Gurias Coloradas são campeãs do primeiro Brasileirão Sub-17 da história

Gurias Sub-17 são campeãs nacionais/Foto: Ricardo Duarte

É A MELHOR BASE DO BRASIL! Na raça e na bola, com o ataque mais goleador e a defesa menos vazada, contra tudo e todos, as Gurias Coloradas conquistaram, na manhã deste domingo (1º/05), o primeiro Brasileirão Feminino Sub-17 da história. Em um SESC lotado pela Maior e Melhor Torcida do Rio Grande, o Clube do Povo, que vencera a partida de ida por 1 a 0, bateu o Santos por 2 a 1, com dois gols de Berchon, e garantiu o inédito troféu para a vistosa galeria da base vermelha!

Ouça os gols de Berchon na narração da Rádio Colorada

Gurias dominam o primeiro tempo

Derrotado na Vila Belmiro, o Santos foi a campo interessado em desfazer a desvantagem, e tratou de pressionar nos movimentos de abertura da partida. A blitz paulista, porém, ficou restrita à posse de bola, improdutiva diante da defesa menos vazada do Brasileirão. Sólidas na retaguarda, as Gurias pareciam aguardar um erro das Serias para dar o primeiro golpe da manhã, que chegou no minuto 10.

Priscila foi uma gigante no gramado do SESC/Foto: Ricardo Duarte

Reserva na vitória das Gurias profissionais sobre o Palmeiras, conquistada neste sábado (30/04), a atacante Priscila, que disputou mais de 30 minutos da partida do Canindé, foi a primeira flecha explorada pelo contragolpe colorado. Acionada por Danny, a velocista camisa 25 partiu com fome de gol para cima da marcação, e só foi derrubada, dentro da área. Na cobrança, a capitã Berchon esbanjou categoria, deslocou a goleira Rayssa e partiu para o abraço. No SESC, 1 a 0. No agregado, dois!

A perna direita da craque Berchon estava afiada. Aos 15, a camisa oito cobrou falta venenosa a partir da intermediária de ataque. Por cima da barreira, a bola assoviou o poste santista. Não contente com o sucesso de seus arranques e pedaladas, Priscila também deu trabalho para Rayssa, que teve dificuldades para defender arremate feito pela esquerda da área alvinegra. Satisfeitas com o resultado, as Gurias ainda evitavam se expor com excesso, e sabiam valorizar, entre um escape e outro, a posse de bola que concentravam no meio-de-campo.


Polêmica antes do intervalo

Para além da superioridade colorada, o primeiro tempo também teve como característica o excesso de faltas cometidas pelas duas equipes. Pouco a pouco, a temperatura da partida subia, até atingir seu estopim aos 38. Após Joana cometer falta tática para impedir contra-ataque santista, a adversária Analuyza partiu para cima da defensora alvirrubra, que foi protegida por suas companheiras.

Entre as coloradas que ajudaram Joana estava Danny Teixeira, punida por Andressa Hartmann com o cartão vermelho. Curiosamente, o critério não foi repetido diante de Analuyza, que recebeu apenas o amarelo. Estava, então, atualizada a missão para o segundo tempo: além de proteger a vantagem, as Gurias também precisariam sustentar a inferioridade numérica. Fortes emoções estavam por vir.

União do grupo foi fundamental neste domingo/Foto: Ricardo Duarte

Maturidade contra as adversidades

Logo depois do apito de reinício da partida, as Gurias sofreram o segundo baque do dia. Após cruzamento da direita, a atacante Isa Viana levou a melhor contra a defesa do Inter e finalizou fora do alcance de Bianca. Debaixo das traves, Erica fez as vezes de goleira e espalmou o arremate. Amarelo para a lateral e pênalti para o Santos, que chegou ao empate com Isa.

Berchon marcou um gol em cada tempo/Foto: Ricardo Duarte

A um gol da virada que levaria a decisão para os pênaltis, o Santos esperava crescer a partir do empate. Com uma jogadora a menos, o Inter vislumbrava 35 emocionantes minutos pela frente. As Gurias, contudo, não queriam saber de drama, e responderam ao tento paulista com inacreditável maturidade. Adolescentes na idade, as atletas coloradas foram veteranas para cozinhar o jogo e, na base dos arranques de Priscila, relembrar às Sereias do iminente perigo.

Artilheira do Inter na conquista do Gauchão Feminino de 2021, Priscila voltou a ser caçada dentro da área aos quatro. Mais um pênalti no jogo, mais um pênalti para o Clube do Povo, mais um gol de Berchon. Desta vez, a capitã abriu mão da classe, e apostou na força. De peito de pé, a cobrança, feita no meio do gol, estufou as dançantes redes santistas.


CAMPEÃS!

Diferente do Inter, o Santos sentiu o gol sofrido. Desesperadas para atacar, as visitantes deixaram exposta sua dupla de zaga, que passou a sofrer com os pivôs de Alice. Camisa nove colorada, a artilheira do campeonato (dona dos mesmos seis gols de Clarinha) não errou uma sequer das diversas paredes que fez em cima das adversárias, e acumulou faltas sofridas. Uma delas custou caro às Sereias, que enfim tiveram Analuyza expulsa. Agora, eram 10 para cada lado.

As Gurias mereciam escore maior pelo segundo tempo que fizeram. No lance seguinte à expulsão, Bruna Wink, recém-alçada a campo, carimbou o travessão paulista. Priscila, em novas disparadas pela ponta, também assustou Rayssa, mas não conseguiu marcar gol que faria justiça a sua gigante exibição. Outras substitutas do começo de tarde, Teté, Fridrich, Elô e Karol mativeram o bom nível coletivo, e reforçaram a defesa, que não voltou a ser assustada. Aos 40 minutos da etapa final, o Brasil inteiro já sabia: a base colorada era campeã de novo. Festa no SESC!


Ficha técnica:

Internacional (2): Bianca; Joana (Teté), Carla, Guta e Erica (Elô); Myka (Fridrich), Danny Teixeira e Berchon; Clarinha (Bruna Wink), Alice (Karolayne) e Priscila. Técnico: David da Silva.

Santos (1): Bianca; Raíssa Calheiros, Gi Mazotti, Heloisa (Luana) e Sophia (Barbara); Fran (Vitória Rosa), Marzia, Analuyza, Gi Fernandes e Júlia Delprat (Cury); Isa Viana.

Gols: Berchon, aos 10’/1ºT e aos 4’/2ºT (I). Isa Viana, a 1’/2ºT (S).

Cartões amarelos: Joana, Erica, Myka e Bruna Wink (I). Heloisa, Sophia e Analuyza (S).

Cartões vermelhos: Danny (I). Analuyza (S).

Arbitragem: Andressa Hartmann, auxiliada por Tiago Kappes Diel e Ariela Duarte da Silveira. Quarto árbitro: Anderson Farias.

Estádio: SESC Protásio Alves.

CAMPEÃS! Gurias Coloradas vencem Gre-Nal por 2 a 1 e conquistam o Gauchão Feminino!

Capitã Bruna Benites ergue a taça!/Foto: Mariana Capra, Internacional

CAMPEÃS! BICAMPEÃS CONSECUTIVAS! ENEACAMPEÃS NA HISTÓRIA! As Gurias Coloradas derrotaram o Grêmio por 2 a 1, na manhã deste domingo (20/12), e conquistaram o Gauchão Feminino de 2020. Disputado a partir das 10h na Arena Cruzeiro, em Cachoeirinha, o clássico Gre-Nal contou com gols de Djeni e Byanca Brasil, para o Inter, e Pri Back, para o rival. VAMO, GURIAS!


Gurias protagonistas

Djeni Becker comemora o bonito primeiro gol colorado/Foto: Mariana Capra, Internacional

Os movimentos iniciais de partida foram disputados em ritmo extremamente elevado. Postadas no campo ofensivo e apertando a saída de bola rival, as Gurias Coloradas criaram sua primeira oportunidade logo aos dois minutos, quando Ju Ferreira exigiu milagre de Lorena. A arqueira adversária seguiu brilhando ao longo da dezena de abertura do confronto, ao mesmo tempo em que suas estonteadas companheiras apostavam no rodízio de faltas para conter a intensidade do Clube do Povo.

A narração da Rádio Colorada para o testaço de Djeni:

Sport Club Internacional · Rádio Colorada | Gol Byanca Brasil: Inter 2 x 1 Grêmio – Final Gauchão Feminino

Com o passar do tempo, o Grêmio entendeu que, às adiantadas linhas do Clube do Povo, a melhor resposta seria apostar na movimentação de Marta, que passou a pedir por passes em profundidade com o objetivo de sobrecarregar a segura dupla de zaga colorada. As oportunidades mais claras, então, saíram na casa dos 20 minutos. Primeiro, quem assustou foi o rival, mas Gisseli teve seu arremate travado, em cima da linha, por Naná. Depois, aos pontuais 28, quem chegou foi o Inter. Mari lançou Rafa, que disparou pela esquerda e cruzou na medida para a elemento surpresa Djeni abrir o placar.

Camisa 8 encerrou o Gauchão com cinco gols/Foto: Mariana Capra, Internacional

Atingida a casa de meia-hora de partida, o ritmo do confronto foi consideravelmente reduzido, fruto do crescente calor em Cachoeirinha. Ensolarada, a exuberante Arena Cruzeiro presenciou, inclusive, algumas interrupções para atendimento de atletas desgastadas com a temperatura. Enquanto os termômetros subiam, o placar se manteve estável, e um parcial 1 a 0 foi mantido até o intervalo.


CAMPEÃS!

Abraçada por Julia, Byanca comemora o segundo do Inter/Foto: Mariana Capra, Internacional

Após cinco minutos de aparente marasmo, o Clube do Povo logo tomou as rédeas da partida também no segundo tempo. A movimentação de Shashá, de novo, esgotou a marcação adversária, que aos oito minutos não conseguiu acompanhar a craque Byanca Brasil. Caindo pela esquerda, a camisa 9 tentou duas vezes para marcar um golaço e ampliar a vantagem no marcador.

Confira o gol de Byanca na narração da Rádio Colorada:

Sport Club Internacional · Rádio Colorada | Gol Byanca Brasil: Inter 2 x 1 Grêmio – Final Gauchão Feminino

O domínio colorado, embora atrapalhado pelo intenso calor, foi continuado após o tento da artilheira do torneio, que chegou aos seis no Estadual. Técnica gremista, Patrícia Gusmão até realizou mudanças que se desdobraram em time cada vez mais ofensivo, mas as novidades foram muito bem decifradas por Maurício Salgado.

Craque foi a artilheira do Gauchão: seis gols/Foto: Mariana Capra, Internacional

Com suas mudanças, a exemplo da entrada de Leidi, o comandante alvirrubro encaixotou o rival. Apenas em rara escapada fruto de erro na saída de bola colorada, Sinara sofreu pênalti que Pri Back converteu, descontando para as gremistas.

A proximidade no placar acendeu alerta definitivo no Clube do Povo, que passou os 10 últimos minutos de partida no campo de ataque, bombardeando a goleira Lorena, figura fundamental para impedir novos gols das Gurias Coloradas. Aos 51 minutos, Leandro Vuaden apitou pela última vez e confirmou: o Rio Grande é do time feminino do Clube do Povo!

Foto: Mariana Capra/Internacional

Melhores momentos – primeiro tempo

2min – SAAAAAALVA, LORENA! Após pressão na saída de bola adversária, Ju fica com a posse e, da entrada da grande área, solta a bomba. Goleira gremista opera o primeiro milagre do jogo.

4min – Pri Back recebe o amarelo por pontapé em Djeni.

6min – Lorena segura! Mari Pires domina na entrada da grande área, pela direita, e finaliza rasteiro. Nova intervenção da arqueira azul.

8min – Cartão amarelo para Bruna Benites. Falta em Marta.

8min – Tiro de meta! Eudimilla bate bem, a bola encobre a barreira, mas vai pela linha de fundo.

9min – MILAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAGRE! QUE JOGADA DE SHASHÁ! Camisa 7 desarma no campo de ataque, costura da direita para a esquerda e, nas cercanias da grande área, manda o canhotaço. A bola tinha endereço, o ângulo, mas Lorena dá linda ponte para salvar as azuis.

15min – Kemelli! Marta é lançada nas costas da marcação colorada e, percebendo as boas condições da atacante rival, goleira alvirrubra deixa a meta para cortar o perigo.

18min – CANTO BOLA! Byanca Brasil serve Mari Pires, que não consegue a finalização. Sinara afasta mal, ela volta com Mari, e a camisa 10 deixa com Djeni, que finaliza travada. Escanteio para o Inter.

20min – É LÁ E CÁ! Rebeca vai ao fundo pela esquerda e cruza rasteiro para Marta. Kemelli abafa a centroavante, mas a sobra, com o gol aberto, é de Gisseli, que finaliza. Salvadora, Naná trava e, após confusão, a sobra é de Fabi, que dispara em velocidade. Como fizera Pri Back mais cedo, Sinara dá um pontapé na colorada e recebe o amarelo.

28min – GOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL! É DO CLUBE DO POVO, É DA ACADEMIA DO POVO, É DAS COLORADAS QUE TANTO ALEGRAM NOSSO CORAÇÃO! DJENI, DJENI, DJENI! Mari Pires serve excelente passe em profundidade para Rafa Travalão, que vai ao fundo pela esquerda e levanta com açúcar, carinho, esmero, na entrada da área pequena gremista. Elemento surpresa, Djeni Becker aparece livre, leve e solta e manda um testaço para as redes. AS GURIAS ESTÃO NA FRENTE!

42min – Djeni recebe o amarelo por conter contra-ataque gremista.

45min – Vamos até 48. Mais três.

47min – Devido a tempo de paralisação para atendimento de Naná, Vuaden acrescenta mais um minuto aos acréscimos. Vamos a 49.

49min – Intervalo de partida. Vitória parcial do Clube do Povo!

Mari Pires foi fundamental na jogada do primeiro gol/Foto: Mariana Capra, Internacional

Segundo tempo

0min – Gurias Coloradas retornam com novidade. Julia entra na vaga de Mari.

7min – NA TRAVE! Naná desarma Sinara, dispara pela esquerda, vai ao fundo e cruza rasteiro. O montinho artilheiro atrapalha, e Lorena quase manda contra o próprio patrimônio.

8min – SALVA, LORENA! Ana Alice é entortada por Shashá que, dentro da área, finaliza colocado, de canhota. Defende a goleira.

8min – GOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL! GOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL! É DO INTERNACIONAL! É DO CLUBE DO POVO! É DAS GURIAS COLORADAS! É DA MINHA 9, QUE É ARTILHEIRA E BRABA! Julia aciona Byanca Brasil. Inteligente, a centroavante, que caía pela esquerda, invade a grande área e chuta cruzado. O arremate é travado, mas a craque alvirrubra fica com a sobra, deixa a zagueira no chão e, de frente para a meta, manda no ângulo. Golaço!

12min – NO TRAVESSÃO! Shashá dispara pela direita, supera Rebeca e, rente à linha de fundo, cruza fechado. A bola explode no poste superior e sai em tiro de meta para as rivais.

16min – Muda o Grêmio. Entra Ju Oliveira, sai Rebeca.

17min – NANÁÁÁÁÁ! Cruzamento de Eudimila vem da direita. Na segunda trave, Ju Oliveira cabeceia e a bola toma o caminho das redes vermelhas. Em cima da linha, a camisa 20 colorada, de novo, afasta e impede o tento gremista.

20min – Maurício Salgado promove nova alteração. Entra Leidi, sai Rafa Travalão. Fabi Simões é adiantada para a linha de frente.

23min – Parada técnica. Que calor em Cachoeirinha!

25min – Retomada a partida.

28min – Muda o Grêmio. Vem Yasmim, sai Jane Tavares.

31min – Bruninha entra no Inter. Sai Naná.

34min – Ju cruza, pela direita, com muita direção. Na esquerda da grande área gremista, Bruninha aparece no vazio e finaliza de direita. Teimosa, a bola sai pela linha de fundo.

Ju Ferreira, protetora da zaga colorada/Foto: Mariana Capra, Internacional

37min – Dupla troca no Grêmio. Ana Alice por Mayara, Mariza por Tefa.

39min – Marta recebe pela direita, corta para a canhota e finaliza rasteiro. Kemelli defende!

39min – Pênalti para o Grêmio. Djeni em Sinara.

40min – Pri Back converte a cobrança.

41min – No Inter, sai Byanca. Quem vem é Jheniffer.

45min – Seis de acréscimos. Vamos até 51.

46min – LORENA! Djeni cobra falta pela esquerda. Na grande área, Sorriso desvia de puxeta e, por detalhe, não amplia.

48min – PRA FOOORA! Ju pega a sobra de corte parcial da zaga adversária e, com o pé direito, manda rasteira. A bola sai tirando tinta.

50min – MEU DEUS! SERIA UMA PINTURA! Da altura do meio de campo, Djeni manda uma bomba de direita. A bola encobre Lorena, mas sai raspando no poste superior.

51min – ACABOU! CAMPEÃS! CAMPEÃS! CAMPEÃS! É O CLUBE DO POVO! SÃO AS GURIAS COLORADAS! É PRECISO RESPEITAR ESSA CAMISA, ESSA TRADIÇÃO, ESSA HISTÓRIA! QUEM MANDA NO RIO GRANDE SÃO AS GURIAS DO POVO!


Ficha técnica:

Internacional (2): Kemelli; Fabi Simões, Bruna Benites, Sorriso e Naná (Bruninha); Ju Ferreira, Djeni e Mari Pires (Julia); Shashá, Byanca Brasil (Jheniffer) e Rafa Travalão (Leidi). Técnico: Maurício Salgado.

Grêmio (1): Lorena; Sinara, Ana Alice (Mayara), Andressa e Rebeca (Ju Oliveira); Mariza (Tefa), Pri Back, Eudimilla e Jane Tavares (Yasmim); Gisseli e Marta. Técnica: Patrícia Gusmão.

Gols: Djeni Becker, aos 28 minutos do primeiro tempo, e Byanca Brasil, aos 8 minutos do segundo (I). Pri Back, aos 40 minutos do segundo tempo (G).

Cartões amarelos: Bruna Benites e Djeni (I). Pri Back e Sinara (G).

Arbitragem: Leandro Pedro Vuaden, auxiliado por Luiza Naujorks Reis e Maíra Mastella Moreira.

Estádio: Arena Cruzeiro.

Gurias Coloradas Sub-16 são campeãs da Libertadores

A América é nossa! As Gurias do Sub-16 são as novas campeãs da Libertadores. O Clube do Povo derrotou o Liverpool-URU neste domingo (02/02) em Luque, no Paraguai levantando a taça da competição. De quebra, a equipe colorada ainda levou as premiações individuais de melhor jogadora, com a camisa 10 Milena, e de melhor goleira, pela número 1 Gabriela.

Em uma partida intensa, os gols do título foram anotados por Maki, Bia e Alessandra na vitória por 3 a 0. E o placar não demorou para abrir, logo aos 5min após uma cobrança de falta para a área, Maki empurrou a bola para o fundo da rede. Já aos 25min da etapa complementar, Bia Gomes percorreu todo o gramado até finalizar marcando um golaço e ampliando o placar para o Clube do Povo. Já nos acréscimos, Alessandra acertou um chute de fora de área completando o resultado.

Reelembre a campanha Colorada

As Gurias realizaram um grande triunfo nesta competição. Alem de saírem como líderes do Grupo B, ao todo foram 4 vitórias e um empate, com 12 gols convertidos contra apenas 2 sofridos. O Clube do Povo superou 4 adversários: Liverpool-URU, Seleção Antioquia-COL, Colo-Colo-CHI e o Guarani de Fortuna-PAR. Além disso, as gurias já haviam levantado a taça da Liga de Desenvolvimento CONMEBOL na etapa nacional. Agora, o colorado está classificado para a Copa Disney, o Mundial da categoria, que reúne os classificados de cada continente em Orlando, nos Estados Unidos.

Mais de 9500 colorados acompanharam a final da Copinha no Pacaembu

Um sábado para ficar marcado para sempre na memória do torcedor colorado: o dia em que São Paulo viu um clássico Gaúcho tomar conta da cidade. Um 25 de janeiro colorido pelo vermelho e branco de uma equipe que entregou até a última gota de suor em campo. Repetindo os feitos de 1974, 1978, 1980 e 1998, após um jogo de acirrar os ânimos, a equipe sub-20 colorada sagrou-se campeã, pela quinta vez, da Copa São Paulo de Futebol Júnior.

Quem, desde o início, esteve acompanhando a campanha das jovens promessas coloradas foi a massa alvirrubra – colorados paulistas e aqueles que viajaram centenas de quilômetros para estar lado a lado com a equipe. Juntos, vestindo o manto sagrado, apoiaram a gurizada durante os mais de 90 minutos. O coração de quem não pode estar no Pacaembu sentiu-se bem representado, já que cerca de 9500 colorados estiveram presentes em um estádio distante mais de mil quilômetros da nossa casa. Isso prova aquilo que nós colorados já sabíamos: o Inter é Gigante!

O número de colorados em solo Paulista elevou-se nos últimos anos. Nessa expansão, entra em cena o trabalho que é realizado pelo departamento de Relacionamento Social do Clube junto aos representantes colorados longe de Porto Alegre. Em 2013 eram nove consulados; atualmente contabiliza-se mais de 60. A prova disto aconteceu, não só no jogo final, mas em toda a Copinha. Afinal, onde tem jogo do Inter, tem torcida e consulado representando o Clube do Povo.