jogo do final de semana. Isso vai ser rotineiro. Vamos fazer essa atividade em toda a véspera de jogo de final de semana. Trata-se de uma integração, uma transição, que utilizamos para preparar melhor pro jogo do final de semana.”

Paulo Bracks

Quem também falou com exclusividade para o Canal do Inter a respeito do duelo com o Flamengo foi Bruno Méndez. No papo, o zagueiro projetou a partida do Maracanã, reconhecendo o bom momento do adversário, mas destacando as ambições do Clube do Povo para o embate.

“Trata-se de um jogo grande, lindo de jogar. Contra um time bem grande não apenas no Brasil, mas também no mundo. Assim, será difícil, duro, mas vamos para buscar os três pontos. Deixaremos tudo no campo para isso.”

Bruno Méndez

Bruno também comentou o momento de solidez encarado pela defesa colorada. Desde que o uruguaio foi fixado como titular ao lado de Víctor Cuesta, o Inter foi vazado em apenas um de seis jogos, número que, de acordo com o defensor, reflete um empenho compartilhado por todo o time.

“A gente vem entrosando bem. Principalmente eu, que sou novo no time. Falo que todo mundo defende e todo mundo ataca, então, por mais que a defesa não esteja tomando gol, também é importante o ataque, que está defendendo. Agora, temos que ajudar para que o time consiga vencer e conquistar os três pontos.”

Bruno Méndez

Arbitragem 👨‍⚖️

Paulo Roberto Alves Junior apita, auxiliado por Victor Hugo Imazu dos Santos e Sidmar dos Santos Meurer, trio paranaense. Quarto árbitro: Rafael Martins de Sá, do Rio de Janeiro. VAR: Adriano Mliczvski, também do Paraná.


Rival 🆚

Rival vive bom momento na temporada/Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

O Flamengo chega embalado para o duelo deste domingo. Desde a contratação de Renato Portaluppi, a equipe venceu todas as seis partidas que disputou com o profissional na casamata, além de marcar 24 gols e sofrer apenas três. Para Rodrigo Coutinho, os números são reflexo da melhora de clima no Ninho do Urubu, muito mais agradável hoje do que nos tempo de Rogério Ceni.

“Nesse momento, o Flamengo vive uma lua de mel. O trabalho do Rogério foi bom, mas o problema foi que a reação da torcida, mediante qualquer coisa que ele fizesse, era totalmente desproporcional. Isso passou para dentro do clube, muita coisa atrapalhava o time. Já o Renato é um desejo antigo da diretoria, do próprio Renato, e de uma grande parcela da torcida.”

Rodrigo Coutinho
Rogério Ceni foi demitido no início de julho/Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

A fase goleadora permitiu que os principais atletas do elenco carioca fossem poupados da partida de volta das oitavas de final da Copa do Brasil. Disputado na última quinta-feira e encerrado com vitória de 1 a 0, o confronto sucedeu goleada de 6 a 0 do Urubu no Maracanã. Também ausente da viagem para o Rio Grande do Norte, Renato aproveitou a semana para introduzir ainda mais suas ideias de futebol na mecânica rubro-negra, muitas das quais já vinham sendo percebidas pelo público.

“Se o Renato está fazendo o time produzir, ele já tem mérito, mas o Flamengo começou a jogar no atual estilo, de liberdade de movimentação, com o Jorge Jesus. A partir do momento que o Flamengo pisa no campo de ataque, se cria uma desordem no bom sentido. O Portaluppi reativou a memória tática dos tempo do Jesus.”

Rodrigo Coutinho
Renato Portaluppi é o atual comandante rubro-negro/Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Em relação às escalações multicampeãs no passado recente, uma das principais novidades na nominata rubro-negra é a ausência do meio-campista Gerson. Após negociar o atleta com o futebol francês no último mês de junho, o Flamengo custou a encontrar um substituto para a abertura de seu meio de campo. Com Renato, a resposta foi encontrada dentro de casa.

“O Arão do Botafogo e dos primeiros anos de Flamengo era um segundo homem de meio que infiltrava o jogo inteiro na defesa adversária. Até que o Jorge Jesus chega e fixa ele como primeiro, e ele se encontra. Hoje, é muito regular, entende o momento de liderar a pressão pós-perda, e virou um dono do meio de campo.”

Rodrigo Coutinho
De volta à volância, Arão tem atuado bem/Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Contra o Inter, o Flamengo seguirá desfalcado do zagueiro Rodrigo Caio, que passa por processo de reequilíbrio muscular. Assim, os prováveis titulares rubro-negros para este domingo são: Diego Alves; Isla, Léo Pereira, Gustavo Henrique e Filipe Luís; Arão, Diego, Everton Ribeiro, Arrascaeta e Bruno Henrique; Gabriel Barbosa.


Palco 🏟️

Dia de Inter no Maracanã/Foto: Ricardo Duarte

Eterno ‘Maior do Mundo’, o Maracanã, oficialmente nomeado Estádio Mário Filho, recebe o duelo deste domingo. Com capacidade para 78.838 pessoas, o principal palco do futebol brasileiro, inaugurado em 1950, conta com gramado natural de dimensões padrão FIFA.


Retrospecto do confronto 📊

Taison em ação contra o Flamengo no ano de 2008/Foto: Alexandre Lops

O histórico do embate de Inter e Flamengo se destaca pelo equilíbrio. Até hoje, cada equipe venceu 36 dos 102 confrontos disputados entre Urubu e Saci. O Clube do Povo já vazou 143 vezes as redes rubro-negras, enquanto os cariocas registram 134 tentos anotados sobre o Colorado. Ocorreram, ainda, 30 empates.


Último gol de Taison 🔙

Ídolo colorado, Taison já balançou as redes 36 vezes com a camisa do Inter. Curiosamente, o último dos gols que marcou em sua primeira passagem, anotado no dia 25 de julho de 2010, teve o Flamengo como vítima. Pintura, o lance foi decisivo para a vitória alvirrubra no Beira-Rio, e saiu logo aos quatro minutos de jogo, instante em que o craque acertou lindo chute no ângulo rubro-negro.

Presenciado por mais de 25 mil pessoas, o tento foi o único marcado pelo Inter no confronto, válido pela 11ª rodada do Brasileirão. Agora, 11 anos mais tarde, Taison tem a chance de marcar seu primeiro gol no retorno ao Inter exatamente contra o último adversário que flagelou. Pra cima, ídolo!

Ídolo brilhou no duelo de 2010/Foto: Alexandre Lops

Taison concede entrevista antes de jogo da Libertadores

O atacante Taison concedeu entrevista coletiva nesta terça-feira (25/5), na sala de imprensa do CT Parque Gigante. O camisa 10 do Colorado projetou o duelo contra o Always Ready, que encerra a fase de grupos da Libertadores, e será realizado no Beira-Rio. Além disso, Taison também destacou o trabalho que vem sendo feito pela equipe e a estreia das competições nacionais na temporada. Assista na íntegra!

Pós-jogo | Repercussão do show colorado

O Inter deu show no gramado do Beira-Rio nesta quarta-feira (05/05). Pela terceira rodada do grupo B da Libertadores, o Clube do Povo goleou o Olimpia, por 6 a 1, e chegou aos seis pontos na chave. Após o confronto, Miguel Ángel Ramírez, técnico, e Taison, camisa 10 que reestreou pelo Colorado, concederam coletiva. Confira principais aspas e íntegra das coletivas:

“Há dias que não entram tanto. Às vezes, entra. E o volume ofensivo é igualmente alto. Então, é uma questão de estar no momento oportuno. Nas duas últimas partidas de Libertadores, conseguimos gerar muito e converter. O que me preocupa mais é que produzamos, pois sei que há dias em que entram todas, e dias em que não entra nenhuma.”

Miguel Ángel Ramírez

“Os jogadores são conscientes da importância da diferença de gols em uma classificação de fase de grupos. Não há que trabalhar nenhum psicológico, pois eles sabem que precisamos somar o maior número de gols para, em caso de um empate, classificar. Se estamos líderes do grupo, é pelos gols. Quanto mais fazemos e menos sofremos, mais opções temos para classificar.”

Miguel Ángel Ramírez
Íntegra da coletiva de Miguel Ángel Ramírez

“Para nós, o resultado deixa um recado de continuar trabalhando da maneira que foi hoje. Seguir do mesmo jeito. O resultado foi muito bom, mas eu sou uma pessoa que, quando acaba, já pensa no outro jogo. Vão ter jogos difíceis, vão ter jogos que a gente vai construir mais fáceis. Hoje, a equipe está de parabéns. Fez um grande jogo do início ao fim.”

Taison

“Agradeço o Rodrigo (Dourado). Ele chegou em mim ontem e falou que eu seria o capitão da equipe. O grupo todo também me fez chegar da maneira que eu cheguei. Me abraçaram, me deixaram feliz. Gostei do meu desempenho, não só meu como do grupo todo. A palavra de hoje é gratidão por voltar a jogar no meu Clube, no Inter, e pela vitória.”

Taison
Íntegra da coletiva de Taison

A Mídia do Inter também entrevistou alguns dos destaques da goleada sobre os paraguaios. O primeiro a falar foi Thiago Galhardo, humilde artilheiro da noite, que revelou toda sua alegria com a produção ofensiva do Clube do Povo, além de eleger o gol de Caio, sexto da noite, como o mais bonito da partida, apesar de também ele ser dono de uma pintura, quarta do duelo. Veja:

“Tenho vivido,

a cada dia que passa,

momentos mágicos aqui”

Thiago Galhardo

A ordem das entrevistas exclusivas, inclusive, acompanhou a sequência dos goleadores colorados. Enquanto Galhardo anotou os tentos de número três e quatro, Yuri Alberto foi o dono do quinto. Camisa 11 do Clube do Povo, também ele foi entrevistado pela Mídia do Inter, e aproveitou para comemorar o fortalecimento do grupo alvirrubro.

“Nosso grupo está cada vez

mais forte. Podemos contar

com qualquer jogador.”

Yuri Alberto

Alô, sócio(a): uma ligação especial do Taison

Oficialmente apresentado no final da manhã da última sexta-feira (23/04), Taison já está em casa. Alegre com o retorno, o novo camisa 10 colorado decidiu comemorar o tão sonhado momento com os grandes protagonistas da história alvirrubra: os(as) sócios(as)! Separa o lencinho e confira todo amor e carinho recebido pela cria do Celeiro!

O primeiro dia de Taison no retorno ao Beira-Rio

Ele voltou, e já está entre nós! Ídolo colorado, Taison foi oficialmente apresentado como reforço do Clube do Povo no final da manhã desta sexta-feira (23/04). Novo camisa 10 do Inter, ele abriu o dia com avaliações físicas no CT Parque Gigante, sucedidas pelo esperado retorno ao Beira-Rio. Confira toda a emoção do craque:

“Eu não vim aqui para passear. Vim para ganhar”, declara Taison em sua apresentação

De volta ao Clube do Povo após 11 anos de brilho na Europa, Taison foi oficialmente apresentado no final da manhã desta sexta-feira (23/04). Ou melhor, reapresentado. Completamente à vontade, o novo 10 do Beira-Rio concedeu entrevista na Sala de Imprensa do Gigante, onde definiu o alegre sentimento com o retorno à casa que tanto ama.

“Estou muito feliz de
voltar a minha casa,
ao Inter. Não vim
aqui a passeio, vim
para trabalhar.
A
gratidão pelo Clube…
não tenho palavras
para explicar.”

“Volto feliz, bem
condicionado, à
disposição de todos.
Volto para conquistar
coisas grandes,
porque o Inter é
grande
, a torcida é
grande.”

A coletiva do novo reforço contou com a presença de Alessandro Barcellos, presidente colorado, João Patrício Herrmann, vice-presidente de Futebol, e Paulo Bracks, diretor executivo do Clube do Povo. Além de destacar o papel fundamental que o atleta exerceu ao longo das negociações que trataram de seu retorno, o trio de dirigentes também comemorou o fundamental acréscimo técnico que Taison representa ao grupo vermelho.

“Estamos trazendo um jogador que é a cara do Inter, identificado com o povo colorado. Isso tem um valor muito forte para aqueles que, como nós todos, preservamos a identidade de um Clube do Povo, que vem construindo sua história com muito suor, com muito trabalho, e com aquilo que ele traz no semblante: alegria. Alegria que vai se transformar em entrega.”

Alessandro Barcellos

“Taison volta com 33 anos para ocupar não só um espaço no nosso coração, mas no nosso elenco. Em nome da vice-presidência de Futebol, quero dar boas-vindas, dizer que vais encontrar uma estrutura moderna, que vai, com certeza, te dar condições de potencializar teu trabalho. Com tua capacidade de liderança e técnica, vais nos ajudar bastante não só dentro, mas também fora de campo.

João Patrício Herrmann

“Foi uma negociação difícil. Uma negociação que, como o clima lá da Ucrânia, começou bem fria e foi esquentando. Assinou um contrato conosco de dois anos, no mínimo dois anos. Está igual um garoto, com uma condição física completamente invejável.”

Paulo Bracks
Paulo Bracks (E), Alessandro Barcellos, Taison e João Patrício Herrmann (D)

Além de externar a euforia com a volta ao clube que ama, Taison também falou de outros temas em sua apresentação. Ídolo colorado, o reforço analisou o atual grupo vermelho, elogiou seus novos companheiros, comentou as funções que pode desempenhar em campo e elencou as lições que aprendeu ao longo da última década. Confira as principais aspas:

“O Taison saiu daqui com 22 anos, campeão de uma Libertadores, de Sul-Americana, campeão gaúcho invicto. O Taison volta agora um pouco mais experiente. Estive em uma Copa do Mundo, 300 jogos com a camisa do Shakhtar, capitão, Champions League, Liga Europa. Mas agora é uma nova história. Voltei pro Clube que eu amo.”

“O que eu incomodei de mensagem o presidente, falando para acertar isso logo. Estou muito feliz de estar de volta para a minha casa. Não vim aqui a passeio, não vim para brincar. Vim aqui demonstrar todo o trabalho que fizeram para eu voltar. Estou muito feliz de estar vestindo essa camiseta, que me fez chegar em coisas muito distantes do que eu sonhei.”

“Cheguei ontem à noite, uma viagem longa. Já treinei hoje pela manhã, fiz os testes, estou me sentindo muito bem. Vinha treinando lá. O mister vai decidir se eu devo jogar na terça-feira, na próxima, mas eu já estou à disposição dele. Pretendo estrear logo, minha vontade é de estar logo dentro do campo.”

“Sozinho eu não vou conseguir conquistar o que eu quero. O grupo do Inter tem jogadores de alto nível, que eu sei que vão ajudar o Clube. Eles também querem ser campeões. Eu vim para ajudar, vim de uma experiência, ganhei 15 títulos no Shakhtar, fui eleito duas vezes melhor jogador. Saí vencedor, voltei vencedor, e quero vencer. E o grupo do Internacional também quer conquistar.”

Programa do Inter repercute o #TaisonDay

O TAISON VOLTOU! O Programa do Inter desta sexta-feira (16/04) apresentou a cobertura completa do festivo #TaisonDay, com informações e comentários sobre o mais novo reforço colorado. A atração também entrevistou Maurício Salgado, técnico das Gurias Coloradas, que projetou a estreia do Clube do Povo no Brasileirão A1, prevista para este sábado (17/04). Confira tudo isso e muito mais!

Sport Club Internacional · Programa do Inter #10 | 16/04/2021

Tradicional exibição do final de tarde da Maior e Melhor Torcida do Rio Grande, o Programa do Inter é responsável por atualizar as novidades do Clube do Povo. Com boletins sobre grupo profissional masculino, categorias de base e Gurias Coloradas, a atração apresenta, de segunda a sexta, às 18h, todas as informações sobre mais um dia do Internacional. Ouça no APP ou Site do Inter!

De joia a ídolo: relembre a trajetória de Taison no Inter

O PASSISTA DO BEIRA-RIO VOLTOU! Fiel representante da essência do Clube do Povo, Taison está de volta ao Gigante. Anunciado na tarde desta sexta-feira (16/04), o ídolo retorna ao Inter para escrever novos capítulos em história que já conta boas doses de superação, alegria, taças e, é claro, muita irreverência vestindo vermelho.

Oriundo do pelotense Progresso, clube de sua cidade natal, Taison chegou ao Celeiro de Ases no ano de 2005. Jogador de extrema velocidade e dribles desconcertantes, foi descoberto durante confronto contra o próprio Inter. A partir de então, passou a ser cuidadosamente lapidado na base do Clube do Povo, onde viveu pouco mais de dois anos e atuou pelas categorias Sub-17 e Sub-20 até a promoção para os profissionais, oficializada no início de 2008.

À época, o mês de maio, inaugurado com taça estadual, não ofereceu final feliz para o Inter. Oscilante, o Colorado acumulou derrotas, por Brasileirão e Copa do Brasil, que culminaram com troca no comando técnico e despedida de ídolos. Neste cenário instável, Taison debutou entre os profissionais do Clube do Povo. No Estádio do Canindé, o jovem substituiu Magrão quando o relógio indicava 34 minutos da etapa final, e pouco pôde fazer para evitar o tropeço colorado para a Portuguesa, vitoriosa naquele domingo dia oito.

“Olha para trás, Taison.
Está todo mundo te observando e,
no dia do jogo, vai ter muito mais.
Tens que dar o teu melhor,
pois tu vai acertar!”

TIte, em seus primeiros treinos À frente do INTER
Taison e Cléber Xavier, auxiliar colorado durante a passagem de Tite

Os dias que sucederam o revés em São Paulo ficaram marcados por novas mudanças. Primeiro, Tite chegou. Pouco depois, Fernandão, nosso eterno capitão, deixou o Inter. O ataque vermelho, assim, sofria grande baixa, lacuna que aumentava a pressão sobre Taison. Felizmente, neste exato momento o jovem encontrou um amigo e fiel escudeiro na casamata do Beira-Rio. O novo comandante, em breve ficaria claro, era um entusiasta do futebol da cria colorada.

“Se o professor precisar de mim,
estou pronto para dar
o meu melhor.”

TAISON, SOBRE A CHEGADA DE TITE

Não demorou para Tite precisar de Taison. Em sua segunda partida à frente do Inter, o comandante deu novos minutos ao jovem, alçado a campo aos 22 da etapa final de partida contra o Vitória, em Salvador. O desempenho agradou a ponto de o pelotense ser escalado como titular no confronto seguinte. Formando dupla com Nilmar, a cria do Celeiro iniciou o Gre-Nal 370, disputado no Olímpico e válido pelo primeiro turno do Brasileirão. Missão difícil? Não para o futuro craque, escolhido o melhor do Inter no empate em 1 a 1.

Taison não sentiu o peso do primeiro clássico que disputou pelo Inter

Faltava a Taison apenas a estreia no Beira-Rio, que chegou no dia seis de julho. Diante do Coritiba, o insinuante avante ocupou papel de destaque em linha de frente compartilhada com Alex e Nilmar. Protagonista na vitória por 3 a 0, brilhou com dribles, ocupou o papel de garçom e fez os zagueiros adversários, infernizados com seu ritmo de garoto, acumularem cartões amarelos.

“A torcida é quem dá apoio para nós, estou muito emocionado. Temos muito o que mostrar ainda. Sempre sonhei em ter este reconhecimento, em ouvir a torcida gritando o meu nome no Beira-Rio. Que bom que isso aconteceu. O Inter apostou em mim, por isso quero dar o meu melhor.”

Taison, após estrear no Gigante

Se a parceria com nomes marcantes a exemplo de Alex, Tite e Nilmar avançava em velocidade equiparável apenas à das pernas do pelotense, o primeiro gol da joia pelo Inter apresentou uma nova dupla que faria história no Beira-Rio. A chuvosa noite de 20 agosto pareceu embalar D’Alessandro, que criou linda jogada para Adriano finalizar. Marcos defendeu, mas o rebote foi de Taison, que não hesitou em fuzilar. O Clube do Povo chegava a quatro, o Palmeiras seguia com um, e a cria do Celeiro estreava na lista de goleadores alvirrubros. Festa, no Beira-Rio, com El Cabezón!

A festa com o primeiro gol de Taison!

Grande conquista colorada em 2008, a Sul-Americana também presenciou atuações de luxo do jovem colorado. Importante na fase de oitavas, quando o Inter enfrentou a Universidad Católica com equipes mistas, Taison saiu do banco no histórico triunfo de 2 a 1 sobre o Boca, na Bombonera.

Seu momento de maior brilho na campanha – e, provavelmente, na temporada -, veio na sequência, na partida de volta das semifinais. Titular diante da ausência de Alex, convocado para a Seleção Brasileira, a joia serviu Nilmar nos dois gols marcados pelo parceiro na vitória por 4 a 0 sobre o Chivas.

A mágica Academia do Povo de 2008 já contava com Taison (20)

O show particular contra o Chivas, inclusive, ocorreu no embalo do segundo gol de Taison pelo Inter, marcado dias antes, durante goleada sobre o Ipiranga. Anotado em bonito chute de fora da área, o tento foi o último marcado pela cria no seu ano de estreia entre os profissionais.

Para além das bolas na rede, contudo, a participação do jovem pelotense também foi decisiva através de dribles insinuantes. Na finalíssima continental, contra o Estudiantes, foi Taison quem esbanjou coragem para encarar dois marcadores, um deles Desábato, e cavar o escanteio que originaria o inesquecível gol de Nilmar.

Taison, o terceiro agachado da direita para a esquerda

“Tive a felicidade de entrar e marcar. Agora, vou continuar trabalhando
para conquistar uma chance

do técnico Tite.”

Taison, após partida contra o são josé-poa

A titularidade absoluta de Taison chegou em 2009. Avassalador, o jovem saiu do banco na segunda rodada do Gauchão para marcar dois gols na brigada vitória de 3 a 1 do Inter sobre o São José e, a partir de então, se consolidar nos 11 iniciais de Tite. O último gol do jovem na partida, vale lembrar, saiu já nos instantes finais de jogo.

Aos poucos, a camisa 7 conhecia seu mais novo dono

Novo dono da camisa 7 colorada, Taison voltou a marcar na semana seguinte, participando de importante 4 a 0 em cima do Sapucaiense. Logo depois, outro doblete, contra a Ulbra, confirmou o inspirado início de temporada do jovem. No horizonte, um clássico Gre-Nal despontava como momento perfeito para o pelotense referendar o recente protagonismo.

“Todo mundo brinca que eu sou um raio. Então, o Nilmar é o papa-léguas!”

Em Erechim, Taison foi gigante. Uma vez mais, o jovem provou que sua estrela vai muito além dos gols, e protagonizou contra-ataque histórico com Nilmar. Em alta velocidade, a dupla transformou lance de perigo do rival em rabisco eternizado na retina do povo vermelho. O gol, segundo do Inter, garantiu vitória por 2 a 1 no primeiro clássico do ano de nosso centenário.

Taison e Bolívar, futuro e passado, então juntos no presente

O ritmo goleador não apenas foi mantido até o fim do primeiro turno estadual, conquistado em Gre-Nal disputado no Beira-Rio, como também renovado nas semanas seguintes. Campeão da primeira fase, o Inter também venceria o returno do Rio Grande, desta vez com goleada histórica sobre o Caxias. Autor de 15 gols no torneio, muitos deles decisivos, a exemplo do anotado em cima do Grená, Taison encerrou o Gauchão no topo da artilharia.

“Taison ou Messi?

Depois do Rio Grande, o Brasil inteiro também teve a oportunidade de se curvar à fase estrelada de Taison. Autor de gol nas fases segunda, de oitavas, quartas e semifinal da Copa do Brasil, o craque chegou a suscitar, em partida contra o Coritiba, que abriu a disputa por vaga na decisão, questionamento marcante da imprensa gaúcha. Como esquecer da heresia do saudoso Wianey Carlet, que ousou comparar o menino de Pelotas a Lionel Messi? Na noite de 27 de maio de 2009, os colorados e coloradas perceberam quem era melhor.

O Brasileirão, vale lembrar, também serviu de solo fértil para grandes exibições de Taison. Peça importante na excelente arrancada do Clube do Povo na competição, o atacante desenvolveu, ao longo do torneio, simpatia cada vez maior pelo corredor esquerdo do gramado, consequência da cada vez mais evidente defasagem do sistema 4-4-2, revolucionado por Mourinhos e Guardiolas.

Desacompanhado de Nilmar, negociado com o futebol espanhol, o camisa 7 encontrou parceria com outros nomes de destaque no Inter de então. Ao lado de Giuliano, Marquinhos, Alecsandro e companhia – além dos companheiros mais longevos, é claro -, Taison ajudou a classificar o Colorado, vice-campeão nacional, para a Libertadores seguinte.

Titular na última rodada do Brasileirão, Taison deu assistência para Giuliano na partida

O Taison, com velocidade, caiu
em cima
da última linha
do Emelec.”

fossati, depois da estreia nos grupos da libertadores
Taison abriu a temporada com gols no Gauchão…

A estreia do grupo principal colorado em 2010 ocorreu diante do Juventude. Titular, Taison marcou gol no Beira-Rio, logo acompanhado pelo segundo da temporada, tento anotado na terceira partida que disputou no ano. Com a chegada de Jorge Fossati para a casamata, todavia, o elenco passou a conviver com maior rotatividade na linha de frente.

Desta forma, o camisa 7 abriu a Libertadores na reserva do 3-5-2, mas entrando em campo para mudar esquema e postura do lado vermelho, contribuindo na virada sobre o Emelec. Também partindo do banco, a cria do Celeiro atuaria em outras quatro das cinco partidas que completaram a participação alvirrubra na fase de grupos da América.

Habituado a fazer a diferença em momentos decisivos, Taison viveu, na abertura das quartas de final, sua primeira grande noite no principal campeonato de clubes do continente. Contra o Estudiantes, foi o escolhido de Jorge Fossati na busca por espaços na retaguarda argentina, que emperrara o jogo colorado ao longo de todo o primeiro tempo.

Camisa 7 incomodou o Estudiantes

Chamado pelo técnico aos 18 minutos, o camisa 7 cumpriu sua missão com louvor. Garçom para gol de Alecsandro, anulado por centímetros, atordoou o corredor direito da defesa pincha, estonteando Cellay. Não por acaso, neste setor surgiu a falta cobrada por Andrezinho e desviada, em direção ao gol e à vantagem, por Sorondo.

“Venho treinando com dedicação,
quero aproveitar
esta chance!”

Taison, durante a intertemporada

A Copa do Mundo de 2010 paralisou a disputa dos campeonatos de clubes, oferecendo intertemporada fundamental para Celso Roth, substituto de Fossati, conhecer o elenco do Clube do Povo. Com as atenções completamente voltadas para as semifinais da Libertadores, o Inter ainda pôde tornar preparativos os quatro jogos que tinha por disputar pelo Brasileirão antes de enfrentar o São Paulo na luta por vaga na final da América.

“Fiquei morto após a arrancada, mas valeu o empenho!”

Decidido a conquistar o continente com o Colorado, Taison marcou dois gols nas quatro vitórias alcançadas pelo Inter antes do embate com os paulistas. O primeiro, anotado em jogada de altíssima velocidade, saiu logo na retomada do Brasileirão, contra o Guarani, em Campinas. O outro, uma pintura, saiu na partida anterior à semifinal. No Beira-Rio, o camisa 7 fez o acertou lindo chute de perna direita no ângulo da meta flamenguista.

Meu gol não me garantiu contra o São Paulo. Tenho certeza de que todos querem jogar.”

Que se registre para a posteridade: Taison viveu uma noite inspirada contra os paulistas. Disputados no Beira-Rio, os primeiros 90 minutos das semifinais da América tiveram no camisa 7 seu grande nome. Dono de crescente entrosamento com Kleber, o proprietário da ponta-esquerda de ataque do Inter participou de duas grandes oportunidades, milagrosamente defendidas por Ceni. Substituído por Sobis a instantes do apito final, deixou o campo justamente ovacionado pelas cerca de 50 mil pessoas presentes no Gigante.

Taison perturbou a zaga do São Paulo

Talhado para encarar momentos de tensão com a típica leveza dos craques, Taison sempre irritou marcadores que não compreendem a hierarquia exercida pelo pelotense dentro de campo. À pressão de 60 mil gargantas paulistas, ele respondeu com a tranquilidade característica de quem carrega o DNA do Celeiro, eternamente cassada pelos rivais. Fracassada para quem enfrenta Andrés D’Alessandro, a perseguição ao 7 valeu para o gringo falta cobrada na medida certa para o finalista resvalo de Alecsandro.

“Foi uma vitória muito importante.
Agora, vamos trabalhar forte
para o jogo da volta.”

taison, depois do jogo em guadalajara

Iniciada fora de casa, a decisão continental seguiu roteiro parecido ao do jogo de volta das semis. Liso como de costume, Taison seguiu oferecendo aos adversários um único caminho para ser interrompido: as faltas. Diferente do que ocorrera em São Paulo, entretanto, a melhor oportunidade que o jovem cavou em Guadalajara não virou gol – por detalhe. Alecsandro, desta vez, mandou no travessão. Sem problemas, graças ao grande segundo tempo colorado, premiado com vitória por 2 a 1.

Piscou? Perdeu!

Nova final, novo brilho. No gol de Rafael Sobis, do empate no Beira-Rio, foi Taison quem, atento à luta de Guiñazú, recuperou a posse para o Colorado e acionou D’Alessandro. Do Cabezón a bola seguiu até Tinga, que abriu tudo com Kleber, garçom da noite. O camisa 7, como de costume, era decisivo.

Sacado de campo logo após o empate, Taison acompanhou do banco os minutos que antecederam a consagração do Inter como bicampeão da América. Encerrada a partida, ele vivia o sonho de todo colorado. Pela segunda vez na história, seu time do coração conquistava a maior taça do continente. Pela primeira, com participação direta dele.

A emocionada euforia de um campeão da América/Foto: Ricardo Duarte

A reafirmação do futebol de Taison ao longo da campanha, coroada com a taça da Libertadores, não passou despercebida pelo mercado europeu. Assim, na semana seguinte ao Bi da América, o camisa 7 disputou, diante do Avaí, a última de suas 137 partidas com o Inter.

“Estou muito feliz por estar de volta a minha casa.
De volta a todos vocês, colorados.
Estou muito feliz, vocês
não têm noção.”

TAISON, NESTA SEXTA, EM LIVE NO PERFIL DO INTER

Casa adversária, a Ressacada presenciou tanto os últimos movimentos de Taison vestindo vermelho quanto as lágrimas que correram no rosto do craque após o jogo, no vestiário visitante. Quase 11 anos depois, o Clube do Povo agora volta a fazer sua cria chorar. Desta vez, de alegria. Bem-vindo de volta, ídolo!

O bom filho a casa torna

O TAISON VOLTOU
(Eduardo Schemes / Nards Zueira/ Denilson Zueira/ Pingo Zueira / Elias Zueira / Roger Zueira)

Ooooooo
Ooooooo
Oh TAISON voltou
Ooooooo
Ooooooo
Oh TAISON voltou

Alô, torcedor do Internacional
Estampa tua camisa com o nome especial
O TAISON voltou, ele tá aí de novo
O cara que é a cara
Do CLUBE QUE É DO POVO
O cara que é a cara
Do CLUBE QUE É DO POVO

É cria do Celeiro Beira-Rio
Na Copa, representou Brasil
Campeão da América, orgulho da Nação
Sangue colorado, é Inter de coração
O mundo ele girou
E a novela acabou
Oh TAISON voltou

Ooooooo
Ooooooo
Oh TAISON voltou
Ooooooo
Ooooooo
Oh TAISON voltou

Alô, torcedor do Internacional
Estampa tua camisa com o nome especial
O TAISON voltou, ele tá aí de novo
O cara que é a cara
Do CLUBE QUE É DO POVO
O cara que é a cara
Do CLUBE QUE É DO POVO

Ooooooo
Ooooooo
Oh TAISON voltou
Ooooooo
Ooooooo
Oh TAISON voltou

Arranjos – @virozueira

Tantan e voz – @dezueiraviro
Banjo e vocais – @nardszu
Cavaco e vocais – @oficialrogerluiz
Pandeiro – @eliaszthugs
Surdo e cuíca – @seupingo
Caixas e repinique – @andersonxilico
Violão – @thairon
Reco reco – @digamedeiros